expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Em São Tomé - Ministra cabo-verdiana Janira Almada fala de um país aberto aos céus e ao mar - Citando, Amílcar Cabral diz que a educação é a melhor ferramenta de combate à pobreza.








Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista  -  (texto, fotos e vídeo de imagens com resisto sonoro)


Em Cabo Verde,  escasseia a água das chuvas, mas as ilhas desfrutam de uma situação geográfica privilegiada: é um país que se abre aos céus e ao mar  - Por isso, tem apostado na construção e modernização de portos e aeroportos internacionais - Afirmações da Ministra da Juventude, Emprego e Recursos humanos, Janira Hopffer Almada, na palestra que proferiu no Centro de formação profissional Brasil – São Tomé e Príncipe, seguida  com muita atenção e  curiosidade, tanto por membros do Governo e outras entidades, como pelo público, que ali compareceu, enchendo a sala.




EM SÃO TOMÉ - JANIRA ALMADA - A MINISTRA QUE NA ILHA DO MEIO DO MUNDO EVOCA SAUDADES DE CABO VERDE E DE COIMBRA

Janira Hopffer Almada, presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde(PAICV), no poder, é um dos excelentes exemplos de como a cultura portuguesa anda de mãos dadas com o africanismo cabo-verdiano - mas não só: a portugalidade e a africanidade, têm um vínculo cultural e línguistico de séculos - No que têm de positivo e negativo - Pois nem todas as memórias do domínio colonial, embora façam parte da mesma história, são dignas de lembrança.

Licenciada, pela Universidade de Coimbra, adora o fado da capital do Mondego e a morna das suas amadas Ilhas, daí  - pouco antes de discursar – ser agraciada com sons da guitarra de Coimbra e a capa e batina para lhe fazer lembrar, certamente, os seus melhores tempos de estudante.

Encontra-se, em São Tomé e Príncipe desde segunda-feira, 10, para uma visita de quatro dias, a convite do seu homólogo, Carlos Gomes, ministro do Emprego e Assuntos Sociais, com quem rubricou, na quarta-feira, de ontem.  um protocolo de cooperação para a execução de um programa nas áreas do emprego, formação profissional, empreendedorismo jovem e recursos humanos”.

 ACORDO SOCIAL - AUMENTO DAS PENSÕES


O acordo de cooperação, assinado, em S. Tomé, nesta última quarta-feira, 12 de agosto, entre a ministra caboverdiana da Juventude, Emprego e Recursos humanos, Janira Hopffer Almada e o ministro santomense do Trabalho, Carlos Gomes, questão já abordada durante a visita do Presidente, Jorge Carlos Fonseca,  prevê, entre outros aspetos,  .aumento das pensões de reforma de caboverdianos,  combater o desemprego, promover  medidas de formação profissional e a criação de empresas, envolvendo jovens caboverdianos e de origem caboverdiana, em S. Tomé e Príncipe



Vídeo com som e imagens

Refere a imprensa que, hoje, dia 13,  quinta-feira,, antes do seu regresso a Cabo Verde, a ministra do Emprego, Juventude e Desenvolvimento dos Recursos, desloca-se à Ilha do Principe, onde está previsto encontrar-se com  o presidente do Governo Regional do Príncipe, Tozé Cassandra, e com a comunidade cabo-verdiana da Roça Sundy e Nova Estrela.


De sublinhar, que, no espaço de um mês, São Tomé e Príncipe recebeu três visitas de autoridades cabo-verdianas, nomeadamente do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, do presidente da Assembleia Nacional, Basílio Ramnos, e agora da ministra Janira Hopffer Almada.. JMV/CP – Excerto de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe assinam protocolo de cooperação



Nenhum comentário :