expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 23 de junho de 2016

S. Tomé e Príncipe - Eleições Presidenciais 2016 – O candidato, Estanislau Afonso – autor do livro “Batota do Juiz” – Lança acusações nas redes sociais - Poderá não passar no crivo do Supremo Tribunal de Justiça e Tribunal Constitucional – E impedi-lo de participar no flogá dos outros seis candidatos ou até acabar nos calabouços – Por ter uma queixa à perna por parte do mesmo juiz que conduziu o processo apelidado de "Mãos Limpas" que inocentou a antiga primeira-ministra Maria das Neves , que também é candidata

 Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista  Informação e Análise

 S. Tomé e Príncipe - Eleições Presidenciais 17 de Julho 2016 - Estanislau Afonso e a oportunidade perdida?!... - Será que, em tempo de campanha eleitoral para o mais cargo da Nação São-Tomense, se vai deixar de ouvir o candidato que defende explorar de forma credível o petróleo e combater a corrupção? -  Por ter uma queixa à perna? -  Curiosamente por parte do mesmo juiz que conduziu o processo apelidado de "Mãos Limpas" que inocentou a antiga primeira-ministra Maria das Neves ,também ela candidata





Na ordem dos candidatos nos  boletins de voto, sorteada pelo Tribunal Constitucional na presença dos respetivos mandatários, colocou o candidato Estanislau Afonso, em 5º ligar, no entanto, tal como referimos neste site, tal não significa que tenha o seu lugar assegurado, já que, além de ter que fazer prova  da sua residência no seu país,, tem um mandato judicial à perna por afirmações consideradas caluniosas no seu livro “Batota do Juiz”

Pois,  como é do conhecimento público, o Procurador-Geral da República Frederique Samba, o mesmo Juiz que inocentou Maria das Neves, no processo "Mãos Limpas", decidiu processar criminalmente o autor do livro “Batota do Juiz”, de autoria do cidadão Estanislau Afonso. Segundo o Procurador-Geral, são duas as queixas, uma em São Tomé e outra em Portugal, que visam responsabilizar o autor do livro pelas acusações infundadas feitas contra a sua pessoa -. «Fiquei surpreso e estupefacto com as acusações que recaem sobre a minha pessoa. O livro não apresenta provas nenhumas sobre a corrupção. Para um jurista que conhece direito, o livro não provas nenhumas», reclamou o Procurador-Geral da república

Trata-se, com efeito do mesmo juiz   Frederique Samba,  que conduzia o processo apelidado de "Mãos Limpas" que inocentou  a antiga primeira-ministra Maria das Neves, o seu director de Gabinete José Neto, bem como o antigo ministro do Comércio Arzemiro dos Prazeres, alegadamente por falta de provas. 


O CANDIDATO QUE QUER COMBATER O ROUBO E EXPLORAR O PETRÓLEO - PODERÁ NÃO ENTRAR NO FLOGÁ DOS CANDIDATOS 

“Dr. Estanislau Afonso” – Candidato a Presidente da República de São Tomé e Príncipe – Combater o roubo e explorar o petróleo” - 


Teor do cartaz do candidato,  sem currículo digno de monta, que não seja a autoria de um livro de afirmações polémicas, e, pelos vistos, alvo de processo judicial,   cuja veracidade  do seu conteúdo terá agora de provar em Tribunal   - E, ao que parece, ele que, até agora, se furtou ao mandato judicial, que pende sobre o seu nome, o mais provável é mesmo ter que prestar contas à justiça, o que não aconteceria, pelo menos, durante a campanha eleitoral, se a sua candidatura, não for chumbada, atendendo à imunidade parlamentar conferida aos candidatos - Mas, ao que parece,  ele próprio já dá alguns sinais de desespero (no Facebook) e os ventos dão  ares de lhe correrem mais  de gravana do que de  calmaria

Numa entrevista, que nos concedeu, há dois anos, o autor do livro “Batota do Juiz”, declarou-nos que  o dinheiro do petróleo não tem sido aplicado de forma credível, que possa protagonizar sucesso  económico – Sendo assim, considera-se ele a pessoa mais indicada para levar por diante esses negócios e combater a corrupção – Bom, este tem sido o discurso habitual de muitos políticos, e até daqueles que foram indiciados de estarem envolvidas em escandalosas redes desse género, mas o mau é que essa erva daninha, por mais palavras que a afrontem, encontra sempre terreno livre  para prosperar e vozes para se arvoarem em salvadores, quando, afinal,  acabam também por se envolver na mesma teia de interesses . 





Um são-tomense sem papas na língua  - Poderá vir a ser ele um dos mais corajosos exemplos, entre os políticos?...

ESTANISLLAU AFONSO JÁ VEIO PARA AS REDES SOCIAIS A DAR  MOSTRAS DO SEU DESESPERO  - E FALAR DE ALDRABICES CONTRA A SUA PESSOA

"ALDRABICES DE SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
É UM ABUSO, SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE TER SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA QUE VIVE COM BASE EM ALDRABICES. LAMENTAVELMENTE OS FUNCIONÁRIOS E JUÍZES DE SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTÃO A MONTAR ALDRABICES DE MODO A PROVOCAR NULIDADE NO PROCESSO DE CANDIDATURA DE ESTANISLAU AFONSO A PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE. UM SENHOR QUE SE IDENTIFICOU COMO SECRETÁRIO DE SUPREMO TRIBUNAL, TELEFONOU ESTANISLAU AFONSO, DISSE QUE QUERIA LOCALIZA-LO E O SEU MANDATÁRIO, O ESTANISLAU AFONSO DISSE QUE SE ENCONTRAVA NAS INSTALAÇÕES DA COMISSÃO ELEITORAL NACIONAL, O REFERIDO COLEGA ACOMPANHADO COM MAIS UM COLEGA, LEVOU PROCESSO DE CANDIDATURA DE ESTANISLAU AFONSO, OBRIGANDO O MANDATÁRIO ASSINAR QUE ESTANISLAU AFONSO DESISTIU DE SE CANDIDATAR, POR FALTA DE DOCUMENTOS. TUDO MENTIRAS. VÁRIAS MONTAGENS DE PESSOAS E INSTITUIÇÕES POLITIZADAS, QUE PERDERAM A CONFIANÇA DO POVO" - Conteúdo editado pelo candidato 

UM CHUMBADO E OUTRO EM VIAS DE O SER 


As eleições presidenciais em São Tomé e Príncipe, realizam-se no próximo dia 17  de Julho  - São sete os candidatos que vão disputar, nos 111.222 eleitores   inscritos, o alto cargo de Presidente da República Democrática de S. Tomé e Príncipe – A candidatura de Gilberto Gil Umblina - natural do Príncipe, com um passado ligado à divulgação da música das duas ilhas -  não foi aceite por falta de documentos exigidos na lei eleitoral - E a do autor do livro "A Batota do Juiz" -  ainda não é 100% seguro se passou, já que terá que fazer prova de residência, em S. Tomé nos últimos 3 anos - No entanto, em qualquer caso,   embora a lei eleitoral lhe confira imunidade,  poderá  vir a  confrontar.se, no final da campanha, com um processo judicial  à perna .Justiça procura pelo autor do livro “Batota do Juiz” | Téla Nón

NESTA CORRIDA ÀS PRESIDENCIAIS UM A CONTAS COM A JUSTIÇA OUTRO ILIBADO NUM ROL DE ARGUIDOS  COM PESADAS CONDENAÇÕES

Bom era, que nenhum candidato, que se apresentasse a concorrer a tão alto cargo,  tivesse sido alvo da menor suspeição, acerca da sua conduta, em  tempo algum da sua vida (mas sobretudo, na carreira politica) - Nesta corrida às Presidenciais de 17 de Julho, 2016, entre os sete candidatos, que passaram na pré-selecção,  em dois deles  há antecedentes com a Justiça. - É também o caso de Maria das Neves


Maria das Neves Ceita Baptista de Sousa, ex-Primeira-ministra,  determinada a voltar ao poder rodeada por alguns daqueles nomes que fizeram parte da lista do maior  escândalo financeiro da história democrática de S. Tomé e Príncipe – Ela foi uma das personalidades da classe política e do Estado de São Tomé e Príncipe convocadas pelo Ministério Público (MP), em 2004,  para responderem a graves acusações do uso indevido de fundos do Banco Alimentar, que deviam ser aplicados na melhoria das condições de vida das populações, mas desviados a favor de políticos, empresários,  homens de negócios. - Maria  das Neves, escudou-se na imunidade parlamentar, enquanto pôde, recusando-se a colaborar imediatamente, com a Justiça, levando a que o  processo se arrastasse por vários anos  - Alguns cabecilhas do seu Governo foram condenados a pesadas penas. 





MINISTÉRIO PÚBLICO NÃO SE CONFORMOU COM O PERDÃO A MARIA DAS NEVES - MP diz que havia provas para ser condenada. 06/06/2007  Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé

O juíz Frederico Samba que conduzia o processo apelidado de "Mãos Limpas" inocentou  a antiga primeira-ministra Maria das Neves, o seu director de Gabinete José Neto, bem como o antigo ministro do Comércio Arzemiro dos Prazeres, alegadamente por falta de provas. 

Mas o Ministério Público entende existirem provas materiais que permitem concluir que aquelas figuras cometeram os crimes de abuso de confiança e de peculato, pelo que decidiu recorrer da decisão.   -Procuradoria recorre de decisão sobre escândalo financeiro em S.Tomé

(..) O caso GGA continua a surpreender o país, e um dos juízes manifestou-se preocupado com o facto de os declarantes não estarem a ajudar o tribunal no apuramento das provas materiais. O juiz fez questão de anunciar que não se está no tempo da inquisição, por isso mesmo não se pode coagir as pessoas a dizer a verdade. -  Caso GGA não para de surpreender a opinião pública | Téla Nón

Nenhum comentário :