expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

S. Tomé e Príncipe – Patrice Trovoada – Um Primeiro-ministro fora do "paraíso", há duas semanas - Agora, em Marrocos, onde tem uma empresa - A cronologia, em 2016, de um inveterado caixeiro viajante – Entre outras passeatas, no Brasil, num encontro disfarçado com Evaristo Carvalho – Em 2015, só esteve nas Ilhas, 72 dias - Venda do falido Banco Equador, a negócios de família?!... O currículo e o abraço caloroso de José Bandeira, o juiz mais poderoso de STP (STJ, Constitucional e Tributário) no Palácio do Povo, ao Presidente que ajudou a eleger





Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise  (Atualização - 21-11-2016 Octavio Bandeira  O PM Santomense Patrice Trovoada, há 21 dias fora do País, não regressou como previa-se no Sábado dia 19. Sem dar nenhuma satisfação ao País da próxima data de regresso, nem tão pouco a razão deste prolongamento, o Primeiro Ministro coloca o País em alvoroço numa fase de crise económica profunda"

2016 - CRONOLOGIA DE UM INVETERADO CAIXEIRO-VIAJANTE,  - EMPRESÁRIO-POLITICO, PATRICE ÉMREY  TROVOADA - Já se diz em S. Tomé e Príncipe que o PM é como o bicho carpinteiro - Este gosta de escarafunchar e Patrice não pára de viajar

JANEIRO 1ª-23 a 30 — Marrocos/Portugal FEVEREIRO 2ª-17 a 18 — Guiné Equatorial MARÇO 3ª-8 a 9 — Gabão 4ª-15 a 27 –  Portugal/Marrocos/Portugal ABRIL 5ª-8 a 9—Gabão 6ª-13 a 21  Portugal/França/Portugal 7ª-28 a 29—Angola MAIO 8ª-5 a 8—Ilhas Maurícias/ Djibuti 9ª-21 a 28 — Portugal/Suíça/Portugal JUNHO 10ª-5 a 7—Gabão 11ª-29Jun. a 3 Jul.—Portugal JULHO 12ª-?a? — Gabão (Campanha Presidencial) AGOSTO 13ª-9 a 30—Portugal/Kénia/Portugal SETEMBRO 14ª-13/Set. a 1/Out.—Portugal/ONU/França/Portugal OUTUBRO 15ª-14 a 16—Togo 16ª-29/Out. a 26?/Nov.—Portugal/Brasil (em sigilo) Turquia/Portugal/Marrocos/ mais um ou dois países/Portugal

ASSIM VAI A GOVERNAÇÃO NUM DOS PAÍSES MAIS POBRES E PEQUENOS DE ÁFRICA - MAIS CONFUSA QUE NUMA LOTA DE PEIXE - QUE VIVE QUASE EXCLUSIVAMENTE DA AJUDA EXTERNA -

Mais uma vez S. Tomé e Príncipe, vai estar com o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada e o Presidente da República, ambos fora do seu Pais   - Depois não há  dinheiro para pagar os miseráveis salários de 40 euros mensais

Não é que a deslocação que, Evaristo de Carvalho, agora vai fazer  à Guiné Equatorial,  não tenha a sua justificação, mas  pelo menos que uma destas altas  figuras da Nação,  estivesse presente no arquipélago  - Esta situação  é já rotineira. Vá lá que, desta vez, deu conhecimento à AR, o que não fez quando se deslocou ao Gabão. 

 Refere a  Agência STP-PRESS de fonte oficial, que "O Presidente de São-Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho recebeu esta manhã o assentimento da Assembleia Nacional para viajar segunda-feira a Malabo, Guiné Equatorial, onde vai participar na 4ª  Cimeira Afro-Árabe, http://www.stp-press.st/170.htm

PATRICE TROVOADA NAS HABITUAIS PASSEATAS - A TRATAR DOS SEUS NEGÓCIOS E DOS DA FAMÍLIA - COM AS DUAS FIGURAS DE TOPO DA NAÇÃO AUSENTES

Patrice e Erogan - Foto do  Facebbok  de Patrice Trovoada


Dizem-nos que ele foi ao Brasil de forma sigilosa - Não se fez ver, mas esteve lá não obstante o Evaristo, lá se encontrar. 



Neste momento, está  em Marrocos, onde tem uma empresa e já comunicou à Assembleia Nacional que irá aproveitar para visitar mais um ou dois Países, até porque, como e sabido, Patrice e a sua mulher, detêm várias empresas sediadas, no Estado do Texas,  EUA, e outras em Portugal, http://www.whereorgtx.com/trovoada-nana-o-tour-16043739 ..... http://radaris.com/p/Patrice/Trovoada/  estendendo-se por diferentes  ramos de negócios pelos vários continentes: Pois, segundo as más línguas, para alguma coisa, terão servido as comissões das negociatas dos apregoados leiloes dos blocos de petróleo da zona económica de S. Tomé e Príncipe: o petróleo, se existe, ainda repousa bem abaixo do fundo do mar; contudo,  não falta  quem já enchesse os bolsos

Na Turquia, fez questão de se fotografar ao  lado do exterminador, Erdogan, para  relançar a economia  de STP (ou os seus negócios?) http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=638605  considerado um “predador da liberdade de imprensa” – Afinal, ambos partilham dos mesmos gostos: tanto um como outro, só apreciam bajuladores, são inimigos viscerais da liberdade de expressão

UM EMPRESÁRIO-PRIMEIRO-MINISTRO, NASCIDO NO GABÃO, CRIADO NA ABUNDÂNCIA E SEM LAÇOS FRATERNAIS  ÀS ILHAS QUE SÓ AS CONHECERIA NA FASE ADULTA  - Mais dado aos seus interesses pessoais e aos da família 

“São Tomé e Príncipe tem 70% das crianças afetadas pela pobreza e falta de proteção social Pobreza e falta de proteção social afeta 70% das crianças de São observador./2016/05/


Informa-nos,  entretanto, outro    leitor,  que, o irmão do Patrice Trovoada, de seu nome  Yuri Trovoada, co-gerente da empresa DUPONT LA HACIENDA deverá estar envolvido na compra do Banco Equador, que foi a falência, tendo ficado  sob alçada do Banco Central e do Tribunal,   e, para que não desse  ou venha a dar nas vista, que a transação é feita feita (ou deverá vir a sê-lo)  através do sócio de PT "a  informação que obtive é que há negociação junto ao Libanês RAMY (do seu staff) em ficar como testa de ferro da compra do referido imóvel, tal como sucedeu com os negócios da Palácio da Justiça"


Pelo que depreendo, mais um banco que poderá ter a mesma finalidade para eventual lavagem de dinheiro, com a colaboração do mesmo libanês, que, em S. Tomé, vende quase de tudo: arroz do japão, materiais de construção, lojas de venda de equipamentos de escritórios, a geradores para o  EMAE, etc.etc.

DESPEDIMENTOS EM MASSA, UNS ATRÁS DOS OUTROS

Silvestre d´Apresentação, o novo diretor nomeado pelo Primeiro Ministro Patrice Trovoada no final de Outubro último, mal tomou conta do poleiro, ei-lo a fazer desumanos estragos,, sem dó nem piedade para lá encaixar os seus ADIs

Pelo menos 10 chefes de famílias foram despedidos esta semana nos serviços de Migração e Fronteiras de São Tomé e Príncipe. Os 10 funcionários ocupavam as funções de inspectores de Migração e Fronteiras.

O grupo de inspectores que foi demitido, por prazer do novo Director,  desabafou a sua dor para o Jornal Téla Nón. Pediu a divulgação do caso, tendo em conta, segundo os funcionários despedidos, que o sistema vigente na República, não admite muita liberdade de expressão, sobretudo nos órgãos de comunicação social estatizados, ou sob influência estatal.
No desabafo para o Téla Nón, o grupo que reforça as fileiras de desempregados do país, diz que são chefes de família, e que a decisão do recém-nomeado director da Migração e Fronteiras, é injusta http://www.telanon.info/sociedade/2016/11/14/23199/despedimentos-nos-servicos-de-migracao-e-fronteiras/


NO PRINCIPIE  - HBD DESPEDE  150 DE UMA ASSENTADA - Veja-se esta cruel desumanidade: -O novo Director do Grupo HBD, o Major General Buster Howes, procede ao despedimento 150 pessoas, numa população de  7.542 habitantes, com salário mínimo de 40 euros mensais, o equivalente  a 6000 euros - Nem 1/10 do que deverá ganhar o reformado militar - Um general, habituado apontar armas, a auferir ordenados milionários, naturalmente que não terá sensibilidade para compreender o drama de uma família humilde, ao varrer com 150 postos de trabalho, de uma assentada, já pagos a preço de esmola - Mas terá, certamente, intuição e talento para outros jogos mais sofisticados ou confidenciais 
Deram-lhe as melhores roças, de mão beijada, gratuitamente,  agora estão a devolve-las, depois de construírem ali os seus hotéis  impedindo que outras empresas pudessem tomar iniciativas no setor turístico.

Claro que tudo isto acontece, também devido à incompetência e ao descrédito de um  Governo, cujo PM passa a maior parte fora do seu pais de que a olhar, atentamente para o que se passa nas duas Ilhas.

MAS HÁ DINHEIRO  PARA GRANDES ANTENAS  - 2º LIGAÇÃO MAIOR DO MUNDO   PROMOVIDA PELA HBD - Era preciso tanto? - Para comunicar ou espiolhar o quê?


18/06/2015"A CST, principal operador santomense, e a HBD, grupo hoteleiro e agroturístico de referência com sede na Ilha do Príncipe, inauguraram na Roça Sundy, Região Autónoma do Príncipe, um novo link de feixe hertziano que suportará as telecomunicações entre a Ilha do Príncipe e a Ilha de São Tomé. -Trata-se da segunda maior ligação sem fios do mundo sobre o mar, e permite aumentar em mais de 9 vezes a capacidade da ligação atual.  CST e HBD inauguram novo link entre as ilhas do Príncipe e de São 

GRUPO HBD - DEPRESSA SE CANSOU - SÓ QUER  INTERESSAR-SE  POR LUCRO À VISTA (…)12 Nov 2016  Todo o esforço da empresa sul-africana, passa a estar concentrado apenas na gestão do Hotel Bombom, e na construção do novo hotel designado Sundy Beach.

A Roça Paciência com cerca de 200 hectares, está fora do jogo e também fica interrogado o futuro de cerca de 1000 hectares da Roça Sundy vocacionados para o desenvolvimento da agricultura. Caberá aos Governos da Região do Príncipe e da República encontrarem solução para as terras do Príncipe, que a HBD diz não ter capacidade financeira para nelas investir.

Condicionada pela crise financeira, a administração da HBD, fez saber também que vai cortar o investimento no apoio social no Príncipe. CRISE: HBD reduz investimento no Príncipe | Téla Nón

Mais informação detalhada sobre este assunto, na postagem anterior  http://www.odisseiasnosmares.com/2016/11/ilha-do-principe-sob-ventos-de.html
PORTUGAL DE MÃOS LARGAS – COM UM GOVERNO SEM CREDIBILIDADE NO PLANO INTERNACIONAL - Azeredo Lopes em São Tomé e Príncipe para reforçar cooperação entre Forças Armadas


São-Tomé, 16 Nov. ( STP-Press) –O ministro português da Defesa, Azeredo Lopes, iniciou esta tarde, uma visita oficial de 24 horas a São Tomé e Príncipe, visando o reforço da cooperação técnico militar entre os dois Estados, soube-se, hoje na capital são-tomense.

Ao desembarcar esta tarde no aeroporto de São-Tomé, o ministro português da Defesa, Azeredo Lopes foi recebido pelo seu homólogo são-tomense, Arlindo Ramos, titular da pasta da Defesa e Administração Interna, bem como oficiais e altos responsáveis do sector da defesa do arquipélago.
 http://www.stp-press.st/169.htm
EXPRESSO - Azeredo Lopes marcará ainda presença no encerramento de um seminário onde estará em debate “o exercício da autoridade e das responsabilidades do estado costeiro no mar”, embarcando, já durante a tarde de quinta-feira, no “Gago Coutinho”. O navio oceanográfico da Marinha portuguesa encontra-se em São Tomé e Príncipe desde 30 de setembro para cumprir diversas missões acordadas no âmbito da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)http://expresso.sapo.pt/politica/2016-11-16-Azeredo-Lopes-em-Sao-Tome-e-Principe-para-reforcar-cooperacao-entre-Forcas-Armadas

GOVERNO PORTUGUÊS  PARECE  NÃO SE IMPORTAR EM CEDER AOS  TROVOADAS NO PODER  


Maria do Carmo Trovoada - CPLP?
  
A primeira cedência começou pela nomeação de Maria  do Carmo Trovoada para secretária do CPLP , que esteve envolta em polémica, com Portugal e São Tomé e Príncipe a reclamarem o direito de indicar o sucessor de Murargy,

E agora está solidário com os apoios de milhões a  Patrice Trovoada, tal como esteve nos anos 80, Mário Soares, à prisão  de Miguel Trovoada, pai do atual  Primeiro-Ministro  - E não hesita em desfazer-se de milhões, cedidos a um Governo, que está longe de oferecer o mínimo de credibilidade 30/07/2016 Linha de crédito de 10 milhões vai apoiar investimento português em ... 02/09/2016  Novo programa de cooperação Portugal-São Tomé envolve 57,5 .A primeira cedência começou pela nomeação de Maria  do Carmo Trovoada, que esteve envolta em polémica, com Portugal e São Tomé e Príncipe a reclamarem o direito de indicar o sucessor de Murargy,.


JOSÉ BANDEIRA – O ACUMULADOR MÁXIMO DA JUSTIÇA SANTOMENSE 

Foi ao Palácio do Povo dar um caloroso abraço ao seu amigo, Evaristo Carvalho – Amizades com amizades se pagam – Ou não fosse, José Bandeira, ajudar a eleger o seu amigo Carvalho Evaristo? – Em vez de pugnar pela  separação e independência dos poderes institucionais, tal como manda a Constituição da República, (ele acumula  o poder em  três tribunais), quer que o Presidente exerça a sua magistratura de influência na Justiça , ou seja, dar-lhe a garantia de que ambos fazem parte da mesma panelinha . 

Jornal Transparência “15.11.2016 - O Chefe de Estado Santomense, Evaristo Carvalho, recebeu na manhã de segunda-feira em audiência no Palácio do Povo na cidade de São Tomé, o Juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé e Príncipe.

A reforma da Justiça, o funcionamento dos tribunais, e a magistratura de influência do Presidente da República, foram dentre outros assuntos que dominaram o encontro,

(…) Questionado sobre uma possível separação do Tribunal Constitucional, em relação ao Supremo Tribunal de Justiça em termos de competências, José Bandeira respondeu, e disse que se trata de um assunto que será analisado posteriormente no parlamento, para o bem-estar do funcionamento dos respectivos órgãos constitucionais do país. http://www.jornaltransparencia.st/1352.htm

JOSÉ BANDEIRA, NOMEADO PRESIDENTE DO TRIBUNAL TRIBUTÁRIO, COM POMPA E CIRCUNSTÂNCIA SOB OS AUSPÍCIOS  DE PATRICE TROVOADA 



Como é possível, que, à luz do Estado de Direito, o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, que é também o Presidente do Tribunal Constitucional (para já não falar de Presidente  do Conselho de Administração dos Tribunais, onde ele se autoproclamou, ao dissolvê-lo  – vozes falaram então em Assalto ao Poder -   violando uma competência  da Assembleia NacionalBandeira dissolveu Conselho de Administração dos Tribunais s) sim,  e que, simultaneamente, ainda possa exercer as  funções de Presidente  do Tribunal Tributário?  - Além de manifesta incompatibilidade, não será promiscuidade a mais?. 

É que, o  Governo, enquanto órgão de execução da politica de justiça , poderá permitir-se a todo o tipo de fugas,  falcatruas e  jogos eleitorais,  misturando negócios púbicos com jogos privados e por aí adiante, aliás, como se tem constado, na mais absurda e inexplicável  miscelânea.


Fev 09 2012 - José Bandeira é o primeiro juiz do Tribunal Tributário de São Tomé e Príncipe. País em que o Estado deixou nas mãos de pessoas influentes da chamada elite são-tomense, vários milhões de euros por cobrar, apesar de processos de execução fiscal, realizadas pela Direcção dos Impostos.



(...) A Directora  Daio, anunciou que a lei em vigor, atribuía a sua direcção tal competência, até que o país tivesse em funções um tribunal tributário. O Juiz foi nomeado. José Bandeira é o primeiro magistrado que ocupa o cargo de Juiz do Tribunal Tributário. Esta quarta – feira o magistrado reuniu-se com o Ministro das Finanças e Cooperação Internacional, Américo Ramos

UM SÓ JUIZ AO COMANDO DO SISTEMA JUDICIAL  - SÓ  NAS MAIS DURAS E TOTALITÁRIAS DITADURAS.  -

"A imparcialidade dos tribunais é um pressuposto fundamental da boa administração da justiça. Uma das formas de garanti‑la consiste em estabelecer na lei um conjunto de circunstâncias que obstam, ou podem obstar, a que um juiz exerça funções num determinado processo por poder estar em causa a sua imparcialidade. Essas circunstâncias reconduzem‑se a duas categorias distintas: os impedimentos e as suspeições".

Os impedimentos são circunstâncias que normalmente afectam a imparcialidade ou pelo menos a sua aparência aos olhos da comunidade. Ao tribunal, não basta ser imparcial, é preciso parecê‑lo. Por isso, a verificação dessas circunstâncias impede em absoluto o juiz de exercer determinadas funções



As listas de impedimentos não são exactamente as mesmas nos vários ramos do direito, mas são tendencialmente coincidentes e incluem circunstâncias como as seguintes:
(...) — o juiz ser ou ter sido cônjuge, unido de facto, ascendente, descendente, parente até ao 3.º grau, tutor ou curador, adoptante ou adoptado de uma das pessoas envolvidas no processo (por exemplo, um arguido); 
(…)  Se um juiz se declarar impedido por iniciativa própria, não há recurso dessa decisão. Se isso lhe for pedido por algum interveniente no processo mas ele não se declarar impedido, pode haver recurso dessa decisão para um tribunal imediatamente superior. Caso o juiz em causa pertença ao tribunal hierarquicamente mais elevado, o recurso tem lugar para o plenário desse tribunal (por exemplo, o Supremo Tribunal de Justiça), que decidirá sem a sua intervenção.
Nada disso, foi  observado em S. Tomé e Príncipe - Nomeadamente, no Processo da eleição presidencial, em que, um dos juízes, Silvestre da Fonseca Leite, é cunhado do candidato Evaristo Carvalho   -

A EVOLUÇÃO ORGANIZACIONAL DO PODER POLÍTICO E OS CONFLITOS PÓS INDEPENDÊNCIA NO CONTEXTO POLÍTICO JURÍDICO-CONSTITUCIONAL EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – Por Odair Tavares Baía Orientador: Prof. Doutor Jorge Bacelar Gouveia

(…) Constatamos que Jorge Bacelar GOUVEIA no livro o Direito Constitucional de Língua Portuguesa: Caminhos de um Constitucionalismo Singular(197) faz referências ao processo do TC através da ATCL (Anteprojeto de Lei do Tribunal Constitucional(198) ). Acontece que existe um Projeto de Lei do Tribunal Constitucional. O Hilário GARRIDO, que é juiz de direito e foi algum tempo um dos juízes conselheiros do TC, lança dúvidas ao questionar como funciona o TC e quais são as leis que esse órgão aplica para exercer essa tão alta e nobre jurisdição do país. Na resposta, o autor diz que «Nenhuma, especificamente como devia! Funciona com leis que não têm nada a ver com “matérias de natureza jurídico-constitucional”, como define a Constituição no seu artigo 131.º/1, nomeadamente algumas regras do Código Processo Civil que, como já afirmei algures, são aplicáveis subsidiariamente a outros processos, de entre eles, o processo administrativo, processo penal.

(…)Na nossa opinião, a atividade do Tribunal não pode continuar a desenvolver-se de uma forma arbitrária ou improvisada, como tem sido feito até agora. Pelo contrário, deverá, o mais rápido possível, seguir os trâmites ditados pelas normas processuais. Os poderes de apreciação que estão incumbidos ao TC assumem natureza transversal, embora os demais Tribunais colaboram com o TC nas questões referentes à constitucionalidade, ainda assim, entendemos que o TC não deve ser um tribunal judicial(201) , nem ter nenhuma relação de hierárquica com os outros tribunais. Deve ser um tribunal supremo, porque as suas decisões são insuscetíveis de ser hierarquicamente impugnadas. A sua jurisdição deve ser independente e autónoma em relação aos restantes tribunais. O nosso receio é que funcionando todos estes anos em regime transitório, o STJ na vez de TC, este, quando entrar em funcionamento, fique preso à lógica daquele outro tribunal e comprometa a sua independência. 9. Competência do Tribunal Constitucional O TC, não devendo ser um tribunal judicial, deve integrar-se no poder judicial e no sistema dos tribunais estaduais, pois como restantes tribunais, terá como função essencial aplicar uma lei, a lei constitucional. – Exceto  a evolução organizacional do poder político e os conflitos pós ..

ONDE ESTÁ A IMPARCIALIDADE DE UM JUIZ QUE ESTÁ PRESENTE EM TODOS OS ESCALÕES JUDICIAIS?


Os Magistrados Judiciais têm especialmente, entre outros deveres, o de desempenhar a sua função com honestidade, seriedade, imparcialidade e dignidade – No querendo com isto generalizar  mas não vejo este exemplo ao nível das mais altas instâncias judiciais santomenses:  os Juízes Desembargadores apenas podem ser colocados nas comarcas de primeira classe, como é que um juiz conselheiro, que é Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucionalvai presidir a um Tribunal de escalão inferior


À luz das leis de  qualquer Estado Democrático, um membro de um  tribunal superior, ao decidir  açao de recurso de  Tribunal Tributário, onde também  é presidente,(podendo depois fazer o mesmo no topo da justiça), o  que  é isto senão o mais  absurdo acumular de competências!  Sim,  da mais grosseira e despudorada  incompatibilidade jurídica ou senão mesmo o caminho aberto para atos abusivos  e criminosos? -

Naturalmente , que, a tais acumulações e poderes absolutos, sempre se juntarão mais umas quantas massarocas - Resta é saber se apenas aquelas que o ordenado confere legalmente ou também à espreita de eventuais alcavalas , ao chamar a si a responsabilidade, o poder autoritário e discricionário de  manipular os impostos, perdoando ou agravando as penas, arbitrariamente, conforme quiser e bem entender, pois saberá´, com certeza,  que, quer seja  no papel de Presidente do Tribunal Tributário, quer seja  do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, haverá sempre o mesmo pau de Bandeira hasteado a favor ou contra o prevaricador. 

BANDEIRA CHEGOU A SER ADVOGADO E AO MESMO TEMPO O HOMEM FORTE DAS CADEIAS  - Podia prender o bandido e depois defendê-lo em  Tribunal. 

Mural em S. Tomé

 Segundo apurámos,  José Bandeira, enquanto Diretor da Investigação Criminal,  há uns anos,  exercera simultaneamente a advocacia no domínio cível: - O que não deixa de ser no mínimo  paradoxal  -  Ou seja,  por um  lado, era o homem que, nas vestes de chefe policial, movia caça ao criminoso ou ao prevaricador, mas, por outro lado, também era o causidíaco,  com escritório aberto para soltar aquele que lhe fosse  bater à porta.

PROMETEU ACABAR COMO AS CHAMADAS "GINCANAS JURÍDICAS"   - Acabar ou a multiplicar?

Bandeira, querendo, isenta, perdoa ou reduz as dívidas do imposto das pessoas e empresas. Foram afastados juízes, da maneira mais desenvergonhada subvertendo o sigilo que a lei prevê para defesa dos juízes saneados, com a cumplicidade de juízes estrangeiros, para disfarce de  inconfessáveis propósitos, tudo por causa das eleições, que se avizinhavam: pois, os mais afoitos,  essss que não eram da absoluta confiança politica do seu amigo  Patrice Trovoada, acabaram por levar a chibatada: - para livre e impunemente  controlarem à sua vontade e sem o menor entrave  todos os trâmites da grande fraude  eleitoral das Presidenciais.

NOVO EDIFÍCIO DO SUPREMO E DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL - NEGÓCIO DAS ARÁBIAS  PARA LÁ ENFIAR MEIA DÚZIA DE JUÍZES   Um património público que nunca devia ter mudado de mãos para a ganância usuária e oportunista de estrangeiros.

Um dos exemplos, nestes possíveis jogos de cumplicidade, a coberto de uma base legal, diz-se que terá sido a venda do edifício do Rami, que, não valendo mais  900 mil USD , teria sido  comprado pelo STJ por 2,500 milhões para ser o Palácio da Justiça.



Obra megalómana - Com o Povo a viver nas barracas
05/04/2016(…) “Por minha iniciativa, na qualidade de Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional, foi remetido em 30 de Dezembro de 2014, à Sua Excelência o Primeiro- ministro e Chefe do XVI Governo, um expediente intitulado “Instalação 11 do Supremo Tribunal de Justiça no Novo Edifício” , solicitando diligências para aquisição do imóvel onde se encontrava instalada a Galeria RZ, Mobiliário, Decoração Textil-Lar, pertencente por escritura pública de compra e venda à Senhora NAHIDA YOUSSEF SAFIEDDINE, esposa do Senhor RAMY ALI ZAYAT, posto à venda. Em 27 de Janeiro de 2015"  

(...) "História contada numa cerimónia marcada pelo corte de energia eléctrica. Foi um cenário do século XVIII vivido por alguns instantes, no Palácio da Justiça, e na presença do Primeiro-ministro e Chefe do Governo, o anunciador do DUBAI.  Excerto Novo Ano Judicial 

O TRIBUNAL CONSTITUCIONAL - O MAIS ALTO ÓRGÃO INSTITUCIONAL, IGUALMENTE ABRAÇADO  SOB A CAPA DE BANDEIRA  

O mais alto órgão institucional da Justiça,  ao qual compete  dirimir (resolver) todos os conflitos ou contenciosos eleitorais, está sob a Presidência de  um Senhor Juiz Conselheiro,  de seu nome José Bandeira,  que preside a tudo, sem ter em conta o princípio de imparcialidade e isenção por que se deve reger qualquer ato judicial: sabendo-se, que, o  mesmo juiz que participa num ato não pode vir a participar no outro sobre a mesma matéria em litígio, sob pena de nulidade – Ele faz tudo isso e ainda  lhe sobra tempo para outras arbitrariedades

Tal como foi do conhecimento, público, na 1ª volta das eleições, José Bandeira, assumindo-se, como presidente de tudo: STJ; TC, a entidade máxima para decidir o  apuramento Geral dos Resultados Eleitorais, tendo ficado  ao seu real arbítrio a decisão   dos pedidos de impugnação dos candidatos Maria das Neves e Pinto da Costa, que  foram liminarmente indeferidos por falta de matéria consistente.

BANDEIRA DECLAROU EVARISTO PRESIDENTE - Depois do embuste trapalhada da 1ª volta  

Téla Nón - José Bandeira Juiz Presidente do Tribunal Constitucional leu na tarde de segunda-feira,dia 15 de Agosto,  o resultado definitivo da segunda volta das eleições presidenciais.

Divulgados os números do apuramento geral, José Bandeira, recorreu a lei eleitoral para proclamar o vencedor da segunda volta das eleições presidenciais. «É proclamado vencedor das eleições presidenciais de 7 de Agosto de 2016 o candidato Evaristo do Espírito Santo Carvalho com um total de 41820 votos correspondendo a 100% dos votos validamente expressos, o que corresponde a 81,64% do total dos votantes», afirmou. TC declarou Evaristo Carvalho como Presidente da República Democrática de STP

UM JUIZ AO SERVIÇO DO PODER POLITICO DA GOVERNAÇÃO - Em sintonia com maioria absoluta de Patrice Trovoada,  na 1º Volta (depois de tanta falcatrua, que saltou à vista) classifica de  livres, e transparentes, as eleições presidenciais, que a CEN, diz ter sido manchada por  gravíssimas irregularidades - 

PATRICE - UMA AMEAÇA  PARA O FUNCIONAMENTO NORMAL DA DEMOCRACIA  EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE 

18/07/2016 O analista Gerhard Seibert acredita que com um Presidente e um Governo do mesmo partido, São Tomé e Príncipe poderá contar com "maior estabilidade". Mas, por outro lado, o Executivo também poderá ser menos "controlado". São Tomé: Haverá mais estabilidade ou menos fiscalização? | São ...


   "Processo eleitoral  constitucionalmente limpo”, “sem fraude”  mas com repórteres  de rádio nas Assembleias  apelarem  ao voto,  ao arrepio da  lei
Artigo 133.º Deveres dos Profissionais de Comunicação Social) Os profissionais de comunicação social que, no exercício das suas funções, se desloquem às assembleias de voto não podem: Colher imagens e aproximar-se das câmaras de voto de forma que possam comprometer o segredo de voto; Obter outros elementos de reportagem no interior da assembleia de voto ou no seu exterior até à distância de 500 metros que igualmente possam comprometer o segredo do voto; De qualquer outro modo perturbar o acto eleitoral.


DESMONTAGEM DE GIGANTESCA FRAUDE NO DIA DO ESCRUTÍNIO 


JUIZ JOSÉ BANDEIRA – CURSOU NA URSS, DEPOIS DA INDEPENDÊNCIA, COM MENTALIDADE E FORMAÇÃO POLICIAL ELE NÃO QUER A “A JUSTIÇA DESEJADA” - Afirmação dele próprio.

  O antigo chefe das secretas, atual Presidente do  Supremo Tribunal de Justiça e do Constitucional, parece ter errado na profissão.Ele não tem nem a craveira nem  o prestigio dos heróis fundadores do nacionalismo santomense, daqueles que, no tempo da ditadura colonial, sacrificaram as suas vidas e o seu futuro, partindo para a luta clandestina, tanto interna como externamente, bem pelo contrário, embora formado na ex-URSS, após a independência, é das tais figuras que cresce pelo oportunismo e subserviência, pelas aparências dos falsos valores e da hipocrisia, pelo egoísmo pessoal, vaidade e ambição – Ascendeu a Juiz, não tanto para julgar mas para reprimir

José  Bandeira: -  “Antigo membro dos serviços secretos são-tomenses, no período de partido único, José Bandeira, formado em direito na ex-União Soviética, regressou a São Tomé e Príncipe em Outubro de 1989. Foi indicado pelo governo da altura para participar no processo de preparação de transição do regime monolítico para o multipartidário em 1991.

Na nova República aberta em 1991, acabou por ser nomeado para criar a Polícia de Investigação Criminal, tendo desempenhado as funções de diretor da instituição durante 11 anos – Este é o currículo do omnipotente juiz que preside a três dos quatro principais tribunais da República Democrática de S. Tomé e Príncipe  - Um dos quais em que ele mesmo se auto-proclamou seu presidente, sem nomeação formaléla Nón -03/11/2010 Finalmente José Bandeira foi investido como Juiz Conselheiro do .


Antes de atingir o mais alto grau na carreira da Justiça santomense, José Bandeira, formado em Direito pela Universidade Estatal de Moscovo, desempenhou vários cargos na administração pública.

Foi director nacional da Segurança do Estado, do Serviço Nacional de Informação (SINFO) e da Polícia de Investigação Criminal (PIC). Esteve onze anos nesta última função e, por inerência, foi Chefe da Interpol em São Tomé e Príncipe.

Como magistrado, foi Juiz de Primeira Instância na Região Autónoma do Príncipe e, posteriormente, Juiz de Direito na comarca de São Tomé. 
Há três anos entrou no restrito grupo de conselheiros do STJ.

DE PRESIDENTE DE TRIBUNAL REGIONAL DO PRÍNCIPE A JUIZ DO TRIBUNAL DE PRIMEIRA INSTÂNCIA – A SEGUIR NUM  PULO PINCHA AO COMANDO DE TRÊS DAS QUATRO PRINCIPAIS INSTÂNCIAS SUPERIORES JUDICIAIS

Juiz Tribunal da Regional do Príncipe, donde transitou pata Juiz do Tribunal da Primeira Instância. Depois, num ápice ascendeu a três dos quatro mais altos cargos  na magistratura judicial são-tomense. 

No seu horizonte, de vistas curtas mas de estômago largo, não vê a justiça, na verdadeira aceção da palavra, mas o instrumento da via repressiva policial – Esta parece ser a mentalidade do homem mais poderoso da Justiça da República Democrática de S. Tomé e Príncipe: ele não logrou evoluir para outra maneira de pensar, que  não fosse a de um espírito autoritário e antidemocrático.  : Sempre defendi a existência em São Tomé e Príncipe de uma justiça possível e não a desejada. 03/11/2010  Finalmente José Bandeira foi investido como Juiz Conselheiro do 

UM JUIZ PODEROSO E OMNIPOTENTE AO SERVIÇO DO PODER ABSOLUTO  DA GOVERNAÇÃO - Em sintonia com maioria absoluta de Patrice Trovoada, classifica de  livres, e transparentes, as eleições presidenciais, que a CEN, diz ter sido manchada por  gravíssimas irregularidades - 


"Não vimos, não apercebemos não temos em mão qualquer elemento que posa indicar vícios nesse processo».

“José Bandeira Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, afirmou na última segunda feira que as eleições foram livres, e transparentes e quando questionado sobre as acusações que os outros candidatos fazem ao processo eleitoral como sendo viciado, o Juiz Presidente do Tribunal Constitucional, garantiu que ele e os seus pares não viram qualquer vício durante a fase de apuramento geral. «Não vimos, não apercebemos não temos em mão qualquer elemento que posa indicar vícios nesse processo».

No entanto 24 horas depois destas declarações de José Bandeira, o Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, Alberto Pereira veio anunciar que foram registadas muitas falhas e gravíssimas, durante o acto eleitoral de 17 de Julho.  Mais importante ainda é o facto do Presidente da CEN ter destacado algumas das falhas ditas por ele como sendo gravíssimas. PR do TC diz que ele e os seus pares não viram vícios | Téla Nón

UM JUIZ MAIS POLÉMICO DE QUE CONSENSUAL 

Ataque dos Tribunais ao Governo provoca reunião dos Órgãos de soberania Publicado em 16 Mai 2014,

16 Mai 2014  Pinto da Costa, Presidente da República, Chefe de Estado e com competências de defender o normal funcionamento das instituições do Estado, convocou para esta sexta – feira, uma reunião entre os 4 órgãos de soberania.

(...) O Téla Nón apurou que a situação de confronto verbal duro e aberto do órgão de soberania os Tribunais na pessoa do seu Presidente José Bandeira, contra o Governo de Gabriel Costa, na abertura do ano judicial, forçou a convocação da reunião de concertação no Palácio do Povo, esta sexta – feira. Ataque dos Tribunais ao Governo provoca reunião dos Órgãos de 

Governo de Gabriel Costa maltratado pelos Tribunais

12/05/2014 - Tudo aconteceu na última sexta – feira na abertura do novo ano judicial. O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, José Bandeira, atacou duramente o Governo por causa do dinheiro resultante da venda do combustível que estava armazenado no navio “Governo de Gabriel Costa maltratado pelos Tribunais | Téla Nón


 CULPA É SEMPRE DOS OUTROS – “Aproveitamentos calculados, indevidos e maliciosos” - Diz Bandeira 



19 de Maio 2014 - José Bandeira, Juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, aproveitou a presença da imprensa no Palácio do Povo na última sexta – feira, para reagir ao que considerou ser aproveitamentos que algumas pessoas decidiram fazer do seu discurso no acto de abertura do ano judicial.. Aproveitamentos calculados, indevidos e maliciosos | Téla Nón

EXPURGA CONTROVERSA DE JUÍZES  E À MARGEM DA CONSTITUIÇÃO QUE IMPUNHA O SIGILO LEGAL E NÃO FOI OBSERVADO  Juízes classificados como medíocres foram suspensos

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Conselho Superior de Magistratura Judicial, José Bandeira, convocou a reunião do Conselho Superior de Magistratura Judicial, logo depois do artigo publicado pelo Téla Nón no dia 9 de Maio, alertando a opinião pública, para a necessária publicitação do resultado da inspecção aos magistrados judiciais realizada por peritos portugueses no ano passado. Excerto de Associação dos Magistrados Judiciais denuncia ... - Téla Nón …Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores” |…. …. CEN desmente eleição do novo Presidente da República ... - Téla Nón

RELATÓRIO ELABORADO POR ENCOMENDA - DETERMINANTE E À MARGEM DA LEI QUE EXIGIA SIGILO E FOI QUEBRADO

Nas mãos de António Reis, consultor para a inspecção dos magistrados do tribunal da primeira instância e Diamantino Pereira, consultor de todos os procedimentos havidos nas secretarias do Tribunal.
Ambos trabalharam em sincronia com o Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé e Príncipe, e inspector judicial Silvestre Leite.


Já era referido em noticia, antes da decisão, que os dois consultores, iam elaborar relatórios no fecho da inspecção,  que iam ser determinantes  para o futuro da justiça são-tomense, Inspecção dos juízes inicia para dar mérito e expurgar os que não valem - Pelo menos expurgaram os juízes que poderiam ser incómodos para o regime 

DESESPERO DE UM JUIZ  - ANTIGO ALUNO DE MARCELO REBELO DE SOUSA E JORGE MIRANDA – COM OBRA PUBLICADA - A que nos referimos em http://www.odisseiasnosmares.com/2016/03/s-tome-hilario-garrido-e-o-seu-livro.html


O desabafo desesperado de Hilário Garrido -  Em 17 de Maio às 21:37 · Rotulem-me como quiserem mas estou profundamente indignado, angustiado com essa reforma encomendada que levou ate o CSMJ que um órgão defensor e garante da independência dos juízes a tornar-se tão permeável à manipulação politica para manejar inclusive os tribunais ao ponto de esse CSMJ nem sequer apreciar os fundamentos das reclamações dos juízes visados com o saneamento político. Mesmo com recomendação do inspector nacional que não pode estar ilibado dessa manipulação toda que consistiu em os juiz visados nem sequer terem tido contato com esse inspetor...



EIS PORQUE FOI UMA INSPECÇÃO DOS JUÍZES ESTRANGEIROS que foram elaborar relatório em Lisboa e enviaram apenas, ao arrepio da Constituição que limita os estrangeiros a actividades meramente técnica...ai CABO VERDE, isso nunca aconteceria lá. Em Portugal simples interferência na liberdade de imprensa levou partidos a encontrar-se com PR e culminou com demissão de Santana Lopes como PM pelo PR Jorge Sampaio. NÃO SEI SE PORTUGAL NÃO DEVIA SER RESPONSABILIZADO POR ESSE EPISÓDIO. Foi cooperação ou contratados pelo governo?

QUEM NÃO FOR DO PARTIDO ADI,  FICA  ADIADO: NÃO TEM EMPREGO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - Tem que ir procurar banana no mato 

É sabido, que, quem não for apoiante da ADI, não encontra emprego nos órgãos do Estado: a rádio e a televisão, públicas, estão totalmente sob o controlo Governamental: o saneamento dos vários serviços do Estado, foi deliberadamente tomado pela máquina do partido da maioria: desde o porteiro, ao Diretor, só gente da ADI é que tem lugar na Administração Pública – Um procedimento despótico e autoritário, nunca vistos, na vida pacífica e pacata das maravilhosas Ilhas Verdes do Equador – Nem no tempo de Partido único, entre 1975 e 1991: aliás, diga-se o que disser,  foi o da Ordem e da Estabilidade – Cometeram-se muitos erros, mesmo assim fez-se muita coisa: depois disso, foram Governos, atrás de Governos.

Não sendo apologista por qualquer tipo de ditadura, porém,  a democracia capitalista, tal como tem sido praticada, nomeadamente sob o comando do liberalismo selvagem,  também não me parece que seja a mais adequada  a proporcionar o bem estar geral, justiça social às massas populares, bem pelo contrário – Assenta numa falsa ilusão: no poder do mais forte, do poder económico, ainda  mais perverso, egoísta, desumano, anti-social e  injusto de que o poder absoluto nalgumas  ditaduras: não reprime por delito de expressão, mas  quem controla  a comunicação social e a justiça, são os partidos associados ao grande poder económico – Os melhores empregos, são dados, não em função do mérito mas da subserviência partidária - Este é o atual ambiente, que se vive em S. Tomé - Na Ilha do  Príncipe, é um pouco diferente, graças ao poder da autonomia regional, onde a ADI, não é maioritária - José Cassandra, é um democrata, amigo do Povo 

AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ - JOSÉ BANDEIRA, DE CARCEREIRO-MOR DE MIGUEL TROVOADA, A FIEL JUSTICEIRO DA POLITICA DO FILHO, PATRICE TROVOADA

Como é do conhecimento público, as relações, entre Miguel Trovoada e Manuel Pinto da Costa, começaram de braços levantados, unidos na fundação do MLSTP e nos primeiros passos da Independência de S. Tomé e Príncipe, mas não tardaram a deteriorar-se: Trovoada, adepto das politicas liberais e neo-colonialistas, tal como ainda hoje o demonstra, enquanto, Pinto da Costa, um  político  convicto dos ideais humanistas e socializantes - Manuel Pinto da Costa, empossado como 1º Presidente da República Democrática de STP e Miguel Trovoada, como Primeiro-ministro, de 12 de Julho de 1975 a Março de 1979 – Por esta altura, as relações deterioram-se: quando o Presidente Pinto da  Costa aboliu o cargo de primeiro-ministro, vários meses depois, Trovoada foi acusado de conspirar contra o governo, tendo sido preso e detido vários meses, após que se exilou em França, na sequência também de algumas pressões dos países capitalistas.




Curiosamente, naquela altura, o atual  juiz mais poderoso da Justiça de S. Tomé e Príncipe era  o carcereiro-Mor das Prisões – 

Por sinal, agora parece também ser  o juiz mais fiel e aliado às ambições  políticas de Patrice Trovoada – Nada de surpreendente, em certas mentalidades, que só vêm a promoção pessoal e os seus interesses mesquinhos e imediatos: é que, depois do 25 de Abril, muitos fascistas – inclusivamente o inspetor da PIDE-DGS, em STP, também viraram democrata:- Nogueira Branco,   até esteve na base  da fundação do chamado Partido Democrático, mas de cariz declaradamente  de feição colonialista 

Pois consta no  currículo de Bandeira: -  “Antigo membro dos serviços secretos são-tomenses, no período de partido único, José Bandeira, formado em direito na ex-União Soviética, regressou a São Tomé e Príncipe em Outubro de 1989. Foi indicado pelo governo da altura para participar no processo de preparação de transição do regime monolítico para o multipartidário em 1991.

Na nova República aberta em 1991, acabou por ser nomeado para criar a Polícia de Investigação Criminal, tendo desempenhado as funções de diretor da instituição durante 11 anos – Este é o currículo do omnipotente juiz que preside a três dos quatro principais tribunais da República Democrática de S. Tomé e Príncipe  - Um dos quais em que ele mesmo se auto-proclamou seu presidente, sem nomeação formaléla Nón -03/11/2010 Finalmente José Bandeira foi investido como Juiz Conselheiro do .

JOSÉ RIBEIRO E CASTRO 10/10/2014 - 03:25 É importante que as eleições sejam um virar de página, gerando uma maioria estável e duradoura e um novo clima de relação entre as principais forças e actores políticos.São Tomé, à porta do futuro - PÚBLICO
  
 


NO VÍDEO A COMÉDIA NO 1º ATO -  QUE CREDIBILIDADE PODE EXIGIR-SE DE  ÁS DECLARAÇÕES  LEVIANAS DESTES  IRRESPONSÁVEIS?

Só o facto da vitória de Evaristo Carvalho, ter sido anunciada  pelo Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, Alberto Pereira, na madrugada de 18 de Julho, e, logo a seguir celebrada com festa de arromba na sede de campanha, com a participação   do Primeiro-Ministro,  Patrice Trovoada,, era o bastante para  classificar  todo este processo eleitoral,   além de  fraudulento, de manifestamente  caricato ou  rocambolesco . 

O QUE SE DIZ DE UMA FIGURA MAIS POLÉMICA DO QUE CONSENSUAL - TRIBUNAL CONSTITUCIONAL E SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA – NUM ANTIGO EDIFÍCIO COLONIAL DO ESTADO, COMPRADO A UMA IMOBILIÁRIA – POR AVULTADA QUANTIA -  Um património público que nunca devia ter mudado de mãos para a ganância usuária e oportunista de estrangeiros.

05/04/2016 - O leitor tem acesso na íntegra ao discurso de José Bandeira onde poderá também conhecer toda a história sobre a montagem financeira que permitiu a compra do edifício que vai albergar o Supremo Tribunal de Justiça.

História contada numa cerimónia marcada pelo corte de energia eléctrica. Foi um cenário do século XVIII vivido por alguns instantes, no Palácio da Justiça, e na presença do Primeiro-ministro e Chefe do Governo, o anunciador do DUBAI.

(…) “Por minha iniciativa, na qualidade de Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional, foi remetido em 30 de Dezembro de 2014, à Sua Excelência o Primeiro- ministro e Chefe do XVI Governo, um expediente intitulado “Instalação 11 do Supremo Tribunal de Justiça no Novo Edifício” , solicitando diligências para aquisição do imóvel onde se encontrava instalada a Galeria RZ, Mobiliário, Decoração Textil-Lar, pertencente por escritura pública de compra e venda à Senhora NAHIDA YOUSSEF SAFIEDDINE, esposa do Senhor RAMY ALI ZAYAT, posto à venda. Em 27 de Janeiro de 2015  Excerto Novo Ano Judicial 

 Bandeira dissolveu Conselho de Administração dos Tribunais – vozes falam em Assalto ao Poder Publicado em 31 Jul 2013

01-08-2013 – (…) No despacho número 11/2013 afixado na vitrina do Supremo Tribunal de Justiça, o Juiz Presidente José Bandeira, apresenta como uma das justificações para dissolver o Conselho de Administração dos Tribunais, que era presidido pelo Juiz Conselheiro Silva Gomes Cavid, 

(…) Uma fonte do Conselho de Administração dos Tribunais, agora dissolvido, disse que Téla Nón, que o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça não tem competência para redesenhar a estrutura organizacional da administração dos Tribunais. «É uma competência da Assembleia Nacional. Só o legislador pode fazer tal redesenho. Ele está a substituir a Assembleia Nacional. É um assalto ao poder». Frisou a fonte. Excerto  Bandeira dissolveu Conselho de Administração dos Tribunais – voz


É DITO QUE mandou emprestar 30 milhões de dólares à empresa chinesa China International Fund Limited,  - Empréstimo  realizado a margem de todas as leis da República, com destaque para a Lei-quadro da Dívida Pública, que tem como um dos objectivos regular os processos de endividamento público, garantindo as necessidades financeiras do Estado Patrice mandou emprestar 30 milhões de dólares a uma empresa .


07/06/2013 Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre  Patrice Trovoada “A pessoa em causa também assina o recibo confirmando a recepção do montante em cash. Levou o dinheiro para o Gabão, para ser depositado na conta número 81011146011-03, devidamente especificada no recibo. O LEITOR DEVE CONSULTAR O RECIBO QUE INDICIA LAVAGEM DE DINHEIRO CLIQUE –RECIBO DA TRANSACÇÃO  Téla Nón - Forte suspeita de lavagem de dinheiro recai sobre o ex-Primeiro ...  18/04/2016 - 

"Escândalo espreita o Banco Central"
18 Abr 2016 "As novas notas da dobra em fase de emissão, já não terão tantos zeros como habitualmente. Por exemplo, explicou a fonte do Télá Nón, e pode ser comprovado na foto, as notas de 100.000 dobras passarão a ter apenas 3 zeros. As de 50.000 passam a ser 50, as de 20.000 apenas 20, e assim por diante. Escândalo espreita o Banco Central | Téla Nón

GOVERNO DE PATRICE DETESTA A IMPRENSA LIVRE , FAZ CENSURA - SÓ ACEITA A QUE LHE FAZ O FRETE E  O BAJULA - OPOSIÇÃO QUASE NÃO TEM ESPAÇO

O Governo monopoliza e instrumentaliza a televisão e a rádio do Estado, fazendo dos seus programas ou espaços informativos, a voz monocórdica da sua propaganda - A voz da oposição é meramente residual: então nas eleições presidenciais, atingiu as raias do absurdo - E  até os discursos oficiais do Presidente da República, são saneados, sob várias formas, até com apagões elétricos   - Quem não rezar o terço da tribo trovoada, é excomungado - Ainda recentemente a RTP-África foi impedida de fazer o seu trabalho, o que nunca aconteceu desde que está instalada em S. Tomé Governo crítica RTP – África em São Tomé 

Nenhum comentário :