expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 26 de julho de 2015

Em S- Tomé – Um dos fundadores do Skype veio explicar em inglês, na TEDX SÃO TOMÉ “Como utilizei a Internet para mudar o meu mundo" – Mas quem arrancou mais sorrisos e aplausos, num expressivo português com citações em “forro” foi o popular cantor Killa-z



A sala de conferências da Biblioteca Nacional, em São Tomé, na tarde e principio de noite, deste último sábado, em ambiente de muita fantasia e balões para dar colorido "aos sonhos", foi pequena demais para acolher público e oradores da   terceira edição da Conferência Internacional TEDx São Tomé, subordinada ao tema: "Ponto Sem Retorno: Tudo e Nada”, com o objetivo de “inspirar os participantes a partilhar conceitos, ideias e experiências”. – segundo palavras de Mário Lopes, co-organizador do evento, precisamente, no mesmo dia, em que, Patrice Trovoada, procedia à inauguração  de centros gratuitos de acesso à Internet

Um dos oradores, do citado debate, era o estónio Ahti Heinla, empresário e programador, um dos fundadores do  Skype, que veio explicar  como utilizou a Internet para mudar o mundo, perante um auditório, muito atento, além daquele que o podia seguir em directo  pela própria Internet  – Da chamada aldeia global, que a WEB criou e transformou, alterando  costumes e comportamentos.  – Num processo de comunicação global, que parece apostar mais na eficiência dos cifrões e da expansão liberal, na feira das vaidades e aparências,  dos egoísmos dos narcisismos   individuais, do que  propriamente no culto da  solidariedade e humanização.

Mas esta é a realidade dos novos tempos: já conhecida pela era do vazio ou do fim das ideologias, em que, já nada se faz, sem a muleta da Internet  - Sem dúvida, uma das mais espantosas descobertas da era moderna, em que  a acessibilidade do conhecimento, é incomensurável. Daí que já nenhum governante lhe fique indiferente – lhe restrinja o acesso ou o favoreça. 

De facto, na organização da TEDx São Tomé, nada ali foi deixado ao acaso: cada palestra teve a duração de 17 minutos,  seguidos à risca, podendo  ser geridos minuto a minuto, já que, em qualquer momento,  num dos lados da sala, e junto ao staff, havia alguém, com um cronómetro  digital, bem levantado,  para que orador não se perdesse e desse bem conto do seu recado, servindo ao mesmo tempo de "exemplo de  boas práticas”


Por outro lado, sugestões de ideias, relatos de experiências, também não faltaram, até para que “ se transformem "as más intenções em boas” – Tema escolhido  pelo cantor Killa-z , a quem coube dar uma nota de musicalidade, de humor e de  teatralidade ao encerramento do evento – Explicando o segredo dos seus êxitos, através da interpretação que fizera da genuína musica da sua terra, alertando para a  defesa  da identidade do “nosso produto com o selo  STP, e não “mad in China ou de qualquer outra designação alheia, que, mesmo produzido ou fabricado fora do  território das grandes potências capitalistas, continua  a ter a marca  desses grandes empórios, um produto estrangeiro na terra onde é genuíno.

O Governo fez-se representar por Olinto Daio, Ministro da Educação, Cultura e Formação, que, ao ser abordado pelos jornalistas, e,  referindo-se ao sucesso das  experiências relatadas, desejou que as mesmas possam contribuir para a "mudança de mentalidades" e “contagiar todos os santomenses na mudança”

TEMAS ESCOLHIDOS

Ahti Heinla -  “Como utilizar a internet para mudar o mundo”;Abílio Bragrança Neto -  “A vida como uma garrafa de vinho”;Wildmark Trovoada -  “Quanto vale o nosso lixo”;Roselyn Silva – Como é que uma ideia  pode mudar o mundo” – Disse que conseguiu descobrir a sua “vocação através das histórias dos tecidos e o que eles representavam para cada cliente”Killa Z – “Transforme as más intenções em boas”;Yanira Tiny – “Do Sonho à Realidade”; Nayda Almeida – “Como é que a justiça pode ser justa para todos”André Aureliano Aragão




Nenhum comentário :