expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 13 de julho de 2017

42º Aniversário de São Tomé e Príncipe – "vive da generosidade internacional" – Presidente Evaristo Carvalho pôs o dedo na ferida que ele ajudou abrir mas agora reconhece que o pais, o mais pequeno e o mais pobre de África, precisa de cura imediata e de cicatrizar as chagas de que tem enfermado - Com quase idênticos recursos petrolíferos aos da vizinha Guiné Equatorial, mas muito longe do seu progresso e desenvolvimento social, económico e politico, atualmente o terceiro maior produtor de petróleo na África sub – Sahariana e com os índices da mais alta classificação da riqueza de qualquer país da África - Nós testemunhámos esse facto incontestável


  Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação  e análise

Além de breve referência neste post - pois trago comigo muitas emoçoes e muito para contar - poderá ver ainda as duas  postagens que editei em Bata  

EVARISTO CARVALHO - FINALMENTE PÔS O DEDO NA FERIDA  -MAS OXALÁ NÃO FOSSE APENAS PARA BOTAR FIGURA E ENCENAR POLÍTICA  - Em todo o caso são de saudar as suas palavras 

Decorreram ontem, quarta-feira, com pompa mas sem grandes rasgos de alegria ou de entusiasmo, as cerimónias comemorativas da  histórica data do 12 de Julho de 1975, sobre  a proclamação da independência de S. Tomé e Príncipe - Com ausência do Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, há uma semana fora do país, que, na senda habitual das suas misteriosas e constantes digressões pelo estrangeiro, preferiu optar  por se associar ao banquete de um casamento  familiar de que comungar  com o Povo Santomense a celebração de tão importante efeméride nacional, admitindo-se que só regresse ao país no próximo dia 21




Finalmente, temos o Presidente Evaristo Carvalho, embora dando  uma na cravo e outra na ferradura,  desassombradamente a dizer no seu discurso da cerimónia solene, dos 42 anos da independência de S. Tomé e Príncipe. que, este ano,  tiveram como palco a cidade da Trindade, capital do Distrito de Mé Zóchi, sim,  afirmando  que o seu país vive "dependente da generosidade internacional" e a economia "continua desequilibrada e persistente" na sua relação de dependência com o exterior.

"As nossas despesas de investimento são financiadas em mais de 90% com recursos externos, o que limita às autoridades a possibilidade de execução de uma política genuína de desenvolvimento sustentado", disse, no discurso das comemorações do 42.º aniversário da independência do país, que hoje se assinala.

"A nossa economia continua desequilibrada e persistente na sua relação de dependência com o exterior", acrescentou o chefe de Estado.Durante mais de 15 minutos de discurso, Evaristo Carvalho sublinhou o "desacerto na execução de políticas adequadas", enfatizando que o "pouco aproveitamento das oportunidades conseguidas ao longo dos anos" está na origem da atual situação de pobreza do país. 

No entanto, lembrou o poder político que a edificação e a consolidação do estado de direito democrático no arquipélago ainda "não é uma obra acabada". São Tomé e Príncipe vive da generosidade .

Semana Ilustrada -  1974


Contrariamente ao que tem sucedido  em celebrações anteriores, que têm decorrido na emblemática Praça da Independência, situada no coração da capital, que, no tempo colonial, se chamava de "Praça de Portugal"onde foi passado o testemunho à constituição da República Democrática de S. Tomé e Principie  e subiu pela primeira vez a Bandeira Nacional da então jovem Nação, uma vez mais, um governo calculista e manipulador faz tábua rasa  da força simbólica desse local, não propriamente com o intuito de beneficiar a descentralização do pais,mas de, em tempo de campanha eleitoral das autárquicas, promover as suas hostes políticas  - Tendo escolhido  a cidade da Trindade,  Distrito de Mé Zóchi 

A presidente da câmara local, Isabel Domingos, apelou à população para valorizar as portas que a independência abriu e "as conquistas alcançadas a vários níveis no desenvolvimento político, económico e social do país", mesmo que elas ainda estejam "longe do ideal do desenvolvimento humano exigido".

HÁ DOIS ANOS - NA PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA - PALAVRAS DO ENTÃO PRESIDENTE MANUEL PINTO DA COSTA


“O nosso maior sucesso foi termos adquirido uma identidade, podermos ter as nossas próprias opções e até cometer os nossos próprios erros”…
É na nossa identidade, que começámos a reconstruir nas quatro décadas que levamos de independência que reside a chave para o sucesso de São Tomé e Príncipe, recusando a nacionalização do pessimismo, da crítica destrutiva, do desânimo, da inércia e do isolamento insular que nos empurra constantemente para nós próprios.



ENCONTRAVA-ME NA GUINÉ EQUATORIAL - DUPLAMENTE FELIZ E  TÃO PRÓXIMO DE OUTRAS  MARAVILHOSAS ILHAS 

Em Malabo
Em Bata 
Embora de novo já longe daqueles outros belos horizontes equatoriais  - se bem então muito perto e quase na véspera do 12 de Julho, um pouco mais a Norte, no mesmo Golfo da Guiné, após alguns dias  em Malabo e em Bata, belas e prósperas cidades de um país que agora me encantou e me recebeu como um dos seus ilustres filhos,   revivendo o dia em que ali chegava 38 dias depois de sofrimentos e angustias inarráveis numa frágil piroga, sim, na qualidade de um miserável náufrago, depois preso e humilhado no mais hediondo dos cárceres de África mas felizmente libertado graças à generosidade e humanidade do então jovem Teodoro Obiang Nguema Mbasogo – (atual Presidente da Guiné Equatorial), contrariando as ordens do todo poderoso e sanguinário Francisco Macías Nguema –

Naturalmente que, a par de uma profunda e emocionante  introspeção  memorial e espiritual, dificilmente poderia deixar de me lembrar daquela linda, luxuriante e da pequena ilha que havia deixado em meados de Outubro de 1975, poucos meses após a sua independência, com a sua irmã Ilha do Príncipe, tanto mais, sabendo que o pais ia comemorar o seu 42º aniversário, justamente os mesmos anos em que aportara numa frágil piroga a uma remota e alcantinada praia de Bococo  - Num pais, hospitaleiro, desenvolvido e acolhedor, onde me senti feliz e tranquilo, tão diferente da extrema pobreza e do ambiente de terror e opressivo, que naqueles distantes anos, subjugavam e tiranizavam a sua população - Bom, mas estas emoções, que tantas são, terão o seu espaço adequado neste site.

Embaixador da CPLP - 




Contrariamente  ao que propalam os principais agentes e seus lacaios da cobiça do património da Guiné Equatorial, desejando dar-lhe o mesmo destino que fizeram à Líbia e ao Iraque, derrubando ou destituindo governos liderados por nacionalistas e colocando os seus fantoches,  sim, quem visitar, por exemplo. Malabo ou Bata, na Guiné Equatorial e conheça a demais realidade africana, a sensação que tem é que se depara com cidades, que, tanto a nível da beleza e modernidade da sua arquitetura, edifícios, amplas avenidas e ruas, asseio e salubridade,  como nas excelentes condições dos seus bairros sociais, no sentimento de   tranquilidade, de paz, de liberdade e de hospitalidade,  dificilmente encontra  tais imagens e tal ambiente de prosperidade e de beleza noutras paragens.



Guiné Equatorial está entre os cinco maiores produtores de petróleo da África sub-saariana e tem uma população de cerca de 1 milhão de pessoas. De acordo com o Relatório de 2015 sobre o Desenvolvimento Humano das Nações Unidas, o país tinha um PIB per capita de US $ 21.056 em 2014, a mais alta classificação da riqueza de qualquer país da África

É BOM NÃO ESQUECER A RAZÃO PELA QUAL PERSEGUEM OBIANG E A SUA FAMÍLIA

  - Mark Thatcher declara-se culpado de financiar golpe falhado na Guiné-Equatorial
Sir Mark Thatcher deu-se como culpado perante o Supremo Tribunal da Cidade do Cabo em troca do pagamento de uma multa e uma pena suspensa de prisão.
Thatcher vai pagar uma multa de 3 milhões de rands (cerca de 385.000 euros) num acordo que lhe permite deixar a África do Sul para que se junte à sua família nos Estados Unidos.
Caso não pague a multa, Mark Thatcher arrisca-se a cumprir uma pena de prisão de cinco anos. https://www.rtp.pt/noticias/mundo/mark-thatcher-declara-se-culpado-de-financiar-golpe-falhado-na-guine-equatorial_n104797


NÃO BASTAM  AS  PALAVRAS DA PROPAGANDA GOVERNAMENTAL SANTOMENSE - É PRECISO PASSAR DO PAPEL À PRÁTICA,  -- PORTUGAL E A UNIÃO  EUROPEIA NO TOPO DOS PROGRAMAS DE COOPERAÇÃO

Atente-se nesta notícia  - 27/09/2015 - “São Tomé e Príncipe está classificado como um país de alto risco de stress da dívida pública e o atraso dos pagamentos estatais constitui um grave problema para o governo do primeiro-ministro Patrice Trovoada que não esconde a sua preocupação” – São Tomé e Príncipe recebe 19 milhões de euros do Banco Mundial e ...

E qual a razão por que  existe  essa desconfiança? – Naturalmente por razões de ordem política. Quem empresta, não o empresa à toa e faz as suas avaliações – Do que se prometeu fazer e não se fez –

reacções de colonos aos meus artigos
S. Tomé e Príncipe, conquistou a sua independência,  há  42 anos, sem dúvida, um facto histórico de inegável relevância, pois não há dinheiro algum que pague a liberdade – sobretudo, se ela for bem aproveitada  - todavia, economicamente, continua a  depender, essencialmente, da ajuda externa – Portugal, o antigo pais colonizador, tem liderado até hoje os mais avultados contributos em programas de cooperação, com sucessivas linhas de crédito e até de substanciais perdões da sua divida pública 02/09/2016 Novo programa de cooperação Portugal-São Tomé envolve 57,5 ...

Às Ilhas do Golfo da Guiné, nos pioneiros tempos das descobertas, houve quem lhes chamasse, de Ilhas Afortunadas, tanto pela sua beleza, como pela sua riqueza natural: Sem dúvida, fortuna oferecida por uma generosa Mãe-natureza -  

O que lhe tem faltado, sobretudo a S. Tomé e Príncipe (porque as outras ilhas, ex-Fernando Pó - Bioko -  e Ano Bom- ,  igualmente descobertas dos portugueses,  fazendo parte do país mais rico  e  próspero de África (Guiné Equatorial), sim, em boa verdade,  do que mais carecem as maravilhosas Ilhas Verdes do Equador, é que sejam verdadeiramente livres e independentes e bem administradas; que o mesmo é dizer, libertas de governantes. manifestamente sanguessugas, oportunistas, opressores  e corruptos. 

S. Tomé e Príncipe, tem já  muitos quadros jovens desejosos de se afirmarem no mercado de trabalho ou no empreendedorismo mas os milhões que vêm do estrangeiro, servem os interesses de  outros destinatários, ou seja, dos chamados  empresários-políticos que se movimentam nos gabinetes e corredores do poder ou são eles mesmo o poder e fazem da causa pública, a sua grande coutada .  - Quando é que o Povo Acorda ou mesmo até do seio dos partidos, é varrida e desparasitada essa descarada corja?   

PORTUGAL, BRASIL E A UNIÃO EUROPEIA NO TOPO DOS PAÍSES COOPERANTES 30/05/2017  São Tomé é um destino da cooperação portuguesa -23/03/2017 -  Observador Cooperação entre Brasil e São Tomé e Príncipe leva comunicação e

2016-11-18 “Unidos pela vontade, mas também pelo imperativo de cooperar. É assim que vivem há quase 30 anos Portugal e São Tomé e Príncipe em matéria de Defesa. E assim hão de continuar fazendo fé nos públicos e notórios sinais de bom relacionamento entre Azeredo Lopes e o seu homólogo santomense, Arlindo Ramos, durante a visita que o ministro português realizou esta quarta e quinta-feira ao arquipélago no centro do Golfo da Guiné. O que andam a fazer os militares portugueses em São Tomé? ..Portugal perdoa a São Tomé dívida de 22 milhões de euros > TVI24 - 15/07/2008 O que andam a fazer os militares portugueses em São Tomé? 18/11/2016  São Tomé é um destino da cooperação portuguesa - Observador30/05/2017Escola Portuguesa de São Tomé e Príncipe - Embaixada de Portugal ... 12/10/2015 

E, AFINAL, PARA ONDE TEM IDO TANTA MASSA?  - É para o Estado fazer investimento diretos  às populações? – Nada disso: para  a cobertura de altas luvas e financiar empresas privadas que andam por aqui a mamar à custa dos dinheiros públicos – Pois, no  fundo, a maioria das empresas, que vêm para África, é mais na mira de neocolonizarem  e de se aproveitarem  de esquemas, ao invés de promoverem a riqueza e o emprego duradouro e consistente 

Enquanto, Cabo verde ocupa o  segundo país africano menos corrupto do continente africano, já o mesmo não sucede com S. Tomé e Príncipe e outros países do mesmo continente: Referem estatísticas, que, São Tomé e Príncipe partilha com Brasil o 72º lugar entre 177 países no Índice de Perceção de Corrupção de  05 dezembro 2013 - Deodato Capela, Presidente da CIPSTP (Centro de Integridade Pública de São Tomé e Príncipe), entidade representante do país na rede global anticorrupção (Trasparency International), não manifestou surpreso com a posição do país “O nosso país nada fez para melhorar a sua imagem, salientamos que houve algumas medidas, para fazer inglês ver, mas que em nada mudou para transparecer, a estagnação é uma realidade . Qual é a actual percepção da corrupção em São Tomé e Príncipe...São Tomé e Príncipe. Oposição quer Interpol a investigar corrupção e ...20/12/2016

UM GOVERNO QUE VIVE DA PROPAGANDA DEMAGÓGICA INTERNA E EXTERNA  - Dizem os buzinadores de Patrice Trovoada que “Em um momento no qual algumas das maiores economias de Língua Portuguesa enfrentam cenários de crise, o pequeno arquipélago de São Tomé e Príncipe passa por um acelerado desenvolvimento. Nos últimos anos, a economia santomense viu um forte crescimento do PIB e do consumo, assim como uma rápida descida da inflação. Atualmente, o país recebe cada vez maior atenção de grandes investidores internacionais e é uma grande aposta para se tornar um dos maiores destinos de turismo ecológico do continente africano. Leia mais: http://www.mercadoseestrategias.com/news/sao-tome-e-principe-a-situacao-economica-atual/ ..  Pobreza e falta de proteção social afeta 70% das crianças de São Tomé12/05/2016 

E para onde vai a massa? - Todavia, a população continua na miséria e apertar duramente o cinto - Enquanto o seu PM, Patrice Trovoada, uma vez mais volta as costas à Governação do país, numa comemoração tão crucial, opta por se ir banquetear no casamento do filho – A cerimónia tinha mesmo de ser dia 14 e nao podia ser adiada?  - Isto, porque, na ótica egoísta do misterioso empresário, primeiro está o seu umbigo e a sua família, o Povo que se lixe. - Pois há  sempre uns trocados para comprar votos e banhadas públicas


06/08/2016 -PÚBLICO - "Amanhã, 7 de Agosto, Evaristo Carvalho deverá ser eleito Presidente da República de São Tomé e Príncipe. É a consolidação de uma mudança de ciclo, facto da maior relevância a que as autoridades portuguesas deverão dar o melhor acolhimento e destaque. Evaristo Carvalho não é novato nestas andanças, mas um dos mais experientes políticos são-tomenses. Começou com Miguel Trovoada, um dos dois grandes nomes históricos da política do país. E seguiu longa e dedicada carreira: deputado, ministro, duas vezes primeiro-ministro, Presidente da Assembleia Nacional. São Tomé e Príncipe: mudança e estabilidade | Público 

JOSÉ RIBEIRO E CASTRO 10/10/2014 - 03:25 É importante que as eleições sejam um virar de página, gerando uma maioria estável e duradoura e um novo clima de relação entre as principais forças e actores políticos.São Tomé, à porta do futuro - PÚBLICO

Amuleto histórico
EVARISTO CARVALHO - MEU ANTIGO CAMARADA NA BRIGADA DE FOMENTO AGRO -PECUÁRIA  - QUE DIFICILMENTE LOGRARÁ  DESCALÇAR A PEDRA DO SAPATO - ELEITO SOB FORTE DESCONFIANÇA POLÍTICA  EM CONTROVERSO ATO ELEITORAL -  Eis algumas passagens do que disse na altura em que foi proclamado vencedor pelo Tribunal Constitucional liderado pelo polémico Juiz-Conselheiro José Bandeira

Recordo o agradável passeio que me proporcionou, numa bela tarde de domingo,  no seu carro até à Lagoa azul e do amistoso diálogo que travámos - Hoje gostaria de o felicitar, pois nada me move contra ele, pelo contrário, continuo a ter por ele uma grande estima e admiração - Claro que me sinto triste por não o poder fazer em consciência. E não lhe dou os meus parabéns  - porque, certamente, também ele compreenderá  estar a ser  a personagem principal numa peça teatral em que ele hoje já mil vezes se terá arrependido - Em todo o caso, desejo-lhe boa saúde, sorte e um grande ânimo para suportar tão pesado fardo, com o mínimo de serenidade, de equidistância partidária e dignidade.

Mais um Marco na Sua Vida 
Tenho-o como amigo pessoal  - Há, entre nós, laços  de amizade e de camaradagem, que nos ligam desde os distantes tempos, em que ambos trabalhávamos na Brigada de Fomento Agropecuário: ele, como Chefe de Secretaria, eu como modesto técnico agrícola. Mesmo assim, ele sempre foi humilde, pacato e cordial, igual a si próprio, relacionando-se com todos, da mesma maneira respeitosa, simpática, cordata a e comunicativa – Obviamente, que ao, ver um antigo companheiro de trabalho, a guindar-se a tão elevado cargo da Nação, tal como disse, noutro post, quando se anunciara que ele tinha vencido por maioria absoluta o 1º escrutínio,  dar-me-ia satisfação e orgulho. Mas agora não posso dizer isso, senão ter pena dele e lamentar a trapalhada em que se meteu

EVARISTO CARVALHO, O PRESIDENTE QUE VAI SENTAR-SE NUMA ANTIGA CADEIRA DE VULCÃO, QUE DEPOIS DE UMA LETARGIA DE MILÉNIOS, PODERÁ ENTRAR EM EBULIÇÃO

Tal como era de esperar,  Evaristo Carvalho, único candidato na 2ª volta, apoiado pelo partido governamental,   tendo em conta como, a máquina fraudulenta, conduziria o processo eleitoral, foi hoje eleito Presidente da República de Patrice Trovoada e da Acção Democrática Independente - Nem vale a pena saber porque margem, pois tais estatísticas, não oferecem a menor credibilidade, visto as outras candidaturas terem retirado os seus delegados -Alguns terão sido pressionados e seduzidos pelo bónus monetário, que lhes era proporcionado, fosse como fosse, bastaria forma como pressionou a opinião pública, através a Rádio e da Televisão ao longo do dia  (ao contrário do que a lei defende, que 

O antigo funcionário, no período colonial, que, atendendo a um perfil do funcionário zeloso, eficiente mas subserviente, mais cinzento de que interveniente, mais dado a serenar que a conflituar,   embora ambicioso mas sem o mostrar, por certo longe estaria de imaginar em que grossa alhada se foi meter, quando, em Março, me confidenciou, que, o seu amigo, Patrice Trovoada, o queria indicar para mais uma vez se candidatar à Presidência da República - Embora no interior do Partido não tivesse colhida unanimidade geral - Falámos demoradamente sobre o assunto; dei-lhe as minhas sugestões, que ficaram entre velhos companheiros e amigos; algumas delas, parece tê-las seguido quando se associou à festa de S. Pedro e S. Paulo, no Pantufo - Mas isso, não vem pró caso.

O nativo de Santana, distrito de Cantagalo, que, por duas vezes, foi chamado para tapar buracos, num certo vazio governamental (
Julho a Outubro de 1994 e de Setembro de 2001 a Março de 2002),  desempenhando  as funções de Primeiro-Ministro), pelos vistos, mais uma vez vai ter a seu cargo essa difícil missão: a da transitoriedade .Pois dificilmente poderá ter outra, até que seja retomada a legalidade democrática, dada a forma insólita e contestada, como logrou sair vencedor



"Ninguém pode, sob qualquer pretexto (...) dentro da assembleia de voto e fora dela até à distância de 500 metros, ninguém pode revelar em que candidatura votou ou vai votar"  - Mas isso aconteceu e com divulgação notória e pública, através dos repórteres da Rádio e da TV, enviados pelo Governo para fazer a cobertura do escrutínio por todo o país,  desde a capital às mais recônditas mesas de voto, 


 "Todas as estações de rádio e de televisão, públicas e privadas, são obrigadas a dar tratamento equitativo às diversas candidaturas, sendo proibida a promoção de quaisquer candidaturas em detrimento das outras" - Esse procedimento, mais uma vez foi desrespeitado, tal como durante as duas semanas da 1ª volta e no dia do escrutínio, em que os órgãos de comunicação social, foram escandalosamente usados em favor do candidato Governamental.

Agora, o facto de haver um único candidato a concorrer, até deveria ser a  maneira  de haver  maior contenção e humildade para que tudo decorresse num clima de alguma descrição e normalidade - Com tanta reportagem e de forma tão descarada a pressionar o eleitorado para votar, obviamente que, um tal procedimento, só poderia ser tomado como grosseira manipulação e instrumentalização dos órgãos de comunicação social  do Estado, que deviam ser mais isentos e objectivos e não servir de acérrimos instrumentos ou papagaios das politicas Governamentais, nomeadamente no dia do escrutínio  




ARSENAL MEDIÁTICO DE NORTE A SUL

Patrice Trovoada,  enviou para  o terreno, na manhã e tarde do escrutínio eleitoral,  todos os meios da Rádio e da Televisão, com repórteres  a fazer reportagens junto das  mesas por todo o país, com entrevistas aos eleitores e aos Presidentes das Mesas das Assembleias, à margem da lei, sob pretexto do escrutínio decorrer com normalidade, apelando à ida às urnas para  dar expressão e legalidade em  voto maciço em Evaristo Carvalho, candidato  da  confiança do Governamental – Ao mesmo tempo, que,  na toada do mesmo apelo, faz politica, dirigindo farpas à oposição

Por seu turno, o candidato Governamental, não se limitou apelar ao voto ou a declarações, meramente formais, faz campanha pessoal, infringindo igualmente a lei, tendo declarado: que "serei hoje eleito Presidente da República com uma larga maioria de votos” apesar da tentativa de “boicote” perpetrada por algumas candidaturas adversárias.

Evaristo Carvalho fez esta declaração, momentos depois de votar  na assembleia de voto no distrito de Agua-Grande, onde, aproveitou para lançar acusações a Manuel Pinto da Costa que desistiu e a da Maria das Neves que perdeu da 1ª volta , por segundo disse - tentarem boicotar a segunda volta e de forjarem uma expressiva abstenção.
IMPRENSA NEOCOLONIALISTA AO ATAQUE - Mais artigalhada da imprensa neocolonial, através dos seus pontas de lança para sacarem as riquezas naturais das populações africanas: - Diz . - Presidente de São Tomé e Príncipe boicota segunda volta eleitoral - Manuel Pinto da Costa, que foi ultrapassado pelo anterior chefe do Executivo com 49,8% dos votos contra 24,8%, alegou terem sido cometidas fraudes na primeira volta das eleições presidenciais – Não se disse é que, na 1ª volta houve dois candidatos e que a soma dos votos era superior à do candidato de Patrice Trovoada Presidente de São Tomé e Príncipe boicota segunda volta eleitoral

GRAVEI VÁRIOS APONTAMENTOS DA RÁDIO NACIONAL - CONSTATANDO  QUE NEM NO TEMPO COLONIAL , SE VERIFICOU TÃO DESCARADA PROPAGANDA - ( FICAM NESTE POST APENAS ALGUNS EXCERTOS EM VIDEO - Com imagens das Campanhas de Maria das Neves e de M. Pinto da Costa - Mas há apontamentos ainda mais descarados que registei de tarde.


ECOS DA INTRANQUILIDADE  - DE CIDADÃOS SANTOMENSES  - EXTRAÍDOS DO FACEBOOK

Danilo Salvaterra   -VENCEDOR PREMEDITADO OU MERITÓRIO VENCEDOR

É desonestidade intelectual dizer que não houve fraude ou vícios nos resultados, quando dias antes das eleições já um site com supostos dados de Água Grande e Me ZOCHI anunciavam um candidato vencedor.
Mas o que fizeram os não ganhadores para que a verdade fosse reposta, repetindo os actos eleitorais ? Nada rigorosamente nada a luz das normas.
Nem foram capazes de recorrerem ao colectivo de juízes solicitando à anulação do indeferimento da impugnação de um juiz suspeito.
Há dois homens sobre suspeita de falta de imparcialidade e coniventes.


Patrice Trovoada e a sua mulher, têm fortuna acumulada no Texas e Houston, com empresas multinacionais, com tentáculos espalhados a S. Tomé e a várias partes do Mundo, como referimos em postagem anterior  – Alguma vez, gente desta estirpe, está  no poder, que não seja para acumular património e enriquecer ainda mais? 
.


- Compreendem-se facilmente  as razões: é que, enquanto a esmagadora maioria da população vive no limiar da pobreza - com ordenados mínimos 45 euros e pensões de 20 euros mensais - os empresários-políticos, mesmo quando as suas empresas são declaradas insolventes, nunca ficam enrascados:  para o mercenário há sempre um Estado à mão de semear. 08/03/2015  São Tomé e Príncipe está parado apesar da riqueza petrolífera - Sapo

O CAIXEIRO VIAJANTE  "Eu continuo a viajar. E sabe. Eu fiz as contas (…) custaram uma ninharia. Uma ninharia. As viagens do Patrice Trovoada, Primeiro-Ministro, custaram ao Estado em média cada viagem qualquer coisa como seis mil euros"

PATRICE TROVOADA NÃO PARA DE VIAJAR  Em 2015, apenas esteve no país 75 dias, desbaratando dinheiros públicos  custaram 1 milhão e 800 mil euros Patrice só cá esteve 75 dias em 2015- Viagens custaram 1 milhão e   Gastos que tanto jeito dariam a alguns milhares de famílias 

Patrice Trovoada  com a plateia vazia
Os contornos da sua atividade empresarial, não  constam no livro da sua biografia oficial, nem nas entrevistas, que concede  ou em artigos dos jornais. e, todavia, a empresa foi fundada há mais de 20 anos, como poderá ver mais adiante. Empresário misterioso chega ao poder em São Tomé

UM DOS PROTAGONISTAS, TIDO COMO UM DOS ALIADOS DE PATRICE -  APANHOU 21 MESES DE CANA POR DESENTENDIMENTOS CONJUGAIS


Há um ditado em São Tomé, que diz - referido num artigo a respeito destas tão famosas concessões : "Para ficar rico, tudo o que você precisa fazer é ser ministro por 24 horas". - Pelos vistos, assim tem acontecido: Muito se escreveu sobre os escandalosos contratos das concessões  - Mas, ao que parece, com o tempo tudo se esquece e  já não faz mossa aos principais protagonistas das tais  falcatruas, que se encheram de milhões  os bolsos corruptos.

24/08/2015 .      Sr. Cherwayko, um canadense de origem ucraniana, que fez sua fortuna nos negócios do petróleo Africano, em cumplicidade com políticos santomenses (Patrice Trovoada, um dos citados) foi ano passado condenado a uma pena de 21 meses de pena efetiva por se ter recusado a pagar 5 milhões de indemnização à  ex-esposa,   .Maya Cherwayko, ex-misse nigeriana, com a quem casou, em 2005, -   Oil trader Wade Cherwayko jailed for 21 months for not paying ex-wife ... - 



 AS CHORUDAS NEGOCIATAS DAS RUINOSAS CONCESSÕES  DO PETRÓLEO - DO QUAL AINDA NÃO JORROU UMA GOTA - SENÃO OS MILHÕES QUE ENTRARAM NAS CONTAS BANCÁRIAS DOS POLÍTICOS CORRUPTOS  

QUANDO É QUE TOCA A VEZ A PATRICIE  TROVOADA RESPONDER PELAS ACUSAÇÕES QUE LHE TÊM SIDO FEITAS?   - DIFICILMENTE O DEVERÁ SER ENQUANTO A JUSTIÇA CORRUPTA PROTEGER OS CORRUPTOS  ESTIVER DE MÃOS DADAS COM OS CORRUPTORES  -  Mas é suposto que seja o Povo a correr com ele; não acredito que acabe a legislatura. E o melhor caminho que tem a seguir é o de se dedicar a tempo inteiro aos seus misteriosos negócios - Pois,  mas ele como é um vaidoso incorrigível, quer fama e fortuna.  

"Patrice Trovoada, o consultor de petróleo presidencial, exigiu uma percentagem mais elevada para Equator Exploration, a companhia de seu amigo negócios Chcrwayko, ln resposta, o presidente Menezes demitiu Trovoada de seu cargo, alegando que ele havia abusado de sua função para fazer negócios privados Além disso, Menezes foi forçado a demitir Meira Rita, em seguida, o chefe do gabinete presidencial, do Conselho Nacional de Petróleo e do JMC. A nomeação de Menezes de Rita na TBE dois corpos era uma clara violação da Lei de Gestão das Receitas Petrolíferas LHE, porque, como ERHC acionista que tinha interesses conflituantes

Patrice Trovoada, the presidential oil adviser, demanded a higher percentage for Equator Exploration, the company of his business friend Chcrwayko, ln response, President Menezes dismissed Trovoada from his post on the grounds that he had abused his function to do private business Besides, ERHC ...Extractive Economies and Conflicts in the Global South: ... Dr Kenneth Omeje - 2013 - ‎Political Scien  ..Energy Inc. (ERHE): Reason Wade Cherwayko and SEO are 

Nenhum comentário :