expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 17 de julho de 2016

Eleições Presidenciais em S. Tomé e Príncipe 201 6 - - Vencedor Evaristo Carvalho, Sem maioria absoluta, haverá, portanto, uma segunda volta – A decidir com Maria das Neves ou Manuel Pinto da Costa - Pois até ao lavar do último cesto, ainda é vindima

Foto de-global.pt


Eleições Presidenciais em S. Tomé e Príncipe - Em face dos resultados apurados, até este momento, o vencedor é indiscutivelmente, Evaristo de Carvalho, apoiado pela ADI  - Maria das Neves, que começou por distanciar-se , de Manuel Pinto da Costa, tanto na Ilha do Principe, como nalgumas mesas de voto em S. Tomé, porém, a dada altura, parece ter-se invertido a ascensão   - Pelo que não me surpreenderia que a ponta final Maria e Pinto, pudesse inverter-se.






Eleições presidenciais 2016 - Na lusófona - em Lisboa - ganhou Maria das Neves,  Evaristo de Carvalho  em 2º Lugar e em 3º lugar Manuel Pinto da Costa - Em Lisboa, no total das mesas, parece ter ganho Evaristo Carvalho - Fraca afluência de eleitores mas muito entusiasmo dos apoiantes de Maria das Neves, pelo que pudemos testemunhar localmente



SEJA QUAL FOR O RESULTADO, MANUEL PINTO DA COSTA, NUNCA PODERÁ SER TOMADO COMO UM CANDIDATADO DERROTADO - até ao levar do último cesto, ainda é vindima - Há votos por contar e que poderão surpreender  -  Em todo o caso, a têmpera  dele é o de um Vencedor e não um Vencido








Manuel Pinto da Costa –    O Pai da Nacionalidade Santomense que luta de cabeça erguida, com todas as suas forças em prol da sua Pátria –  Mesmo que, não dispute a segunda volta com Evaristo de Carvalho –  mas a esperança é a última coisa a desaparecer em quem nunca a perde   - sim, seja qual for o resultado, ele sairá sempre, no termo de mais este pleito, como o candidato de cabeça erguida, com o nobre sentido de Servir o Estado e Dever Cumprido - E disponível para outro combate.


Seria de uma tremenda injustiça, que alguém o pudesse tomar  como um candidato derrotado  - Bem pelo contrário,  como o líder histórico - talvez mesmo o único - que tem feito de toda a sua vida um verdadeiro sacerdócio de dedicação, de sacrifico e de entrega, pelo bem-estar do seu Povo e progresso social e económico do seu país 



Depois de tantos anos - de uma vida desgastante - dir-se-ia ter pleno direito a desfrutar a uma vida pacata e tranquila, sem os sobressaltos desgastantes e duros da  política - Mas rejeita essa situação, porque, tal como o sacerdote que se entrega a servir a doutrina de Jesus Cristo, também ele fez do seu ideário uma Causa Nobre, a única razão que dá sentido à sua vida 


HÁ UM ANO DIZIA  -  "O mundo mudou e São Tomé e Príncipe soube acompanhar essa mudança e ser pioneiro em África na transição pacífica e tranquila do monopartidarismo"

Compatriotas



Há 40 anos começámos a percorrer o caminho que nos trouxe até à actualidade. Ao país que temos e ao país que queremos ter. O que somos e o queremos ser.
Não foi um caminho fácil nem isento de erros mas é preciso sublinhar hoje que partimos praticamente do zero com um legado colonial cujas consequências negativas perduraram durante muitos anos.







Herdámos terras e explorações agrícolas, base da nossa economia, abandonada. Uma a administração pública desmantelada. Um país sem quadros formados, sem recursos financeiros. Tivemos de construir um Estado a partir do nada.


Muita coisa mudou entretanto. O mundo mudou e São Tomé e Príncipe soube acompanhar essa mudança e ser pioneiro em África na transição pacífica e tranquila do monopartidarismo para a democracia multipartidária.

Manuel Pinto da Costa, líder histórico do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe,  pai da Pátria São-Tomense, o qual, após cinco anos como mais alto magistrado da Nação, uma vez mais concorreu, como figura supra-partidária  e à margem das querelas e intrigas das atuais cúpulas do Partido, de que foi o  principal fundador  e guia  -

Manuel Pinto da Costa nasceu em S.Tomé a 5 de Agosto de 1937.Doutor em economia pela Faculdade de Berlim, antiga República Democrática Alemã, Manuel Pinto da Costa, membro fundador do Comité de Libertação de São Tomé e Príncipe, primeira organização independentista são-tomense, acabou por ser figura de consenso no seio dos nacionalistas radicados no estrangeiro, para dirigir a nova organização política o MLSTP e consequentemente o novo país independente.

A sua influência na luta pela libertação de São Tomé e Príncipe começou a ser exercida ainda como estudante. Na década de 60 foi eleito secretário para informação e propaganda da União Geral dos Estudantes da África Negra, sediada em Rabat Marrocos.

Durante 15 anos presidiu os destinos de São Tomé e Príncipe, de 12 de Julho 1975 à 3 de Abril de 1991.
Foi um dos primeiros líderes africanos a implementar reformas com vista a mudança do regime mono partidário para a democracia pluralista. Em 1989 sob Presidência de Pinto da Costa o povo foi chamado para referendar a nova constituição política. - Excerto do site do apoio à sua candidatura http://vozdesaotomeeprincipe.blogspot.pt/2016/06/biografia-resumida-de-manuel-pinto-da.

Foto de-global.pt
Lusa - Evaristo Carvalho promete estabilidade em São Tomé O candidato presidencial são-tomense às eleições de 17 de julho Evaristo Carvalho apresentou-se como um "defensor da estabilidade", numa campanha que está fortemente colada ao Governo, liderado pelo primeiro-ministro, Patrice Trovoada.

Apoiado pela Ação Democrática Independente (ADI), Evaristo Carvalho reagiu hoje às promessas do atual Presidente e recandidato Pinto da Costa, que se comprometeu em dialogar com os outros órgãos de soberania. Evaristo Carvalho promete estabilidade em São Tom

Evaristo de Carvalho, surge no 2º lugar  da lista do sorteio – Curiosamente, pela mesma ordem em que deram entrada as candidaturas no Supremo Tribunal de Justiça – O antigo primeiro-ministro, em duas ocasiões, concorre com  o apoio do atual partido maioritário, a Acção Democrática Independente (ADI).

Evaristo Carvalho, antigo quadro da Brigada de Fomento Agro-Pecuário, onde exerceu o cargo de chefe da secretaria, conta no seu currículo, além dessa interessante experiência, pouco comum, a um são-tomense, no período colonial, o facto de,  em duas ocasiões (Julho a Outubro de 1994 e de Setembro de 2001 a Março de 2002),  ter desempenhado as funções de Primeiro-Ministro ou seja,  o politico a quem fora confiada a missão de preencher os espaços vazios na ação governativa, devido à demissão dos Governos, que estavam em exercício.

Evaristo Carvalho, tido como pessoa afável mas discreta, e, conquanto não possa arvorar  o passado histórico do fundador da nacionalidade da Pátria São-Tomense, porém, atendendo às suas qualidades humanas e políticas, poder-se-á talvez dizer que, esta curiosa coincidência do sorteio os destacar no topo da lista, quem sabe se não será o primeiro sinal de  ambos virem de novo a disputar a segunda volta na derradeira fase de apuramento – Tem a palavra o cidadão eleitor.

Jornal Transparência - "LÍDERES PARTIDÁRIOS QUEBRAM SILÊNCIO E DÃO APOIO DIRECTO"

 12.07.2016 – "A campanha de Maria das Neves às Presidenciais de 2016 entra numa nova fase com apoio directo e pessoas de figuras de peso dos partidos apoiantes da candidata. Com efeito, o Presidente do MLSTP/PSD, Aurélio Martins, o Presidente interino do MDFM/PL, Manuel de Deus Lima, e a Líder das Mulheres Democratas, ala feminina do PCD, Maria de Cristo Carvalho subiram o palco na cidade da Trindade para mobilizarem os seus militantes e simpatizantes de modo a emprestarem maior entusiasmo a movimentação de apoio a eleição de Maria das Neves no dia 17 de Julho. –Refere o Jornal Transparência

 Maria das Neves,  natural de S. Tomé - Formada em economia, militante do partido MLSTP, ocupou em 2002 o cargo de Ministra da Economia, Pescas, Turismo, e Comércio no governo de unidade nacional liderado pelo seu partido o MLSTP/PSD. Em 2003 saltou para a Chefia do Governo de Unidade Nacional, tornando-se na primeira mulher são-tomense a ocupar o cargo de Primeira Ministra e Chefe do Governo.

Segundo o seu mandatário, Danilo santos,  a candidatura é independente, mas com apoio do partido MLSTP  e de outras forças vivas do país. Esperança Renovada para o país é uma das promessas da cidadã que quer ser primeira mulher Presidente de São Tomé e Príncipe.


Nenhum comentário :