expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 24 de março de 2017

S. Tomé - Pedida Auditoria Internacional à “estrada da corrupção” do Governo de Patrice Trovoada – No dia em que Assembleia Nacional aprova o financiamento do Banco Europeu de Investimento, (BEI), e do Banco Mundial, (BM), em mais de duas dezenas de milhões de euros a projeto de distribuição de energia à população – Sorvedouro de apoios e constantemente avariada.


Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 

Tal a leviandade e a falta de rigor, com que as questões do Estado são encaradas,  que, a bem dizer, nem o próprio Governo ainda consegue dar conta do montante exato dos apoios que vai receber do  Banco Europeu de Investimento, (BEI), a que se juntará  um donativo do Banco Mundial, avaliado em cerca de 16 Milhões de Dólares

Esta a impressão que ressaltou do debate, que nós acompanhámos atentamente pela radio e que ontem decorreu, a meio da tarde, numa sessão plenária extraordinária realizada no Palácio dos Congressos, com os partidos da oposição, a questionarem a mesa da Assembleia, para que fossem esclarecidas as várias dúvidas suscitadas, sobre a aprovação do  projeto de financiamento para a reabilitação do sector da energia, em ambas as ilhas,  nomeadamente no volume do montante, dada a discrepância dos números expostos, se traduzidos em dólares ou euros -  O Governo estima  cerca de “26 Milhões de Euros mas a sua resposta foi evasiva, argumentando que ainda não teve tempo de fazer as contas.

Todavia, o cenário mais caricato, e que antecedeu  a ordem dos trabalhos, foi o da incompatibilidade argumentada  - pela  maioria parlamentar, que apoia o Governo -  impedindo que, o deputado Gil Costa, do PCD, que presta assistência aos trabalhos do seu grupo parlamentar, pudesse substituir um  colega  da sua bancada, que nesse dia não pudera estar presente:   – 

Procedimento este, muito criticado pela oposição, que o encarou  como  mais uma atitude reveladora da arrogância e despotismo antidemocrático,  com que, o atual Governo e os deputados, que lhe dão suporte, se têm comportado, quer na condução da causa pública, desrespeitando as leis e não prestando os esclarecimentos, que lhe são suscitados,  sobre as verbas que o Governo recebe de fundos internacionais, quer pela forma autoritária como se comporta nos debates da Assembleia Nacional, onde goza de maioria confortável, graças à compra de votos a uma população com extremos níveis de pobreza - De resto, ele próprio o afirma, que, "comprar votos faz parte do jogo"







CHINESICES IMPERIALISTAS 

Sem vergonha! Depois traem-nos como judas a quem os ajudou
Mas que belo aperitivo!
A três meses do fim do ano, o  FMI, considerava  que o país já havia atingido o limite em termos de endividamento. «São Tomé e Príncipe tem uma dívida bastante elevada. O que implica que deve haver muito controlo no tipo de empréstimos que tenta obter», afirmou o chefe da delegação do FMI, que veio a São Tomé. FMI - “São Tomé e Príncipe tem dívida bastante elevada –

Mas veja-se, como as operações obscuras produzem rápidos malabarismos em favor de interesses privados:pois é agora, que,  uma  missão do  FMI, liderada pelo chinês , Xiangming Li, mesmo antes de se proceder a uma inspeção, vem argumentar nestes termos:

“Que neste momento a dívida está realmente um pouco elevada. De qualquer das formas se o governo estiver bastante atento a esta questão é perfeitamente possível controlá-la a médio prazo", disse Xiangming Li. O Fundo Monetário Internacional diz que o crescimento económico de São Tomé e Príncipe de 4% "é bastante sólido" e a inflação "está mais moderada". O que não se explica é como  Patrice mandou emprestar 30 milhões de dólares a uma empresa .chinesa alegadamente a margem das leis


Cooperação portuguesa constrói central termoelétrica de 5,2 milhões de euros em São Tomé, para pouco tempo depois a deixarem a explodido por negligência, tal como tem acontecido com barcos, que se afundam e  noutras coisas: dinheiro que vem de esforço acaba em saco roto.
Recentemente, um curto circuito na Central Térmica de S. Tomé provocou explosão de um disjuntores, que fornecem a energia elétrica do centro da capital e de arredores – Quem passar ao lado do edifício, que foi construído nos anos 40, no período colonial e com o melhor equipamento da época,  facilmente  verificará que nem sequer caiado é, além de estar todo envolto por denso capinzal

Protestos no Brasil 
COM CAMPEÕES DO LIBERALISMO SELVAGEM ORIENTAL AO COMANDO DO SAQUE E DA SUA PROPAGANDA -  -  A China milenar e das maravilhosas tradições populares, já não existe, é passado: agora é China dos milionários gananciosos, de uma burguesia sôfrega  e vaidososa, que, sob a capa do comunismo, cultiva o mais desenfreado liberalismo,   escravizando o seu povo e estendendo os seus poderosos tentáculos ao mundo inteiro, através da passividade dos dirigentes políticos que corrompe  - Em Portugal, já são donos dos principais  diários, em sociedade com o genro de Cavaco Silva e a corrupção angolana -   São Tomé e Príncipe faz progressos na transparência das indústrias extrativas – Sem ainda sequer extrair um barril de petróleo São Tomé e Príncipe faz progressos na transparência das indústrias extrativas | São Tomé e Príncipe | DW.COM ...

ONDE ESTÃO ESTAS OBRAS? - "Governo vai construir pólo administrativo e 120 casas aos funcionários públicos."

 No Centro da Capital  
1 Aug 2015 O governo são-tomense anunciou a criação de um “Fundo” visando a construção de 120 casas para funcionários públicos bem como um “Polo Administrativo” para albergar os serviços da administração central do Estado, - Soube-se hoje de fonte governamental
Esta decisão do executivo de Patrice Trovoada se enquadra num “programa de reabilitação urbana dos bens patrimoniais do Estado” face a situação da Administração Pública e os factores que condicionam o seu desempenho actual e a sua eficiência – acrescenta o comunicado governamental. Governo vai construir polo administrativo e 120 casas aos 




As coisas boas da China vão passando de moda e não são exportadas 

OXALÁ S.T.P. PUDESSE STP ASPIRAR POR  UM FUTURO MAIS RISONHO E PRÓSPERO - MAS OS NOVOS TEMPOS DO LIBERALISMO SEM FRONTEIRAS VÃO DE VENTO EM POPA  PARA OS GRANDES NEGÓCIOS E NÃO PARA OS POVOS - São Tomé, 05 mar (Lusa) – O governo da República Popular da China Popular prometeu hoje “um futuro bem diferente” a São Tomé e Príncipe dentro três a cinco anos, depois de o país africano ter deixado de reconhecer Taiwan China Popular promete "futuro diferente" nos próximos cinco anos 

AO MENOS SOUBESSEM APROVEITAR O PATRIMÓNIO QUE  A HERANÇA COLONIAL DEIXOU - MAS NEM ISSO 

Sou autor deste artigo - De importante empreendimento
CENTRAL DE DISTRIBUIÇÃO ELÉTRICA  – EM PIOR ESTADO QUE NO TEMPO COLONIAL - Nem é preciso lá entrar para ver o que vai lá dentro: basta ver o enorme capinzal que envolve o edifício e o estado em que se encontra as paredes  

De volta e meia, as costumeiras avarias do desleixo e da irresponsabilidade – Por um lado, por via da importação de equipamento de duvidosa qualidade, que poderá servir negócios obscuros, e, por outro, o abandalhamento e a irresponsabilidade governativa

Ainda recentemente, “um curto-circuito na Central Térmica de S. Tomé provocou um curto-circuito provocou a explosão, este sábado, de uns disjuntores, que fornecem a energia elétrica do centro da capital e de arredores. Uma equipa de bombeiros teve que se deslocar para uma operação: as causas da operação  ainda não são conhecidas mas os técnicos da EME prometem repor a normalidade

O fornecimento de água e de eletricidade, em S. Tomé e Príncipe,  bem essencial à vida da população , continua a ser privilégio dos que podem pagar faturas exorbitantes  para encher os bolsos da uma certa elite corrupta, ligada ao sistema politico, que se serve deste mesmo instrumento como arma politica: desde o transporte de postes de postes eletricidade na manhã do escrutínio das eleições, mas que depois ficam por lá  aos mosquitos por erguer,  aos apagões quando é preciso silenciar discursos inconvenientes: assim sucedeu com  o discurso do Presidente Manuel Pinto da Costa, proferido aos embaixadores acreditados no pais, subitamente silenciado da emissão da televisão do Estado, sem explicação

IMPORTAM A QUINQUILARIA OBSOLETA, PAGA COMO NOVA PARA QUE DEPOIS OS LUCROS SEJAM AINDA MAIS REFORÇADOS - Mas o Estado é que se lixa - Ou melhores, os cidadãos

Muitos de geradores, que chegam a S. Tomé e Príncipe, já deviam estar no ferro  velho mas são importados como novos  - Claro para justificar fundos milionários, cujos milhões são repartidos pelos comissários que os assinam, testas de ferro das  empresas multinacionais e a escumalha politica que os recebe.  – Obviamente que não é São Pedro que despeja das nuvens o cifrões mas os contribuintes nos seus impostos, que têm que andar a alimentar toda uma cambada de malfeitores

DEPOIS VÊM COM ESTAS EXPLICAÇÕES  ESFARRAPADAS - DE QUE A CULPA É DOS GERADORES  -MAS O FUTURO VAI SER PROMISSOR - A COSTUMEIRA CANTILENA

08/03/2016 -Geradores novos que pararam de funcionar, e a mudança dos cabos de alta tensão, estarão segundo o Primeiro-ministro Patrice Trovoada, na base do corte no fornecimento de energia eléctrica a população.

O Primeiro-ministro indicou as acções em curso no sentido de melhorar a rede de distribuição de energia, como uma das causas do apagão nacional.

A segunda causa e por sinal a mais importante, deixa o Chefe do Governo aborrecido. Trata-se dos novos geradores importados para aumentar a produção de energia eléctrica, e que deixaram de funcionar.  «Mais grave tem a ver com a inoperância de alguns geradores dos quais, alguns são geradores novos. O problema desses geradores levam-nos a questionar porquê que esses geradores têm esses problemas?».Patrice Trovoada, garantiu que já começou a encontrar respostas, após ter-se inteirado da situação. «As respostas estão avir a superfície e o que importa agora é por esses geradores em funcionamento», sublinhou08/03/2016. Patrice explicou as causas do Apagão Nacional | Téla Nón  23/05/2016 - Patrice anuncia fim do ciclo de instalação de centrais

PARA QUÊ CONTINUAR A CONCEDER CRÉDITOS OU PERDÕES DE DIVIDA A QUEM A ESBANJA NÃO SE SABE COMO? – PARA CHINÊS SE APROVEITAR? - Então que desembolsem eles a guita – Claro, só se for  do bolso alheio - Campeões do comércio, é só para lucrar - O que tiverem de fazer fazem-no e com dinheiro ocidental.

14/07/2015Portugal disponibiliza 10 milhões de euros para sector privado 20/02/2017 - SNU disponibiliza 13 milhões de dólares para S.Tomé e Príncipe O Sistema das Nações Unidas (SNU) em São Tomé e Príncipe, vai investir cerca de 13 milhões de dólares no ano em curso. ONU em STP disponibiliza 13 milhões de dólares para 2017 


Ainda se as ajudas fossem para minorar as dificuldades e privações do bom Povo Santomense mas têm outros destinos - A menos que as verbas sejam devidamente fiscalizadas e controladas e não as dar prás as mãos de políticos corruptos -  E deixa andar...


 Noticias destas são frequentes -  – Portugal abriu uma linha de crédito de 82 milhões de dólares para São Tomé e Príncipe e perdoou a dívida bilateral do arquipélago estimada em 35 milhões de dólares, anunciou terça-feira em São Tomé o ministro português das Finanças.

T16/07/2008 Teixeira dos Santos disse que a concessão da linha de crédito de 50 milhões de euros (cerca de 82 milhões de dólares) destina-se ao financiamento de projectos públicos em São Tomé e Príncipe.São Tomé e Príncipe: Portugal perdoa dívida bilateral e abre linha de 

 ONDE PARA ESTE DINHEIRO?  22/08/2016 São Tomé e Príncipe: 29 milhões de dólares para energias renováveis

Milhões para encherem os cofres de privilegiados corruptos, nos quais se cruzam interesses orientais  e europeus para irem sacar milhões externos: ao FMI ou à Comunidade Europeia 
Noticia recente refere que "As fontes renováveis de energia e o fornecimento de eletricidade serão melhorados em São Tomé e Príncipe, através do financiamento de 29 milhões de dólares, sendo 16 do Banco Mundial e 13 do Banco Europeu de Investimento. São Tomé e Príncipe recebe 29 milhões de dólares para energias .

BENEFICIÁRIOS: A MINORIA QUE PODE SUPORTAR TARIFAS ESPECULATIVAS  

Numa população calculada em 187.356 habitantes, vêm dizer que metade é servida por eletricidade, o que é uma rotunda falsidade

Os principais beneficiários do projecto incluirão 90 mil consumidores da rede da empresa de água electricidade EMAE, que irão beneficiar do aumento no fornecimento de energia e de melhor fiabilidade, designadamente através da reabilitação da central hidroeléctrica do Rio Contador e da instalação de contadores.
 São Tomé e Príncipe: 29 milhões de dólares para energias renováveis
934 273 778
EXEMPLOS DE MANIPULAÇÃO INFORMATIVA, NÃO FALTAM – “Estudo diz que 70% dos são-tomenses têm água potável” -  Notícia desmentida por quem convive de perto com as populações

Propaganda governamental desmentida no dia mundial da água – Notícia referia, que “A empresa de água e eletricidade de São Tomé assegurou que 70% da população tem água potável mas as organizações não-governamentais no terreno contestam o valor e sublinham que ter água canalizada não é o mesmo que potável.. 22/03/2015Estudo diz que 70% dos são-tomenses têm água potável, ONG duvidam

PATRICE NÃO CONTAVA QUE O POVO VIESSE FAZER BARRICADA  POR FALTA DE ÁGUA  - UM PEQUENO GOLPE QUE NÃO FEZ MOSSA A UM GRANDE COLPISTA



NA MANHÃ DO ESCRUTÍNIO, EM MARIA LUISA  - AÍ  VÃO POSTES DE ELETRICIDADE PARA MANIPULAR VOTOS   "A roça que faz parte da circunscrição número 12 da região eleitoral do distrito de Lembá, está a receber todo tipo de apoio para a sua modernização. O futuro chegou a Maria Luísa nas últimas 24 horas. Os moradores que acordaram esta manhã para exercerem o direito de voto nas eleições presidenciais, marcadas pela Comissão Eleitoral Nacional, depararam-se com camiões da empresa de eletricidade EMAE carregados de postes de eletricidade para serem afixados na roça. Energia eléctrica deverá chegar a Maria Luísa ainda hoje Maria Luísa é Rainha hoje em STP | Téla Nón

A ESMAGADORA MAIORIA DA POPULAÇÃO VIVE ABAIXO DO LIMIAR DA POBREZA – QUEM NÃO PUDER  PAGAR OS LUCROS ESPECULATIVOS DOS MERCENÁRIOS, NÃO TEM ACESSO À ELETRICIDADE EM CASA -  FAZEM ULTIMATOS

Jornal Transparência :  – Depois do ultimato anunciado pela Empresa de Água e Electricidade (EMAE) de São Tomé e Príncipe, para que os clientes que têm duas até três facturas em atraso, pagassem as suas dívidas acumuladas e pudessem regularizar a situação junto a empresa.

(…) “ a Direcção da EMAE poderia adoptar mecanismos que pudesse facilitar a população, quando muitas das vezes a empresa tem cobrado a taxa tão elevada, que nem sempre correspondem aquilo que consomem ou gastam diariamente, e por outro lado sugeriam que a empresa descentraliza-se os serviços em termos de pagamento em cada distrito do país, de forma reduzir os custos de transportes, tendo em conta que muitas pessoas deslocam de zonas distantes para a cidade capital para o efeito de pagamento das suas facturas”.

Enquanto alguns cidadãos, reclamam que o custo de vida tem tornado cada vez mais difícil e o salário é muito reduzido, o que tem posto em causa acumulação das facturas em atraso e outras despesas que suportam diariamente no seio familiar. – Excerto 22.04.2015

LIBERALIZAÇÃO PARA O BOLO SER REPARTIDO POR NOVAS CLIENTELAS POLITICAS

Pior que no tempo colonial

Oferta da EMAE em eletricidade supera a procura 13 Jan 2012 -No 2º Governo de Patrice Trovoada - A boa nova foi anunciada pelo Director Geral da empresa de electricidade. Raul Cravid(na foto) garante que nesta altura, o fornecimento de energia é estável em todo o país, e que a EMAE, está a ultimar os diplomas legais com vista a liberalização da produção de electricidade no país. 22/10/2012 emaen

Obviamente, que, um bem essencial, tinha de ser também objeto de cobiça pela pirataria  liberal, instalada no poder com faca e garfo à espera de novas sobremesas

2012 - Raul Cravid, que no passado dirigiu a EMAE regressou a casa por ordem do Governo, para chefiar a comissão provisória de gestão da empresa. Três meses depois de reassumir o cargo,  dá boas nova Oferta da EMAE em electricidade supera a procura |

P.Trovoada não tem esta vida
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE  – UM DOS PAÍSES MAIS PEQUENOS E MAIS POBRES DE ÁFRICA – NÃO TEM A VIOLÊNCIA NEM A EXTREMA MISÉRIA  DE OUTRAS NAÇÕES - MAS NA POLÍTICA NÃO FALTAM IMITAÇÕES.

Em S. Tomé e Príncipe, a Natureza é bela e fértil, há frutos por todo o lado e durante o ano inteiro, dificilmente alguém morre de fome, no entanto, sofre as carências de bens essenciais, nomeadamente dos que são importados, e sobretudo na compra de medicamentos, já que, a generalidade média das pensões, ronda os 20 a 30 euros mensais e o ordenado mínimo, à volta dos 60

 GOVERNO  - SORVEDOURO DE VERBAS INTERNACIONAIS  - POR MUITOS  MILHÕES QUE RECEBA, NÃO MELHORA AS MISERÁVEIS CONDIÇÕES DE VIDA DO CHAMADO “POVO PEQUENO

O PM, Patrice Trovoada, diz, que, “nas relações de cooperação ninguém dá sem receber: O mau é que o seu Governo só recebe e nem presta contas a ninguém do que recebe: ainda, se ao menos,  algum dos muitos milhões que tem recebido das vários instituições internacionais,  dos avultados apoios que lhe têm sido concedidos dos vários países, nomeadamente de Portugal,  sim, se pelo menos uma modesta parcela revertesse em benefício da população, mas é que nem isso,  a avaliar pelo que diz a Voz do Povo e se  constata  nas condições miseráveis em que vive.  

Claro que, hoje em dia, o espírito de solidariedade, com mentalidades egoístas como a de Patrice Trovoada, cada vez mais vai sendo  trocado pelo verbo de dar e receber – Sim, há muito quem, à sombra da oferta de uma fatia de pão, tenha em mente abocanhar um salpicão – Que é no fundo  o descaramento e a falta de escrúpulos de muitos dirigentes políticos,  de não se importarem de hipotecar o futuro do povo, que governam, conquanto lhes encham o sacão.


Ontem com Taiwan
Agora com Pequim
Argumenta o nativo gabonês, que, Portugal não dá a São Tomé e Príncipe, sem receber; Taiwan não deu a São Tomé e Príncipe, sem receber, as relações de cooperação são essas “ – Afirmações de Patrice Trovoada  de mau pagador  - Do mais cruel e desenvergonhada ingratidão, que tem se habitou a  receber e a não dar retorno  que receber: 20 anos de cooperação, varridos do pé para a mão; pois, além das avultadas verbas que recebeu em 2016 em ajudas financeiras, ainda por cima  exigia  “ a Taiwan, mais $ 200 milhões para tapar um buraco negro financeiro do Estado”, a troco de negócios chineses, não esclarecidos, que, pelos vistos, dado a influencia que o imperialismo  dos milionários chineses passaram assumir na corrupção do liberalismo selvagem  internacional, já se viu que até nem serão eles a desembolsarem as massarocas para contemplar as obscuras contas do seu  amigo Patrice, mas as várias instituições  que lograram controlar por via de dirigentes ocidentais, que se deixaram corromper  troco de encherem os bolsos, traindo os seus povos; pois onde o comércio ou negócio chinês se implante, tudo quanto façam, serve esmagadoramente os seus interesses  

QUEM NÃO FOR DO PARTIDO ADI,  FICA  ADIADO: NÃO TEM EMPREGO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - Tem que ir procurar banana no mato 

É sabido, que, quem não for apoiante da ADI, não encontra emprego nos órgãos do Estado: a rádio e a televisão, públicas, estão totalmente sob o controlo Governamental: o saneamento dos vários serviços do Estado, foi deliberadamente tomado pela máquina do partido da maioria: desde o porteiro, ao Diretor, só gente da ADI é que tem lugar na Administração Pública – Um procedimento despótico e autoritário, nunca vistos, na vida pacífica e pacata das maravilhosas Ilhas Verdes do Equador – Nem no tempo de Partido único, entre 1975 e 1991: aliás, diga-se o que disser,  foi o da Ordem e da Estabilidade – Cometeram-se muitos erros, mesmo assim fez-se muita coisa: depois disso, foram Governos, atrás de Governos.

UM PAIS ATOLADO EM DÍVIDA PÚBLICA – MAS HÁ SEMPRE LUGAR PARA OS APOIANTES DO PARTIDO DO GOVERNO - MESMO QUE SEJA A TROCO DE UMA MALGA DE ARROZ – COM SALÁRIO DE MISÉRIA A 45 EUROS MENSAIS 

- Seria um procedimento positivo, se fosse em beneficio do Estado, do bem-estar ou do progresso social mas é  tão simplesmente uma forma de miserável ilusionismo :  Temos informações de que, o  total de funcionários até 2010, era de 5595 – Com o  Governo de maioria relativa da ADI colocou mais 1685, na função pública de Julho/Agosto de 2010 à Novembro de 2012 Total de funcionários até 2012 = 7280  - Enquanto, o Governo de coligação do MLSTP/PCD colocou na função pública somente  571 novos funcionários de Novembro 2012 à Novembro 2014 Total de funcionários até 2014 = 7851 Governo de maioria absoluta da ADI colocou mais 2879, de Novembro 2014 à Março de 2017  - Totalizando  até Março 2017= 10.730 A governação da ADI, liderada por Patrice Trovoada,  resume-se na má gestão. ADI tem nota 100 no que diz respeito a má gestão. São essas informações que o FMI precisa saber.

BANCO CENTRAL DE STP - EM  MÃOS DE CREDIBILIDADE DUVIDOSA 

Um Pais sem credibilidade governativa –: O ex-ministro das Finanças, Hélio de Almeida, acusado pelo Partido do Governo de ter lesado o Estado em 300 mil euros foi o político escolhido por Patrice Trovoada para novo governador do Banco Central,

Afinal, quem tinha razão era o Hélio ou o Patrice?  Era o Hélio de Almeida, que acusava Patrice Trovoada, de uma dívida de 192 mil euros com a Globus Vision ou era o então Ministro  das Finanças que  lesou o estado são-tomense em cerca de 300 mil euros, decorrentes de um alegado negócio sigilo entre o governo e a CST, Companhia São-tomense de Telecomunicações? Hélio Almeida investido como novo Governador do Banco central ...

A POBREZA NÃO É VERGONHA, MAS OS SANTOMENSES TÊM VERGONHA DE TER UM PRIMEIRO-MINISTRO COMO PATRICE TROVOADA.

"A pobreza antes era considerada obra de injustiça".  "Em São Tomé e Príncipe, a pobreza é devido ausência de boa governação, incompetência dos dirigentes, corrupção activa e passiva que está instalada em todos sectores públicos do Dubai dos Jihadistas do ADI.

A pobreza não é, necessariamente, vergonhosa. Há muito pobre sem vergonha, mas nesse momento, os santomenses têm vergonha de ter um primeiro-ministro como Patrice Trovoada, temos vergonha de ter votado esse desgraçado, temos vergonha de ter apostado nos Jihadistas de ADI, temos vergonha de ver e ouvir que o nosso primeiro-ministro encontra-se fora do país constantemente.
Gabriel Graça: Riboque Capital.  S.T.P."

PORTUGAL CONTINUA A DOAR DINHEIRO, QUE, ALIÁS TEM SERVIDO PARA ALIMENTAR JOGOS DE CORRUPÇÃO E A GARANTIR QUE EMPRESAS PARASITAS E ONG, ALI SAQUEM   FUNDOS SEM RISCOS OU ESFORÇO ALGUM  02/09/2016  Novo programa de cooperação Portugal-São Tomé envolve 57,5

Agora, o Governo português, diz  vai doar 1,5 ME para combater alterações climáticas no arquipélago- 16-01-2017 -Portugal vai alocar 1,5 milhões de euros a São Tomé e Príncipe para a execução de projetos sobre alterações climáticas durante os próximos quatro anos, anunciou hoje o ministro do Ambiente português, João Pedro Fernandes. Expresso | Portugal disponibiliza 1,5 milhões de euros para combate

TUDO ISTO É DEMAGOGIA – MILHÕES QUE OS CONTRIBUINTES PORTUGUESES TÊM QUE PAGAR PARA ALIMENTAR A GULA PARASITA

30/7/2016,  Os portugueses que queiram investir ou exportar para São Tomé e Príncipe deverão contar, no final deste ano, com uma linha de crédito de dez milhões de euros. http://observador.pt/2016/07/30/linha-de-credito-de-10-milhoes-vai-apoiar-investimento-portugues-em-sao-tome-e-principe/ 2015/07/15 Portugal abriu uma linha de crédito de 10 milhões de euros a favor de São Tomé e Príncipe, na sequência de um acordo terça-feira assinado em São Tomé, em cerimónia testemunhada pelo primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada. http://www.macauhub.com.mo/pt/2015/07/15/portugal-abre-linha-de-credito-a-favor-de-sao-tome-e-principe/ Empresários da China inauguram centro comercial em São Tomé







Nenhum comentário :