expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Bronca nas Eleições Presidenciais em S. Tomé e Príncipe, 2016 – Pesos-pesados mudam-se de armas e de quartel na reta final - Maria das Neves, deixa escapar Diretor de Campanha, com eventual saco de apoios – Denúncia veiculada num dos jornais populares santomenses do Facebook - O que dirá, Aurélio Martins, do trânsfuga? – Em Julho de 2010, escapou-se para Cabo-Verde – e agora? Se for pró Brasil? - É que o actual secretário-geral do MLSTP-PSD, está proibido de lá residir



Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e Análise 

Em S. Tomé e Príncipe – pelo que nos é possível analisar – a dois dias da abertura das urnas,  fazem-se os últimos comícios e estabelecem-se os derradeiros  contatos com as populações, com a finalidade de  cada um dos cinco candidatos fazer valer a sua mensagem eleitoral - Dir-se-á que jogam-se os últimos trunfos ou cartadas: - Há quem os jogue e os saiba jogar e há quem  à última hora, leve com uma pedra no sapato.

 (…) Depois da saída da António Quintas Aguiar, desta vez, sai o próprio director da campanha da Maria das Neves, o senhor Raul Cravid. O Raul que não saiu sozinho, saiu com (......) da Maria das Neves" -  Nem mais nem menos -

Afirmações estas que constam, no Facebook, numa das páginas  santomeses, mais populares  - Feitas  por parte de quem se diz bem informado, e que parecem pronunciar um sério revés para  Aurélio Martins, atual líder do MLSTP- PSD e principal promotor da campanha de Maria das Neves, que preferiu ignorar o apoio ao fundador histórico do Partido e pai da nacionalidade santomense - É que, enquanto a campanha do Presidente da República, Manuel Pinto da Costa, que se recandidatou para mais cinco anos, vai conquistando calorosas manifestações de popularidade e não conta com a máquina partidária, a campanha apoiada pelo  maior partido da oposição, pelos vistos, mostra sinais  de alguma  desorientação. 

RAÚL CRAVID – IRÁ REPETIR A MESMA PROEZA DE 2010 – EM QUE TEVE DE ABANDONAR S. TOMÉ APENAS COM A ROUPA DO CORPO?

Foto do Téla Nón
A confirmar-se o que é dito no facebook (onde muita  informação costuma jorrar fresca das fontes, embora nem sempre devidamente fundamentada, antes até de ser divulgada nos jornais),  Raúl Cravid, teria abandonado as funções de Diretor da Campanha de Maria das Neves para se juntar às hostes de  Evaristo de Carvalho,  levando consigo eventuais "avultados apoios".  

O  antigo Ministro do Planeamento e das Finanças, em 2008, Ministro da Administração Interna, em 2009,  diretor da Empresa Nacional de Aeroportos e Segurança Aérea (ENASA), de São Tomé, em 2013, secretário-geral do Movimento Democrático Força da Mudança-Partido Liberal (MDFM-PL), em 2010, pelos vistos, tem atrás de si, um currículo algo atribulado: Raul Cravid, foi militante e membro dos órgãos directivos do MLSTP/PSD. Deixou o então partido do seu coração, onde começou a fazer política, após as eleições legislativas de 2006 que deram vitória a coligação MDFM-PCD.    – Depois, disso, a sua passagem pela política, tem dado origem a várias polémicas

Nos finais de Julho, de 2010, ele era notícia pelo facto de ter deixado, S. Tomé, de forma precipitada ou sorrateira, apenas com a roupa que trazia no corpo e uma mochila nas costa, num voo da TAGG, que liga Cabo-Verde, onde teria procurado refúgio. Secretário-geral do MDFM-PL pôs-se em fuga? | Téla Nón - E então se agora resolvesse 

FORTE REVÉS PARA, AURÉLIO MARTINS, ATUAL LÍDER DO MLSTP-PSD - PORVENTURA, NA ESTEIRA DO MESMO FIASCO DE 2011 -   No Brasil há um processo que lhe indeferiu a sua residência - Só em trânsito; não podendo  lá permanecer.

Aurélio Martins, líder dos MLSTP-PSD na oposição, desaconselhou o actual Presidente, Manuel Pinto da Costa, a uma nova candidatura às presidenciais alegando que o  Partido apoiaria  a candidatura da antiga primeira-ministra, Maria das Neves - Em 2011, Aurélio Martins, retirara igualmente o apoio a Manuel Pinto da Costa, mas, tanto a sua candidatura, como a de Maria das Neves, acabariam por ser derrotadas 

O que agora vai suceder nestas eleições, é uma decisão que, caberá, naturalmente,  aos eleitores - Maria das Neves voltou à corrida, e está no seu direito, porém, a ser verdade o abandono do seu Director de Campanha, quase sobre a boca das urnas, tal facto -  conquanto não possa ser um aferidor do escrutínio eleitoral, não deixa, porém, de ser um fracasso, sobretudo para Aurélio Martins, que, mais uma vez vem demonstrar, algumas fragilidades da sua liderança - E também alguma incompetência: - pois, como é sabido, o percurso politico e empresarial de Aurélio Martins, não tem primado pelos melhores êxitos
Pois, se se confirmar, que, Raúl Cravid, se afastou  com eventuais apoios da campanha, como vai ser?  -  Então, se, num destes dias, em vez de  viajar para Cabo Verde, fixar morada no Brasil,  é Aurélio Martins, que poderá ir confrontá-lo, pessoalmente, naquele país? 
É que, se Aurélio Martins, se deslocar ao Brasil -  e caso  ainda continue  em vigor o mesmo processo, que lhe indeferiu, em Setembro de 1992, o pedido de permanência  -  apenas o poderá fazer em trânsito e não fixar ali residência. A menos que, tratado-se agora de um politico , dirigente de um Partido, as autoridades fechem os olhos. Mas é um facto que existe nesse impedimento  uma nódoa qualquer.

Veja o texto: "Permanências definitivas indeferidas  INDEFIRO os presentes pedidos de permanência definitiva, tendo em vista que não sendo loralinados os interessados, AOS  endereços fornecidos nos autos, ficou prejudicada a instrução dos processas, no tocante à guarda e. dependência económica da prole brasileira." PROCESSO NO 8460-01.517/89-14 - AURÉLIO PIRES QUARESMA MARTINSDOU 29/09/1992 - Pg. 16 - Seção 1 | Diário Oficial da União | Diários

O DIRECTOR DA CAMPANHA DA MARIA DAS NEVES, O SENHOR RAUL CRAVID, ABANDONA A MARIA E OS CAMARADAS, E LEVA CONSIGO MAIS DE 150 MIL DÓLARES.” – Este o título com que, Manuel Godinho, assina um extenso artigo acerca da maior bronca da campanha, nas eleições Presidenciais de S. Tomé e Príncipe, 2016
Antes de aqui transcrever o artigo, convirá talvez também recordar algumas das polémicas que envolveram, Raúl Cravid    - Nomeadamente com   Rafael Branco, enquanto Primeiro-Ministro e Presidente do MLSTP/PSD, que tecera duras criticas ao então secretário-geral do MDFM-PL Raul Cravid, que o acusou de incompetente   nas funções de  Ministro da Administração Interna e da Administração Territorial. Raul Cravid secretário-geral do MDFM-PL não tem carácter, para falar 

 Mas passemos à citação de algumas passagens do citado texto:  “Não acredito em discos voadores, não acredito em fantasmas, não acredito na maioria dos políticos santomenses, mas acredito piamente que o mal que se faz aqui, se recebe aqui. É por isso que sou um militante de convicção, diz o articulista “ – numa das páginas mais populares da opinião livre, no Facebook – para logo acrescentar:
Caros leitores da casa da democracia, " Voz de S.Tomé e Príncipe". Estamos na recta final da campanha eleitoral nas ilhas, uns tomaram o fenômeno "banho" com caneca, e outros têm estado a tomar o banho com chuveiro, os que não tomam banho, têm outras ambições.
Os políticos que abandonam o seu candidato ou a sua candidata nas vésperas das eleições, devido "tacho" ou placa de dinheiro, estão condenados a vestirem seu próprio luto.

 (…) Depois da saída da António Quintas Aguiar, desta vez, sai o próprio director da campanha da Maria das Neves, o senhor Raul Cravid. O Raul que não saiu sozinho, saiu com mais  (....) de Maria das Neves.
Caríssimos, faço-vos lembrar, que o senhor Raul Cravid também fez isso com o partido MDFM, (.....) de Fradique de Menezes,  (...) e viajou para Cabo-Verde. (...)  o Raul enganou os camaradas, enganou a Maria das Neves, e já assumiu que vai apoiar Evaristo Carvalho em troca de "tacho", o Patrice Trovoada, já disse que o Raul vai ser ministro.

Ilustres, quem é o Raul Cravid? R: Raul Cravid é o maior jogador político de todo os tempos, lidera a lista dos políticos comercias, os políticos traficantes. O Raul Cavid, já foi militante de MLSTP-PSD, depois saiu, entrou no partido MDFM, ajudou o Fradique de Menezes empobrecer, depois saiu, entrou no partido ADI (…) depois saiu, entrou novamente o partido MLSTP-PSD, é actual deputado de bancada parlamentar de MLSTP-PSD e abandona MLSTP-PSD e apoia Evaristo Carvalho candidato de ADI."  - Continua mais à frente 

De recordar, em  29/05/2008, enquanto Ministro do Planeamento e das Finanças  de S. Tomé e Príncipe, Raúl Cravid, veio em defessa do Governo liderado por Patrice Trovoada, pelo facto deste ter sido derrubado por força de uma moção de censura no Parlamento  - Alegando que o país poderia estar  à beira do colapso com a ameaça de suspensão de financiamentos externos devido à crise política que enfrenta. Tendo afirmado que “O Estado poderá não ter meios para pagar a água e a luz que consome, poderá não ter verbas suficientes para a compra de medicamentos e os salários dos trabalhadores correm sérios riscos”, disse Raul Cravid. Ministro alerta que o arquipélago está à beira de colapso - Ibinda

JUNTA-SE AOS BONS E SERÁ UM DELES; JUNTA-SE AOS MAUS, É SERÁS COMO ELES 

Emba. de Angola - ainda por concluir
O percurso politico e empresarial de Aurélio Martins pelos vistos, pese toda a sua grande ambição e esforço, tem sido marcado  por vários fracassos, a que já nos referirmos em anterior postagem  http://www.odisseiasnosmares.com/2016/06/em-s-tome-novo-edificio-da-embaixada-de.html


Aurélio Martins - Tela Nón
- Tal como então dissemos: Pecado não é ser empresário político, desde que gere riqueza e crie emprego; pecado é não ser bom  em ambas as coisas – Andar na politica para nem fazer bem uma coisa nem a outra  mas aproveitar-se da politica para fins meramente promocionais  Parece-nos ser o percurso de Aurélio Martins 



11/04/2012 - Aurélio Martins, licenciado em relações internacionais, mostrou-se arrependido por ter participado nas eleições presidenciais, confessando que gastou muito dinheiro e que está endividado, e que inclusive algumas das suas empresas estão em dificuldades em Angola e no país.

“Vou dedicar-me a todas elas com a minha saída da liderança do partido. Tenho empresas nas áreas da construção civil, da segurança, agência de viagens, imobiliária e uma fundação”, precisou o líder demissionário do MLSTP-PSD. 
11 Abril 2012 Maior força da oposição santomense elege novo líder

ANÁLISE ARRASADORA PARA OS CHAMADOS POLÍTICOS PARA-QUEDISTAS

A avaliar pela imagem fotográfica do jovem analista santomense e do conteúdo das suas observações, trata-se de alguém,   atento à realidade do seu país  - De quem não tem papas na língua  - Pois não fica por ali, nos seus comentários, ao dirigir-se aos seus amigos e leitores

“Meus caros amigos e amigas, esse senhor, e político que não tem nacionalidade, o mesmo está em todas as partes”

Enquanto os camaradas dão o Raul Cravid centenas de dólares em S. Tomé, e os apoiantes de Maria em Portugal, não têm meios financeiros para trabalhar. De acordo com repórter secreto de Manuel Godinho  em Portugal, o mesmo alega que a comissão da campanha da Maria das Neves, não têm carros para circular, não têm saldo no telemóvel para contactar as pessoas, e uns fizeram esperteza e foram para norte de Portugal com seus próprios meios, concretamente, Porto e Coimbra, foram vaiados pelos estudantes académicos, os mesmos rasgaram a camisola da candidata, por causa de ausência de actividade cultural e gastronómicas que os camarada do Riboque prometeram e não cumpriram.
Mesmo descontes, os apoiantes da Maria em Portugal, têm estado a usar os seus próprios meios para fazer campanha em Lisboa, e os mesmos dizem que, se a Maria afundar no barco, eles afundam com a Maria. O repórter secreto de Godinho, diz também que, o camarada que foi nomeado para coordenar Portugal, um dos vice-presidente de  MLSTP-PSD, até então, não veio para Portugal, nem atende chamadas telefónicas dos membros que pertencem a comissão.
O Pinto da Costa aumenta a sua popularidade, Evaristo Carvalho muito e muito fraco, e a Maria das Neves cada dia que se passa com muitos problemas, devidos a mesma só tem ao seu lado unha de fome e só querem safar.
Espaço é vosso, mas opinião é minha.
A voz do povo.
By: Manuel Godinho 
S.Tomé.


CINCO NA CORRIDA - COM O FIM À VISTA 


Manuel Pinto da Costa, líder histórico do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe,  pai da Pátria São-Tomense, o qual, após cinco anos como mais alto magistrado da Nação, uma vez mais concorre, como figura supra-partidária  e à margem das querelas e intrigas das atuais cúpulas do Partido, de que foi o  principal fundador  e guia  -

Manuel Pinto da Costa nasceu em S.Tomé a 5 de Agosto de 1937.Doutor em economia pela Faculdade de Berlim, antiga República Democrática Alemã, Manuel Pinto da Costa, membro fundador do Comité de Libertação de São Tomé e Príncipe, primeira organização independentista são-tomense, acabou por ser figura de consenso no seio dos nacionalistas radicados no estrangeiro, para dirigir a nova organização política o MLSTP e consequentemente o novo país independente.

A sua influência na luta pela libertação de São Tomé e Príncipe começou a ser exercida ainda como estudante. Na década de 60 foi eleito secretário para informação e propaganda da União Geral dos Estudantes da África Negra, sediada em Rabat Marrocos.

Durante 15 anos presidiu os destinos de São Tomé e Príncipe, de 12 de Julho 1975 à 3 de Abril de 1991.

Foi um dos primeiros líderes africanos a implementar reformas com vista a mudança do regime mono partidário para a democracia pluralista. Em 1989 sob Presidência de Pinto da Costa o povo foi chamado para referendar a nova constituição política. - Excerto do site do apoio à sua candidatura http://vozdesaotomeeprincipe.blogspot.pt/2016/06/biografia-resumida-de-manuel-pinto-

Foto de-global.pt
Evaristo de Carvalho, surge no 2º lugar  da lista do sorteio – Curiosamente, pela mesma ordem em que deram entrada as candidaturas no Supremo Tribunal de Justiça – O antigo primeiro-ministro, em duas ocasiões, concorre com  o apoio do atual partido maioritário, a Acção Democrática Independente (ADI).

Evaristo Carvalho, antigo quadro da Brigada de Fomento Agro-Pecuário, onde exerceu o cargo de chefe da secretaria, conta no seu currículo, além dessa interessante experiência, pouco comum, a um são-tomense, no período colonial, o facto de,  em duas ocasiões (Julho a Outubro de 1994 e de Setembro de 2001 a Março de 2002),  ter desempenhado as funções de Primeiro-Ministro ou seja,  o politico a quem fora confiada a missão de preencher os espaços vazios na ação governativa, devido à demissão dos Governos, que estavam em exercício.

Evaristo Carvalho, tido como pessoa afável mas discreta, e, conquanto não possa arvorar  o passado histórico do fundador da nacionalidade da Pátria São-Tomense, porém, atendendo às suas qualidades humanas e políticas, poder-se-á talvez dizer que, esta curiosa coincidência do sorteio os destacar no topo da lista, quem sabe se não será o primeiro sinal de  ambos virem de novo a disputar a segunda volta na derradeira fase de apuramento – Tem a palavra o cidadão eleitor.


Transprência
Maria das Neves,  natural de S. Tomé - Formada em economia, militante do partido MLSTP, ocupou em 2002 o cargo de Ministra da Economia, Pescas, Turismo, e Comércio no governo de unidade nacional liderado pelo seu partido o MLSTP/PSD. Em 2003 saltou para a Chefia do Governo de Unidade Nacional, tornando-se na primeira mulher são-tomense a ocupar o cargo de Primeira Ministra e Chefe do Governo.

Segundo o seu mandatário, Danilo santos,  a candidatura é independente, mas com apoio do partido MLSTP  e de outras forças vivas do país. Esperança Renovada para o país é uma das promessas da cidadã que quer ser primeira mulher Presidente de São Tomé e Príncipe.


Maria das Neves, demitida pelo então Presidente Fredique Meneses, por  alegado envolvimento num escândalo financeiro num fundo governamental que geria a ajuda externa no arquipélago, concorreu as eleições presidenciais de 17 de Julho de 2011, tendo sido derrotada na primeira volta, regressa ao combate eleitoral em 2016.



Antigo alto funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU), Hélder Barros tenta chegar ao Palácio do Povo pela segunda vez consecutiva, depois de ter concorrido nas eleições de 2011, como independente.


O seu currículo não é dos mais notáveis – Mas confia diz que tem “alguma
experiencia” que pode pôr ao serviço da nação"


ENVIADO POR DEUS - Manuel do Rosário anunciou que é o candidato “indicado por Deus” às eleições presidenciais
Manuel Fernandes Vaz do Rosário, biólogo de formação e natural de Changra, distrito de Lobata, anunciou a sua candidatura às eleições Presidenciais de 17 de Julho.

Entre outras funções, Manuel do Rosário, foi diretor da escola secundária de Desejada, em Lobata, e considera-se um candidato “indicado por Deus”, fortemente católico, e espera ajuda divina para chegar ao cadeirão presidencial.


CAMPANHAS SÃO DISPENDIOSAS E , SEM A DISTRIBUIÇÃO DE MILHÕES DOBRAS – SIM, UM EURO VALE 20 MIL - NÃO É FÁCIL MOBILIZAR MEIOS E PROPAGANDA

É costume dizer-se que, quem tem dinheiro, é que toca viola  - Na politica, também é assim – Tanto nos países ricos, como nos países pobres  : - É preciso dinheiro para fazer uma boa campanha – Donde ele vem, é um segredo que fica entre as paredes dos gabinetes: algum, é institucional, outro de apoiantes ou dos frutos colhidos da mistura lodosa dos negócios com a política.

 As massas, de um modo geral, pensam mais pelo que ouvem, dos que lhes é dito  pela propaganda, do que pela sua própria cabeça – Daí o grande  controlo dos meios de comunicação social pelo grande poder económico e pelos políticos que lhes são fiéis. Em S. Tomé, a rádio e a televisão, são do Estado – o Partido no poder, é que  faz o seu controlo.

Mas também há muito quem reflita seriamente em quem vai confiar o seu voto: mesmo  nos casos em que o dinheiro é distribuído, tal como no final da missa dos defuntos: - sim, aceite a gorjetazinha ou esmolinha  (o povinho, claro está) e depois vá votar na figura da sua preferência.

Os santomenses, além de ser um povo pacífico, é um povo alegre e reflexivo, aprendeu a refletir através das muitas adversidades ao longo de gerações e não é fácil de ir com duas cantigas. Claro que muita gente é facilmente induzida pelo ruido das campanhas, mas outra há que, até pode ir a todos os comícios, entrar no flogá de cada candidato, e depois decidir  à sua maneira - O pior que poderá acontecer, num ato eleitoral, não é tanto o grau de  abstenções ou o número de votantes, mas os boicotes ou manipulações -  Acontecem em toda a parte. 

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – UM DOS PAÍSES MAIS PEQUENOS E MAIS POBRES DE ÁFRICA – NÃO TEM A VIOLÊNCIA NEM A EXTREMA MISÉRIA  DE OUTRAS NAÇÕES - MAS NA POLÍTICA NÃO FALTAM IMITAÇÕES.

Em S. Tomé e Príncipe, a Natureza é bela e fértil, há frutos por todo o lado e durante o ano inteiro, dificilmente alguém morre de fome, no entanto, sofre as carências de bens essenciais, nomeadamente dos que são importados, e sobretudo na compra de medicamentos, já que, a generalidade média das pensões, ronda os 20 a 30 euros mensais e o ordenado mínimo, à volta dos 60

Políticos destes, que vão para a política, unicamente para trampolim dos seus interesses pessoais, há-os em todos os partidos, em todas as lideranças e em toda a parte  - E, nos tempos que correm, vai sendo cada vez mais difícil, separar o trigo do joio: nos famigerados tempos em que as ideologias fascistas e nazistas,  estavam na mó de cima, os políticos desses ideários, aperfilhavam essas doutrinas, por convicção; estavam convictos de que essa era o caminho politico que deviam seguir. Agora, as convicções vão-se esbatendo, os egoísmo pessoais, sobrepõem-se aos ideais e a politica, vai-se transformando-se num jogo de cifrões, ao estilo de Durão Barroso – O mundo é dominado pelo liberalismo, mais desenfreado, egoísta e selvagem, cruel e desumano, gerando milhões de desempregados e provocando crescentes injustiças e desigualdades sociais.

Um comentário :

Anônimo disse...

MANUEL GODINHO NÃO PASSA DE UM BONECO DA MAQUINA DE MLSTP- VIVE EM LISBOA EM BAIRRO SOCIAL A CUSTA DE APOIO DE SEGURANÇA SOCIAL, NÃO TRABALHA E NEM PAGA PENSAO DOS FILHOS.
ESPERO QUE ELE SEJA NOMEADO MINISTRO PELO ESFORÇO....