expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 19 de abril de 2019

JUSTIÇA SANTOMENSE OBRIGA A DEVOLVER AO ESTADO MASSA DESBARATADA POR AUTARCAS ADI – Auditoria do Tribunal de Contas exige reposição de valores - O ex-Presidente da Camara Distrital de Lobata Policarpo Freitas, vai ter que repor salários e subsídios ilegalmente pagos - – O Juiz Monte Cristo, anunciara, recentemente, que “os visados nos relatórios de auditoria, que não repõem de forma voluntária os fundos mal parados, serão alvos ainda este ano, de julgamentos públicos na sala de audiências do Tribunal de Contas”-

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

JUSTIÇA SANTOMENSE OBRIGA A DEVOLVER AO ESTADO MASSA DESBARATADA POR AUTARCAS ADI 






O Presidente do Tribunal de Contas, está a pôr em execução, o plano de  reforma legislativa aprovado na Assembleia Nacional do processo de julgamento para responsabilização financeira no sentido  de dar suporte legal aos julgamentos públicos do Tribunal de Contas

Em 26 de Março, passado, José António Monte Cristo, afirmara: «Temos uma solicitação na Assembleia e foi bem acolhida para podermos regular toda a sistémica na legislação apropriada desse mecanismo. E como a Assembleia nos promete que este trabalho será feito com muita brevidade, cremos que muito brevemente haverá julgamentos…. ainda este ano», assegurou Monte Cristo - Fonte Téla Nón
https://www.telanon.info/politica/2019/03/26/28918/monte-cristo-quer-retomar-julgamentos-no-tribunal-de-contas/

Aprovada que fora, a legislação adequada, os  visados nos relatórios de auditoria, que não repuserem de forma voluntária os fundos mal parados, serão alvos ainda este ano, de julgamentos públicos na sala de audiências do Tribunal de Contas.-

EX-AUTARCAS DE "PINTA CABRA" TERÃO QUE REPOR AS MASSAS DESVIADAS A PRETEXTO DE PAGAMENTOS DE SALÁRIOS E SUBSÍDIOS


São-Tomé, 18 Abr ( STP-Press) – O Tribunal de Contas de São Tomé e Príncipe recomenda  que a Cãmara Distrital de Lobata “promova a cobrança e reposição de valores ilegalmente pagos em salário e subsidio” pela anterior direção desta autarquia de acordo com resultado da auditoria deste tribunal, ao qual, a STP-Press teve hoje acesso.

“ Que a Câmara Distrital de Lobata promova a cobrança e reposição na sua conta bancária o valor de Db. 712.198.720,00 processados e pagos ilegalmente através de salários nas diversas categorias de subsídios”- lê-se no relatório de auditoria aos exercícios económicos de 2015, 2016 e 1ºsemestre de 2017.

Auditoria recomenda a cobrança e reposição do valor relativo aos serviços de mediateca de Guadalupe sem devida autorização bem como e regularização das operações administrativas e contabilísticas dos exercícios de 2015/2016 dentre outras recomendações. podre ver o documento na íntegra http://www.stp-press.st/2019/04/18/tribunal-de-contas-recomenda-reposicao-de-pagamentos-ilegais-da-anterior-gestao-da-camara-de-lobata/