expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Em São Tomé “somos todos primos” – A bancária, Maria do Carmo Trovoada Pires de Carvalho Silveira, prima do Primeiro-Ministro de STP, nomeada na cimeira da CPLP, em Brasília, futura secretária-executiva das comunidades, para o biénio 2017-2018, quer liberdade de residência no espaço lusófono - Ao mesmo tempo, que Patrice Trovoada, em Ancra, na Turquia, faz pose fotográfica com, Recep Erdogan, considerado um “predador da liberdade de imprensa” pela organização Repórteres Sem Fronteiras.

Por Jorge Trabulo Marques - Informação e análise 


PATRICE NA FOTOGRAFIA COM O EXTERMINADOR TURCO – Para relançar a economia  de STP ou os seus negócios? – Num empresário político, o interesse privado sobrepõe-se ao público  - Logo sediado no Texas, na meca do petróleo - Trovoada Nana O Tour in Houston, TX 77056-6230 // Business profile

Patrice e Erogan - Foto do  Facebbok  de Patrice Trovoada



Jornalistas turcos foram investigados e julgados; 

jornalistas estrangeiros assediados e deportados. E a abordagem autoritária de Erdogan não se limita às fronteiras da Turquia. Seus guarda-costas assediaram jornalistas nos EUA, e um satirista alemão está sob investigação em seu país de origem por ofender o presidente turco na TV. Recep Tayyip Erdogan: Turkey's dominant president - BBC News


Trovoada disse que a sua presença, esta quarta e quinta-feira no Fórum-Económico Turquia-Africa, «é, sem dúvida, uma oportunidade para São Tomé e Príncipe relançar a cooperação com a Turquia».(..)  http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=638605


De  facto, Patrice Trovoada, em Ancra, na Turquia  - segundo uma das suas  páginas do Facebbok -até já fez pose fotográfica com, Recep Erdogan, considerado um “predador da liberdade de imprensa” pela organização Repórteres Sem Fronteiras – Afinal, ambos partilham dos mesmos gostos: tanto um como outro, só apreciam bajuladores . São inimigos viscerais da liberdade de expressão

NA TURQUIA DE  ERDOGAN DEIXOU DE EXISTIR  LUGAR PARA O JORNALISMO LIVRE - S. TOMÉ  VAI PELO MESMO CAMINHO  

 O controlo da televisão e da rádio estatais, pelo Governo de Patrice Trovoada, assume foros de doentia e tirânica obsessão  - Por isso mesmo, ele demonstra sentir uma especial atração por quem  tem silenciado jornais e revistas e mandado prender para cima de uma centena de jornalistas
Referem as noticias que "é  cada vez mais difícil trabalhar como jornalista na Turquia. (...) Os números revelados pela associação de jornalistas da Turquia mostram os contornos da “limpeza” que o Governo está a fazer nos media

Desde Julho foram encerrados 170 jornais, revistas e canais de televisão, deixando 2500 jornalistas no desemprego. Foram presos 200 jornalistas nos últimos meses e 125 continuam detidos. “Erdogan não gosta da imprensa, ou melhor, apenas gosta daquela que é submissa, dócil e exaltadora dos seus méritos”, dizem os RSF. https://www.publico.pt/mundo/noticia/ha-cada-vez-menos-lugar-para-o-jornalismo-na-turquia-de-erdogan-1749722

A UM PRIMEIRO-MINISTRO SEM CREDIBILIDADE NACIONAL E INTERNACIONAL. SÓ LHE RESTA JUNTAR-SE AOS DO SEU PERFIL   - Faz levianas e graves acusações  mas depois recusa-se a comprová-las.

De recordar a suspeição, ainda recentemente lançada aos jornalistas,  considerada de   extremamente grave para ficar sem resposta" - Declarou o  Presidente da Associação de Jornalistas Juvenal Rodrigues, à saída do Ministério Público, onde entregou uma exposição sobre as irresponsáveis acusações de PTJornalistas são-tomenses pedem Ministério Publico para investigar 



CIMEIRA DA CPLP - MANOBRADA POR POLÍTICAS PARTIDÁRIAS  - A NOMEAÇÃO DA PRIMA DE PATRICE TROVOADA FOI UM JOGO COMBINADO COM O  MOÇAMBICANO MURADE ISAC MURARGY - Citado no escândalo do lavo-jacto. Mero arranjo de conveniência, com a Governadora do Banco Central de STP, sócia  do Afriland First Bank, e, segundo se diz da Agência de Seguros SAT Assurance

Terminou a cimeira da CPLP, em Brasília, com mais polémica de que brilho: com o mesmo coro de criticas, à Guiné  Equatorial, por aqueles que desejam que este país africano, ceda ao estilo da democratização libiana ou iraquiana, para que a rapina do petróleo, esteja à mão de semear: os "democratas" são mais fixes aos interesses ocidentais   - Deixam roubar à  vontade e todos ficam contentes.



UM POUCO DE HISTÓRIA PRÁ AVIVAR A MEMÓRIA - Fernando Pó ou Byoco Esta ilha foi portuguesa, desde 1474 até Março de 1778 (tratados de San Ildefonso – 1777 – e del Pardo – 1778, quando foi entregue a Espanha. Foi descoberta por Fernando Pó, fidalgo da Casa de D. Afonso V, Capitão de um navio da Coroa portuguesa em o ano de 1471 ou 1472 posto que vários escritores dizem ter sido achada em 1474 e outros informam que o fora no ano de 1485; em tudo há uma confusão por se haverem perdido as memórias daquele tempo.

Bioko é a ilha principal da Guiné Equatorial, muito perto da costa de Camarões e da Nigéria. Teve por nomes Fernando Pó e Fernão do Póo e posteriormente Ilha Macias Nguema Biyogo. Tem 2.018 km ² de área e cerca de 63.000 habitantes. A sua capital é Malabo. Localizada na região do Golfo da Guiné, a região é considerada como o berço da cultura bantu. Esta ilha já era povoada quando da sua descoberta por europeus.
A Ilha de Ano Bom ou Pagalu (segundo Cunha Mattos)

Diz-se que foi descoberta pelos navios de João de Santarém e de Pedro Escobar em 1 de Janeiro de 1472 posto que Martim Behaim no seu globo planisférico de Nuremberg declarasse ter sido encontrada pelos navios de Diogo Cão no ano de 1484 ou 1485, isto no caso de ser a mesma ilha de Ano Bom a de S. Martinho de que ele trata; é pequena e de figura quase oval e extremamente montanhosa. – Mais pormenores em https://www.revistamilitar.pt/artigo/1073



NÃO ESQUECER - De recordar que o cerco à Guiné Equatorial foi tentado por mercenários com apoio de margaret tachear - Margaret Thatcher approved of a failed attempt to use an army of mercenaries to overthrow the president of Equatorial Guinea, according to the unpublished memoirs of the chief protagonist of the bid, former SAS officer Simon Mann. The former prime minister, whose son, Sir Mark, was convicted in a South African court of involvement in the attempted 2004 coup, allegedly told Mann at a meeting at her Belgravia home: "I'm sure it's going to work". Margaret Thatcher 'gave her approval' to her son Mark's failed coup attempt in Equatorial Guinea

O CORO HABITUAL E CONCERTADO DOS MEDIA  - PÚBLICO - Nos discursos de abertura da XI Cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) só o Presidente de Timor-Leste saudou nesta segunda-feira a presença do novo membro, a Guiné Equatorial,  Obiang, o elefante na sala da CPLP DN - Receber um ditador com um sorriso nos lábios. Sentar-se à mesa com um presidente que mantém a pena de morte. Cimeira Da CPLP - Teodor Obiang: o elefante no meio da sala..... Expresso | Sousa Tavares: “A CPLP é uma instituição inútil



De facto, enquanto a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, for liderada por meros arranjos políticos de  conveniência partidária e não por personalidades de reconhecido mérito e competência, cultural e profissional, não é possível fazer melhor: o moçambicano, Murade Isaac Murargy, que,  segundo a revista brasileira Veja, aparece citado numa investigação sobre desvios na petrolífera do Brasil, Petrobras, este o atual Secretário-Executivo da CPLP.

A  próxima figura a liderar a CPLP, é prima de Patrice Trovoada, a santomense,  Maria do Carmo Trovoada Pires de Carvalho Silveira, governadora do Banco Central, cuja nomeação esteve envolta em polémica, com Portugal e São Tomé e Príncipe a reclamarem o direito de indicar o sucessor de Murargy, mas, pelos vistos, acabou por ceder  às pressões deste, que se “regozija-se por não ter consentido a dependência da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), da qual é secretário executivo, em relação a nenhum Estado-membro, ou seja, Portugal”  

– Daí ter sido a  primeira personalidade a deslocar-se à capital santomense, a convite do seu amigo, Patrice Trovoada,  para assistir à tomada de posse de Evaristo Carvalho e para mostrar que a Tribo Trovoada vai de vento em Popa Pois o objectivo é que, daqui a dois anos, depois desta mascarada promoção, ela seja candidata pela ADI às legislativas e o primo  possa ficar livre para tratar dos seus negócios e suceder ao Evaristo. 

ANTES DE SER NOMEADA OFICIALMENTE, JÁ ESTAVA TUDO COZINHADO À LAIA DA OPERAÇÃO LAVA JATO..
A cimeira dos chefes de Estado dos nove países membros da Comunidade de Língua Portuguesa, que se reuniram  em Brasília, em 31 e Outubro, esteve prevista para    Julho passado, mas,em Maio,  já notícias  avançavam que o nome da candidata são-tomense ia ser aprovado.
O atual secretário-executivo da CPLP, Murade Muragy, afirmou, naquela data,   em declarações à Lusa, que o seu sucessor seria provavelmente Maria do Carmo Trovoada Silveira, numa altura em que ainda não havia confirmação oficial da sua candidatura.
Tendo a candidata declarado: “Será um desafio, pois é a primeira vez a ocupar um cargo internacional que eu espero vir a exercer com todo o sentido de responsabilidade para dignificar São Tomé e Príncipe", acrescentou Maria do Carmo Silveira.

"S. TOMÉ E PRÍNCIPE ISENTA TODOS OS CIDADÃOS DA CPLP A NECESSIDADE DE VISTO - Conversa fiada 
Propaganda barata, sem consistência  - Que não passa do discurso à prática - A liberdade de residência na CPLP, implica reciprocidade- Como é possível, Portugal, conceder liberdade de residência aos cidadãos dos restantes países da CPLP se, a livre circulação, está dependente do vínculo que Portugal tem com a CEE? - Que se deixem de tretas - Se houvesse essa possibilidade, através de Portugal, rapidamente o resto da Europa era invadido por emigração ilegal - S. Tomé e Príncipe se quiser atrair turismo de qualidade, terá que melhorar o nível dos salários e dos serviços - Alguma vez um salário mínimo de 40 euros por mês dá para alguma coisa?!... - Que o Patrice experimente se consegue viver um dia com esta importância.

"Numa declaração aos jornalistas sem direito a perguntas no final da cimeira, Maria do Carmo Silveira falou na Nova Visão Estratégica da CPLP para os próximos dez anos, que, "sem esquecer os pilares da língua" e "a concertação político-diplomática", determina que é preciso "evoluir para uma cooperação económica e empresarial".

A são-tomense lembrou que se a CPLP fosse um país seria "a sexta maior economia mundial", tendo "um potencial enorme", com "recursos naturais, humanos e estratégicos", sendo "preciso potenciar tudo isso em benefícios das populações" nos próximos anos. http://portocanal.sapo.pt/noticia/105679/

PALMARÉS DE UMA BANCÁRIA QUE CONTRIBUIU MAIS PARA AS FALÊNCIAS FINANCEIRAS DE QUE PARA  AS RECUPERAR OU RESOLVER O SEU EQUILÍBRIO 
De recordar o encerramento  do segundo maior banco comercial do país, o Banco Equador, de capital angolano. Banco Central são-tomense encerra segundo maior banco comercial ...
Senzala pocilga a dois passos de uma vivenda de M. Trovoada
Em S. Tomé “Bancos tremem cada vez mais e, com a ditadura dos Trovados ao Comando, em todas as instituições, vão a caminho da banca rota e de um pais ingovernável – Por onde passam. Só deixam confusão e caos. 
 Escândalo espreita o Banco Central

18 de Abril 2016 - "Tudo por causa do procedimento alegadamente inconstitucional, e pouco transparente adoptado pelo Banco Central para emissão de novas notas da moeda nacional, a dobra.
No Banco Central, o Téla Nón apurou que vive-se um momento de grande tensão. Fonte da instituição explicou ao Téla Nón que a decisão tomada implica uma reforma profunda do sistema monetário do país. Escândalo espreita o Banco Central | Téla Nón

COMENTÁRIOS DE SANTOMENSES – AQUANDO  SEU 2º REGRESSO DE MARIA DO CARMO TROVOADA A GOVERNADORA DO BANCO CENTRAL
03/03/2011 -"Esta senhora chama-se Maria do Carmo Trovoada da Silveira. Pergunto, porque esta senhora anda esconder o seu nome verdadeiro? Será que ela deixou de fazer parte da família Trovoada e pertencer só a família do seu marido de apelido{Silveira}.Porque? Só faco este reparo, não com intenção de por em causa a sua imagem. Meus parabéns do seu regresso ao BC.Viva RDSTP." 
 3 de Março de 2011  Senhor Patrice Trovoada, sinceramente, nomear gente como está senhora é continuar com a corrupção. Maria de Carmo Silveira, é a senhora que lançou o projecto, para remodelação do Banco Central no valor muito elevado (oito milhões de dólares), pelo que fui informado o construtor fantasma levou uma parte do dinheiro, o projecto que deu grande prejuízo ao País.

3 de Março de 2011   Competência!!!!!!... A senhora tem tanta competência até que o construtor levou dinheiro e não fez obras. Conheço muitos economistas santomenses que conhecem a macroeconomia, econometria e finanças muito melhor do que ela.

João honesto 4 de Março de 2011 - "Nós estamos a caminhar a passos largos para o abismo; pelo que vejo existe um grupo de gente nesta terra que são insubstituíveis como a minha amiga Maria do Carmo isso chega a ser uma vergonha num pais onde se diz que querem promover novos valores e explorar novas competências.

Eu sou estudante de Economia nunca vi nada igual em parte nenhuma . em suma meu irmão (…) Enfim eu ainda penso que devemos promover novas competências alem de quê essa senhora já parte do grupo viciado em corrupção

Zeferino 3 de Março de 2011   - Mas minha gente qual competência que esta senhora tem? Desde quando esta senhora é assim tão competente? Nós temos de ser mais exigentes com os nossos governantes, independentemente da origem política, familiar ou religiosa de qualquer um deles. Mas o que é que esta senhora, como quadro do país, várias vezes ministra, diretora, etc, já fez de importante ou relevante para o país a não ser ocupar várias vezes estas funções? A senhora em causa já fez algum estudo ou ensaio técnico ou científico de grande alcance que ajudou o país a enfrentar os seus problemas actuais?

A senhora em causa já fez algo de fundo, com grande impacto técnico, que contribuiu, de forma relevante para modificar a organização administrativa, económica ou fiscal do país? A senhora em causa já escreveu alguma obra técnica de relevante importância que contribuiu para acrescentar valor ao nosso património intelectual?
Se nunca fez nada disso por que razão é uma grande competente? (---)

Pigmeu 3 de Março de 2011  - Está senhora é socia de um Banco Comercial em STP, como é que poder ser responsável do banco central que tem função de regulação das actividades bancaria, meus senhores aonde é que está a independência desta senhora. Meu país está doente com tanta gente formada que semanalmente desembarca no aeroporto de STP à procura de trabalho no seu próprio país…
A escolha devia ter sido feita em consenso com os outros partidos e o Governo devia procurar uma personalidade independente, quer do poder político quer do poder económico, de preferência sem qualquer filiação política.

(...) Acho que esta questão da Sra ser accionista de um Banco privado e ao mesmo tempo ser governadora do BCSTP parece ser grave. Questão também de se saber se não foi no exercício das funções de Governadora (da primeira vez que la esteve) que a Sra, num claro tráfico de influencias, impôs-se aos empresários que quiseram abrir o Banco, como accionista; querem abrir um Banco? OK, mas eu tenho que ser accionista!. Eis uma questão que a associação dos economistas deveria comentar.

As ruas da cidade estão piores que no tempo colonial
(...)  nunca deu indicações de inovação e competência para lidar com uma das instituições mais importante e poderosa do país prejudicando o país em milhares de euros com o projecto das obras do banco. Será que em São Tomé ninguém é responsabilizado pelos seus actos? Comentários extraídos de Téla Nón - 

Danildo Santo 4 de Março de 2011 

Para aqueles que não conhecem a Dra. Maria do Carmo, essa senhora tem dois diplomas de mestrado. Depois de deixar de ser Primeira-ministra, ela esteve em Estrasburgo, França, onde conclui com êxito o seu segundo mestrado na Escola Nacional de Administração (ENA). A Dra. Maria do Carmo entra no Banco Central por concurso público e não por favores políticos como acontece hoje. Portanto, em vez de passarem todo o tempo a manchar os outros, peçam a senhora o seu CV . Como antes dizia, se eu tivesse no lugar da senhora não aceitaria ser de novo Governadora do Banco Central, num país sem norte onde a competência=populismo. Somos tão pobres em mentalidade e atitude. Por isso STP tem o abismo e o desenvolvimento que bem merece.Mais comentários a favor e contra  em  Maria do Carmo Silveira nomeada governadora do Banco Central de ..
PASSA O TEMPO A ASSINAR ACORDOS QUE DEPOIS NÃO PASSAM DE LETRA MORTA – O DINHEIRO DESAPARECE E NÃO SE VÊ OBRA NEM FUNDOS 

Será que os credores não se aperceberão dos ilusionismos de um artista que pede mais de que as garantias que têm para oferecer? –Que vão cedendo aos  sorrisos de um hábil mestre de cerimónias – Com misteriosos negócios que só ele conhece, a que nunca se prenunciou publicamente, que era sua obrigação dar a conhecer ao povo que o elegeu  e  nele confiou os destinos do pais  http://cantonfair106.mingluji.com/inquiry_1/TEXAS_OVERSEAS_CONSULTING_SERVICES,INC.

Patrice parece ter como compêndio de orientação os famosos negócios da D. Branca, em Portugal: vão-lhe passando dinheiros para a mão, este vai desaparecendo, não se sabe como (sem se ver obra) ao mesmo tempo que vai enganando este e aquele, enquanto a “bomba” não estoirar – Mas, é claro, que o dinheiro não cai das nuvens e alguma vez a árvore das pacatas, qualquer dia, há de secar, se já não secou. - produto dos que vão cedendo aos  sorrisos de um hábil mestre de cerimónias, que são as únicas habilidades que parece possuir.


EXPEDIENTES PARA SACAR DINHEIRO – SERÁ QUE QUEM LHE CONCEDE AS LINHAS DE CRÉDITO, NÃO TOPA O IMBRÓGLIO EM QUE SE METE? – CLARO, NESTAS COISAS HÁ SEMPRE INTERESSES CRUZADOS – SOBRETUDO SE ENTRAM DINHEIROS PÚBLICOS

Dizem-nos que “passou na TVS a notícia da cerimónia de um acordo, na Turquia, com a delegação composta, também pelo Ministro AMÉRICO OLIVEIRA, para um investimento numa área qualquer, O que mais que me preocupa – diz-nos o leitor – é que este mesmo Ministro, já assinalou 3 acordos e nada aconteceu aos 30 milhões de empréstimo: o Povo não viu nem a sombra do Dinheiro . Assinou 17 milhões para construção e reabilitação do Hospital e nada aconteceu – Agora mais outro episódio camuflado, que não sabemos o que vai dar.

EMBRULHADAS

Quem tudo quer, tudo perde: - Se houver uma moção de censura da oposição, Patrice poderá ver-se às aranhas, o  Governo tremer e ficar fragilizado ou  mesmo provocar a sua queda  – 

Ou será que, no seio da ADI, não haverá figuras capazes de bater o pé a um apátrida, que passa o tempo a tratar das suas negociatas e está-se nas tintas para o Governo e os interesses da já tão  sacrificada população?  - Claro que não faltam figuras: não têm é os bolsos entulhados de dólares de negócios obscuros.  Pois, mas como é sabido, o dinheiro não paga tudo: a honra e o sentido do deveres cívicos para com a Pátria Santomense, devem sobrepor-se 

Dizem-nos leitores,  que vários  deputados da maioria parlamentar da ADI e outras figuras do Governo, dão mostras de algum descontentamento com o autoritarismo  do chefe Patrice – Dando sinais de solidariedade com Agostinho Fernandes - Tal o caso de Carlos Stok ambos amigos e com interesses comuns há muito tempo,  partilhando o mesmo escritório de advogados e do qual faz parte  o Doutor Afonso Varela, a segunda figura do  Governo

PAPTRICE E OS SEUS BAJULADORES - QUE O COLOCAM AO NÍVEL DAS ESTRELAS MAS ESTÁ MAIS DE QUE VISTO QUE O SEU REINADO COMEÇA A RUIR 

O líder máximo do partido são-tomense ADI, Patrice Trovoada, conseguiu, nos últimos anos, conquistar três dos quatro poderes constitucionais da República de São-Tomé e Príncipe, designadamente, o poder executivo, o legislativo e o de Presidente da República, tornando-se, sem dúvidas, o maior estratega político, da actualidade, no arquipélago.

O poder presidencial de Evaristo Carvalho a consumar-se sábado com o acto de posse na histórica Praça da Independência coloca o presidente do ADI, Patrice Trovoada, que exerce também as funções de primeiro-ministro, como o político, mais poderoso da República, de acordo com o artigo 68º da constituição são-tomense
. Agência Noticiosa de São Tomé e Príncipe - STP-Press

OPINIÕES -  Leitor santomense, do nosso site, questiona: “Evaristo já aprovou a Fabricação e impressão de novas notas que entraram em vigor em 2017. espero que a Interpol e FMI fica atentos as manobras do Patrice.
Onde estão os  17 Milhões de assinatura entre o Ministro atual Américo Ramos de Oliveira da Finanças e a parte do internacional representado por um cidadão do Koweit que estava destinado a construção e reabilitação do Famoso hospital de referencia ao nível regional?
Em São Tome e Príncipe não temos Guerra, os Militares os chefes tem varias regalias desde Carros Transporte, Combustível, Cartão de recargas telemóvel. Preocupamo-nos com um país onde os Militares não Produzem, e com esta Promoção de Tenentes Coronéis, estes mesmos irem receber o seu salario lá para mês de Março 2017 com retroativos, uma vez que não esta inscrito no atual orçamento o Pagamentos do mesmos, e terem uma boa reforma etc.

DE ESTADO DE GRAÇA A  ESTADO DESGRAÇADO

Leoter Viegas - Estado de (des)graça do Governo Qualquer governo, em qualquer democracia, depois de ser eleito, tem direito ao seu estado de graça. O governo do Patrice Trovoada não é exceção. Exceção é o prolongado estado de graça do atual governo. No poder desde 28 de novembro de 2014 (praticamente dois anos), depois do relativo insucesso na governação, sem qualquer reforma significativa de que o País precisa, justificando esse insucesso com a força de bloqueio vinda do Palácio do Povo cujo o protagonista era o anterior Presidente da República, o atual governo encontra no seio do partido que o sustenta e dos seus apoiantes a justificação do insucesso. A recente remodelação governamental, cujo a opinião da maioria dos comentadores e analistas tornou o governo mais fraco, foi justificada com a necessidade de dar maior impulso ao governo porque os anteriores titulares não eram eficazes nos setores das suas responsabilidades. Portanto, a culpa, em certa medida, era dos anteriores ministros que não eram dinâmicos nas políticas setoriais. Na sua mais recente viagem a exterior (já tornou hábito), o Primeiro Ministro anunciou uma remodelação dos diretores da administração pública e das empresas públicas. Já tinha feito isso com os ministros que foram substituídos. Mais uma vez, a culpa do insucesso do governo será dos diretores da administração pública e das empresas públicas. Suspeito que a próxima remodelação será no painel dos comentadores e opinadores nas redes sociais ligados a ADI e ao governo por estes não estarem a defender o partido e o governo com eficácia desejada.

Numa altura em que aumenta, de forma assustadora e preocupante, os custos de vida das populações, os salários da função pública são pagos em conta gota e com semana de atraso, a energia elétrica torna um bem cada vez mais escasso no País, vem o Primeiro Ministro, sem qualquer pudor, pedir mais sacrifício a um povo que vive com um salário mínimo de pouco mais de quarenta euros (40€). E o mais preocupante, na minha opinião, é a forma e o timing em que o faz. O Primeiro Ministro pede o sacrifício aos santomenses no Aeroporto, na mais uma de várias visitas ao exterior que tem feito ao longo do seu mandato. Nesta altura, os santomenses deveriam estar a interrogar qual o relação entre as variadíssimas viagens do Primeiro Ministro ao exterior com a melhoria da qualidade de vida dos santomenses. Deveriam interrogar qual o investimento de vulto de conseguiu atrair para o País com essas viagens todas. –

Deveriam interrogar se o que lhes prometido na campanha eleitoral tem alguma relação com a realidade ou não, ou, se não foi apenas uma venda de ilusão. Numa altura em que o governo prepara mais um OGE para 2017, em que uma das medidas será o aumento nos preços dos combustíveis (exigência do FMI), os sindicatos, que têm como principal missão defender os interesses dos trabalhadores, permanecem cegos, surdos e mudos. Aonde andam os senhores João Tavares e Costa Carlos, líderes da ONTSTP e UGT, respetivamente? Aonde anda o líder do sindicato dos trabalhadores da função pública que, outrora eram ferozes defensores dos trabalhadores da função pública e bem, permanece cego, mudo e surdo? Neste momento, todo o País sabe que a atual governadora do Banco Central será a próxima Secretária Executiva da CPLP. Alguém compreende porque é que o governo ainda não nomeou o(a) próximo(a) governador(a) do Banco Central? Num País em que a estabilidade do sistema financeiro deve estar sempre presente em qualquer política governamental, é incompreensível esta ineficácia e inércia do governo em funções. Na verdade, e por mais paradoxo que pareça, o problema do governo é a Oposição. Ou melhor, a falta dela. O atual governo é especialista em vitimização e fazer da vitimização a sua maior força. Não havendo uma Oposição ativa, o governo perde o maior bode expiatório para culpabilizar da instabilidade política e governativa. Nesse sentido, não havendo o bode expiatório externo, o governo procura o bode expiatório no interior do governo e no partido ADI, como fez com os ministros que foram despachados, como procura fazer com os diretores nomeados pelo governo desde que está em funções e como fará, não tenho dúvidas, com os comentadores da ADI e apoiantes do governo. O governo, através da sua poderosa máquina de informação e propaganda, tem feito passar a ideia que a atividade governativa começou após a eleição presidencial. Nada mais falso. O atual governo está no poder há dois anos. Por isso, o estado de graça já esgotou há muito tempo. Parece-me que o governo entrou numa situação de estado de desgraça https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1219780191429280&id=200737570000219

Nenhum comentário :