expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Eleições Presidenciais 20016 – Maria das Neves – Em Portugal – Os São-Tomenses, são sempre bem-vindos! Mas com fraca audiência e entusiasmo nos comícios – Pese aguerrida campanha dos seus apoiantes e amigos nalgumas redes sociais - Talvez das mais organizadas e há mais tempo


Ameaças do Pres, Inst de Trabalho 
Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista -  Informação e Análise   Comissão da Carteira Profissional de Jornalista

Tal como já tive oportunidade de referir, sem com isto pretender envolver-me em questões de polémica partidária, porém, atendendo ao meu forte vinculo (sentimental e jornalístico) que me liga às Ilhas Verdes do Equador, não deixarei - dentro do que me for possível - , de  fazer aqui a  minha  divulgação e análise às questões de natureza cultural,  social, económica - e dos temas de atualidade, que me parecerem oportunos - É o caso das Eleições Presidenciais 2016

Naturalmente que não é fácil este meu trabalho, tal como não foi no tempo colonial e após a revolução de Abril  - E também não será agora, num país onde o jornalismo, além de mal pago e incompreendido, está praticamente confinado ao controlo Governamental ou orientação partidária -  Pela WEB, a liberdade é diferente: mais polémica, diversificada e apaixonada - O mau é que, em S. Tomé e Príncipe, a Internet - além da fraca velocidade e de estar sujeita aos constantes cortes das redes públicas de eletricidade, ainda é um luxo para o grosso da população

Humberto Santos Baseando-se nesses factos qualquer individuo consciente das suas responsabilidades como cidadão íntegro de qualquer sociedade, não se ousaria sequer dar este passo. Qualquer candidato ao mais alto cargo da Nação é suposto estar acima de qualquer suspeita.
Jornal Telanon 
SEJA BEM VINDA  À CAPITAL DA LUSOFONIA E BOA ESTADIA

MARIA DAS NEVES - A PRIMEIRA  A FAZER CAMPANHA EM PORTUGAL - SEM PRESSAS DE OFICIALIZAR A CANDIDATURA NOS TERMOS DA LEI CONSTITUCIONAL - Nem todos o poderão fazer mas, a candidata, apoiada pela ala  - ultra-liberal do seu partido - pelos vistos, faz questão de  ser a primeira a fazer a diferença.


Maria das Neves, a candidata que se diz independente, mas que é apoiada por Aurélio Martins, o líder do MLSTP-PSD, que provocou neste Partido - de referência histórica   - a sua  maior derrota de sempre (Partido de Patrice Trovoada com maioria absoluta nas legislativas )veio a Portugal, segundo refere o Jornal Transparência, para auscultar as comunidades santomense, onde teve a possibilidade de auscultar os moradores santomense na Urbanização Terraços – Sacavém, no Bairro Jamaica, Margem Sul, e também na Amadora, entre outras comunidades " 


Jornal Transparência
Porém, a avaliar pelas imagens publicadas, e também pelo que é referido por este jornal  - –  a sua presença, parece que não terá despertado grande entusiasmo;

Na "breve explanação a candidata conseguiu reunir com as dezenas de jovens em Portugal, no espaço "alô cherie" do famoso músico Juka, neste encontro Maria das Neves saiu mais convicta na victoria no próximo dia 17 de Julho de 2016. Jornal Transparência 

EM 2011  - EM 4º LUGAR

Maria das Neves, que, em 2011, foi remetida para o quarto lugar, nas eleições que  elegeram,  Manuel Pinto da Costa Presidente da República”, a figura histórica da nacionalidade são- tomense – ao contrário das outras duas candidatas do mesmo Partido,  que não tiveram posses para custearem  as viagens - agora também se deslocou a Portugal  - sim:  - quanto não vale ser  dono de roças e ter enriquecido, com um pé  na política e outro no privado

Naquela altura, em 2011,  para mostrar um papel  de que, o maior escândalo financeiro, em que o seu nome fora envolvido,  não passava de uma uma ficção - Estava ilibada!

A ESTABILIDADE - DEFENDIDA POR QUEM A DESESTABILIZA

“O meu manifesto defende a estabilidade política e social como estratégia única para unir o país”  - Pouco mais disse do que já disse, em S. Tomé

Transparência
Mas quem é que  já exibiu este mesmo disco? –  Justamente quem lhe declarou o apoio –  20/06/2011 “Aurélio Martins, candidato do MLSTP/PSD, garante que caso seja eleito, vai acabar com a instabilidade política e governativa Aurélio Martins..


NEM ASSIM APRENDEU – VOLTOU  - TALVEZ PARA  VER SE A COLEGA EMPRESÁRIA,  - INDO PARA CHEFA DA NAÇÃO – O  PODERÁ  SAFAR DA AFLIÇÃO

11/04/2012 - Aurélio Martins, licenciado em relações internacionais, mostrou-se arrependido por ter participado nas eleições presidenciais, confessando que gastou muito dinheiro e que está endividado, e que inclusive algumas das suas empresas estão em dificuldades em Angola e no país. Maior força da oposição santomense elege novo líder - Panapress

MARIA DAS VEZES – “ 18ª MULHER MAIS PODEROSA DO MUNDO”  - diz quem a promove

Em 2011, veio dizer a Lisboa, que, “no caso de GGA foi apenas uma liquidação política, depois de ter falhado o golpe de Estado com que me pretendiam aniquilar fisicamente, devido a simpatia com que gozava junto das nossas populações. Tenho uma cópia da certidão do Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, onde não foi encontrado nada que me envolvesse ao caso de GGA.» 

MARIA DAS NEVES, SAFOU-SE DE SER CONDENADA, ILIBARAM-NA  - MAS O GOVERNO QUE LIDEROU FICOU MANCHADO POR CASOS DA MAIS ALTA CORRUPÇÃO  - 

(…)"figuras políticas importantes do país, incluindo Maria das Neves, acusadas de participar nestes actos de corrupção generalizada."  "O diretor trouxe milhões e disse que era para o Primeiro Ministro", cujo marido, Carlos Quaresma, também está entre os acusados. Un rapport sur la corruption à Sao Tomé épingle l'ancien gouvernementTraduzir esta página

CONDENAÇÃO  DE NOVE E SETE ANOS DE PRISÃO EFETIVA A  DOIS ARGUIDOS  DO MESMO PROCESSO

27/03/2009 Tribunal da Primeira Instância acabou de ler o acordão do caso GGA - Diógenes Moniz, ex-Director do G1abinete de Gestão da Ajuda Externa, foi condenado a 9 anos de prisão efectiva e ao pagamento de uma multa de 900 milhões de dobras.  Aurélio Aguiar na qualidade de antigo caixa do GGA foi condenado a 7 anos de prisão 

(…) Cabe agora ao Ministério Público instruir o processo individual dos ex-ministros e primeiros-ministros, que alegadamente foram mandantes dos desvios de fundos do GGA. São mais de 3milhões de dólares em falta. Um assunto que o Téla Nón vai detalhar ainda esta sexta-feira.  Tribunal da Primeira Instância acabou de ler o acordão do caso GGA

MARIA DAS NEVES - AFIRMA CANDIDATAR-SE  COM O APOIO "MAIORITÁRIO" DO SEU PARTIDO  - MAS IMAGINE-SE A CONTRADIÇÃO – ASSUMINDO-SE COMO INDEPENDENTE! .  Maria das Neves tem apoio do MLSTP na corrida presidencia

Transprência

Aurélio Martins - Telanón
Em boa verdade, é compreensível que um politico tenha a ambição de atingir o mais alto patamar, sim, é perfeitamente admissível, conquanto, no seu currículo, não constem graves acusações, e,   Maria das Neves, conquanto lograsse ser ilibada, dirigiu um Governo corrupto 

Não vejo, pois, como os cidadãos São -Tomenses, poderão  rever-se  numa personalidade  - como símbolo do seu país – quando, essa mesma personalidade, tudo  fez para se furtar às acusações da  Justiça que pendiam sobre ela própria e a sua governação. 

Emba. de Angola - ainda por concluir
Maria das Neves Ceita Baptista de Sousa, ex-Primeira-ministra,  determinada a voltar ao poder rodeada por alguns daqueles nomes que fizeram parte da lista do maior  escândalo financeiro da história democrática de S. Tomé e Príncipe – Ela foi uma das personalidades da classe política e do Estado de São Tomé e Príncipe convocadas pelo Ministério Público (MP), em 2004,  para responderem a graves acusações do uso indevido de fundos do Banco Alimentar, que deviam ser aplicados na melhoria das condições de vida das populações, mas desviados a favor de políticos, empresários,  homens de negócios. - Maria  das Neves, escudou-se na imunidade parlamentar, enquanto pôde, recusando-se a colaborar imediatamente, com a Justiça, levando a que o  processo se arrastasse por vários anos  - Alguns cabecilhas do seu Governo foram condenados a pesadas penas. 

Daí que se pergunte: Mas que exemplo  poderá ser dado  ao Povo e aos cidadãos do seu país, quando, uma ex-primeira-Ministra, 
atual vice-presidente da Assembleia Nacional, depois de ter sido acusada pelo MP do seu país, de gravosos atos ilícitos de corrupção, que apontavam para o desvio de "3 milhões de dólares dos cofres  do “Gabinete de gestão de Ajuda do alimentar, para reabilitar a sua residência privada e a sua empresa agrícola Vila Graciosa, se apresente, mais tarde, a candidata a Chefe da Nação?  


Cinco anos depois, Maria das Neves, logrou ser ilibada. lá se safou  - Porém, a avaliar pelo que referem as noticias, inicialmente, tanto ela como o Parlamento, onde detinha os seus apoios,   tudo fizeram para se escudar na imunidade parlamentar e evitar responder em  Tribunal, ao contrário de outros arguidos 

MINISTÉRIO PÚBLICO NÃO SE CONFORMOU COM O PERDÃO A MARIA DAS NEVES - MP diz que havia provas para ser condenada. 06/06/2007  Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé

O juíz Frederico Samba que conduzia o processo apelidado de "Mãos Limpas" inocentou recentemente a antiga primeira-ministra Maria das Neves, o seu director de Gabinete José Neto, bem como o antigo ministro do Comércio Arzemiro dos Prazeres, alegadamente por falta de provas. 
Mas o Ministério Público entende existirem provas materiais que permitem concluir que aquelas figuras cometeram os crimes de abuso de confiança e de peculato, pelo que decidiu recorrer da decisão. Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé  -Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé

  QUANTO NÃO VALERÁ  SER NOVO RICO E POLÍTICO –

"O caso acabou por ir parar às mãos do juiz Frederico Samba, antigo magistrado destacado na ilha do Príncipe, porque os juízes do Tribunal de São Tomé se declararam, por unanimidade, impedidos de julgar o maior escândalo financeiro dos últimos anos no arquipélago. 

Em 2004, mais de três milhões de dólares americanos foram desviados dos cofres do GGA e, em 2006, foi denunciado um outro desaparecimento de mais de dois milhões de dólares americanos daquela instituição vocacionada para a administração dos fundos externos. 

Fonte da Procuradoria Geral da República do arquipélago revelou à PANA que esta é a segunda vez, desde a abertura do processo em 2004, que o Ministério Público é obrigado a recorrer ao Supremo, depois de juízes do tribunal da primeira instância terem tentado invalidar o processo por alegada falta de prova

Justino Veiga aproveitou a oportunidade para lamentar a atitude dos juízes, considerando-a indiciadora de um certo descrédito no sistema. 
"Não é razoável que num tribunal todos os juízes se declarem impedidos de se pronunciar acerca de uma matéria  Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé

  2005 - São Tomé São Tomé e Príncipe (PANA) - O presidente do Tribunal de Contas de São Tomé e Príncipe, Francisco Fortunato Pires, disse que o alegado escândalo financeiro para o escritório de gestão da ajuda externa líder (GGA) a renúncia do ex-primeiro-ministro Maria das Neves é uma prova clara de que a corrupção se instalou no arquipélago.” 

15 Novembro 2008 Julgamento escândalo CGA em S. Tomé: Principais arguidos ausentes do Pais - Os antigos primeiros-ministros Armindo Vaz d’Almeida e Maria das Neves, o ex-ministro do comércio, Júlio Silva, e Carlos Gustavo dos Anjos, embaixador de São Tomé e Príncipe na Bélgica, não compareceram ao julgamento do caso de desvio de fundos no Gabinete de Gestão das Ajudas Externas. Informações provenientes de São Tomé indicam que todos se encontram ausentes do pais. http://www.asemana.publ.cv/spip.php?article37086

PÚBLICO (...) Na reabertura das sessões parlamentares depois das férias, o vice-presidente da Assembleia, Carlos Neves, pediu aos deputados para não se refugiarem na imunidade parlamentar para "escaparem à justiça". Na mesma ocasião, Maria das Neves tomou posse como deputada recuperando a imunidade parlamentar. Foi na passada sexta-feira, depois de vários dias em que a ex-primeira-ministra se ausentou não dando resposta às tentativas de notificação do MP em sua casa. 
33333
(…)"figuras políticas importantes do país, incluindo Maria das Neves, acusadas de participar nestes actos de corrupção generalizada."  "O diretor trouxe milhões e disse que era para o Primeiro Ministro", cujo marido, Carlos Quaresma, também está entre os acusados. Un rapport sur la corruption à Sao Tomé épingle l'ancien gouvernementTraduzir esta página

Muitas dessas noticias - em português e noutras línguas  - correram mundo - E ainda hoje podem ser lidas na Internet - As quais, como não foram desmentidas ou refutadas, com testemunhos contraditórios   - de modo algum poderão abonar para a credibilidade , nacional ou internacional, de quem ouse apresentar-se a candidato a Presidente de um País! 

PALAVRAS SÁBIAS E EXPERIENTES QUE NÃO FORAM ESCUTADAS


6 Janeiro de 2011 - O líder carismático do partido, Manuel Pinto da Costa, alertou para a necessidade de a nova direção se acautelar na política que vai desenvolver enquanto partido da oposição. 
     
"O partido tem enorme responsabilidade de ser uma oposição séria e exemplar, de modo a constituir uma alternativa política credível e consistente para a governação de São Tomé e Príncipe", disse.
   

Pinto da Costa reconheceu porém que o MLSTP-PSD "não reúne todos os pressupostos e condições necessárias" para se constituir nessa alternativa,"na medida em que terá primeiramente de proceder a uma profunda reestruturação com vista a reaproximar-se da sua base de apoio".      Empresário Aurélio Martins eleito presidente do MLSTP-PSD - Ango

Nenhum comentário :