expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 20 de julho de 2016

S. Tomé e Príncipe - Eleição do Presidente da República – 2016 – Peixeirada Eleitoral em Polvorosa - Envolvida em fortes Polémicas, por manipulação de votos, pressões e acusações de fraudes – Hoje mesmo, a escassas horas da repetição em remota aldeia santomense, camião descarrega postes de iluminação - Reputação do Chefe da Missão de Observadores da UA, Armando Guebuza, manchada por graves acusações de corrupção, em Moçambique, poderá não ser o árbitro capaz de moderar clima de instabilidade e de colher aceitação das partes em confronto .


Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e Análise

RESULTADO DE HOJE PODERÁ TER CONFIRMADA A 2ª VOLTA - Pese o facto da oposição ter ganho apenas mais 3 votos de que Evaristo de Carvalho

Para qualquer observador, minimamente  atento, era fácil de imaginar que, as eleições marcadas  para hoje, dia 20, numa das secções de voto, no norte do país, poderiam levar  água no bico – Apesar de tudo, verificou-se alguma dispersão  -  Evaristo de Carvalho, ganhou mas a oposição teve a maioria 


Assim sendo,  estes resultados poderão ter confirmado a 2ª Volta - Seja pelos resultados, de hoje, registados, seja por eventual anulação do ato, considerando a reclamação na mesa de voto e impugnação apresentada junto da Comissão Eleitoral Nacional.
Pinto da Costa=18
Evaristo de Carvalho=31
Maria das Neves=14
Manuel do Rosário=1
Abstenção=4
Nulos=3 


Numa primeira impressão, caso o resultado fosse maioritariamente a favor de Evaristo de Carvalho (indiscutivelmente o candidato que recolheu mais votos no cômputo geral ) um tal escrutínio, reforçaria ainda mais a sua  vitória, acima da sua tão desejada  fasquia dos 50%, exigidos por lei para evitar a segunda  volta, o que não sucedeu 

No entanto, são  de lamentar os episódios que ocorreram e as pressões de última hora -   Pelo vistos, é do que agora se fala - Nomeadamente de que "O Mandatário Distrital da Maria da Neves, foi assaltado ontem à noite na estrada entre Praia das Conchas e Neves, depois de ter ido buscar meios financeiros, em Guadalupe, no Osvaldo Vaz, roubando-o de tudo, inclusivamente, os  dois pneus da carrinha do MLSTP do Distrito de Lembá.



Segundo refere o jornal Téla Nón,  "A roça que faz parte da circunscrição número 12 da região eleitoral do distrito de Lembá, está a receber todo tipo de apoio para a sua modernização. O futuro chegou a Maria Luísa nas últimas 24 horas. Os moradores que acordaram esta manhã para exercerem o direito de voto nas eleições presidenciais, marcadas pela Comissão Eleitoral Nacional, depararam-se com camiões da empresa de eletricidade EMAE carregados de postes de eletricidade para serem afixados na roça. Energia eléctrica deverá chegar a Maria Luísa ainda hoje
Já na noite de Terça Feira a roça estava inundada de visitantes. Relatos dos moradores anunciaram o desbloqueamento no terreiro da Roça de muito dinheiro para a população celebrar a chegada do futuro, e assim poder exercer o direito de voto em plena consciência e com satisfação 


As urnas que abriram as 7 horas desta quarta – feira, fecham as 18 horas. O futuro chegou a Maria Luísa, no dia em que os seus habitantes são chamados para decidir sobre o futuro do país.
Informações recolhidas pelo Téla Nón dão conta que cada voto de Maria Luísa pode´ser muito importante, para dissipar o impasse em que o país vive, após a divulgação pela CEN dos resultados provisórios. Abel Veiga Maria Luísa é Rainha hoje em STP | Téla Nón



Eleição Presidencial em S. Tomé e Príncipe –  Missão Africana, omissa nas irregularidades - Video parcialmente extraído de reportagem da RTP África

Confronto à vista
Missão Africana,  não ratifica  a vitória do candidato Evaristo de Carvalho, mas também não a põem em causa - ou antes, dir-se-á que até a confirma    – Diz  que “o processo formal do apuramento ainda está em curso. Em declaração preliminar conclui que o processo até ao momento tem decorrido, de forma geral, de acordo com a carta africana sobre a Democracia – A  Missão encoraja os cidadãos e os actores políticos a continuarem a pautar por uma atitude política e ordeira até o final do processo e insta todas as partes a utilizar apenas as vias legais para a resolução de qualquer contencioso eleitoral – E há protestos de Maria das Neves e Manuel Pinto da Costa, que impugnaram o ato eleitoral - E a Missão deveria dizer alguma coisa e nada disse destes factos.

FACE A TUDO ISTO, QUAL A POSIÇÃO DA MISSÃO DE OBSERVADORES? - CHEFIADA POR UMA ENTIDADE, CUJA REPUTAÇÃO, RECENTEMENTE, FOI MANCHADA POR GRAVES ACUSAÇÕES  DE CORRUPÇÃO?...

Face ao agitadíssimo ambiente de contestação, que está a registar-se. sobretudo em S. Tomé, como nunca visto,  desencadeado após o ato eleitoral para a eleição do Presidente de República Democrática de S. Tomé e Príncipe, tanto por parte dos apoiantes de Manuel Pinto da Costa, como  de Maria das Neves, que apresentaram recurso, junto do Supremo Tribunal de Justiça, por alegadas fraudes, entendemos que é dever   da Missão de Observadores da União Africa, dar o seu parecer acerca destes factos, porém, o que se viu, até ao momento, foi um comunicado, evasivo a este respeito, como se tudo estivesse a decorrer num clima de perfeita normalidade democrática - E os factos dão outra versão.

Ora, a avaliar  pela informação divulgada, a  realidade é bem diferente. - Logo, a conclusão da Missão dos Observadores da União Africana, é omissa, parecendo não ajustar-se ao clima de suspeição e de instabilidade, que passou a registar-se, mal os resultados foram divulgados. 

(…) 34 – Pois “Conclui que o processo da eleição presidencial de 17 de Julho de 2016 na República Democrática de S. Tomé e Príncipe até ao momento tem decorrido, de forma geral, de acordo com a Carta africana sobre a Democracia, Eleições e Governação e os outros instrumentos  da União Africa que regem as eleições democráticas em África, bem como o quadro legal em vigor em S. Tomé e Príncipe”

Depois, em vez de aluir à instabilidade, que se desencadeou, logo na própria madrugada, em que foram divulgados os resultados eleitorais,  passa a fazer recomendações futuras e não é isso que os eleitores esperam: conquanto reconheça que o processo ainda está em curso, não alude a irregularidades  “.A Missão está ciente do facto de que o processo formal do apuramento ainda está em curso”, e passa à retórica, ao discurso formal ou politicamente correto, como se tudo, se tivesse passado, no melhor dos mundos democrático - .

 Por isso, a Missão encoraja os cidadãos e os actores políticos da República Democrática de São Tomé e Príncipe a continuarem a pautar por uma atitude política e ordeira até o final do processo e insta todas as partes a utilizar apenas as vias legais para a resolução de qualquer contenciosos eleitoral – Ora, cremos que é suposto que o papel da Missão dos Observadores, é bem mais abrangente, passando mesmo acima da própria Comissão Eleitoral, dada a sua natureza trans-nacional, visto ser a sua decisão que vai pesar sobre o reconhecimento do novo presidente eleito - E, sem este reconhecimento diplomático, não é possível haver novo Chefe de Estado.

Pois, tal como é  referido nas noticias, na contagem preliminar feita pela rádio e pela televisão são-tomense, "os dados apresentados (...) apontavam claramente para a existência de uma segunda volta já que, mesmo não conhecendo os resultados de algumas mesas do distrito de Água Grande, o número de eleitores inscritos não era de natureza a influenciar os resultados até aí divulgados"
.
Evaristo Carvalho, candidato apoiado pelo partido governamental Ação Democrática Independente (ADI), esteve sempre à frente na contagem preliminar dos votos mas só após a verificação dos boletins no distrito de Água Grande, onde se localiza a capital São Tomé, é que passou a ter mais de 50% dos votos, ganhando as eleições à primeira volta.

Durante a madrugada de domingo os 'média' estatais interromperam a emissão dos resultados, retomando-a cerca das 04:00 locais (05:00 em Lisboa), dando a vitória ao candidato governamental.
Nesse momento, "a candidatura [de Manuel Pinto Costa] foi surpreendida pelo anúncio da vitória logo à primeira volta do candidato Evaristo Carvalho, sem que os resultados das mesas atrás referidas tivessem sido previamente divulgados."Candidatura de Pinto da Costa promete reagir às suspeitas de fraude

ARMANDO GUEBUZA - E A SUA AUTORIDADE MUITO CONTESTADA EM MOÇAMBIQUE

O Ex-Presidente Armando Guebuza é uma das personalidades de topo da Luta de Libertação de Moçambique, como um passado  respeitável. E, por isso, o seu nome dir-se-ía ser  uma boa garantia para chefiar a  Missão de Observadores  - Por outro lado, a mensagem que procurou transmitir ao  Povo Santomense, antes do acto eleitoral,  constituía,  facto, um  excelente estímulo. No entanto, embora sendo politicamente correta e positiva, tal não significava que fosse totalmente tranquilizadora;  isto, porque, aquilo que Povo não quer é chapeladas -  este é o papel dos observadores: - evitar manipulações ou boicotes e denunciá-los. Não é tanto,  ouvir dos observadores, que o Povo deve confiar na experiência das autoridades  mas acreditar no zelo e eficácia do trabalho dos observadores  - Pois, ´como se compreenderá, nem toda a gente vota - nem mesmo todas as autoridades - , se dispõe a votar mas têm a sua posição politica.


CAMPANHA DE VENTO EM POPA - MARCADA ENTRE A CALMARIA E A CALEMA 

S. Tomé é um meio pequeno e pacifico e a violência não mora nestas maravilhosas ilhas - Porém,  com o clima das eleições presidenciais, ainda efervescente, há protestos e manifestações que sobem de tom e se exasperam  - Mas nada que possa comparar-se aos demais países de África, onde as campanhas eleitorais, são bem mais turbulentas - E nem a paz e a tranquilidade assenta arrais ao longo de todo o ano


AGORA SURGE UM MAR DE DÚVIDAS - E CONTESTAÇÕES POR PARTE DE MARIA DAS NEVES E MANUEL PINTO DA COSTA  

 Rádio e Televisão suspenderam a contagem, quando o escrutínio apontava para uma segunda volta para ser retomada  a meio da madrugada com a vitória ao candidato Evaristo de Carvalho apoiado pelo partido do Governo – Manuel Pinto da Costa e  Maria das Neves. contestam resultados e tecem duras criticas. 




Foto de-global.pt
Estes os resultados, divulgados, às 4 da manhã,  pelo Presidente da Comissão Eleitoral  considerando que,  os 34 629 votos – 50,14%, apurados a favor do Candidato, Evaristo de Carvalho, lhe asseguram  a vitória absoluta das eleições, evitando uma segunda volta – Porem, a sua homologação está ainda sujeita à apreciação do  Tribunal Constitucional, que apreciará os dados fornecidos e as  eventuais reclamações, que certamente não deixará de haver.

Segundo o mesmo comunicado,  Evaristo Carvalho obteve, 50,14% dos votos.
Pinto  da Costa – 17 121 votos – 24,79%
Evaristo  Carvalho – 34 629 votos – 50,14%
Maria das Neves –  16.638 votos – 24,09%
Helder  Barros – 194 votos – 0,28%
Manuel do Rosário – 488 votos – 0,71%
69 070 votos válidos
624 votos brancos
1423 votos nulos
Abstenção de 35,91%

CANDIDATURA DE MARIA DAS NEVES – PROTESTA 

DN - Campanha de Maria das Neves pede anulação de presidenciais de domingo, alegando irregularidades. Candidato do partido no governo ganhou à primeira volta São Tomé E Príncipe - Candidatos derrotados contestam vitória de Evaristo Carvalho

Maria das Neves - Téla Nón 
Refere a Lusa, que, Maria da Neves contesta resultados e pede anulação dos resultados Por Lusa A candidatura de Maria das Neves, terceira classificada nas eleições presidenciais de domingo em São Tomé e Príncipe, anunciou hoje que vai contestar judicialmente os resultados e pedir a anulação do ato eleitoral. Evaristo Carvalho venceu as eleições, à primeira volta, por apenas 188 votos, mas, segundo Danilo Santos, diretor de campanha de Maria das Neves, as eleições presidenciais "não foram nem livres, nem justas nem transparentes". "Em círculos eleitorais onde uma grande maioria dos eleitores não exerceu o seu direito de voto, foi anunciado um número exacerbado de votos em detrimento da nossa candidatura", afirmou Danilo Santos, salientando que o recurso será entregue ainda hoje no Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de São Tomé e Príncipe. 

Por seu turno, o jornal Téla Nón - diz o seguinte: Contrariamente ao que tem vindo a ser propalado nos órgãos de comunicação social nacional e internacional, São Tomé e Príncipe ainda não tem um novo Presidente da República.


O que se assistiu na noite eleitoral nos órgãos de comunicação social estatais, particularmente na Televisão São-tomense, demonstra o culminar de um processo ardilosamente preparado, previamente anunciado pelo seu líder, de que o seu candidato tem que ganhar custe o que custar.Mais pormenores em Maria das Neves rejeita o resultado provisório das eleições e pede a






Candidatura de Pinto da Costa promete reagir às suspeitas de fraude

Pelo lado da candidatura de Manuel Pinto da Costa – Também as mesmas dúvidas (..) "Perante tais factos, que podem indiciar a existência de graves irregularidades do processo de apuramento dos resultados" a candidatura "reserva-se no direito de não se pronunciar sobre os resultados provisórios apresentados, até que esta situação seja devidamente esclarecida".

Comicio de Encerramento Pinto da Costa - Téla Nón
Fonte da candidatura de Manuel Pinto Costa disse à Lusa que estão a ser contabilizadas as eventuais irregularidades, um processo lento porque é feita uma contagem mesa a mesa. Só depois, a candidatura irá apresentar um recurso junto do Supremo Tribunal de Justiça, uma ação que já foi feita pela candidatura de Maria das Neves, a terceira classificada. Candidatura de Pinto da Costa promete reagir às suspeitas de fraude

QUE CRITÉRIOS TERÃO PESADO PARA O EX-PRESIDENTE DO ESTADO MOÇAMBICANO, ARMANDO GUEBUZA, SER ESCOLHIDO PARA CHEFIAR A MISSÃO DE OBSERVADORES – COM UMA REPUTAÇÃO ALVO DE GRAVES ACUSAÇÕES DE CORRUPÇÃO, NO SEU PAÍS? - Pelos vistos, na ótica liberal global, a corrupção, já não é uma nódoa mas um lugar comum curricular.

´Foi noticiado que, na missão, composta por 25 observadores em representação da UA,  foram escolhidos, entre os membros do Comité de Representantes Permanentes da UA, quadros da organização, Parlamento Pan-Africano, organismos africanos de gestão eleitoral, organizações da sociedade civil que trabalham na área da democracia, governação e eleições em África e de peritos eleitorais independentes.

"Na carta-convite endereçada ao antigo Presidente, a União Africana reitera que a escolha de Armando Emílio Guebuza deve-se à sua vasta experiência e cometimento no reforço da paz e democracia em África", diz a nota. Maria Luísa é Rainha hoje em STP | Téla Nón

Como é do conhecimento público,  de 2015, Armando Guebuza, que cessou o seu segundo mandato como Presidente moçambicano no início do mesmo ano, chefiou a missão de observação da UA às eleições gerais na Tanzânia, agora foi escolhido para chefiar a Missão dos Observadores às eleições são-tomenses,

NOTICIAS QUE EM NADA REFORÇAM  O PRESTÍGIO DE UM DOS MAIS ANTIGOS DIRIGENTES     HISTÓRICOS MOÇAMBICANOS  - NUM PAÍS MARCADO POR ALTOS ÍNDICES DE CORRUPÇÃO - UM DOS PAÍSES MAIS CORRUPTOS DE ÁFRICA 

Tal como é referido, em notícias. Persistem altos índices de pobreza e corrupção em Moçambique – Em que, a pobreza e a desnutrição continuam com níveis bastante elevados, mormente nas zonas rurais, o crescimento do consumo per capita diminuiu drasticamente e a corrupção permaneceu alta

03/05/2016 CIP pede investigação de suposto envolvimento de Armando Guebuza em caso de corrupção - Denúncias surgiram numa investigação feita pela procuradoria de Milão à empresa italiana de hidrocarbonetos ENI.


O antigo presidente moçambicano Armando Guebuza é citado de forma recorrente pela imprensa do seu país e italiana de estar envolvido num suposto caso de corrupção e tráfico de influências. Segundo o diário italiano Il Fatto Quotidiano, Guebuza terá oferecido à empresa de hidrocarbonetos ENI uma isenção de impostos na venda das suas acções à China National Petroleum Corporation (CNPC) em troca de favores não especificados. O Centro de Integridade Pública pede que a Procuradoria-Geral da República investigue o caso.As revelações surgiram na sequência de uma investigação sobre corrupção internacional contra Paolo Scaroni, antigo administrador da petrolífera italiana, levada a cabo pela Procuradoria de Milão. De acordo com gravações telefónicas no poder da Procuradoria italiana, Guebuza terá ainda oferecido um terreno paradisíaco no Bilene, no sul de Moçambique..- Excerto de 
CIP pede investigação de suposto envolvimento de Armando .

PGR simula processo contra Armando Guebuza e diz que não há provas
Caso “ENI” 23/06/2016 - A procuradora-geral da República, Beatriz Buchili, disse, ontem, na Assembleia da República, que a instituição que dirige instaurou um processo de averiguação contra Armando Guebuza, ex-Presidente da República, por causa do caso “ENI”. Trata-se do processo n.o 3/PGR/2015. O caso tem a ver com o envolvimento de Guebuza em esquemas de corrupção com dirigentes da petrolífera italiana ENI. Mas a procuradora refere que o processo foi arquivado por falta de matéria. A verdade é que uma investigação sobre corrupção internacional levada a cabo o ano passado pela Procuradoria de Milão, na Itália, colocou a nu as relações de promiscuidade com todos os condimentos para a corrupção entre os gestores de topo da multinacional italiana ENI (Ente Nazionale Idrocarburi), que está a explorar gás natural na Bacia do Rovuma, e o ex-Presidente da República Armando Guebuza - Excerto de PGR simula processo contra Armando Guebuza e diz que não há ...

Analistas pedem inquérito sobre acusações a ENI e Guebuza

16/03/2015 Um suposto caso de corrupção e tráfico de influências envolvendo a petrolífera italiana ENI e o ex-Presidente moçambicano está a agitar Maputo. Espera-se que a PGR abra um inquérito para averiguar a veracidade do caso.

Desde fevereiro que as publicações moçambicanas Canalmoz e Savana vêm informando sobre o caso, usando como fonte o jornal "Il Fatto Quotidiano". Segundo o diário italiano, o ex-Presidente Armando Guebuza terá oferecido à empresa de hidrocarbonetos ENI, uma isenção de impostos na venda das suas ações à China National Petroleum Corporation (CNPC) em troca de favores não especificados. O negócio não terá sido tratado diretamente com o Estado moçambicano, através da Autoridade Tributária de Moçambique, como é suposto, mas sim com o ex-chefe de Estado. Analistas pedem inquérito sobre acusações a ENI e Guebuza ...


5 de março de 2015 Antigo PR nas malhas da corrupção internacional: Como Guebuza vendeu o gás à ENI   - Uma investigação sobre corrupção internacional levada a cabo pela Procuradoria de Milão, na Itália, está a colocar a nu as relações de promiscuidade com todos os condimentos para a corrupção entre os gestores de topo da multinacional italiana ENI (Ente Nazionale Idrocarburi), que está a explorar gás natural na Bacia do Rovuma, e o antigo Presidente da República e actual presidente do partido Frelimo, Armando Guebuza. Paolo Scaroni, antigo administrador-delegado da gigante italiana ENI, está a ser investigado pela Procuradoria de Milão, por corrupção internacional, por ter pago dinheiro ao ministro da Energia da Argélia, numa operação em que a ENI e a sua subsidiária SAIPEM (Società Anonima Italiana Perforazioni E Montaggi) eram partes interessadas na prospecção de hidrocarbonetos naquele país do Magrebe. Desde então, os telefones de Paolo Scaroni e seus colabores directos foram colocados sob escuta pela Justiça italiana. É aqui onde aparece o nome de Moçambique e de Armando Guebuza na teia da corrup- ção italiana, que encontrou um porto aparentemente seguro na gula do actual chefe do partido Frelimo pelo dinheiro fácil. Segundo o jornal italiano “Il Fatto Quotidiano”, que teve acesso ao processo de investigação do caso ENI/SAIPEM, incluindo as escutas telefónicas a Paulo Scaroni, que era o chefe da ENI, aquele gestor manteve vários encontros privados com Armando Guebuza, em que discutiram as taxas que o Estado moçambicano devia cobrar à ENI, incluindo outras trocas de favores, como a concessão de um terreno paradisí- aco a Paulo Scaroni no Bilene, a zona turística onde Guebuza também tem uma luxuosa casa de férias – Excerto de Antigo PR nas malhas da corrupção internacional: Como Guebuza ...

21 de janeiro de 2011 às 10:24 O Wikileaks revela comunicações da embaixada norte-americana de Maputo que apontam o envolvimento de Armando Guebuza em escândalos de corrupção e narcotráfico

A embaixada dos Estados Unidos em Maputo acusa o Presidente da República de Moçambique Armando Guebuza de ter recebido «entre 35 a 50 milhões de dólares» em comissões no negócio da compra da Hidroeléctrica Cahora Bassa a Portugal, segundo comunicações diplomáticas secretas reveladas quinta-feira pelo site de denúncias Wikileaks. O chefe de Estado é referido como estando envolvido em «todos os mega projectos de milhões de dólares» no país. Excerto  Corrupção e narcotráfico envolvem Presidente de Moçambique


, 22/05/2014 Persistem altos índices de pobreza e corrupção em Moçambique “Um quarto dos moçambicanos paga suborno para arranjar emprego, de acordo com os resultados de um inquérito financiado pela US Agency for International Development (USAID), segundo o qual os níveis de corrupção e de criminalidade em Moçambique se situam entre os mais elevados do mundo. O estudo revela que um cidadão em cada 2,2 foi vítima de corrupção nos seis meses precedentes e que os níveis de suborno solicitado são dos mais altos do mundo, só ultrapassados pela Bolívia. Moçambique é um dos países mais corruptos do mundo - PÚBLICO –Era assim em Dezembro de  2001 mas não melhorou desde então para cá, bem pelo contrário 


"Níveis de corrupção em Moçambique ainda são elevados", diz Centro de Integridade Pública  O director do Centro de Integridade Pública, uma organização não-governamental que se dedica a analisar e monitorizar a gestão dos dinheiros públicos em Moçambique, diz estar preocupado com as novas leis em debate na Assembleia da República que não obrigam a publicação dos contratos que vierem a ser assinados entre o Governo e empresas estrangeiras para exploração dos ricos recursos minerais do país.


08/08/2014 Adriano Nuvunga critica ainda o relaxamento do Ministério Público no combate à corrupção e diz que, no entanto, tal realidade não irá impedir investimentos externos em Moçambique à luz do que acontece a nível mundial. "Niveis de corrupção em Moçambique ainda são elevados", diz ...

Nenhum comentário :