expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

S. Tomé - Barco espanhol aprisionado no domingo de eleições, com água no bico - O Golpe de Estado de julho de 2003 foi mal sucedido mas parece ter agora êxito constitucional com o absolutismo de Patrice Trovoada - Que poderá querer fazer das Ilhas Verdes do Equador, o mesmo que Omar Bongo fez do Gabão, numa espécie de quinta privada, onde tudo girava em torno dele e da sua família e dos seus bajuladores – Deixou 30 filhos e algumas centenas de netos e são eles agora os grandes senhores



"Com apenas 1 milhão de habitantes, Gabão deveria ser um país próspero por causa das suas imensas riquezas naturais. O presidente Bongo preferiu, no entanto, gastar o dinheiro do país para comprar as boas graças da elite francesa e para corromper a oposição interna." - Esta parece também ser a cartilha seguida pelo nativo gabonês, Patrce Émery Trovoada

VIAJOU PARA  PORTUGAL,DIA 9, MAS EM S. TOMÉ A NOTICIA NÃO FOI PASSADA  

Dizem-nos fontes santomenses, em Lisboa, que o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada,  viajou no dia 9 para Portugal, em visita de trabalho (?), onde permanecerá até o dia 26 e dali rumará ao Kénia, onde fará uma visita oficial de 27 a 28, com regresso ao País previsto no dia 30. No entanto, até hoje, nem a TVS, nem a RN noticiaram nada sobre a viagem do PT. Toda gente pensa que ele está no País.

SI - 1974
Páginas da Semana Ilustrada, 1973 

Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e Análise

Patrice Trovoada, em  2015,  só permaneceu em S. Tomé, 75 dias; fez 58 viagens, que  custaram 1 milhão e 800 mil euros – Patrice só cá esteve 75 dias em 2015- 

De lembrar que, Patrice Trovoada, estava  tão seguro que Evaristo iria ganhar, ao ponto de ter convidado, sem competências para tal, o Marcelo Rebelo de Sousa, a fazer uma visita oficial a  S. Tomé  e Príncipe - Imaginámos que, o Presidente da República Portuguesa, até gostasse de  visitar estas maravilhosas ilhas, mas certamente que, se lhe for dado o mínimo de informação,  reconhecerá que, aceitando, só irá conferir legitimidade à farsa e à fraude...

S, TOMÉ NÃO CEDEU AOS GOLPISTAS DE JULHO DE 20013 - MAS PODERÁ JÁ TER CAPITULADO AO CALCULISMO ABSOLUTISTA DE PATRICE TROVOADA , SEUS CORRELEGIONÁRIOS  E AMIGOS GABONESES


VÍDEO  COM IMAGENS DE PATRICE COM ALI BONGO

O Gabão, detém cerca de 24 biliões de barris de reservas de petróleo e deverá tornar-se nos próximos anos o pólo mundial da produção As jazidas da zona económica  de S. Tomé, repousam em águas mais profundas e estão ainda por investigar   Mas o certo é que, depois do  ouro negro, na região do Golfo da Guiné, ter passado  a dar nas vistas, não tardou a que  atraisse a cobiça e a inveja, tanto de americanos, como de chineses e europeus – Só assim se explicam o dois golpes perpetrados, contra a Guiné Equatorial e S. Tomé e Príncipe

LIBREVILLE, Gabon, June 14, 2016/ —  His Excellency Ali Bongo Ondimba, alongside the Prime Minister of São Tomé and Príncipe, Patrice Trovoada, recently inaugurated the Moanda School of Mining and Metallurgy (known as E3M) in the Haut-Ogooué province. President Ali Bongo inaugurates the Moanda School o

A tentativa de golpe de Estado contra o governo da Guiné  Equatorial em Março daquele ano “parece ter todas as características dos expedientes usados pelo colonialismo, com as principais potências desesperadas para controlar áreas com recursos estratégicos. Nessa parte do mundo, o petróleo superou os diamantes como fonte do conflito. Está claro que a Inglaterra e os EUA sabiam muito mais sobre o golpe do que divulgaram”, afirmou Alex Yearsley, do grupo inglês de direitos humanos Global Witness. A declaração foi citada em artigo publicado no último dia 28, pelo  jornal inglês The Observer, com novas denúncias sobre a tentativa de golpe contra o governo constitucional da Guiné Equatorial. 

O artigo destaca que, ao contrário do que foi afirmado pelo governo inglês, o secretário de Relações Exteriores da Inglaterra, Jack Straw, já havia sido informado em dezembro de 2003 sobre o golpe que estava sendo tramado por mercenários a fim de derrubar o governo da Guiné Equatorial, cujas gigantescas reservas petrolíferas foram descobertas recentemente.

Citando dois relatórios, um de dezembro de 2003 e  outro janeiro de 2004, fica claro que o governo inglês sabia da tentativa de golpe encabeçada por Mark Thatcher, filho da ex-primeira-ministra da Inglaterra, Margareth Thacher, que chegou a ser preso pelas autoridades da Guiné Equatorial. 

   "Processo eleitoral  constitucionalmente limpo”, “sem fraude”  mas com repórteres  de rádio nas Assembleias  apelarem  ao voto,  ao arrepio da  lei
Artigo 133.º Deveres dos Profissionais de Comunicação Social) Os profissionais de comunicação social que, no exercício das suas funções, se desloquem às assembleias de voto não podem: Colher imagens e aproximar-se das câmaras de voto de forma que possam comprometer o segredo de voto; Obter outros elementos de reportagem no interior da assembleia de voto ou no seu exterior até à distância de 500 metros que igualmente possam comprometer o segredo do voto; De qualquer outro modo perturbar o acto eleitoral.




DESMONTAGEM DE GIGANTESCA FRAUDE NO DIA DO ESCRUTÍNIO 

PATRICE TROVOADA PEÃO DO EXPANSIONISMO GABONÊS   - PETRÓLEO, PESCAS E ACORDOS MILITARES

Veja neste vídeo – além de alguns apontamentos de reportagem radiofónicos em direto, junto às mesas de voto  -  à margem da lei, no dia do escrutínio - , o momento em que o aprisionamento do pesqueiro espanhol, também fazia parte da grande farsa do dia. - O calculismo de Patrice Trovoada, é certeiro e implacável! O ano tem 365 dias, porém, o momento oportuno para se dar início à chamada Fiscalização Conjunta da guarda costeira de São Tomé e Príncipe e do Gabão, da zona económica exclusiva dos dois países, tinha mesmo de ser no princípio da derradeira semana – Fizeram os preparativos do Show no Sábado, véspera das eleições para fazerem a festa no domingo - Com foros de transmissão directa radiofónica


Segundo a explicação do Alberto Francisco, o inspetor das Pescas, “ Na tarde de sábado dia 6 de Agosto quando eram por voltas das 15h:10 minutos, nós abordamos o navio dentro da nossa zona económica exclusiva, com palanga dentro da água, e mandamos levar o palangre, e ao levar o palangre estava a parecer o Tubarão Azul, e Tubarão Azul é uma espécie protegida”

Depois vieram com estas noticias no domingoAs autoridades de Regulação Pesqueiras são-tomenses, nomeadamente, Capitania dos Portos e a Direção das Pescas, apreenderam no último domingo dia 7 de Agosto no mar de São Tomé e Príncipe, um navio que praticava a capturas de espécies não autorizadas na zona económica exclusiva do Arquipélago Santomense


O show  dado por Patrice Trovoada, no domingo passado, dia da realização do escrutínio das eleições presidenciais, com o aprisionamento de um barco de pesca espanhol, ALMAR TRIMERO, justamente no mesmo dia que  acabaria por confirmar a vitória fabricada de Evaristo de Carvalho,  candidato do absolutismo napoleónico, instalado na pacatez  das Ilhas Verdes do Equador, não teve outro objetivo senão esse: 

Por um lado, o de aproveitar o episódio para dele fazerem eco os repórteres da Rádio Nacional, distribuídos numa vasta panóplia de propaganda de apelo ao voto do governo, por ambas as Ilhas, com entrevistas nas mesas de voto, contrárias à lei,   por outro lado, o de pretender mostrar ao Povo Santomense, que, a cooperação militar do Gabão, é pacifica e visa proteger as águas territoriais de ambos os países da pirataria  pesqueira e também de uma outra, a dos ataques à navegação - Mas as intenções são outras 


RELAÇÕES DE COOPERAÇÃO DA  GUINÉ EQUATORIAL COM S. TOMÉ,  TÊM SIDO CORDIAIS E PROVEITOSAS PARA AMBOS OS PAÍS  – , MAS, COM PATRICE TROVOADA - A FAZER DO GABÃO, O MAIOR ALIADO, DIFICILMENTE PODERÃO SER  AS MESMAS

19/10/2015 Essa a vontade expressa pelo Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema, durante uma visita de 48 horas a São Tomé e Príncipe a convite do seu homólogo são-tomense, Manuel Pinto da Costa.

Há uma zona limítrofe “entre a Guiné Equatorial e São Tomé e Príncipe que tem uma bolsa muito importante e, quando se iniciou a prospecção, eu vim aqui para firmar o acordo de limitação da fronteira marítima com São Tomé”, explicou Obiang.

“Eu proponho que procuremos empresas que nos possam ajudar a explorar o petróleo que existe na fronteira comum. Podemos fazer o que se chama de empresa mista entre São Tomé e Guiné Equatorial e dividir o produto da exploração desta grande bolsa que está na nossa fronteira comum”Obiang quer dividir exploração de petróleo com São Tomé - Rede ...

Em finais de 2013 os dois países manifestaram o interesse de explorar em conjunto o referido  bloco de petróleo nesta zona marítima de sobreposição.
Desde meados dos anos 1990, a Guiné Equatorial tornou-se um dos maiores produtores de petróleo do sub-Saara, sendo considerado, o País com o maior produto interno bruto per capita do continente Africano, e o 69º do mundo Agência Noticiosa de São Tomé e Príncipe - STP Press  . …

 NEO-COLONISMO NÃO DESARMA - AS ILHAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE TAMBÉM ERAM O ALVO DA GULA NEOCOLONIALISTA


Segundo noticias, então veiculadas pelo "O Sunday Times de Joannesburgo noticiou (...) a tentativa dum golpe de estado em Guiné Equatorial era só uma parte dum plano maior para tomada de poder neste país, em São Tomé e  Príncipe e Príncipe ". São Tomé alvo de ataque por Espanha?

Mais uma vez, as potências externas  em vez de  contribuírem para o desenvolvimento do processo democrático dos países africanos, optarem pelos jogos de poder. Foi assim que começou a guerra do Biafra. Muitos dos mercenários, que tomaram parte no fracassado Golpe de Estado, encontram-se ainda detidos na prisão da Praia Negra, conhecida Black Beach prison
"Convém enfatizar que a avaliação  do governo de Obiang não pode ser feita, como pretendem alguns, comparando-os com os 11 anos de governo de seu tio, Francisco Macías Nguema, primeiro presidente do país centro-africano, logo após sua independência da Espanha, em 1968. A sangrenta ditadura de Macías foi de um horror e de uma crueldade indescritíveis".Guiné Equatorialcorrupçãomiséria e petróleo -......Guiné Equatorial, apreciada pelo petróleo e criticada pela ditadura 

SOB A CAPA DO MANTO DIÁFONO DA HIPOCRISIA – A PRETEXTO DE UMA COISA MAS A INTENÇÃO É OUTRA - INSERIDA NUMA ESTRATÉGIA DE ANEXAÇÃO AO GABÃO

12 de Agosto, 2012 Miguel Trovada – “É urgente tomar medidas concretas para suprir as carências com que se debate a organização”, disse Miguel Trovoada.

Miguel Trovoada defendeu o estabelecimento de um grupo de trabalho misto entre peritos civis e militares, para se avaliar o formato de colaboração entre a Comissão do Golfo da Guiné e a Comunidade Económica dos Estados da África Central, no domínio da segurança marítima no Golfo da Guiné”.

PROMISCUIDADE E CORRUPÇÃO – NO SECTOR DAS PESCAS JÁ TEM BARBAS ANTIGAS - EMPRESAS PESQUEIRAS QUE NÃO FOREM DA CONFIANÇA DA ADI – LEVAM O CHUTO DA ORDEM

O Sector das pescas,  tal como o do petróleo, é outra das áreas económicas, que, desde alguns anos, tem envolvidos várias cumplicidades, de políticos que se servem da sua posição para defenderem interesses  privados

Entre esse jogos, destaca-se o ato  de constituição de uma sociedade, que, ao longo de sete anos, funcionara   dentro do setor do Estado e negociado vários acordos internacionais de pescas, que teriam lesando, substancialmente.  os interesses do país. Pelos vistos, ainda perduram, sob diversas formas :  pois é a conclusão que poderei depreender de ter visto determinado empresário estrangeiro, implantado em determinada sector de atividade empresarial, trabalhando numa sala de um certo ministério publico.

A cúpula política da ADI – Ação Democrática Independente, partido fundado em 1990, por Miguel Trovoada – tem-se revelado implacável e intolerante para com os adversários políticos Quem não for militante ou simpatizante das suas hostes, leva com a ripada – seja no sector publico ou privado – Então, sob o comando do absolutismo de  Patrice Trovoada, pior ainda: controlam todas as instituições – A única, em que, há muito não tinham mão, que era a Presidência da República, acabaram de a tomar da forma mais perversa e fraudulenta. 

GABÃO DE MÁ MEMÓRIA EM S. TOMÉ PRÍNCIPE

A palavra "Gabão" não é palavra que soe nos versos dos poetas santomenses e muito menos na memória coletiva - É que, a proibição do tráfico em todas as colónias portuguesas, tal não impediu , no entanto, que a mesma escravatura continuasse a ser praticada, nomeadamente, vinda  das costas do Gabão, através de enormes canoas para as grandes plantações do café e do cacau de S. Tomé e Príncipe.

Ainda tive oportunidade de conhecer o esqueleto de uma dessas pirogas. Pelo que não é por acaso, que, aos trabalhares  das roças, quando se se refugiavam no mato, lhe chamassem de Gabões: Por outro lado, continua a ser, ainda hoje, a costa maldita para os pescadores destas ilhas, quando as tempestades os arrastam,pois sabem a carga de trabalhos, que lá passam - Na semana Ilustrada, registei a odisseia de alguns desses bravos homens do mar e das vicissitudes com que se confrontaram, quando pensavam que, ao pisarem terra firme, estariam salvo de outras privações - Bem pelo contrário, inarráveis foram os trabalhos  por que passaram.



C'est une véritable humiliation que celle infligée par un député gabonais à Ali Bongo. un député Bertrant Nzibi Abeghet a humilié le président Ali Bongo. Militant du parti du fils d'Oumar Bongo, le député a eu l'audace de dire ses vérités à son chef de l'État en public, au cours d'une visite d'État et lui balancer par ailleurs sa démission à l'Assemblée nationale.

O PAÍS AFRICANO DO COLONIALISMO NEGRO FEUDAL

"POR UM GABÃO LIVRE E DEMOCRÁTICO"

A la suite du coup d’Etat électoral de 2009, qui a généré la crise de légitimité, la vie du pays est ponctuée par des grèves chroniques dans tous les secteurs, notamment dans l’enseignement, la santé, l’habitat, la fonction publique, les affaires sociales”

 (…) Após o golpe eleitoral de 2009, o que gerou a crise de legitimidade, a vida do país é marcada por greves crónicas em todos os setores, incluindo educação, saúde, habitat, função públicas, sociais, sinais de mal-estar social, generalizada que leva inexoravelmente Gabão para a implosão. É neste contexto de tensão que parece o livro "Novos Assuntos Africanos, Mentiras e saques no Gabão" por Pierre Péan, depois de seus livros anteriores, "o emir da África" ​​em 1982 e "Assuntos Africanos", em 1983. estes três livros fornecem evidências convincentes do saque do Gabão e a identidade real de Ali Bongo Ondimba, chegou à frente da quebra de estado. Eles mostram que Ali Bongo não é o filho de Omar Bongo do sangue, nem da Josephine Kama. Pour un Gabon Libre et Démocratique ...Polémique sur les origines du président gabonais Ali Bongo - Le Monde ...Gabon : la répression contre les manifestants continue -

Gabão: ONG local apresentou uma queixa contra várias empresas no óleo, silvicultura e mineração 04/06/2016 -  Chefe da ONG universo Nzang Nkili apresentou uma queixa contra quinze empresas de óleo, silvicultura e mineração: - culpa as causas de capital ", a divisão é encontrada entre o que pode ser o resultado da indústria extractiva e do nível de pobreza em que adoece as pessoas do Gabão." Gabon: une ONG locale porte plainte contre plusieurs entreprises des ...

07/08/2015 - As vidas de cidadãos senegaleses no Gabão vacila entre as detenções arbitrárias, expulsões e até assassinatos. A reclamação será arquivada nos próximos dias na sede das Nações Unidas contra o Gabão por violações e tortura de migrantes no seu território ", ele mesmo disse em entrevista coletiva.

Trabalhadores dos Camarões - Fonte Web
O governo do Gabão expulsou de seu território, milhares  de mineiros que aderiram à Camarões por Djoum desde 02 de junho de 2011 passado. Estas expulsões de um país vizinho, além disso, um membro da CEMAC são recorrentes em 30 anos. Le Gabon a bien expulsé des immigrés clandestins mais dément les ...

ABUSOS SEXUAIS DE TROPA GABONEZA - 08/04/2016 De acordo com o relatório, " durante o período de 2013 a 2015, um número desconhecido de membros do contingente militar baseado no Dekoa, República Centro Africano, exploradas e abusadas sexualmente um número indeterminado de membros da população local. " "O Governo da República Gabonesa indica que nestes casos, em número de três, foram levados à sua atenção em janeiro 2016", escreve o ministro da Defesa. Le Gabon juge infondées les accusations d'abus sexuels proférées ...

Soldados acusados ​​de estuprar e abusar sexualmente de quatro meninas que vivem em um acampamento para pessoas deslocadas através da troca de favores sexuais contra suprimentos. JournalDeBangui.com: Abus sexuels en RCA: Le Gabon ouvre un


Thursday, 27 June 2013. Head of State Ali Bongo Ondimba grants an audience to Mr Miguel Trovoada, the executive secretary of the Gulf of Guinea Commission. The former President of Sao Tomé y Principe discussed the problem of maritime piracy in Africa with the Gabonese leader. Head of State Ali Bongo Ondimba grants an audience to Mr Miguel ...

Omar Bongo,  Governou o Gabão, desde 1967 e  ao longo de 42 anos, e, não foi mais longe porque a morte o surpreendeu, no dia 9 de Junho de 2009, aos 74 anosmas deixou cerca de 30 filhos para perdurar  a sua dinastia .

Durante o seu reinado, “estabeleceu uma dinastia e um clientelismo que acabaram por tornar o Gabão em seu refém e país de um homem só. Por isso, Bongo considerava-se o messias dos gaboneses. Embora não tivesse pressa nenhuma de deixar o poder, ele estava já a preparar o seu filho, Ali Bem Bongo, ministro da Defesa, para sucedê-lo.

Omar Bongo fez do Gabão uma espécie de quinta privada. Tudo no país girava em torno dele e da sua família e seus bajuladores.

A filha do ditador, Pascaline era a figura mais poderosa do país era a sua filha, depois dele. Ela reina absoluta no país
A produção de petróleo, que sustentou o seu regime, é agora considerada em declínio, o Gabão não construiu muitas infraestruturas com as receitas do seu principal produto de exportação.

Omar Bongo cuidou para que a liderança da guarda presidencial e dos serviços secretos fosse sempre exercida por sobrinhos seus. Antes de sua morte, Bongo era considerado um dos homens mais ricos do mundo. Ele deixou bens em várias partes, nomeadamente em França, onde lhe foi atribuída a titularidade de pelo menos 30 luxuosos apartamentos e vários hotéis de 5 estrelas.

Com apenas 1 milhão de habitantes, Gabão deveria ser um país próspero por causa das suas imensas riquezas naturais. O presidente Bongo preferiu, no entanto, gastar o dinheiro do país para comprar as boas graças da elite francesa e para corromper a oposição interna.

Dinheiro que deveria servir para construir escolas, estradas ou hospitais no Gabão ia parar a bolsos franceses, financiando campanhas de vários partidos políticos. Em Paris, Bongo gostava de organizar suntuosos jantares em restaurantes equipados com mesas translúcidas e candelabros caríssimos. Com isso, ele se julgava parte da elite francesa. – Excerto de um estudo de Ribeiro Tenguna

FAMÍLIA BONGO  - DONA DO GABÃO "


Ai  daqueles que não conseguirem dar promessas lealdade a Omar. (,,,) Longe estão os dias quando a rainha Victoria usava seu presente generoso, como a medalha de ouro é uma das jóias da coroa mpongwèe. Grande-grand-filho do rei, o príncipe Felix estava entre aqueles que viajaram para Paris em 1960 para negociar a independência. Mas a dignidade conferida pelos laços de sangue era incompatível com o sistema de Omar Bongo Ondimba, o único que encarna o Estado. A influência da Mpongwe soberano foi assim, gradualmente confinado à sua comunidade. Mas não importa para ele a grandeza, para ele, é um caso de classificação.

Eles suportam os mais famosos nomes da burguesia do Gabão, mas o seu estado é controversa. Que critérios você reconhece uma família grande? Depois de quantas gerações? "O Bongo parecem corresponder a esta definição admite um jornalista em Libreville. Mas pode-se realmente dizer que há dinastias no Gabão? "Skeptical, um professor na Universidade Omar Bongo disse não ver" a marca da família Leon Mba, embora seus parentes, muitas vezes tem sido representada no governo ". Dans le secret des grandes familles du Gabon - JeuneAfrique.com

S. TOMÉ E PRÍNCIPE - ILHAS COBIÇADAS PELO EXPANSIONISMO DA TRIBO OMAR BONGO, ALIADO À DOs TROVOADA  - Mas, de Portugal,  também poderão contar-se  grandes jogadas do mercenarismo liberal, com os seus comissários políticos implantados  nos partidos e na Media ao ataque na mira de chorudas comissões ou negociatas de luxo

MENTALIDADE COLONIAL AO ATAQUE - TAL COMO HÁ DOIS ANOS E EM ARTIGOS NO DIA ANTERIOR ÀS ELEIÇÕES  - DONDE VEM A MASSAROCA PARA PAGAR BALÚRDIOS A ESTES PAPALVOS?  

MAIS UM BANHO E UMA BANHADA EM VISTA  - De quem  têm a lata de afirmar: depois á aquele fenómeno do banho, desagradável, que as autoridades têm combatido, mas que, aparentemente, não teve efeito nos resultados, tudo indica; até, se tiveram foi ao contrário de que aqueles que o promoveram e, o povo santomense, deu uma enorme demonstração de civismo"


PÚBLICO - "Amanhã, 7 de Agosto, Evaristo Carvalho deverá ser eleito Presidente da República de São Tomé e Príncipe. É a consolidação de uma mudança de ciclo, facto da maior relevância a que as autoridades portuguesas deverão dar o melhor acolhimento e destaque. Evaristo Carvalho não é novato nestas andanças, mas um dos mais experientes políticos são-tomenses. Começou com Miguel Trovoada, um dos dois grandes nomes históricos da política do país. E seguiu longa e dedicada carreira: deputado, ministro, duas vezes primeiro-ministro, Presidente da Assembleia Nacional. São Tomé e Príncipe: mudança e estabilidade | Público 


JOSÉ RIBEIRO E CASTRO 10/10/2014 - 03:25 É importante que as eleições sejam um virar de página, gerando uma maioria estável e duradoura e um novo clima de relação entre as principais forças e actores políticos.São Tomé, à porta do futuro - PÚBLICO


JOSÉ RIBEIRO E CASTRO  06/08/2016 - 07:30 São Tomé espera por nós e bem merece a nossa ajuda, compreensão e apoio, no quadro importantíssimo da região do Golfo São Tomé e Príncipe: mudança e estabilidade | Público | 7 Out 2015A Galp Energia anunciou esta manhã ao mercado que chegou a acordo com o Governo de São Tomé e Príncipe e a empresa Kosmos Energy e vai começar a explorar petróleo no mar daquele país. Galp vai explorar petróleo em São Tomé e Príncipe | Económico  -  E quem vai lucrar com a exploração: meia dúzia de tubarões

A cerca de 250 quilómetros da costa do Gabão, encontram-se as ilhas de São Tomé e Príncipe.  – E são justamente estas duas pequenas, remotas e quase esquecido ilhas do Golfo da Guiné, que, desde há muito, estão na mira do expansionismo Gabonês - Nomeadamente, com a ascensão ao poder da tribo Trovoado, que, "projecta dinamizar as acções da embaixada de São Tomé e Príncipe no Gabão no sentido de transformar a representação diplomática em Libreville como a principal rampa das acções diplomáticas do país na conquista da sub-região da África Central.

Tal como já foi dito, por estudiosos, estas duas ex-colónias portuguesas, fecharam suas portas para o mundo ocidental em 1975 e  só voltaram a ser noticia após as descobertas de jazidas de petróleo nas suas águas territoriais.

Já no tempo colonial, se falava, que, S. Tomé e Príncipe, ou, um dia, acabava por se ligar à independência de Angola (e este seria o laço histórico e  cultural,  mais lógico e natural) ou era anexado pelos interesses  gananciosos da imperial família de Omar Bongo. E, pelos vistos, com os Trovoadas, ao leme da Nação Santomense, com um primeiro-ministro, nascido em Libreville, e, portanto, com laços mais profundos ao continente de que às duas Ilhas,   é justamente  no sentido do imperialismo gabonês para onde tende a resvalar o destino deste pequeno paraíso, tão martirizado ao longo de séculos, por vicissitudes de vária opressão e agressividade.

Ameaça esta, que, os verdadeiros nacionalistas e patriotas santomenses, não deverão descurar, sob pena de virem a conhecer uma escravatura, ainda mais severa e desumana da que aquela que,  os seus antepassados, viveram   no período colonial. - E, pasme-se, com a cumplicidade do neocolonialismo português: é que, desde há uns anos a esta parte, que, o calculismo  de Patrice Trovada,  ausente das Ilhas Verdes do Equador, parece ter ter tido tempo suficiente para a urdir  toda uma secreta estratégia de  tomar o assalto ao poder e se arvorar seu dono e senhor absoluto.

É que, quando, em 2010, Patrice Trovoada, o Empresário misterioso chega ao poder em São Tomé, sim, o filho de um ex-Presidente, Miguel Trovoada, depois de ter passado  a maior parte da vida longe de São Tomé, e após ter sido afastado em 2005, sob suspeita de usar a sua posição em benefício próprio, ele já teria montado, todo um arsenal de jogos e de cumplicidades, arregimentando emissários políticos e jornalísticos para servirem jogos de  interesses alheios aos do bem-estar e ao progresso social e económico de S. Tomé e Príncipe, que não os do liberalismo selvagem e neocolonial 

 ANGOLA NÃO  ACREDITA NOS TROVOADAS - ATÉ PELA SUA AFINIDADE À UNITA DE  SAVIMBI    -  POR ISSO, A TRIBO ENCOSTA-SE AOS SENHORES DO GABÃO


Para os dirigentes do MPLA, pese toda a aparente normalidade do relacionamento diplomático para com os Trovoadas, enquanto líderes partidários ou de poder, certo é que, os estreitos vínculos de Miguel Trovoada, à UNITA de Savimbi, dificilmente serão esquecidos na memória do Movimento  Popular de libertação de Angola, pós a independência

Na Guiné- Bisau, Trovoada é nome excomungado 29/04/2016 Senhor Trovoada, ou melhor, a pessoa não grata no nosso País, saiba que somos um povo humildes, cultos e de burro não temos nada. MIGUEL TROVOADA É PESSOA NÃO GRATA NA GUINÉ BISSA

PATRICE - UMA AMEAÇA  PARA O FUNCIONAMENTO NORMAL DA DEMOCRACIA  EM STP

18/07/2016 O analista Gerhard Seibert acredita que com um Presidente e um Governo do mesmo partido, São Tomé e Príncipe poderá contar com "maior estabilidade". Mas, por outro lado, o Executivo também poderá ser menos "controlado". São Tomé: Haverá mais estabilidade ou menos fiscalização? | São ...

É DITO QUE mandou emprestar 30 milhões de dólares à empresa chinesa China International Fund Limited,  - Empréstimo  realizado a margem de todas as leis da República, com destaque para a Lei-quadro da Dívida Pública, que tem como um dos objectivos regular os processos de endividamento público, garantindo as necessidades financeiras do Estado Patrice mandou emprestar 30 milhões de dólares a uma empresa .


07/06/2013 Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre  Patrice Trovoada “A pessoa em causa também assina o recibo confirmando a recepção do montante em cash. Levou o dinheiro para o Gabão, para ser depositado na conta número 81011146011-03, devidamente especificada no recibo. O LEITOR DEVE CONSULTAR O RECIBO QUE INDICIA LAVAGEM DE DINHEIRO CLIQUE –RECIBO DA TRANSACÇÃO  Téla Nón - Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre o ex-Primeiro ...  18/04/2016 - 

"Escândalo espreita o Banco Central"
18 Abr 2016 "As novas notas da dobra em fase de emissão, já não terão tantos zeros como habitualmente. Por exemplo, explicou a fonte do Télá Nón, e pode ser comprovado na foto, as notas de 100.000 dobras passarão a ter apenas 3 zeros. As de 50.000 passam a ser 50, as de 20.000 apenas 20, e assim por diante. Escândalo espreita o Banco Central | Téla Nón

BELAS PROVAS DE DEMOCRACIA ADI

  Patrice Trovoada recebido em Portugal por Marcelo Rebelo de Sousa Expurga de Juízes, que não são da sua confiança politica, referindo que poderão ser úteis noutras actividades, como se fosse a ele a substituir-se à palavra dos tribunais Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores”  a toda uma série de arbitrariedade e de prepotências,  protagonizadas no decurso das eleições presidenciais, e m curso, ao ponto do um inesperado apagão ter impedido que o discurso do Sr. Presidente da República, fosse transmitido integralmente na televisão do Estado? 

PATRICE TROVOADA, EM CONTRA-MARÉ CONTRA O ESPÍRITO DE COOPERAÇÃO BILATERAL COM ANGOLA 

Senão atente-se nesta breve cronologia:

"Patrice Trovoada põe fim a política de parceria estratégica com apenas dois alvos Publicado em 24 Ago 2010 “O anterior governo de Rafael Branco, tinha definido dois alvos estratégicos na política externa de São Tomé e Príncipe, nomeadamente Portugal e Angola. O novo Primeiro-ministro discorda e avisa que não se pode colocar uns países em cima de outros. Todos são parceiros estratégicos e consequentemente iguais, defendeu Patrice TrovoadaPatrice Trovoada põe fim a política de parceria estratégica com ...

CONTRARIANDO POLITICAS DE GOVERNANTES ANTERIORES

22 de Janeiro de 2009 - Presidente da República anuncia reforço do investimento angolano em São Tomé e Príncipe O Chefe de estado são-tomense Fradique de Menezes reuniu-se com o seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, para avaliar o estado da cooperação entre os dois países. Segundo Fradique de Menezes, já neste mês virá a São Tomé  uma delegação da petrolífera angolana SONANGOL, para avançar com um conjunto de projectos de investimentos estruturantes. Ao mesmo tempo as autoridades angolanas preparam a visita do Primeiro-ministro são-tomense, Joaquim Rafael Branco a Luanda.. Presidente da República anuncia reforço do investimento angolano 

São Tomé e Príncipe espera apoio angolano na exploração de petróleo - 0/06/2013 -O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Gabriel Costa, afirmou hoje em Luanda que conta com o apoio de Angola na prestação de serviços na área do petróleo na região.São Tomé e Príncipe espera apoio angolano na exploração de petróleo

04/03/2010 - Luanda- Angola (PANA) -- A empresa petrolífera angolana "Sonangol" poderá fazer parte de um consórcio que vai explorar petróleo em São Tomé e Príncipe, no qual terá como parceiras as suas congéneres portuguesa "Galp" e são-tomense "Petrogás", e Príncipe.  - Aurélio Martins explicou ainda que existe uma outra zona de exploração entre o seu país e a Nigéria, mas que não será abrangida pelo consórcio a ser criado. Empresa angolana explora petróleo em São Tomé e Príncipe

10/06/2013 - São Tomé e Príncipe espera apoio angolano na exploração de petróleo -  O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Gabriel Costa, afirmou hoje em Luanda que conta com o apoio de Angola na prestação de serviços na área do petróleo na região.São Tomé e Príncipe espera apoio angolano na exploração de petróleo

COM O AFASTAMENTO DE PATRICE TROVOADA, ANGOLA VOLTOU A CONCEDER LINHAS DE APOIO – Mas quem acabou por vir a tirar partido desses apoios financeiros, foio Governo de  Patrice Trovoada, reeleito em Outubro de 2014

11/12/2013 O governo de Angola abriu uma linha de crédito para São Tomé e Príncipe no valor de 180 milhões de dólares, tendo o respectivo acordo sido assinado terça-feira pelos ministros das Finanças de Angola e do Plano e das Finanças de São Tomé e Príncipe. Acordo financeiro entre São Tomé e Príncipe e Angola Angola concede empréstimo a STP no valor de 180 milhões de dólares

Em Abril deste ano - PATRICE TROVOADA – O EMPRESÁRIO SEM IDEÁRIO – AFLITO, FOI PEDIR APOIO A ANGOLA, DEPOIS DE TER DITO QUE TINHA OUTROS PARCEIROS PREFERENCIAIS 

Em 04/05/2016 Patrice quis  voltar-se para Angola mas  parece não ter entusiasmado as autoridades angolanas  - Desde 2013 que Angola rubricou com São Tomé e Príncipe um acordo financeiro, que permite ao arquipélago receber anualmente tranches, para estruturar a sua economia. No entanto a crise financeira que afecta Angola, por causa da baixa acentuada do preço de petróleo no mercado internacional, está a dificultar o processo. Patrice negociou em Angola a retoma da linha de crédito | Téla Nón

 EXPANSIONISMO GABONÊS E OS ATRITOS COM OS PAÍSES VIZINHOS: GUINÉ EQUATORIAL E CAMARÕES –  S. Tomé poderá estar a ser envolvido como peão para proteger interesses gaboneses, da sua zona económica - petróleo e pescas

A disputa marítima atual entre a Guiné Equatorial, Gabão abrange a soberania das ilhotas de Mbanié, Conga e Coco, que são um legado do período colonial.  (…)Em 1972, o Presidente Omar Bongo Ondimba do Gabão visitou a ilha Mbanié para plantar a bandeira nacional. Isso gerou uma tensão considerável entre os dois países. (…) os bons ofícios presidentes Marien N'Gouabi Congo e Mobutu, sob a égide da Organização da Unidade Africano: OUA levou à assinatura do acordo Bata de 12 de Setembro de 1974. (…) O conflito latente retorna em  02 de fevereiro de 2003, após a visita divulgado de ministro da Defesa gabonês Ali Ben Bongo Ondimba, na ilha de Mbanié.

(…) No Gabão, a posse destas três ilhas também redimensionou a sua zona marítima,  gerando  uma disputa que tem prevalecido desde então então. Neste espírito, cada país compromete-se a emitir concessões de exploração de petróleo para empresas ocidentais, em uma parte do território marítimo de seu vizinho. Memoire Online - Le conflit frontalier Gabon- Guinée Equatoriale ..

NOMEAÇÃO DE MIGUEL TROVOADA PARA A COMISSÃO DO GOLFO DA GUINÉ, - COM VISTA A REFORÇAR O ÊXITO GABÃO-CONGO - E A INSULAR A A GUINÉ EQUATORIAL

Em Dez de 2008 - MIGUEL TROVOADA – É nomeado Secretário Executivo da Comissão do Golfo da Guiné Publicado,  proposto por Fradique Menezes e com apoios do Congo e Gabão.
Disse, o então, Presidente Fradique Menezes: “Achou-se que seria bom que houvesse alguém que tivesse já desempenhado as funções de chefe de estado para que houvesse uma comunicação quase de igual a igual com os outros chefes de estado. Fui confrontado com esta ideia da parte dos Presidentes gabonês e congolês, no sentido de eu pensar numa outra figura», afirmou Fradique de MenezeMiguel Trovoada é o novo Secretário Executivo da Comissão do Gol




Nenhum comentário :