expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 13 de maio de 2017

Papa Francisco, em Fátima , Altar do Mundo! Maná da Igreja e dos Políticos - Em que Salazar tirava partido, mas não acreditava - Hoje, na Cova da Iria: Marketing em força para São Tomé passar a São Francisco - Quatro Chefes de Estado: um europeu, um sul-americano e dois africanos: um anónimo, por precaução; outro santomense, com uma excursão de 80 peregrinos e um Bispo, esperando que a influência prestidigitadora do peregrino Marcelo opere o milagre de converter o islâmico Primeiro-Ministro ao catolicismo para o entronizar nos mistérios mais profundos da nova colónia chinesa

Por Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 

SÃO TOMÉ NO COMBOIO DA LADROAGEM GLOBAL “ São Tomé e Príncipe não podia "perder o comboio" da China – Presidente – Diz o Presidente Evaristo 



(não nos enganámos nos objetivos da farsa da dita peregrinação  de São Tomé a Fátima - pormenores ao fundo deste post)


Completam-se hoje 100 anos, que três criancinhas, que pastavam um rebanho de ovelhas, dizem ter visto, “uma Senhora vestida toda de branco”, mais brilhante que o sol: 

A celebração do  centenário  fenómeno mereceu a visita do Papa Francisco . natural de Buenos Aires (17-12-1936) de seu nome Jorge Mario Bergoglio,  266.º líder  da Igreja Católica –   

está em Fátima  . desde ontem a meio da tarde: Aterrou na Base Aérea de Monte Real às 16:20, onde o “peregrino” e  Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o aguardava, para depois de um percurso, sempre muito aplaudido, presidir às cerimónias  das centenárias  “Aparições em Fátima”, onde  milhares de pessoas o saudaram.

ATÉ O PAIS MAIS PEQUENO E MAIS POBRE DE ÁFRICA PARTICIPA COM UMA EMBAIXADA, NUNCA VISTA: O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, O BISPO DA DIOCESE E 60 SANTOMENSES - Que preferiu ir à inauguração de um salão da Igreja Universal de que participar, nesse mesmo dia, na tradicional


Surpreendente! 80 Peregrinos e um Bispo. Nunca se viu  tamanha excursão, proveniente de um dos países mais pequenos e mais pobres de África, em que o Orçamento Geral do Estado depende em quase 90% da ajuda externa. – Se a moda pega, onde um primeiro-ministro passa a maior tempo em voos pelo estrangeiro, é maná assegurado para as duas companhias aéreas, que fazem ligações com as Ilhas Verdes do Equador - : Naturalmente, que esta excursão de um Grupo de 80 são-tomenses   (argumente-se o que se quiser) não surge por mero acaso, ela foi bem pensada e tem objetivos bem determinados, que se escudam atrás dos complicados mistérios da fé e de outras misteriosas cumplicidades 

São Tomé e Príncipe não podia "perder o comboio" chinês   - Diz o Presidente Evaristo - Para isso foi a Fátima  para branquear um governo corrupto e eternizá-lo no poder.


São Tomé e Príncipe não podia "perder o comboio" da China – Evaristo Carvalho O Presidente são-tomense considerou que São Tomé e Príncipe não podia "perder o comboio" da China, justificando, que já resultou na assinatura de um acordo de cooperação para cinco anos. São Tomé e Príncipe não podia "perder o comboio" da China - RTP -...Nem estes alertas lhes servem de lição: Sequestros, homicídios, extorsão: máfia chinesa ataca em Angola 


Não esquecer,  também, que, na receção de Marcelo Rebelo de Sousa, ao seu homólogo Evaristo Carvalho, em Belém, foi sublinhado pelo Presidente Português  que o estabelecimento de relações diplomáticas entre São Tomé e Príncipe e a China, passou a "ser possível encarar um relacionamento trilateral em domínios importantes da economia e da sociedade de São Tomé e Príncipe".- Pois quem é que é capaz de superar a influência  prestidigitadora  de um Presidente peregrino ou de um Primeiro-ministro ilusionista? Vulgo Empresário misterioso -  


O bispo de São Tomé e Príncipe, que lidera um grupo de 60 peregrinos são-tomenses,  destaca importância mundial de Fátima , que extravasa a dimensão portuguesa.


UM PRESIDENTE QUE  OPTA POR IR À INAUGURAÇÃO DE UM SALÃO DOS GARIMPEIROS DA IGREJA UNIVERSAL - E DESCURA ANTIGAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS


Em S. Tomé - Jornal Transparência
Evaristo com e o Pastor da IURDE 


Uma coisa é o respeito pelo credo de cada um, outra é usar o credo para fins meramente mercantis - Este parece ser o objectivo de um governante que não olha a meios para atingir inconfessáveis  objetivos. 

A igreja católica é o mais antigo credo religioso em S. Tomé e Príncipe, com várias igrejas e ermidas nos principais centros urbanos das duas Ilhas, além das capelas que foram erguidas em grande número das roças.   
No entanto, temos informações de  de que,  a religião islâmica - tida como professada pelo atual Primeiro-ministro Patrice Trovoada - tem vindo a ser  sorrateiramente implantada em toda Ilha. Inicialmente, com  doações de géneros alimentares, depois com ofertas de casas sociais aos mais carenciados e agora até já se fala na construção de uma grande mesquita muçulmana. 

Não tanto pela convicção  mas para agradar às doações dos milionários dos petrodólares árabes, em detrimento dos demais credos religiosos, tanto da igreja católica, como das protestantes, abrindo, porém, uma exceção, à igreja universal do Reino de Deus, conhecida por se transformar numa autêntica fábrica de fazer dinheiro - De tal modo, que, como forma de protesto, nenhuma das confissões, à exceção, da Igreja Universal, marcou presença nas emblemáticas cerimónias de 3 de Fevereiro, que  homenagem as vitimas nos massacre do Batepá, a que nos referimos em  http://www.odisseiasnosmares.com/2017/02/comemoracoes-do-64-aniversario-do.html

UM GOVERNO EM ABSOLUTO CONFRONTO E DESRESPEITO COM OS SENTIMENTOS HISTÓRICOS, SOCIAIS  E RELIGIOSOS  DAS POPULAÇÕES   

O exemplo, mais recente, de que,  para a politica mercenária, todos os meios são legais, ocorreu com a inauguração de um enorme edifício, de dois pisos, da Igreja Universal do Reino de Deus, que contou com a presença do Chefe de Estado, Evaristo Carvalho, que quis  expressar   “a sua grande alegria pela inauguração do templo nacional, tendo aproveitado a oportunidade de reafirmar a sua total disponibilidade em promover a igualdade de tratamento entre as religiões existentes em São Tomé e Príncipe”


Nesse mesmo dia, decorriam as celebrações de Sto. Amaro e Sto. Isidoro e  nenhum dos membros ali compareceu,  ao contrário do que sucedia  em anos anteriores, uma vez o povo santomense ser maioritariamente  seguidor da religião católica. http://www.jornaltransparencia.st/1394.htm



Cardeal Cerejeira e Salazar

FÁTIMA MANÁ DA IGREJA E DOS POLÍTICOS – DOS CRENTES E DESCRENTES; DAS MULTIDÕES ANÓNIMAS, COM OU SEM FÉ  -  Apesar da chuva, são esperados um milhão de pessoas




 newsmuseum.pt

Há dois anos, o reitor do Santuário de Fátima, lamentava-se de que o   Poder político tem vergonha de Fátima, , que o culto de Nossa Senhora de Fátima seja um embaraço para os políticos, que nada fazem para promover o maior fenómeno de turismo religioso do país” Este ano, já veio dizer que, afinal ”.agora  Poder político é menos preconceituoso em relação a Fátima .. “os responsáveis começam a ter a perceção do peso que tem o turismo religioso no conjunto da procura turística portuguesa




 
Obviamente, que, o poder politico (desde o salazarismo ao liberalismo) sempre soube promover-se através da crendice e da especulação dos sentimentos religiosos

É que, tanto a igreja, como os políticos, foram sempre hábeis em tirar partido do fenómeno Fátima:  até mesmo o Vaticano (cujo ícone para  as finanças, dispensaria o da Fátima)já por ali peregrina por quatro vezes, sendo, atualmente, . Portugal, o 27º país visitado pelo Papa  A primeira vez, ocorreu, quando o fenómeno Fática, completava 50 anos – Na tal visita em que  O Papa que tratou Salazar por “sua eternidade”  quando  este se lhe dirigiu com um “Sua Eternidade”.  Devido a uma certa crispação entre o Vaticano e o regime colonial de Salazar: o Vaticano concedia audiências aos líderes africanos dos movimentos de libertação e havia algumas vozes de missionários, em África, solidárias com as suas causas





"O MILAGRE DO SOL" – ONTEM COMO HOJE   -  MANÁ DA IGREJA E DOS POLITICOS 

Papa Francisco, em Fátima , Altar do Mundo! Maná da Igreja! - Em que Salazar tirava partido, mas não acreditava -  Hoje, na Cova da Iria: Quatro Chefes de Estado: um europeu, um sul-americano e dois  africanos: um anónimo, por precaução; o outro é santomense que vai pedir, com uma excursão de 80 peregrinos – mais a cunha do presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa- o mais hábil prestidigitador português e peregrino confesso -  que vá abençoar o regime do islâmico Patrice Trovoada para o eternizar a nova colónia chinesa http://www.fatima.org/port/essentials/facts/pmiracle.asp

Totalmente estupefacta e curiosa, resolvi ir verificar a ocorrência do fenómeno. 
"De maneira que, no seguinte dia 13 de Junho, pelas 16 horas dirigi-me ao arraial junto à Igreja, no Largo da Igreja, e constatei que alguns forasteiros presentes conheciam o fenómeno e ali se dirigiam anualmente para o verificar.http://lifestyle.sapo.pt/astral/espiritualidade/artigos/o-dia-em-que-o-sol-se-tornou-um-milagre

Segundo as descrições da Irmã Lúcia, era "uma Senhora vestida toda de branco, mais brilhante que o sol, espargindo luz mais clara e intensa que um copo de cristal cheio de água cristalina, atravessado pelos raios do sol mais ardente". Seu semblante era de uma inenarrável beleza, nem triste, nem alegre, mas sério, talvez com uma suave expressão de ligeira censura. Como descrever em pormenores seus traços? De que cor os olhos, os cabelos dessa figura celestial? Lúcia nunca o soube dizer ao certo! – In  gaudiumpress.org,. 

SALAZAR E A DESCRENÇA NO FENÓMENO FÁTIMA -

Salazar,  escolhido por Deus e pela irmã Lúcia  para governar o país e conduzir o povo pelos caminhos da paz e da prosperidade. Em 1945, era assim que Lúcia, a vidente de Fátima, se referia ao ditador, numa carta dirigida ao cardeal Cerejeira

Afinal,  nas confissões, de O DIÁRIO DE SALAZAR, coordenado por António Trabulo (pág. 62 e 63)  ele diz "não acreditar em Fátima: com os dados a que tive acesso, não acredito na aparição da Virgem. O Manuel Cerejeira confidenciou-me que tem  mais  dúvidas do que certezas a respeito.” – No entanto, sublinhava: “Haveria  negligência da parte do Governo se lhe não desse a atenção necessária” . “O problema de Fátima engloba questões diferentes. Existem várias Fátima não uma só.

No plano estrito dos factos religiosos da aparição em si mesma, os dados conhecidos são pouco fiáveis. Três criancinhas avistaram na serra alguém ou alguma coisa que as deslumbrou. Identificaram mais tarde a aparição com a Virgem Maria, relatos disponíveis são pobres e encaixam mal uns nos outros”-

O problema de Fátima engloba questões diferentes. Existem várias Fátima não uma só.
No plano estrito dos factos religioso da aparição em si mesma, os dados conhecidos são pouco fiáveis. Três criancinhas avistaram na serra alguém ou alguma coisa que as deslumbrou. Identificaram mais tarde a aparição com a Virgem Maria, relatos disponíveis são pobres e encaixam mal uns nos outros.

Foto extraída da Tv
A Igreja foi acompanhando o desenrolar da situação com as cautelas naturais. Dois dos pequeninos morreram cedo, vitimados  pela pneumónica. Lúcia, a sobrevivente, parece ter apreciado em demasia a notoriedade lhe foi atribuída. Mostrou dificuldades em conter a imaginação e tendência a prolongar o relato original de forma nem sempre coerente. Persuadiram-na a resignar-se numa casa religiosa. Posteriormente fizeram-na freira: Não, com os dados parciais a que tive acesso, não acredito na aparição da Virgem. O Manuel Cerejeira confidenciou-me que tem  mais  dúvidas do que certezas a respeito.

Há, depois, um fenómeno  de massas que se foi volvendo espontaneamente em redor da Cova da Iria. Esse, é um facto que merece toda atenção e que terá seguras ilações económicas e políticas a nível nacional e não só. Haveria  negligência da parte do Governo se lhe não desse a atenção necessária

Fátima pode revelar-se extraordinariamente útil na melhoria do relacionamento com os países católicos. Constituindo um foco local de desenvolvimento e poderá vir a ser fonte de riqueza para o País. Deus sabe da necessidade que temos de desenvolver o nosso incipiente trismo. O Padre Mateo escusa-se a debater este assunto.

Fátima e a Política: "Sua Eternidade" Salazar

Fátima foi durante algumas décadas associada ao regime salazarista, sobretudo por sectores ligados à oposição ao Estado Novo. No entanto, a única deslocação documentada de António de Oliveira Salazar a Fátima ocorreu a 13 de maio de 1967Fátima e a Política: "Sua Eternidade" Salazar | NewsMuseum


 Portugal do século XXI continua a ser país de Fátima, futebol e fado

A visita do papa Francisco a Fátima, acontece menos de um ano depois de a seleção de futebol ter alcançado um inédito título de campeã europeu... celebrado com fado.
Os três “efes” de há 50 anos, quando Paulo VI visitou Portugal durante a ditadura do Estado Novo, modernizaram-se e Fátima apostou no marketing, o fado procurou novos sons e o futebol profissionalizou-se.
“Fátima soube adaptar-se aos tempos através do marketing, o fado evoluiu para novas sonoridades e o futebol profissionalizou-se e tem conseguido conquistas importantes, como o recente título europeu”, argumenta a historiadora Irene Flunser Pimentel, para defender a atualidade dos três ‘efes’, frequentemente referidos como os "pilares" da ditadura do Estado Novo.
A recente vaga de emigração, motivada pela crise que o país tem vivido, é também, segundo a historiadora, uma das razões que tem contribuído para a atualidade da trilogia, uma vez que a religiosidade, o fado e futebol “são fatores que remetem para a saudade de Portugal”.
“Salazar não era adepto de fado, nem de futebol, mas não há dúvida de que o regime utilizou, e bem, figuras como a Amália Rodrigues e o Eusébio”, afirma a historiadora em entrevista à agência Lusa, lembrando que o homem que liderou Portugal entre 1933 e 1968, manteve com a Igreja “uma relação cordial, mas nunca de grande proximidade”. http://desporto.sapo.pt/futebol/primeira_liga/artigo/2017/04/23/portugal-do-seculo-xxi-continua-a-ser-pais-de-fatima-futebol-e-fado
 (atualização) QUEREM O PAPA EM S. TOMÉ PARA BRANQUEAR AS POLITICAS LIBERAIS DE PATRICE E DAS SUAS CUMPLICIDADES - Aí está o que subentende a noticia 

O Papa Francisco que por ora, ainda não conheceu às ilhas verdes do equador, aproveitou a sua dois dos três pastorinhos São Tomé e Príncipe com o Papa Francisco em peregrinação por Fátima o poder de Patrice e as suas cumplicidades ara canonizar Francisco e Jacinta, Fátima”São Tomé e Príncipe com o Papa Francisco em Fátima |

Nenhum comentário :