expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Ilhas de São Tomé e Príncipe - Jangadas de Pedra sem rumo e desgovernadas - - Greves nos Tribunais e na Policia; conflitos entre policiais e militares; Ministro da Administração Interna, ridicularizado e desautorizado; catamarãs de milhões deixados afundar à beira da praia; enfermidades a provocar enorme sofrimento no “povo pequeno” - E um PM a promover-se junto dos maiores corruptos do polvo internacional; não presta contas dos avultados apoios recebidos - Instabilidade e tensão nas forças de segurança poderão vir a abalar Governação, que agora se entrega aos caprichos chineses, que inauguram embaixada

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

A cegueira do nativo empresário gabonês Patrice Emery ainda não se deu conta que S. Tomé e Príncipe nem tem a dimensão do Gabão nem de Angola - De nada lhe valerão as banhadas eleitorais - Quando mais encrespar, corromper e afastar mais lenha arranjará  certamente para se queimar

"Polícias saíram das ruas da capital ... O sistema de justiça de São Tomé e Príncipe está completamente paralisado. ... Os funcionários em greve, protestaram e denunciaram a ilegalidade que reina na casa

Este é o cenário descrito por quem lá vive e que traduz uma situação nunca vista neste maravilhoso pais, tão mal tratado e materializado pela atual desgovernação de um tal Trovoada, cujo apelido - por ironia do destino - traduz justamente a  grande tormenta em que o mais pequeno país do Golfo da Guiné, está mergulhado  Como se já não bastasse a dita doença desconhecida a causar enorme sofrimento e angústia, com enfermarias abarrotar de doentes, em miseráveis tarimbas, ainda por cima impedidos de receberem o carinho e a solidariedade das vistas de amigos e familiares.


A frieza deste Varela....
Enfermarias degradadas e cheias de bolores pela humidade 
Depois dos recentes tumultos no centro da capital, envolvendo policias e militares, que no fundo já espelhavam uma tensão latente entre os diversos ramos das forças armadas,  seguiram-se as paralisações da policia Nacional. - Além da greve nos Tribunaisis


Funcionários judiciais retomam serviços mínimos durante 15 dias



06-04-2017 Téla Nón - Os funcionários dos Tribunais e do Ministério Público decidiram prestar serviços mínimos durante a greve que já dura 1 mês. No entanto avisam que só prestarão serviços mínimos em apenas 3 situações.

(...)O comunicado do sindicato que chegou redacção do Téla Nón, adianta que  decisão foi tomada tendo em consideração também ao encontro que teve lugar entre o Primeiro Ministro Patrice Trovoada e o Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, do Tribunal C Funcionários de justiça em greve por tempo indeterminado retomam ..


QUEM NÃO ALINHAR PELA DITADURA DO GABONÊS EMERY VAI DE FROSQUE  - S. TOMÉ E PRÍNCIPE TEM QUE SER A GRANDE COUTADA  DO PATRICE E AS SUAS CHINESICES


São-Tomé, 06 Abr ( STP-Press ) - O intendente Domingos Nascimento “Papa” assumiu, interinamente, o Comando Geral da Polícia de São-Tomé e Príncipe por decisão do governo que nomeou também uma nova vice-governadora do Banco Central e um novo presidente do Conselho da Administração do Banco Internacional do arquipélago. http://www.stp-press.st/aa64.htm

Um tal Gege foi despachado para o Gabão, para não fazer demasiadas sombras na penumbra dos gabinetes presidenciais  ou patricianos – O  Comandante da Policia Nacional, demitido - Obviamente que estas vozes são incómodas aos que querem  fazer de S. Tomé a sua grande coutada  - 27 Agos 2015  O Superintendente Samuel António, defendeu a organização da instituição policial, e a definição de uma estratégia policial que dê resposta a realidade nacional.  «A segurança está naturalmente ligada ao desenvolvimento de maneira que nenhuma evolução é possível num contexto de insegurança», 



S. Tomé - Óscar Medeiros
SAMUEL ANTÓNIO DEMITIDO - Na sequência das turbulências que nos últimos dias afectaram à polícia, o governo decidiu demitir os comandantes e vice comandantes daquela força de ordem pública. -As funções de Comandante Geral Interino passam a serem ocupadas pela actual comandante do distrito de água grande Domingos Nascimento " Pápa" Foram demitidos o superintendente Samuel António das funções de comandante e o intendente Kiakisiki das funções de vice comandante – In Voz de São Tomé – Danilo Savaterra 

Fonte - Téla Nón
Na segunda-feira, de manhã, nenhum agente da polícia era visto  rua. No entanto – diz o Téla Nón -  por volta das 11 horas populares assistiram um espectáculo insólito nas redondezas do comando da polícia de água grande. Algumas viaturas do Estado que se dirigiam ao local, foram escorraçadas pelos agentes da polícia.

Face à tensão existente, o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, arvorado em ditador da sua equipa ministerial, decidiu chamar a si o comando das operações, desautorizando o Ministro da Administração  (aliás na sequência de um episódio insólito, a que mais à frente, se faz referência) gerando um clima ainda mais tenso e incerto  Tensão : Polícias saíram das ruas da capital |  -  


Nelson Pontes  -  Patrice Trovoada prometeu satisfazer até quinta-feira algumas das exigências dos polícias. É preciso se tornar público os termos destes acordos, porque me parece que o governo apenas está a tapar buracos aqui e ali, claro, como é natural, outros vão-se abrindo. Ainda não sei se as exigências dos funcionários judiciais, ou pelo menos algumas delas se já foram satisfeitas. 



Oxalá estes brinquedos não façam ruído
Ainda nesta notícia há um relato perturbador: como é possível as forças da Unidade de Protecção dos Dirigentes do Estado ameaçar agentes da polícia nacional, apontando armas ás suas cabeças, quando estes apenas estavam a desempenhar as suas funções? Ontem, num post sobre a perda de autoridade do ministro Arlindo Ramos, o jovem Haro D'Alva, publicou um texto em jeito de comentário, onde estava explícito que foi um sujeito que é deputado na Assembleia Nacional e ao mesmo tempo " ajudante " do primeiro ministro, um tal de " Bala " quem orientou que fossem ao Comando Policial recuperar a viatura sinistralizada. A ser verdade, e sendo o tal de " Bala " ajudante ( garoto de recados ) do primeiro ministro, pode-se facilmente concluir que mentor desta confusão chama-se Patrice Trovoada. De forma autoritária e em violação das leis da República, orienta o tal de " Bala " e este por sua vez transmite a ordem as forças da Unidade



NUMA ALTURA EM QUE O AMBIENTE ERA PACATO  - Garboso desfile dos militares  santomenses, com a sua banda e fanfarra, frente ao Palácio do Povo,  prestando honras militares ao Presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, então recebido pelo Presidente Manuel Pinto da Costa, em Julho de 2015 – Mas talvez o mais provável é um dia destes a tropa ou os policias fazerem ouvir outro tipo de música.

 ILHAS PACIFICAS E MARAVILHOSAS - SOB  GOVERNAÇÃO  CORRUPTA E IRRESPONSÁVEL 


Jornal Transparência 

 Jangadas de Pedra Equatorial  sem rumo e desgovernadas, arrastadas pelo desnorte e desvario de  Patrice Trovoada:  A soldo de um PM, caixeiro viajante, sem credibilidade e autoridade, já nada lhe servirá a maioria parlamentar  –  Tensão social pode desembocar convulsão civil e militar nas Ilhas Ilhas mais belas e pacificas do Golfo da Guiné-


– China já inaugurou embaixada -  Agora só falta trazer a sua “armada” policial ou militar,  tal como fizeram em Angola para manter no poder o amigo da onça – MPLA dificilmente enviará  tropa como fez Agostinho Neto  - Só se for por pressão chinesa

Um governo, amoral e sem autoridade politica e ética, que exemplo edificante pode dar às suas forças de segurança e ao seu povo? – Nenhum - Apenas a  imagem da desordem, do descrédito  e da angústia, do sofrimento, da incerteza e  desconfiança.




O Governo de Patrice Trovoada tem os dias contados – Os milhões de ajudas externas têm tido maus destinos e vão continuar a ter enquanto ele for Primeiro-Ministro. Mas não deverá ser por muito tempo.  Não vai completar a legislatura, porque, como incompetente e cobarde, que se tem revelado, o mais provável é, num dia destes, talvez fazer uma viagem sem retorno ou  para não retornar tão cedo.

Representação de Taiwan - 12 de Julho 2015 



Para surpresa geral,  quer nas suas hostes, quer na oposição, cravou o punhal nas costas dos velhos aliados de Taiwane. Mas é duvidoso que a ciência do Chinês (golpista), quando o vir a  boiar ou afundar-se, lhe estenda uma vara para o salvar.

De duas uma: ou os milionários chineses, vão apoiar um  socorrista nas hostes da ADI (o que é improvável, visto não ser fácil encontrar um comerciante com a  estirpe e o fôlego financeiro, de quem se dá ao luxo de ter negócios misteriosos no Texas, na meca dos petrodólares) ou então terá mesmo que se vergar oposição, que, era, aliás, por onde naturalmente deviam ter entrado, se não deixassem cair a máscara, tão abrutamente: não porque a sua estratégia mercenária se altere mas porque ao menos iam ao encontro de quem se esforçou para que lhe fosse reaberta a porta por onde haviam sido sacudidos.


Em 2015, só permaneceu  75 dias – As viagens custaram 1 milhão e oitocentos mil euros;   Em 2016, mais de meio ano  ausente do país.   : Ele já tinha caído, logo no princípio do ano, se não tivesse tido a almofada dos oportunistas de Pequim, que não se importaram de lhe despejar mais uns sacos de dólares e até de o virem a socorrer com uma missão do FMI, liderada por um alto quadro da sua confiança, com elogios hipócritas e mal disfarçados - Depois disso, já fizeram correr noticias a fazer de conta que o contrariam mas é só para disfarçar - Ou então é o poder do novo inquilino americano, que, não querendo ser totalmente esmagado, em áreas geo-estratégicas, já está a mandar alguns avisos à navegação. 

HÁ IMAGENS QUE VALEM POR MIL PALAVRAS- Estas dizem tudo . 

A triste imagem de um país à deriva, naufragado, saqueado e desgovernado por um caixeiro viajante, por um traiçoeiro, irresponsável, corrupto e vaidoso, que tem passado a maior parte do tempo de costas voltadas para os problemas da Governação .Pois no que pensa é na mala recheada que leva na mão. – 


São os milhões de euros ou de dólares, que são anunciados e que desaparecem sem deixar rasto, os barcos que vieram da Ilha da Madeira para fomentar a industria de pescas, em Neves, uns que levaram sumiço, não se sabe para onde, outros que apareceram afundados ao largo da Baia, é a triste história dos catamarãs para serviço de interesses privados, mas que, nem assim, são preservados – Os barcos que deviam fazer patrulha no Príncipe ou ligação entre as ilhas, mas que também não se sabe onde param. 


O Povo de São Tomé e Príncipe, merecia melhor sorte, que ser governado por um tresloucado mercenário que nem sequer tem raízes na pátria santomense. Acorda Bom Povo! Basta de seres intrujado e de seres enganado! Basta de sofrimento! Pelas enfermidades e por tantas carências que vos tornam o dia a dia num penoso e tormentoso calvário – Acorda Povo! – Patrice Emyeri Trovoada, de S. Tomé, só tem apelido: - E, mesmo o apelido, é sinónimo de tempestade, de naufrágio, de negócios obscuros, de mau agouro e de trágico destino



Fonte - Téla Nón
Fonte - Téla Nón

“Catamaram Pixi N´Dala desagregou-se” – Milhões deitados ao lixo

06-04-217 -  Tomé e Príncipe tem homem capaz para uma frente comum, para governar s. Tomé e Príncipe um governo de coligação os partidos da oposição estão todos a sombria de a este governo demagogo, com suas políticas de propaganda falsa daí eu a pouco vão as começar a a distribuir arreia pedra peixe fuba vinho para ganharem eleições o povo que não acorde, que s. Tomé e principe para todos, não para elites, Pcd e Mlstp PSD têm que derrotar todos que estão a frente da câmara de água grande, lemba, lobata csntagalo, mezoxi, cidade limpa pára todos, e os torristasCatamaram Pixi N´Dala desagregou-se


COLONIZAÇÃO EM MARCHA - DEPOIS DA INAUGURAÇÃO DE UM MONSTRUOSO CENTRO COMERCIAL - AÍ ESTÃO ELES DE OLHOS EM BICO A APODERAR-SE DOS TERRENOS MAIS FÉRTEIS E DAS INFRA-ESTRUTURAS DEIXADAS POR , TAIWAN – AÍ ESTÃO ELES  DE PEDRA E CAL - Em  Portugal 
A França  - um dos países ocidentais que mais  apoio prestou a S. Tomé – encerrou a sua embaixada em Agosto de 2015, por razões financeiras, contudo, tal problema não se coloca aos chineses – Isto porque, a fraqueja dos lideres políticos ocidentais, permissíveis aos seus malabarismos, é a força do segredo do imparável  imperialismo chinês.
Não falam uma palavrinha de português mas já estão muito ativos Aproveitando-se das estruturas deixadas pelos taiwaneses, dos melhores edifícios coloniais e dos terrenos mais férteis
Jornal Transparência 

Ao fim de pouco mais  de três mês, como qualquer chinês que se preze, ai estão os representantes do expansionismo chinês, de armas e bagagens

Dizem as noticias que reinauguraram edifício esteve encerrado durante cerca de 20 anos. Não é bem assim, porque, graças a diligências do ex-presidente Manuel Pinto da Costa e do Governo anterior, depois de afastados por Miguel Trovoada,   puderam pelo menos servir-se dele para  consulado.

Fonte - Téla Non

Agora é só navegar e abrir caminho e partir à deriva do património santomense, que está à mão de semear: diz o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades Urbino Botelho, que  os dois países estão a criar “criar as condições para garantir maior mobilidade dos cidadãos chineses e são-tomenses nos dois territórios” – Mas que caminhos o condições inversas? Só se for prós negócios misteriosos de Emery


PARA QUÊ TANTOS MINISTROS? – SE O EMBAIXADOR AINDA NEM SEQUER   APRESENTOU AS CARTAS CREDENCIAIS AO PR? – “Os ministros das obras públicas e das finanças e da economia azul, respectivamente Carlos Vila Nova e Américo Ramos, marcaram presença na cerimónia de descerramento da placa da Embaixada da China no país. China reinaugura a sua embaixada em São Tomé e




São Tomé – Cooperação chinesa experimenta terrenos mais férteis e planos e herança Taiwan



EM PORTUGAL SÃO DONOS DOS CASINOS E DAS EMPRESAS MAIS LUCRATIVAS. – EM S.T.P. VÃO FAZER A MESMA COISA  Além de terem esmagado, com as suas lojas, que proliferam como cogumelos, o pequeno comércio  - "A China está em Portugal como em nenhum país do Ocidente. E controla sectores estratégicos como a energia, e tão diversos como a saúde ou os transportes aéreos. Foram a grande novidade da onda de vendas pós-troika e já ultrapassaram Angola como grande investidor. Querem ter um pé na base das Lajes Expresso - A China está em Portugal como em nenhum país d
  “O comércio tradicional desempenha uma importante função dentro do espaço urbano pois, além de o humanizar, potencia a dinamização social, económica e cultural” – está completamente descaracterizado. Em lisboa, vai sendo, cada mais difícil, encontrar um restaurante, servido por portugueses e com sabores da cozinha portuguesa. Os partidos políticos, da área do poder, dominados por apátridas e oportunistas, interessados mais nos grandes interesses privados e em não ferir as suscetibilidades do grande gigante oriental, preferem fechar os olhos aos problemas reais e vão aceitando que as melhores empresas passem para o domínio de oportunistas e mercenários.
As causas que trouxeram a crise a este sector têm essencialmente a ver com a proliferação desregrada de grandes superfícies comerciais, fruto de lóbis financeiros poderosíssimos em coligação com os partidos do sistema (mais interessados no lucro e na expropriação do que no bem-estar dos cidadãos, dos pequenos comerciantes, e da sustentabilidade das nossas cidades) http://www.pnr.pt/2005/04/pelo-comercio-tradicional-contra-a-invasao-do-comercio-chines/


OS CHINESES OCUPAM A SEGUNDA POSIÇÃO NO FMI - GRAÇAS A VENDILHÕES E TRAIDORES OCIDENTAIS - E TOMAM POSIÇÕES POLÍTICAS 


 OS MESMOS ELOGIOS SEM E COM AVALIAÇÃO – CORO PREVIAMENTE ELABORADO  pela máfia chinesa no FMI -"Perspetivas económicas de São Tomé e Príncipe são favoráveis"- Num país atormentado por doença desconhecida com salários mínimos de  45 euros mensais  - Naturalmente que favorável à rapinagem
06-04-2017 O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou hoje que a economia de São Tomé e Príncipe tem uma perspetiva favorável, devendo crescer 5% este ano, alicerçada na construção civil e no turismo, http://www.dw.com/pt-002/perspetivas-econ%C3%B3micas-de-s%C3%A3o-tom%C3%A9-e-pr%C3%ADncipe-s%C3%A3o-favor%C3%A1veis-diz-fmi/a-38330039

22 mar 2017  O Fundo Monetário Internacional diz que o crescimento económico de São Tomé e Príncipe de 4% "é bastante sólido" e a inflação "está mais moderada".
A missão do FMI que se deslocou a São Tomé e Príncipe para avaliar a situação macroeconómica do país integra seis membros e inclui o diretor Adjunto do Departamento África, David Owen. http://24.sapo.pt/noticias/internacional/artigo/fmi-vai-ajudar-sao-tome-e-principe-a-evitar-maior-aumento-da-divida-


MANOBRAS DA ALTA FINANÇA, SOB A CUMPLICIDADE DOS TENTÁCULOS À ESCALA PLANETÁRIA -  - FMI rejeitou proposta de financiamento do porto e do aeroportoGoverno determinado em construir porto acostável e modernizar .23/03/2017

A dívida, há muito havia  disparado para níveis altíssimos,  com sérios avisos da anterior missão do  FMI,  em finais de Setembro 21/09/2016FMI - “São Tomé e Príncipe tem dívida bastante elevada”´  – Angola, já não fiava e exigia pagamento do combustível na hora. Faltava dinheiro nos cofres públicos para pagar aos funcionário, e, se não se vendesse (hipotecasse o património santomense marítimo e terrestre) aos bilionários  chineses, dificilmente poderia manter-se no poder 
  
–  Mas que se desengane, porque nada disso, vai resultar  em benefícios do povo: a   corrupção é sempre uma vigarice, um logro, nunca  uma solução a favor do interesse coletivo ; -  Não mata a moléstia pela raiz, antes a agrava e agudiza, ainda mais –  O dinheiro faz muito falta ( e então onde uma dobra vale 25 euros e o ordenado mínimo é de 45 euros)  mas não é tudo -  


No centro da cidade de S. Tomé
Milhões recebidos.O  povo com enormes sacrifícios e privações
E, que,  não passe pela mente do descarado oportunismo oriental,  a afrontosa ideia de  aparecerem nas ruas armados, tal como  têm feito em Angola, a pretexto de combater o crime, pois rapidamente passarão de  indesejáveis a  odiados - Vejam se ao menos se esforçam por expressar-se em Português e a conhecer melhor a cultura e os costumes do povo que querem colonizar. 


Isto, porque, tal como refere um extenso e aprofundado artigo do Expresso, “as milionárias linhas de crédito da China não trouxeram apenas novos investimentos para Angola. “Chegaram gangues de chineses que apostaram num tipo de crime que ganha cada vez mais dimensão: os raptos para pedido de resgate. A situação agravou-se de tal forma que a China enviou agentes dos serviços de informação para ajudar as autoridades angolanas”. Sequestros, homicídios, extorsão: máfia chinesa ataca em Angola

A China enviou polícias para ajudar a combater crime em Luanda  - É o que acabará por suceder em S. Tomé  e em qualquer outro pais, onde a invasão chinesa, se torne cada vez mais numa ameaça à sobrevivência das populações locais 04/03/2017 - A China tem o segundo maior orçamento militar do mundo – E já reagiu ao novo presidente americano, com o reforço do seu poderio militar  China anuncia aumento de gastos militares para 2017 - Sputnik – Por sua vez, os americanos fazem o mesmo, propondo aumento aumentar o seu orçamento militar em razão do crescente poderio militar da Rússia e da China, revelou o The Washington PostEUA querem aumentar seu orçamento militar por causa da 'crescente

Em S. Tomé - Jornal Transparência

PASTOR DE IGREJA DO REINO DE DEUS  LEVOU “PALADA” DE CATANA NA IGREJA -  PATRICE  TROVOADA,  DECERTO  JÁ DEVE TER REPARADO  NA INSÓLITA RECEITA  - OU ENTÃO QUE SE  LEMBRE DA PATIFARIA  A BERLUSCONI





Em 2012,   o denominado Empresário misterioso  foi afastado por uma coligação parlamentar, que, afinal, o livrou de ir parar atrás das grades, agora não é da prisão, que ele mais deverá recear, visto ter o topo de hierarquia da justiça  corrompida e a seu lado, mas  talvez de receita parecida àquela que,  há dias, em S. Tomé, contemplou   um pastor da Igreja Universal, 

Vejam só, como andam desatinados os reinos onde os peditórios curam todo o tipo de maleitas - É que, a insólita ocorrência,  nem sequer  foi deferida com a lâmina mas com pancada vibrada no alto da tola por uma das faces da catana - : onde é que já se viu uma coisas destas num povo tão pacato? - Naturalmente, que,  de tão frustrado ou impaciente, que tem andado, já nem esperar que seja a  justiça divina a castigar os maus pastores e vai de fazer justiça pelas suas próprias mãos. sinal de que as almas andam realmente  muito atormentadas, nomeadamente com os poderes temporais


S. Tomé - Jornal Transparência 

S. Tomé - Jornal Transparência 

Pois não é que, conversa no interior da igreja, puxa conversa e gera confusão. "Uma tia da menina que levou um machim para a sessão de conversa com o pastor, entrou em acção. «Eu dei o pastor e a mulher do pastor várias “paladas de machim”», afirmou a tia da Olga.  - “Paladas de Machim(Catana)”, é como os são-tomenses designam os golpes dados com a parte interna do machim(catana), não com a parte do fio. Funciona como uma palmatória de com material metálico” - .. Pastor de Igreja castigado com “Palada de Machim”

Pois quem é que já se esqueceu da receita aplicada a Berlusconi? – Em que, durante um comício, “um homem que usava gorro se levantou com uma estatueta de ferro na mão. Em seguida o objeto foi jogado com força no rosto do primeiro-ministro. Ele teve o nariz e dois dentes quebrados.”, tendo sido hospitalizado – De modo algum, se podem aprovar tais agressões físicas, no entanto,  para isso, importa que também  não se hostilize ou roube o povo

ANGOLA DE JOSÉ EDUARDO DOS SANTOS DIFICILMENTE VAI MANDAR TROPA  PARA S. TOMÉ -  A MENOS QUE O CHINESES O PRESSIONEM 

O mais certo, é, num dia destes, aparecerem uns quantos navios de guerra  gaboneses a simularem  precisos navais conjuntos para assustarem a população e a mostrarem que o Gabão é um fel aliado dos interesses do seu mais ilustre comerciante em S. Tomé e que o Povo Pequeno tem de continuar açaimado. 

Naturalmente, que depois de ter desfeito o compromisso, de cooperação bilateral, que existia  com Angola para dar fôlego à entrada oriental (pois à China interessam cifrões e não lealdades, não se importando desta em S. Tomé fazer um jogo diametralmente oposto aos interesses angolanos) sim, em matéria da exploração dos carbonetos (que, dada a profundidasde em que se encontram,  não são fáceis de explorar ), claro não é crivel que a tropa angola venha a disponibilizar-se para dar o corpo ao manifesto -  No entanto, como Angola, também perdeu a sua soberania em favor dos chineses, tudo é possível se o gigante imperialista amarelo assim o decidir. 

Constroem-se grandes centros comerciais e palácios: O Povo?

Os  milhões de ajudas externas têm tido maus destinos, a dívida disparou, com sérios avisos do FMI,  em finais de Setembro, e, uma vez que já  não havia dinheiro nos cofres públicos para pagar aos funcionário, se não se encostasse à almofada chinesa, dificilmente poderia manter-se no poder   – Para surpresa geral,  quer nas suas hostes, quer na oposição, cravou o punhal nas costas dos velhos aliados de Taiwane. Mas é duvidoso que a ciência do Chinês (golpista), quando o vir também a  boiar ou afundar-se com a jangada, lhe estenda uma vara para o salvar.

De duas uma: ou vai apoiar um  socorrista nas hostes da ADI (o que é improvável, visto não ser fácil encontrar um comerciante com a  estirpe e o fôlego financeiro, de quem se dá ao luxo de ter negócios milionários no Texas, na meca dos petrodólares) ou então terá mesmo que se vergar oposição, que, era, aliás, por onde naturalmente deviam ter entrado, se não deixassem cair a máscara, tão abrutamente: não porque a sua estratégia mercenária se altere mas porque ao menos iam ao encontro de quem se esforçou para que lhe fosse reaberta a porta por onde haviam sido sacudidos.
   

Confrontos policiais e militares, no centro da capital, saldaram-se por ligeiros ferimentos, no entanto, o tumulto e a confusão, que provocaram, tiveram um enorme impacto nas demais autoridades e no seio da população -  Num pais maior, onde tudo pode acontecer, ou mesmo pequeno, como é o caso da Guiné-Bissau, onde a desordem faz parte do dia a dia,  era mais um episódio, como outro qualquer: -  mas não em  S. Tomé, um  meio, tradicionalmente pacato,  mas onde tudo se sabe e onde qualquer anormalidade pode afetar a tranquilidade da população – É justamente o que está a suceder:

Agora, já não é só a gravíssima doença física, que está a afetar o tão martirizado povo santomense, mas a instabilidade, a descrença no futuro, a manifesta falta de confiança no Governo, que também já não revela autoridade para  ser tomado a sério pelas forças da ordem.

E o vexame, de que, recentemente,  foi alvo o Ministro da Administração  Interna, ilustra justamente o desatino em que um pequeno país é desgovernado.

Onde é que já se viu uma figura da Governação, com a responsabilidade do Ministro da Defesa e Administração Interna,  correr o vexame de ser desautorizado no edifício onde exerce as suas funções: face ao sucedido, só tem um caminho a sair: ou demitir ou ser demitido

Refere, Octávio Bandeira, na sua página no FB, Informar com Verdade, que “O Ministro da Defesa e Administração Interna, tendo sido proibido de entrar no Edifício do Comando da Polícia Nacional, perdeu toda autoridade perante os seus subordinados.

O País está caminhando a passos largos para uma desordem sem precedentes. O Primeiro Ministro Patrice Trovoada não tinha nada que ir ao comando da Polícia Nacional tentar pôr ordem nos policias, desautorizando assim o seu Ministro da Defesa e Administração Interna.

Que País é este em que o comando de proteção do Estado viola a lei , vai ao comando da Polícia Nacional resgatar a viatura da Madrasta do Primeiro Ministro envolvido num grave acidente, que fora apreendida pela polícia Nacional.

Perante esta situação, julgo que o Ministro da Administração interna perdeu toda autoridade perante o comando da Polícia Nacional, devendo por isso colocar o seu lugar a disposição, bem como os comandantes das forças operacionais da proteção da Defesa do Estado.
Como é uma questão relacionada com a Madrasta do Primeiro, este teve amabilidade de saber o que passa. Em relação a rixa entre Policias e Militares na semana passada, nem uma palavra até ao momento sobre o assunto.
O nosso Dubai ainda terá muita história para contar.

Por seu turno, Danilo Salvaterra, em Voz de São Tomé – outra das páginas muito apreciadas e consultadas pelos santomense, nas redes sociais, como alternativa ao que não açaime dos órgãos sob controlo absoluto do poder – referindo-se igualmente ao mesmo assunto, diz o seguinte:

Danilo Salvaterra - ORDEM INTERNA EM S.TOMÉ E PRÍNCIPE SOB PRESSÃO

PRIMEIRO MINISTRO VÊ-SE FORÇADO A SE DIRIGIR PESSOALMENTE AO COMANDO GERAL DA POLÍCIA NACIONAL
.
Esta manhã, 3 Abril, o Primeiro Ministro Patrice Trovoada conheceu dos momentos mais desagradáveis do seu mandato, no Comando Geral da Policia Nacional, na sequência de um levantamento Policial, com a recusa dos seus elementos em fazer policiamento nas ruas da cidade capital.

Segundo a nossa fonte na Polícia Nacional, ontem 2 de Abril, houve um acidente entre a viatura da Mãe do Primeiro-ministro e uma outra viatura de um cidadão comum.
Na sequência disso, uma equipe da Policia de Transito dirigiu-se ao local do acidente e durante a recolha dos dados pessoais de cada motorista, constatou que o da Dra. Helena Trovoada não detinha no momento a sua carta de condução.

Seguindo a praxe habitual, os polícias de Trânsito decidiram levar as viaturas acidentadas para o comando da Polícia, onde deveriam ser depositadas para démarches seguintes.

No entanto, segundo a mesma fonte, chegados mesmo enfrente ao comando, os Polícias que transportavam as viaturas, foram surpreendidos com uma viatura da Segurança do Primeiro-ministro com agentes armados até aos dentes que numa operação relâmpago, conseguiram retirar a viatura da mãe do Primeiro Ministro levando-a de seguida para destino incerto.

Os mesmos policias tomaram conhecimento que essa operação havia sido ordenada pelo Deputado à AN e Ajudante do Primeiro Ministro, Arlindo Santos, vulgarmente conhecido por Bala.

Situação que provocou revolta na corporação policial e consequentemente, hoje 3 de Abril, decidiram protestar, não indo prestar serviço de segurança nas artérias da Cidade.


O Comandante Geral da Polícia Nacional dirigiu-se ao local para tentar pôr ordem no comando, mas foi corrido pelos polícias, situação que obrigou o Ministro da Defesa que também tutela a Administração Interna, ir também ao comando tentar pôr cobro a situação de insubordinação, mas o mesmo se passou com ele, tendo em conta que os polícias pretendiam falar somente com o Primeiro-Ministro e deixaram-no abandonado no átrio do comando.

O Primeiro-ministro que se encontrava reunido com o Presidente da Republica, num dos encontros semanais, teve que interromper o encontro com o Chefe de Estado e forçado a se dirigir pessoalmente ao Comando Geral da Polícia Nacional.

Fonte -Agência STP
Chegado ao local, os Polícias aceitaram a entrada do Primeiro-ministro, mas impediram que entrassem os seus Seguranças, tendo os mesmos ficado em atalaia na parte de fora aguardando pelo encontro entre o PM e os Polícias revoltados.
Soubemos também que mesmo assim, o Primeiro-ministro teve que aguardar cerca de 15 minutos, de pé, para que as condições para o solicitado encontro fossem criadas.
O encontro do Primeiro-ministro com os Polícias durou cerca de 1:40, depois do qual se dirigiu novamente ao Palácio do Povo onde prosseguiu o trabalho interrompido antes

As notícias da propaganda de Patrice dizem que “O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe prometeu  resolver, até quinta-feira, algumas das exigências de agentes da Polícia Nacional, que paralisaram durante algumas horas, no comando da corporação, disse à Lusa fonte policial” - O problema é que a paralisação dos agentes da Polícia Nacional, não é apenas consequência de  lutarem por  «melhores condições de trabalho e melhoria salarial», mas reflete um mal-estar bem maior, que não é facilmente curável através da satisfação das suas reivindicações salariais, pois tem a ver com o clima de instabilidade e descrédito da ação governativa.

Na verdade, um governo, sem moral e sem autoridade politica e ética, que exemplo edificante pode dar às suas forças de segurança e ao seu povo? – Nenhum - Apenas o da desordem, do descrédito e da angústia, do sofrimento, da incerteza e desconfiança. Sim, esta é também a triste imagem de um país à deriva, naufragado, saqueado e desgovernado por um caixeiro viajante, por um traiçoeiro, irresponsável, corrupto e vaidoso, que tem passado a maior parte do tempo de costas para os problemas da Governação .Pois no que pensa é na mala recheada que leva na mão. – São os milhões de euros ou de dólares, que são anunciados e que desaparecem sem deixar rasto, os barcos que vieram da Ilha da Madeira para fomentar a indústria de pescas, em Neves, uns que levaram sumiço, não se sabe para onde, outros que apareceram afundados ao largo da Baía, é a triste história dos catamarãs para serviço de interesses privados, mas que, nem assim, são preservados – Os barcos que deviam fazer patrulha no Príncipe ou ligação entre as ilhas, mas que também não se sabe onde param. O Povo de São Tomé e Príncipe, merecia melhor sorte, que ser governado por um tresloucado mercenário que nem sequer tem raízes na pátria santomense. Acorda Bom Povo! Basta de seres intrujado e de seres enganado! Basta de sofrimento! Pelas enfermidades e por tantas carências que vos tornam o dia a dia num penoso e tormentoso calvário – Acorda Povo! – Patrice Emyeri Trovoada, de S. Tomé, só tem apelido: - E, mesmo o apelido, é sinónimo de tempestade, de naufrágio, de negócios obscuros, de mau agouro e de trágico destino.


COMENTÁRIOS NO FACEBOOK ÀS DIATRIBES  DE  PATRICE TROVOADA

Felisberto Bandeira A fonte de todos males toda anarquia em STP está bem identificado e tem um nome, e se chama Patrice Trovoada., ,me surpreende muito como é que MP e SJ desceram as coecas ao Patrice Trovoada que lhe permite fazer de si a lei , o parlamento já era de espera só existe lá espelho ou sombra de Patrice Trovoada
Eugenio Neto nem posso acreditar nisto num pais democrático. com gentes jovens acho de outros níveis que podia mudar pais numa estabilidade social e um progresso de um bem estar pra todos nós

Liberato Mata Moniz ACREDITAR EM NÓS

Caríssimo(a)s Temos assistido nos últimos tempos da nossa Democracia e atendendo a Estado da Nação, a uma luta titânica de pessoas, superiormente colocadas, para tentar destabilizar o pais, desacreditar os políticos e governantes e empobrecer a sociedade.

Mesmo sabendo do pouco que produzimos e da ínfima riqueza que temos para distribuir, continuamos a assistir a uma desajustada distribuição da riqueza e muito pouca capacidade na implementação de uma economia sustentável passível de fazer crescer o país.

Porque todos sairemos prejudicados se transformarmos São Tomé e Príncipe num Estado de desordem e de não consagração de Estado de Direito, venho, apelar a todos os dirigentes, políticos e sociedade civil em geral no sentido de fazermos todo o esforço para salvarmos a nós próprios e ao país em geral.
(...)  Vamos acreditar e ultrapassar os nos desentendimentos por favor
Liberato Moniz – 04 -04-2017

Hospital Ayres Menezes - Imagem Téla Nón 
Liberato Mata Moniz Caríssimo Octávio Bandeira, o Ministério Público bem que podia ouvir muita gente dentro e fora do país por muito que dizem. Todos nós que muito queremos bem do país (cada um a sua maneira) muito temos que dizer. A primeira coisa que diria ao Ministério Público é tão simplesmente que estou cansado de ver um país a não andar por só sabemos dizer mal uns dos outros meu amigo. Indo agora ao que disse e reafirmo, digo que é minha impressão que muita gente não quer que São Tomé e Príncipe seja estável e que os Santomenses possam viver dos seus rendimentos. Vivemos de constantes instabilidades (ver o último caso de confronto entre militares e polícias). Questiono: Porque não são responsabilizados os causadores dessa pouca vergonha para que no futuro não se repita?. Sabes me responder caro amigo? Esse caso como outros do passado não causam instabilidade. Não são os dirigentes que devem se posicionar para que isso não aconteça? Qual a razão de continuamente as pessoas não serem responsabilizadas meu amigo. Uma baraço sempre amigo e que a Paz e a tranquilidade desçam a nossa terra natal. Aquele abraço sempre amigo


Nenhum comentário :