expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Manuel Vicente, em S. Tomé a fazer o que? - Num encontro privado com Patrice Trovoada, que traiu acordos com Angola, a figura mais impopular e detestada, de um Governante, que tem ascendido unicamente à custa da corrupção e da fraude, num dos países mais pobres de África - O histórico líder angolano, José Eduardo dos Santos, com o estado de saúde fragilizado, parece capitular e deixar-se devorar pelos maiores lobos do regime

Jorge Trabulo marques - Jornalista - Informação e análise 





Com Angola, em plena campaha eleitoral das presidenciais, que leva um alto quadro do MPLA, como é o caso de Vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, à simulação de grandes abraços e apertos de mão, com um  declarado apoiante da UNITA, nascido no Gabão,  filho do santomense Miguel Trovoada?... Negócios! Negócios!... Fala-se de que ambos  são possuidores de negócios nas Ilhas Maurícias e Djibouti – E também se comenta que ambos terão estratégias empresariais comuns em S. Tomé, já consumadas ou a consumar, além do que de desconhece noutras paragens


 
Para empresários, sem escrúpulos,  o que conta são os milhões dos cifrões e não as ideologias. Estas servem unicamente para mascarar a sua farsa – E, em boa verdade, quer um, quer o outro, são hábeis simuladores, pelo que não deverá ser difícil entenderem-se:


ÁFRICA NÃO VAI LONGE COM EMPRESÁRIOS POLÍTICOS CORRUPTOS - QUE SE PORTAM PIOR QUE OS ANTIGOS COLONIZADORES 

 Referem as últimas noticias, que “o chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, entregou  ao vice-Presidente da República Popular de Angola, Manuel Vicente, a coordenação do grupo de trabalho para a execução da estratégia para a diversificação e aumento das exportações, que integra ainda oito ministros. 

A decisão consta de um despacho assinado por José Eduardo dos Santos, ao qual a Lusa teve hoje acesso, e que refere que o grupo de trabalho é ainda "apoiado por um grupo dinamizador" do processo, coordenado pelo ministro das Finanças e com a participação das "seis instituições bancárias eleitas para realizar as operações cambiais de exportações".

Angola vive desde finais de 2014 uma profunda crise financeira e económica, com consequências também cambiais, devido à quebra nas receitas com a exportação de petróleo, tendo lançado, há mais de um ano, uma estratégia para aumentar a produção nacional, através da agricultura e da indústria, diversificando as exportações e reduzindo as importações.

O grupo de trabalho liderado pelo vice-Presidente angolano foi criado por despacho presidencial de 11 de Julho, a pouco mais de um mês das eleições gerais em Angola, às quais não concorre José Eduardo dos Santos, enquanto Manuel Vicente integra apenas a lista do MPLA, partido no poder desde 1975, para deputado. - Excerto de José Eduardo dos Santos entrega "gestão" das exportações .

MANUEL VICENTE E PATRICE TROVOADA - UNIDOS NAS MESMAS CUMPLICIDADES PRIVADAS 



Manuel Vicente, indiciado pelo Ministério Público, português por  corrupção activa, no âmbito da chamada "Operação Fizz", de novo a dar palmadinhas nas costas, a outro politico, que a justiça santomense, já quis meter atrás das grandes, mas não o logrou fazer: em boa parte, graças  às altas pressões dos cordelinhos  vicentinos., que,  em 2014,  tiveram o seu expoente: surgindo como muleta de Patrice Trovoada, conferindo-lhe apoio e  visibilidade, no  desvio da escala do seu regresso a S. Tomé Príncipe, que fez por Luanda, após o seu afastamento  por via  processos judiciais, acolitado por deputados mercenários portugueses, sim, para que a justiça santomense  se acobardasse, ante o gigantismo de um alto dirigente politico angolano, já que bastos motivos pareciam existir para  que prestasse contas das suas altas prevaricações e facatruas, enquanto Primeiro-ministro, num Governo, que a oposição, com justificados argumentos,  havia derrubado.


Pois, ei-los, de novo solidários, dois predadores, em encontros palacianos privados, agora em S. Tomé, em período de pré-campanha das autárquicas (pois a guita para compra de votos, embora o grosso possa ter outros bolsos, nunca é demais nestas jogadas) e, então, sobretudo,  numa altura em que, em S. Tomé, a oposição volta a esgrimir gravíssimas acusações da sua desastrosa e corrupta desgovernação, sim, além de que – consta-se -  Patrice Trovoada, poderá estar a conhecer alguns incómodos ou com as suas contas bancárias, em Portugal,  ou mesmo    até com a justiça ou instâncias internacionais, debaixo do olho – E, como é compreensível, os jogos das  cumplicidades e amizades barricadas, com  abraços e apertos de mãos, sempre sairão mais reforçadas  - E deverá ser certamente a razão do inesperado encontro relâmpago, que esta manhã, teve lugar na capital santomense, entre Patrice Trovoada e Manuel Vicente, que ali se deslocou, no seu jato pessoal.

Por outro lado, entre Patrice e Manuel Vicente, surgem as cumplicidades do tão polémico empréstimo de 30 milhões de dólares, junto da  empresa  China International Fund Limited , à qual está associado o magnata chinês parceiro da Sonangol International Holdings Limited", detido em processo  de corrupção, em Outubro de 2015 -  Empréstimo esse conferido, sob o alegado pretexto para construção de  uma cidade administrativa na ilha de São Tomé, alojamentos para funcionários públicos e a juventude:  - até hoje, nem a cor do dinheiro bem ponta de obra alguma   O documento refere, que, o avultado montante,  foi depositado na  Caixa Geral de Depósitos em Portugal – Só que o número do deposito é falso, os dígitos iniciais não correspondem às contas bancárias nesta instituição  - 

 O  número indicado no documento, sobre o alegado empréstimo, a depositar na Caixa Geral de Depósitos, não corresponde aos dígitos iniciais da CGD, que geralmente começam por 0, além da referida conta não estar ativa - Patrice usou o nome de uma instituição bancária portuguesa estatal para conferir credibilidade à sua manobra  - É que,  optando por essa farsa,  preterindo o depósito num banco santomense,   sempre podia justificar a aplicação de fundos públicos numa (ao que tudo indica) forjada operação financeira

IMBRÓGLIO  SEM FIM À VISTA - SE A JUSTIÇAR NÃO USAR MARTELO U  FIRME 

Qual a razão pela qual o Governo de Patrice Trovada autoriza um avultado empréstimo de 30 milhões de dólares a um empresário Chinês, que, meses depois,  o Governo de Pequim, por via de guerrilhas internas na luta do poder, haveria de enviar para trás das grades? – E o mais surpreendente é que, a avaliar pelo que nos foi possível investigar,  forja essa transação através de uma conta inexistente na Caixa Geral de Depósitos  -

No  dia 20 de Julho do ano 2015, o Primeiro-ministro, da República Democrática de São Tomé e Príncipe,  Patrice Trovoada, assinou um mandato, dando  poderes ao ministro das Finanças Américo Ramos para assinar um acordo de crédito com a empresa designada “China' International Fund Limited, Suites 1003-1006, 10F Two Pacific Place, 88 , Queensway, Hong Kong (The Borrower), no valor de 30 milhões de dólares

Segundo o mandato assinado por Patrice Trovoada a empresa chinesa com morada em Hong Kong, deveria emprestar ao seu Governo o valor de 30 milhões de dólares, para construir uma cidade administrativa na ilha de São Tomé e alojamentos para funcionários públicos e a juventude  “Patrice mandou emprestar 30 milhões de dólares a uma empresa chinesa alegadamente a margem das leis” 


"
O acordo de crédito a que o ministro das Finanças Américo Ramos foi mandatado a assinar, foi celebrado também no dia 20 de Julho do ano 2015 e segundo o texto do acordo o valor de 30 milhões de dólares deveria ser depositado na conta número 9520-599713-973 – SWIFT: CGDIPTL, da Caixa Geral de Depósitos em Portugal, e com o endereço – RUA JOÃO XXI – 63 -1100 – 300, Lisboa.  http://www.telanon.info/wp-content/uploads/2016/06/acordo0001.pdf

A CONTA - COM O NÚMERO 9520-599713-973 - NÃO EXISTE NA CGD  - É MERA MANOBRA FINANCEIRA - Servindo-se da credibilidade de uma instituição bancária portuguesa estatal para simular uma misteriosa e forjada operação financeira
.
Usando o meu cartão de crédito da Caixa Geral de Depósitos, depois de me ter sido dito por uma funcionária desta instituição, que o número referido, “não é da Caixa Geral de Depósitos”, quis constatar, simulando uma pequena transferência da minha conta para depositar na conta número 9520-599713-973, se realmente a referida conta existia, obtive a seguinte resposta: lamentamos de momento não é possível atendê-lo
A questão do polémico empréstimo  foi levantada num dos últimos debates da Assembleia Nacional  pelo líder parlamentar da bancada do MLSTP-PSD , Jorge Amado, que, à pergunta onde está   o paradeiro dos 30 milhões, obteve como resposta o silêncio 

Catamarans, Vedetas da guarda costeira, os 30 milhões, e o chinês ...Na sua edição de 07 junho de 2007, o Jornal Téla Nón, sob o título “Catamarans, Vedetas da Guarda Costeira, os 30 milhões, e o chinês Sam Pa”,   voltou a abordar os contornos da misteriosa transferência, com a seguinte observação: 
“O mesmo silêncio é sentido em São Tomé e Príncipe, em torno do crédito de 30 milhões de dólares, que a empresa do Chinês Sam Pa assinou com o Ministro das Finanças Américo Ramos, a mando do Chefe do Governo” http://www.telanon.info/politica/2017/06/07/24585/catamarans-vedetas-da-guarda-costeira-os-30-milhoes-e-o-chines-sam-pa/

 É PRECISO PÔR COBRO DE VEZ A ESTE TIPO DE DESCARADAS  GOLPADAS   - Oposição quer Interpol a investigar corrupção e tráfico de droga
20/12/2016  - Os dois principais partidos da oposição são-tomense defenderam no parlamento que a Interpol deve investigar alegados atos de corrupção, de lavagem de dinheiro e de tráfico de droga em São Tomé e Príncipe. O pedido para que a Interpol envie uma missão foi feito pelo Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe — Partido Social Democrata (MLSTP-PSD) e o Partido de Convergência Democrática (PCD) em resposta ao desafio lançado na véspera pelo primeiro-ministro.”. http://observador.pt/2016/12/20/sao-tome-e-principe-oposicao-quer-interpol-a-investigar-corrupcao-e-trafico-de-droga/


UM PAIS DEPRIMIDO À DERIVA E SEM ESPERANÇA - NA ENXURRADA DA DROGA E DA CRIMINALIDADE - A juventude, quando não encontra alternativas no horizonte para a vida presente ou para o futuro, descamba nos comportamentos marginais - Os quais, por sua vez também só são possíveis, quando a droga e o álcool, juntos no mesmo consumo, encontram os canais mafiosos que lhes distribuam os seus venenos para engorda dos traficantes e malfeitores.
Estudo diz que Bebedeira e Consumo de drogas estão a aumentar nas escolas 07 Mar 2016 - Nos últimos anos o cultivo e o consumo da cannabis evoluíram em São Tomé e Príncipe, a par da penetração das drogas pesadas. No ano 2015 e pela primeira vez nos últimos 40 anos, as autoridades policiais apreenderam no mercado nacional cerca de 3 quilos de cocaína. http://www.telanon.info/sociedade/2016/03/07/21350/estudo-diz-que-bebedeira-e-consumo-de-drogas-estao-a-aumentar-nas-escolas/

PATRICE TROVOADA NUNCA SE PRONUNCIOU PUBLICAMENTE SOBRE AS SUAS MISTERIOSAS EMPRESAS – E DEVIA TE-LO FEITO EM NOME DA TRANSPARÊNCIA E DE UMA GOVERNABILIDADE CREDÍVEL 


Patrice Trovoada, com empresas no Texas e em vários países, que papel assume quando faz as suas passeatas por  Marrocos, Turquia, Gabão, China, Ruanda, Portugal, EUA etc?....  É em nome dos interesses do Estado Santomense ou nos dos seus bolsos? - Nos EUA já há vozes que se levantam - mesmo no interior do Partido de Trump - a questionar os conflitos de interesses privados das empresas do pala amarela, com os do Estado - mesmo sendo o maior pais capitalista do mundo. -  Veja neste link alguns interesses privados de Patrice, isoladamente ou em sociedade com a esposa e terceiros  http://www.odisseiasnosmares.com/2016/09/patrice-trovoada-milhoes-do-petroleo.htmll


Não se devem seguir os maus exemplos "As extensas participações comerciais internacionais de Donald Trump significam que ele terá que tomar decisões como líder dos EUA que também afetam seus negócios. Especialistas em ética pediram que o Sr. Trump liquida suas participações empresariais para evitar qualquer aparência de conflito, pois a natureza pública da maioria dos seus negócios significa impossibilitá-lo de saber como as políticas governamentais afetarão sua linha de fundo. Aqui está um olhar sobre alguns dos seus potenciais conflitos de interesse. Donald Trump: A list of potential conflicts of interest - BBC News. ..........Traduzir esta página

Era altura de a Justiça santomense agir e de chamar à vara dos Tribunais os prevaricadores, enquanto o Bandeira ou algum dos seus estandartes, não voltar a içar-se no mais alto dos mastros judiciais -  Sim, antes de instalar as suas hostes no Tribunal Constitucional, a que me referi em  Aprovação do Projeto da Lei Orgânica do Tribunal .Constitucional, na AN, pelo partido maioritário do Governo, gera acesso debate  

Últimas  - União Europeia não enviará observadores para as eleições eUnião Europeia envia quatro observadores | Portal de Angola A União Europeia (UE) vai enviar quatro técnicos que se ocuparão do processo de observação das Eleições Gerais de 23 de Agosto, revelou ontem em nota de imprensa a Direcção de Comunicação Institucional Ministério Público envia caso Manuel Vicente para o Tribunal ....Manuel Vicente e o procurador angolano vão ser julgados e

Nenhum comentário :