expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 20 de outubro de 2015

São Tomé – Finalmente a exploração do Petróleo? - Presidente da Guiné Equatorial Teodoro Obiang, avança com promessa de parceria – Presidente Manuel Pinto da Costa, saúda a boa-nova e Primeiro-ministro Patrice Trovoada, avança já com data para Dezembro – Motivo para ambos sorrirem e pacificarem relações ou o indício de que a próxima campanha presidencial poderá ir ao rubro? - Para já, é uma boa noticia e "uma aposta de todos e que só pode ser ganha com união entre todos"


 
Noticias, deste alcance e importância, são realmente de saudar mas também de questionar: vem  aí a prosperidade ou o principio do fim de um paraíso equatorial?   - Sabido  é que o ouro negro tolda demasiado os olhos  e os corações. 

Oxalá tal não aconteça nesta pacifica e  maravilhosa terra. E, de certo, não vai acontecer -  S. Tomé, que até já logou o milagre, que grandes potências, não lograram alcançar: estabelecer paridade de relações diplomáticas entre a China e a Taiwan  - Quando há boa vontade, tudo é possível. –- O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, revelara, há uns tempos,  que “não irá avançar com uma candidatura para as eleições presidenciais, agendadas para 2016, justificando que  apenas está focado no seu trabalho como chefe de Governo santomense – Mas será que, a partir de agora, é que a corrida vai começar?!...

 Bom era que,   os sorrisos que vimos  na  comemoração do 40º aniversário da independência, não fossem apenas mera expressão de circunstância, mas algo mais consistente e duradouro; sinal ou antevisão de que uma nova fase, na vida destas ilhas, vai finalmente começar - como, aliás, foi sublinhado no discurso presidencial  - "Esta é uma aposta de todos e que só pode ser ganha com união entre todos". 

"Tivemos de construir um Estado a partir do nada. Muita coisa mudou entretanto. O mundo mudou e São Tomé e Príncipe soube acompanhar essa mudança e ser pioneiro em África na transição pacífica e tranquila do monopartidarismo para a democracia multipartidária. (...) Temos uma democracia estabilizada e com provas dadas de maturidade.

Um governo com todas as condições políticas para garantir a tão almejada estabilidade até 2018.
Temos um capital humano jovem, generoso e com vontade de participar no desenvolvimento do país com potencialidades enormes se devidamente aproveitadas.
Somos um povo que apesar das desigualdades tem sabido manter a paz e coesão social." - Manuel Pinto da Costa - 12 de Julho

 Mas vamos à noticia: 

Filho do Presidente Obiang - no 40º aniversário. de STP
Seja como for - Sejamos positivos - Depois de tanto se falar e adiar o assunto, parece que desta vez  é mesmo a valer !- Que a exploração do petróleo vai de facto arrancar 

– A Guiné Equatorial, além de fazer fronteira marítima com o arquipélago de S. Tomé,  é um dos países mais ricos de África, graças ao petróleo e à sábia orientação no investimento  desses recursos,  o que não sucedeu noutros países, pelo que a sua experiência poderá vir a ser muito útil, como  parceiro ideal para o aproveitamento da riqueza  petrolífera que se situa na plataforma marítima que separa os  dois países, sendo certo que  as prospeções, a indicam  como uma das jazidas mais importantes do Golfo da Guiné.

Quem, como nós, conheceu este país em Novembro de 1975,  onde imperava o terror e a extrema miséria, e  olha, agora, pela Internet,  as imagens de  Malabo, constata que houve  mudanças, como do dia para a noite. Há os que falam de falta de liberardes democráticas, talvez os mesmos que acham que a China  é um regime livre - E então quem controla os media nos países ocidentais?...São os esquerdistas?!...

Mas indo à questão principal: Finalmente, eis  ter chegado o momento de passar das palavras aos actos, assim pelo menos o  terá entendido o Presidente Teodoro Obiang Nguema , que, segundo as últimas noticias, propôs ao seu homólogo são-tomense Pinto da Costa a criação de empresa conjunta para explorar os referidos recursos” 

“Eu proponho que procuremos empresas que nos possam ajudar a explorar o petróleo que existe na fronteira comum. Podemos fazer o se chama de empresa mista entre São Tomé e Guiné Equatorial e dividir o produto da exploração desta grande bolsa que está na nossa fronteira comum", acrescentou o presidente da Guiné Equatorial.

Proposta, bem aceite pelo Presidente Manuel Pinto da Costa, e igualmente saudada pelo primeiro-ministro Patrice Trovoada, que, em declarações à imprensa,  avançou mesmo com a data Dezembro para se desenharem os primeiros passos. 

O FILHO ABRIU AS PORTAS E O PAI VEIO PELA PASSARELA.

Teodorin Mangue, filho de Teodoro Obiang, Presidente da Guiné Equatorial, que se fez representar em lugar de seu pai, aquando da celebração dos 40 anos de independência de São Tomé e Príncipe, prometeu impulsionar a cooperação entre os dois países dos transportes e do comercio – Tendo declarado:
 
 Queremos também incrementar o intercâmbio ao nível do comércio e vamos trabalhando para ver o que podemos fazer de positivo para ambos os países”, sublinhou ainda, após o encontro com Manuel Pinto da Costa.


De sublinhar que a  Guiné Equatorial foi um dos países que acolheu   os movimentos de luta pela independência nacional em 1975 pelo que, na celebração dos 40 anos de vida do país, enviou uma força militar de 34 homens, que desfilaram em conjunto com o exercito são-tomense.

Por isso mesmo, este intensificar de cooperação e de relações económicas,  tem justificado fundamento  para produzir bons frutos - Não apenas por razões de vizinhança e dos laços históricos  e  linguísticos, que unem os dois países, como também pelo facto de a  Guiné Equatorial,  ter aderido,  em 2014 à Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

A VISITA DE MANUEL PINTO DA COSTA, EM MEADOS DA AGOSTO À GUINÉ EQUATORIAL – SINAL VERDE PARA A COOPERAÇÃO

Estas coisas, de negócios entre países, não surgem do pé para mão, requerem diálogos nos bastidores e contactos diplomáticos ao mais alto nível – E pensamos que este terá sido também um dos objetivos do presidente da República de São Tomé e Príncipe, Manuel Pinto da Costa, na vista oficial, de dois dias,  de 24 horas à Guiné-Equatorial, em meados de Agosto

 (Atualização)

"A Galp Energia anunciou nesta-terça-feira que vai iniciar a exploração de petróleo ao largo de São Tomé e Príncipe, depois de ter conseguido o acordo com o governo do país. Galp explora petróleo no mar de São Tomé e Príncipe



Nenhum comentário :