expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

PORTUGAL E A INUTILIDADE DE UMA COOPERAÇÃO MILITAR COM A PIRATARIA PESQUEIRA DO GOLFO DA GUINÉ – QUE TEM ALIADOS EM S. TOMÉ - Veja o que fomos descobrir! – A publicidade da “venda” no Facebook - Três das melhores unidades de pesca madeirenses, despachadas a empresa fantasma – a Geo-Pesca, a que estaria associado o irmão de Patrice Trovoada - Mas nem sequer as pagaram: uma afundada, que a Marinha Portuguesa, agora removeu; as outras, desconhece-se o paradeiro “Que andam a fazer os militares portugueses em São Tomé? – Questiona o EXPRESSO “ - A nossa pergunta é outra

Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise


Postagem atualizada - 25-11-2016) Levaram-nas a titulo de fretamento, ficando de as pagar mais tarde a preço da chuva – Mas nem isso fizeram - Publicitaram a venda no Facebook – Já apagaram as imagens mas permanece o texto, com as características de cada embarcação   - Veja as fotos do barco resgatado e da frota da Sopeixe, fundeada na Madeira e depois em S. Tomé  - Não há margem para dúvidas, de que se tratam das mesmas embarcações 

Levou sumiço em S. Tomé  -  "Baia dos Juncos" - Sopeixe - Madeira

 As causas do seu afundamento, dificilmente jamais poderão ser apuradas - Isto, porque,  para se meter um barco a pique é mais fácil de que construí-lo  - Ao jornalismo não compete apenas informar mas também analisar e denunciar

Governo Santomense, com o Primeiro Ministro, Patrice Trovoada, , ausente do seu pais, há quase três semanas já veio agradecer através da TVS, a remoção do "Pico Douro"  levada a cabo pela Marinha Portuguesa 


Expresso - 2016-11-18 – “Esta é a história da cooperação entre dois países no sector da Defesa, Portugal e São Tomé e Príncipe, contada no momento em que vem aí um novo programa-quadro para o triénio 2018 “  - Mas nós contamos-lhe  a de um descarado roubo, sem vergonha e sem escrúpulos,  ao património pesqueiro madeirense - Com anúncios  no Facebook


Embarcação madeirense, posta a reflutuar pela Marinha Portuguesa 




Portugal não pode nem deve pactuar com banditismo profissional e deverá abrir inquérito por forma a responsabilizar quem autorizou que, três dos seus melhores barcos de pesca, deixassem as águas madeirenses para um deles acabar afundado à entrada da Baía Ana de Chaves – Os outros dois, desconhece-se o paradeiro. 



Recentemente, o  Ministro da Defesa, Azeredo Lopes,  esteve em S. Tomé para assinatura de um novo programa-quadro de cooperação técnico-militar para o triénio 2018-2020, daqui por um ano. Mas também para fazer um balanço de que se fez e do que se pretende vir a fazer   no âmbito do reforço das relações bilaterais no contexto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP

Na ilha, já se encontrava o navio hidrográfico da Marinha Portuguesa, “Gago Coutinho”, que ali permanecerá, quase até ao Natal – Entre as várias missões, que ali conta desenvolver, já procedeu à operação de reflutuação da embarcação “Pico Dourado”que posteriormente foi arrastada para águas mais profundas a fim de não criar perigo à navegação que se aproxime ou entre na Baia Ana de Chaves.

Empresa madeirense desfez-se de três barcos, de pesca de peixe-espada preto ‘Pico Alto’, ‘Pico Dourado’ e ‘Pico Douro’através de alegado fretamento - Um dos quais já havia recebido vários milhões de euros de apoios comunitários  

Mas nos anúncios que publicou no Facebook, publicitou-os para venda .- Veja o que fomos descobrir 




Lote de 3 Embarcações de pesca  - Temos três embarcações de pesca á venda: Pico Alto, Pico Douro e Pico Douro (6OOOOO  €;cada uma - preço negociável} Todas elas estão em boas condições em qualquer tipo de ambiente e para a pesca de peixe ...

Sopeixe – Embarcação à venda: Pico Alto (Clique na imagem para ver em tamanho original) Construído em 2001; está semi-fechado, faltando fechar a popa; tem 2 geradores de 65 CV sendo um mecânico e outro Hidráulico acoplado à ...

Sopeixe » Embarcação à venda: Pico Dourado

Pico Dourado (Clique na imagem para ver em tamanho original)Construído em 2001; está totalmente fechado tem alador hidráulico para Espadarte, com tambor para 60 milhas de aparelho alador para palangre de fundo; 1 gerador de 75 CV e outro de

Sopeixe » Embarcação à venda: Pico Douro


Pico Douro (Clique na imagem para ver em tamanho original)Construído em 2006; está totalmente fechado; equipado com alador para palangre de fundo; grua hidráulica; maquina de fazer água doce; tem 2 geradores meçânicos de 65 CV da ... https://www.facebook.com/Sopeixe-Madeira-537920929610865/

EMPRESA INCONTATÁVEL – NAS DUAS PÁGINAS DO FACEBOK HÁ QUEM DEIXE O NÚMERO DO TELEFONE PARA SER CONTATADO  E TAMBÉM QUEM LHE DESEJE FELICIDADES 

Sopeixe - Madeira Sociedade de Pescas, Limitada Rua Austrália, 13, 4.º Dtº, Bairro da Nazare Funchal 9000-133 FUNCHAL Salga, Secagem e Outras Actividades de Transformação de Produtos da Pesca e Aquicultura

"Meu caros sou eugenio clemente cheguei estar na vossa empresa pretendo contactar" (angolano deixa telefone) - Não imagina a resposta que nos deu - Quando lhe dissemos que éramos jornalista: "deixa empresário ganhar o seu dinheiro!"


TUDO COMEÇA ASSIM - 13 de Março – 2013  Empresa Luso-Angolana pretende desenvolver a Pesca em São Tomé e Príncipe - Chama-se GEOPESCA. É empresa luso – angolana e pretende instalar em São Tomé e Príncipe um projecto no domínio das pescas. A empresa  já tem no país três embarcações,  e está a espera de luz verde das autoridades nacionais, para arrancar com as actividades piscatórias, cuja mão-de-obra será na sua maioria são-tomense. Empresa Luso-Angolana pretende desenvolver a Pesca em São ..

QUEM RESPONSABILIZA O DESVIO DE TRÊS DOS MELHORES PESQUEIROS MADEIRENSE PARA S. TOMÉ? - QUE NEM SEQUER FORAM PAGOS

Não pagaram os barcos, serviram-se deles a seu belo prazer para depois um deles o adaptarem a transporte de carga, e, por fim, o deixarem afundado à entrada da Baía, carregado de arroz - Os outros dois, presume que terão ido para Angola ou sido afundados em águas mais profundas

Argumenta-se, como causa do afundamento, uma tempestade - Para estas coisas, a natureza é sempre a culpada ou a justificar a golpada . Ao menos agora a Marinha Portuguesa, que pôs o barco a flutuar, investigue as causas ou, então, se assim o entender, que entregue o caso às autoridades à Interpol - .Era o que navegara com passagem pelo Gabão, com destino a São Tomé - Presume-se que do sócio da Geo-Pesca, Yuri Trovada, atual sócio-gerente da imobiliária - http://www.societe.com/societe/la-hacienda-dupont-trovoada-503025306.html


ZARPARAM COM OS BARCOS SEM OS PAGAREM  -Ilha da Madeira, lesada no seu património   pesqueiro



 30 ABR 2014 / .”Madeira perde três barcos de pesca para África Insolvência da ‘Sopeixe’ leva à venda dos três barcos de pesca de peixe-espada preto" DN - Madeira

"Madeira perde três barcos de pesca para África "- Diário de Notícias - da Madeira

MIGUEL FERNANDES LUÍS /30 ABR 2014
 "Pico Alto" e "Pico Dourado" - Sópeixe - Na Madeira
"A frota de pesca da Madeira está mais pobre, com o mais que provável abandono definitivo da actividade na Região dos três barcos da ‘Sopeixe’, que presentemente se encontram em África. A empresa de Câmara de Lobos arrasta-se há ano e meio numa situação de insolvência e na semana passada os credores decidiram pela alienação do património, cujo principal activo eram precisamente os barcos de pesca de peixe-espada preto ‘Pico Alto’, ‘Pico Dourado’ e ‘Pico Douro’.



S. Tomé - Neves - Agro-Pesca -14-05-2013 - Foto - Téla-Nón
Na assembleia de credores realizada na última quarta-feira no Tribunal Judicial do Funchal, os credores aprovaram a venda mas também deixaram no ar a dúvida se alguma vez vão ver o dinheiro dessa transacção. É que supostamente um dos barcos está no Gabão e os outros dois encontram-se ao serviço de uma empresa de Angola e não há garantias de que as sociedades a quem foram cedidos por afretamento vão concretizar uma opção de compra. Também não há garantias de que, em caso de frustração do negócio, as embarcações voltem à Madeira e sejam reintegradas na massa insolvente. Dúvidas que os credores colocaram ao administrador da insolvência. Este, no entanto, disse que as negociações estão em curso e que dentro de dias parte para Angola para procurar concluir a transacção. Para já, a juiz Sara Ferreira deu um prazo de 60 dias para concretizar a venda. - Madeira perde três barcos de pesca para África - Diário de Notícias

BARCOS MADEIRENSES  DESVIADOS  PARA S. TOMÉ - ATRAVÉS DO GABÃO - TENDO NA ESTEIRA  UM PROCESSO DE INSOLVÊNCIA SUSPEITO





Empresa madeirense desfez-se de três barcos, através de alegado fretamento - Um dos quais já havia recebido vários milhões de euros de apoios comunitários


Funchal- Capital da Pérola do Atlântico 
Um parte  para o Gabão, os outros dois dão meia volta por Angola mas com destino a S. Tomé; agora em nome da empresa luso-angolana  GEO-PESCA.para ali tentarem novas jogadas de mais  uns milhões de subsídios estrangeiros ou do orçamento público, até  darem de frosque, lançarem ao fundo um dos barcos, junto à entrada da Baía Ana de Chaves, que agora a Marinha Portuguesa, ali veio  remover  para não colocar em risco a navegação à entrada da mesma

AINDA O OVO ESTAVA NO RABO DA GALINHA -  NA MADEIRA JÁ HAVIA FALÊNCIAS À VISTA, DE CONTORNOS DUVIDOSOS, PARA TRAZEREM OS BARCOS PARA S. TOMÉ 

Diz-se que a Geo-Pesca tinha como sócio o irmão do atual Primeiro-Ministro - E um tal angolano, Victor Madaleno - Muito famoso este apelido, com muitos negócios e muitas polémicas em Portugal e até no futebol - Bom, mas isso são outras histórias e talvez até outras famílias, desconhecemos

TUDO NÃO PASSOU DE MERO FOGUETÓRIO 


Pesca semi-industrial começa a dinamizar economia na cidade de Neves Publicado em 14 Mai 2013

Téla Nón Pesca e agricultura são as principais actividades dos 15.370 habitantes do distrito de Lembá. Um dos distritos onde a pobreza é mais evidente. Neves é a capital do distrito, também considerada cidade industrial do arquipélago são-tomense, porque alberga a única fábrica de cervejas do país, e o reservatório de combustíveis da ENCO.

O mar é rico em pescado. Mais de 90% da população da cidade dedica-se a pesca artesanal. Neves começou a dar os primeiros passos com vista ao desenvolvimento da pesca semi-industrial.

Imagem  - Jornal Téla Nón

(..)Desde Abril último que 3 barcos da Geopesca, entraram em acção. Cada um captura cerca de 3 toneladas de pescado por semana, para o abastecimento do mercado nacional. João Madaleno, administrador da empresa luso-angolana, confirma que o mar de São Tomé e Príncipe tem enorme riqueza.

(…)Os barcos de pesca garantem directamente mais de 40 postos de emprego, sobretudo marinheiros. Homens que deambulavam em Neves, sem hipóteses de ganhar sustento para a família. Como José Casemiro, que enalteceu a iniciativa do Estado e do grupo privado, pela oportunidade de emprego que lhe permite colocar comida na mesa para a sua família. Por sua vez João Madaleno, enquanto representante da Geopesca, fez saber que o crescimento da actividade do grupo, vai implicar que o número de postos de emprego duplique.. Pesca semi-industrial começa a dinamizar economia na cidade de


PROMESSAS FALACIOSAS  -  em 11/03/201311 Um grupo luso/angolano vai investir cerca de quatro milhões de Euros num projecto de pesca sim -industrial em S.Tomé e Príncipe.

De acordo com a televisão pública local (TVS), citando Victor Madaleno, o grupo que já dispõe de três barcos apropriado no arquipélago prontos para iniciar a faina piscatória, viabiliza com este projecto seis dezenas de postos directos de emprego para santomenses.

 14 Maio 2013  - "Um centro de processamento de pescado foi construído com financiamento da cooperação espanhola. A Empresa GEOPESCA de capital português e angolano conseguiu autorização da Direcção das Pescas, para iniciar a faina, com o objectivo de fazer o levantamento da fauna marinha. - 

Desde Abril último que 3 barcos da Geopesca, entraram em acção -João Madaleno, administrador da empresa luso-angolana, confirma que o mar de São Tomé e Príncipe tem enorme riqueza. «O peixe de São Tomé e Príncipe tem enorme potencialidade, que poderá ser uma mais valia para o país se ele for transformado e valorizado em São Tomé, se não podemos pescar aqui e vender num outro ponto do golfo», declarou. Pesca semi-industrial começa a dinamizar economia na cidade de ...

Onde se meteu a  empresa, Geo-Pesca, que garantia mundos e fundos, 40 postos de trabalho e outras maravilhas mais? - E um  tal Madaleno, por onde anda agora? –

(…) 13/03/2013 -A empresa  já tem no país três embarcações,  e está a espera de luz verde das autoridades nacionais, para arrancar com as actividades piscatórias, cuja mão-de-obra será na sua maioria são-tomense. - Os barcos denominados de Pico Alto, Pico Dourado e Pico Douro  já se encontram atracados no porto da cidade de Neves  para dar inicio a um projecto considerado de bastante viável para o arquipélago. « Iniciamos com um estudo e fizemos alguns projectos e chagamos a conclusão que era viável   investir em São Tomé  e neste caso a chegada dos navios que é o culminar do projecto, agora vamos iniciar com as pescas  para dar a projecção ao nosso projecto» disse João Madaleno- Sócio da GEOPESCA. Empresa Luso-Angolana pretende desenvolver a Pesca em São ...

ASSUNTO ESQUECIDO E ARRUMADO

Por certo, que,  para quem se desfaz de  milhões, como quem joga a feijões, esta constatação, talvez não diga nada ao Governo Português – O PM Santomense Patrice Trovoada, há 21 dias fora do País, não regressou como se previa,  no Sábado dia 19. Sem dar nenhuma satisfação ao País da próxima data de regresso, nem tão pouco a razão deste prolongamento, o Primeiro Ministro coloca o País em alvoroço numa fase de crise económica profunda – Octávio Bandeira, em https://www.facebook.com/groups/1046261748750459/?fref=ts - -   


Patrice Trovoada, também já apelidado  pelo inveterado   caixeiro viajante, o ano passado só permaneceu nas Ilhas  75 dias - "Viagens custaram 1 milhão e 800 mil euros" -  Patrice só cá esteve 75 dias em 2015-  --- Empresário no Texas, é gente de massa!  http://cantonfair106.mingluji.com/inquiry_1/TEXAS_OVERSEAS_CONSULTING_SERVICES,INC.


Comentários de Santomenses  -filho de pai rico e presidente, sangue-suga mas presidente. Ele tentou dirigir STP com todas as oportunidades do mundo, várias vezes, mas sempre provou ser mau líder e chefe de corrupcao mafioso internacional. O Patrice e’ um individuo que sempre falhou, porque ele andava a viajar e em vez de aprender a governar ele deixou pessoas frustradas dirigir para ele.

É um bom projecto mais é o pior , eles só vendem peixes para bolsos de quem tem dinheiro. Aqui em Neves é melhor comprarmos peixe no mercado em vez de compra na mão desses bandidos , vendem peixe caro e pagam mal os pobres pescadores que ficam no mar . Pra mim em Neves , é melhor pegar este negócio e arranjar novos parceiros  - Extraido de comentário no Téla Nón - 14/05/2013 Pesca semi-industrial começa a dinamizar economia na cidade de ...

NOTICIA DO EXPRESSO FALA DE PICO DOURADO,  - ENQUANTO A TVS DE S. TOMÉ DE PICO DOURO - QUALQUER DESTES NOMES, COM O PICO ALTO,  FAZIAM PARTE DAS EMBARCAÇÕES DA EMPRESA SOPEIXE  - "FRETADA" A CUSTO ZERO PARA SÃO TOMÉ 

O telejornal da TVS, diz que o barco que foi posto a reflutuar pela Marinha Portuguesa, se chama Pico Douro - Justamente, era um dos três barcos, fretados ( mas não pagos) à Sopeixe

Por sua vez o Expresso, já havia noticiado que  "Durante a permanência em São Tomé, o “Gago Coutinho” tratou de proceder a uma complexa operação de reflutuação, para posterior remoção e afundamento em local seguro da embarcação “Pico Dourado” naufragada num importante canal de acesso ao porto de São Tomé. De Lisboa vieram os mergulhadores e muito material para resolver definitivamente um grave problema para segurança marítima que na primeira tentativa realizada no ano passado não foi possível solucionar, em grande medida devido às más condições atmosféricas. Águas passadas."

PORTUGAL, EM VEZ DE PROMOVER A SEGURANÇA E O BEM-ESTAR DA POPULAÇÃO SANTOMENSE, ASSIM ALIMENTA A INSACIÁVEL AVIDEZ DE UM GOVERNO CORRUPTO 



Diz o  Expresso:03/11/2016 “Esta é a história da cooperação entre dois países no sector da Defesa, Portugal e São Tomé e Príncipe, contada no momento em que vem aí um novo programa-quadro para o triénio 2018-2020

Mas, pelos vistos, mal contada,  há imprecisões: segundo as nossas fontes: "o número de militares, total, não supera os 350 efetivos. Portanto, não é verdade: 200 dos quais na Guarda Costeira, 120 fuzileiros navais e os restantes 1180 no Exército.

O Expresso diz que (...) unidades das Forças Armadas do arquipélago,  conta com cerca de 1500 efetivos, 200 dos quais na Guarda Costeira, 120 fuzileiros navais e os restantes 1180 no ExércitO que andam a fazer os militares portugueses em São Tomé?

QUEM LUCRA COM ESTA TÃO BADALADA COOPERAÇÃO MILITAR DE PORTUGAL COM S. TOMÉ? – Com vários países a enviarem milhões, sob o mesmo pretexto, enviando apoio e equipamento militar? - É a  tropa santomense?!.... – Muito pouco  -  E ao Povo Santomense, que benefícios lhe tem trazido? Absolutamente nenhuns!... Então para onde se escoam os milhões? Para engenharias financeiras sofisticadas; que não têm fronteiras - Ou quanto muito para as tropas estrangeiras por lá passaram uns belos dias de sol e banharem-se em águas quentes.

 MEDIA LOCAL E ESTRANGEIRA - SÓ DÁ AS BOAS NOTICIAS

Pior que no tempo colonial 
Os media portugueses, cúmplices com as arbitrariedades e a incompetência  de um governo corrupto,  desde telenovelas, noticias e artigos de opinião, em véspera das eleições,  mais interessados em servir de veiculo da propaganda a um empresário primeiro-ministro, com  empresas no Texas, Marrocos,  Gabão, França, em Portugal, e ramificações de negócios em várias partes do mundo, http://www.whereorgtx.com/trovoada-nana-o-tour-16043739 sim, de que propriamente servirem os interesses da população de um dos países mais pobres de África, com salário mínimo de 40 euros mensais, de extremas carências ou de darem conta de  misterioso desaparecimento de dirigente político santomenses em Portugal – até agora, nem uma noticia -Mas há espaço à propaganda do liberalismo selvagem e corrupto. 10 de Outubro de 2014, São Tomé, à porta do futuro - PÚBLICO 06/08/2016 São Tomé e Príncipe: mudança e estabilidade - PÚBLICO

ABUNDÂNCIA DE MILHÕES A ESBANJAR- QUEM SE LIXA É MEXILHÃO

Em 2013, o secretário do Estado do Mar esclareceu que a Estratégia Nacional para o Mar 2013/2020 (ENM13/20) vai contar com 400 milhões de euros dos orçamentos do Estado, prevendo-se um retorno de dois mil milhões, nos próximos sete anos.

Ainda no mesmo ano,   Aguiar Branco, o então Ministro da Defesa Nacional de Portugal  assinou, com o seu homólogo Oscar Sousa, o acordo de cooperação que envolve as forças armadas portuguesas, na vigilância e fiscalização da zona económica exclusiva são-tomense” Argumentando” As limitações financeiras que enfermam a economia portuguesa, não ameaçam a implementação do acordo. «O acordo é assinado para ser cumprido e não para não ser cumprido», garantiu o ministro Aguiar Branco. Portugal ajuda São Tomé e Príncipe a vigiar e fiscalizar a sua ZEE ...

GENEROSIDADE PORTUGUESA PARA COM OS TROVOADAS  - CPLP: Portugal entrega presidência a São Tomé e Príncipe para lá ser colocada a prima  Maria do Carmo Trovoada Silveira

"José Pedro Aguiar-Branco participou na XVI reunião de Ministros da Defesa da CPLP, que se realizou em São Tomé. Na sessão de abertura Portugal entregou formalmente a presidência ao pais anfitrião CPLP Defesa: Portugal entrega presidência a São Tomé e Príncipe 28/05/2015 

PAÍSES COM INTERESSES PETROLÍFEROS, NÃO QUEREM PERDER PITADA DO  OURO NEGRO  DO GOLFO DA GUINÉ -  VIRAM-SE PARA SÃO TOMÉ, O ELO MAIS FRACO , SOB O PRETEXTO DE  APOIO MILITAR À   PIRATARIA - SÓ QUE  A MAIOR PIRATARIA ESTÁ EM TERRA E NÃO NO MAR  - SE BEM QUE ALGUMA COM CUMPLICIDADES DE AMBOS OS LADOS

Os milhões, que tem vindo a ser oferecidos  aos vários Governos de S. Tomé e Príncipe,  sob o pretexto de ajuda militar - ou sob outras justificações - tem tido proveniências de vários países  e de todos os continentes:  não que o  façam  com o propósito de  combater a dita pirataria das canoas no Golfo da Guiné ou para que, os escassos militares santomenses,  possam ficar mais aptos para estas operações.

A tropa santomense é  reduzida e o  material e apoios não lhe têm faltado; não era preciso,  fazê-lo a torto a direito - Mas de volta e meia, estas são as noticias  mais frequentes, já que nenhum país (com empresas petrolíferas de olho fisgado) quer perder o comboio da hipotética exploração dos carbonetos no fundo do oceano - Porventura, remetida só lá para as calendas.

A Nigéria, que havia ficado com a fatia de leão, já devolveu alguns blocos - Por isso, agora, os motivos dos ditos apoios militares,  deverão ser - sobretudo - mais no sentido  de se justificarem engenhosas engenharias financeiras (que, aliás, sempre as houve) dos milhões sacados aos impostos  dos contribuintes, com cumplicidades transversais, de que propriamente a pensar na segurança e o bem-estar da sacrificada população de S. Tomé e Principie - Ainda se houvesse garantias credíveis da sua aplicação!


"A França tem prestado apoio através do treino de quadros das FASTP, nomeadamente na realização de exercícios conjuntos ao nível das forças terrestres, bem como na assessoria técnica com vista à elaboração da Lei de Programação Militar de São Tomé e Príncipe sub-região http://janusonline.pt/arquivo/popups2013/2013_2_17.pdf 21 de Março de 2016 - Decorrem em São Tomé e Príncipe,  o exercício militar “OBANGAME” – Um exercício militar multinacional cujo objetivo é reforçar a cooperação regional com vista a aumentar a segurança marítima no Golfo da Guiné http://www.rnstp.st/index.php/noticias/item/227-sao-tome-e-principe-acolhe-exercicio-militar-liderado-pelos-estados-unidos

Linkes relacionados

Eurodeputados aprovam novo acordo de pescas entre a UE e São Tomé e PríncipePorto pesqueiro de 10 milhões de dólares na forja….São Tomé com nova lancha de fiscalização das suas águas …Força Aérea Portuguesa e fuzileiros brasileiros participam em exercício multinacional lha do Príncipe pede ajuda aos EUA para combater pirataria marítima

NEM AO MENOS LIMPAM A BAÍA DO ENTULHO  . ESPERAM QUE SEJA A MÃO ESTRANGEIRA A VIR ARRUMAR A CASA  Resquícios ou subserviência da Mentalidade colonial, que ainda perduram



Alguns  esqueletos de ferro destes batelões,  permanecem desde a era colonial, em consequência de um violento tornado que assolou a Ilha, lançando a pique as várias dezenas, que ali existiam fundeados, que serviam para transbordo  das mercadorias a transportar ou descarregar dos navios  que fundeavam ao largo, tal como, ali, ainda hoje sucede, devido à falta de um porto de costagem. , - Tal situação sucedeu justamente na pavorosa noite em que eu largara, numa piroga, da Praia Gambâa para a Nigéria, no qual ainda fui envolvido.

Embora sejam o testemunho  de um certo período  histórico, longe de constituírem peças de museu, pelo que o mais aconselhável era serem retirados, até porque estão a escassos metros da vedação da avenida marginal ou então puxados para o mar largo para servirem de corais aos peixes - Deste modo, creio revelarem algum desleixo e um mau contraste na panorâmica de uma baía geralmente  tranquila, que deveria transmitir uma imagem de serenidade, de paz e de beleza e não a de um  antigo cemitério de despojos naufragados  - Pelo menos quando não é assolada pelo mau tempo.

Refere o Téla Nón que "um dos contentores, foi recuperado graças ao empenho e determinação dos operários do Porto de São Tomé. Quando abriram o contentor, uma grande pressão de água saiu da porta do contentor. Dezenas de sacos de arroz, estavam ensopados com água salgada. http://www.telanon.info/sociedade/2011/06/07/7355/mais-um-carregamento-de-arroz-e-outros-produtos-alimentares-naufragado-ao-largo-de-sao-tome/

BARCOS AO FUNDO  POR  SABOTADORES TRAFICANTES - NAS ÁGUAS DE S. TOME  E PRÍNCIPE - Com uma superfície 160 vezes maior que as duas ilhas 


A Guiné-Bissau é tido como um dos paises que favorece o tráfico do contrabando internacional  da droga  - Será que as maravilhosas Ilhas Verdes do Equador, vão por estes ínvios caminhos?

A resposta veio do alerta lançado pelo Comandante Geral da Polícia Nacional nas celebrações no último sábado 27 de Agosto,  no seu discurso por ocasião do 41º aniversário da institucionalização da Polícia Nacional

"Super Intendente Samuel António, chamou a atenção das autoridades nacionais para o fenómeno do terrorismo que ameaça devastar o mundo e fez saber que São Tomé e Príncipe não está imune. Ao terrorismo juntam-se outras ameaças como o trafico de drogas e de seres humanos, reforçou o Comandante Geral da Policia Nacional.

«A sociedade são-tomense compadece actualmente com a presença de organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros», denunciou o Super Intendente Samuel António.– Excerto da noticia de Abel Veiga«STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»

CASOS QUE DÃO QUE PENSAR  . MÁFIA DOS PETROLEIROS COM  SENTENÇA FAVORÁVEL DO TRIBUNAL ARBITRAL DE HAIA – DÁ  RAZÃO ÁS PRETENSÕES DO GOVERNO DE MALTA, que noutra instância poderá  exigir pesada indemnização – Estranha Gravação mar-terra Difundida sete meses depois da apreensão dos petroleiros por jornalista da confiança de Patrice Trovoada, para entalar Gabriel Costa e o advogado Guilherme Posser da Costa 

O COMANDANTE DO PETROLEIRO DISSE  QUE SABIA QUEM LHE HAVIA  DADO  AUTORIZAÇÃO ...MAS NÃO QUIS FAZER A REVELAÇÃO NO TRIBUNAL   - E POR QUE RAZÃO ESCONDEU A VERDADE? ...

Nessa altura, Patrice Trovoada, encontrava-se ausente do pais, devido ao seu afastamento politico, o que certamente  não impediria de movimentar as suas influencias e cordelinhos nas ilhas, como, aliás, se provou com a sua reeleição por maioria absoluta 
Durante o julgamento o comandante do Barco afirmou que tinha autorização de uma alta entidade nacional para fazer transbordo de combustível na nossa ZEE. O Juiz insistiu que dissesse o nome dessa entidade, mas ele recusou – Por sua vez, o Sargento da marinha que comandou a lancha na operação, testemunha ocular dos facto, quando chegou a sua vez de falar, não disse nada, ao ponto do Advogado  Posser ter que berrar com ele porque era a peça chave como testemunha, mas não disse quase nada. Conclui-se ai que havia trabalho nos  bastidores e silêncio absoluto - 


GOVERNO DE PATRICE TROVOADA - INVIABILIZOU  ACORDO PACIFICO DO GOVERNO ANTERIOR  - DEIXANDO  O CASO À MERCÊ DOS LOBO


-10/04/2014  São Tomé e Príncipe e Malta pretendem resolver litígio sobre os petroleiros   São Tomé e Príncipe e Malta assumiram o compromisso de resolver de forma pacífica o litígio que opõe os dois países, relativo ao caso dos navios petroleiros.....A afirmação foi avançada à PNN pelo Primeiro-ministro santomense, Gabriel Costa, que se encontrou com o seu homólogo maltês, Joseph Muscat, em Bruxelas, à margem da cimeira União Europeia-África, «uma cimeira de aprofundamento das relações entre os nossos dois continentes».
«Encontrei, da parte do senhor Primeiro-ministro de Malta, toda a receptividade e nós assumimos o compromisso de encontrar uma via para a solução pacífica do litígio que nos opõe», afirmou o Chefe do Governo santomense, que pediu o encontro com o Primeiro-ministro de Malta.São Tomé e Príncipe e Malta pretendem resolver litígio sobre os ...

Mais pormenores neste site, em 15/09/2016  MÁFIA GLOBAL VIRADA PRÓ GOLFO DA GUINÉ - odisseias nos...

BARCO AFUNDADO PARA OCULTAR CONTRABANDO



O navio pesqueiro Thunder, que, aparentemente tinha naufragado de forma estranha, afinal, foi mesmo deliberadamente afundado pelo comandante, após uma perseguição de 110 dias, com uma carga de peixe ilegal nos interior dos porões - Mais pormenores neste site em 09/04/2015 Navio Pirata Thunder afundado ao som de c... - odisseias nos mares e ...

Nenhum comentário :