expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 20 de julho de 2017

S. Tomé e Príncipe – Gang equipado de metralhadora e pistola aterrorizou, durante meses, várias famílias santomenses – Desgovernação transforma o tradicional ambiente pacifico da pérola do Golfo da Guiné, numa Ilha de pobreza e de insegurança, sobretudo para quem aqui vive – Todavia, não tem havido registos de assaltos aos turistas, que continuam a encantar-se com os amáveis sorrisos das suas gentes, que os recebe como amigos e a maravilharem-se com o intenso e múltiplo verde luxuriante das maravilhosas paisagens e a banharam-se tranquilamente nas águas quentes e límpidas das suas praias.

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise  - ASSALTOS À METRALHADORA GERAM PÂNICO E ALARME SOCIAL - DE TRANQUILO PARAÍSO EQUATORIAL A ILHAS A SAQUE POR BANDITISMO POLITICO E MARGINAL – Gang equipado de metralhadora e pistola aterrorizou, durante meses, várias famílias santomenses –

Referem os guias turísticos - e, nestas considerações, não se enganam - Que “São Tomé e Príncipe são um paraíso, especialmente para aqueles que procuram férias em praias. Estas ilhas possuem praias magníficas no Oceano Atlântico: com águas azul-turquesa, emolduradas por palmeiras. Estas ilhas oferecem ao trekking e à caminhadas caminhos e estradas fantásticas, onde pode-se descobrir vários animais. Todo o interior é um verdadeiro paraíso da natureza com florestas trópicas, com pássaros exótico; e zonas de florestas vulcânicas e uma fauna muito diversificadas. E merecem ser vistos em São Tomé especialmente as plantações de cacau, que tornam o país um dos maiores exportadores deste produto. Outras atrações são a Boca do Inferno, a cachoeira de São Nicolau e a Ilha das Rolas, uma pequena ilha antes de Porto Alegre, que abriga uma escola de turismo profissional desde 2001.


A Ilha de Príncipe está a cerca de 150 km ao norte e é significante mente menor. E a capital da ilha, Santo António, merece ainda ser visitada em Príncipe. E também a plantagem de cacaos e a ilha de Bom Bom, uma pequena ilha diante de Príncipe. Também há em Príncipe praias maravilhosas e excelentes arrecifes de corais para mergulhadores. Destino Guiné Equatorial - uia de Férias e Voos na Guiné Equatorial

 TODAVIA, HÁ UMA OUTRA A REALIDADE QUE PASSA PRATICAMENTE DESPERCEBIDA AO VISITANTE  - É AQUELA QUE O POVO SOFRE EM SILÊNCIO  ATENDENDO À SUA PROPENSÃO PARA A VIDA PACATA E PACIFICA -  Porque este país, conquanto sendo o mais pequeno e o mais pobre de África,  não lhe mostra as imagens das crianças esqueléticas, as barrigas de vento. braços e pernas de "galinhas", estaturas físicas  desfiguradas ou corpos de adultos esfomeados e magricelas - A natureza é generosa e o seu prodígio, oferecendo uma imensa variedade de frutos ao longo do ano, desde a fruta pão, jaca à bana-pão, com abundância de aves, caprinos e suínos, que até se vão a  refastelar nos mariscos do mar, garante-lhe, pelo menos, as condições  mínimas de sustento e sobrevivência 

- No entanto, tudo quanto é importado, desde o arroz, vestuário aos medicamentos, não é facilmente acessível para um ordenado mínimo mensal de 45 euros. - E o Governo, embora receba avultados milhões de  apoios,  mesmo assim, num país, com uma população, que não ultrapassara os 200 mil habitantes, não tem dado mostras de melhorar as suas condições de vida - Bem pelo contrário  - O índice de escolaridade é apreciável mas depois faltam os postos de trabalho, porque, o principal objetivo da atual Governação, tem sido o de servir esquemas privados e não propriamente o do progresso e o  bem estar do chamado "Povo Pequeno"

COM A POBREZA A CRESCER NAS SUAS PEQUENAS ILHAS,  CRESCE TAMBÉM A CRIMINALIDADE E OS RISCOS DE DOENÇAS NA POPULAÇÃO 


“Gang equipado de metralhadora e pistola aterrorizou, durante vários meses, famílias em São Tomé” – Jornal Téla Nón

O Governo liderado por Patrice Trovoada, que dispõe de maioria parlamentar confortável, tem desperdiçado esse privilégio, associado ao facto de ter o controlo absoluto dos órgãos de comunicação social  do Estado e está  degradar o ambiente das duas ilhas paradísicas do Equador, num clima de insegurança, frustração, de acréscimo de pobreza, alcoolismo e criminalidade  

A oposição acusa o Governo de contribuir para esta situação e de pôr o país a saque – E, na verdade, é também o que vem comprovar a noticia dada pelo jornal on lin Téla Nón –A única voz que escapa ao controlo de Patrice Trovoada – que também já chegou a conhecer o silenciamento,  pese o facto de suporte do site estar sediado na Europa.

Refere que “Gang equipado de metralhadora e pistola aterrorizou, durante vários meses, famílias em São Tomé – Desgovernação transforma o tradicional ambiente pacifico da pérola do Golfo da Guiné, numa Ilha de pobreza e de insegurança, sobretudo para quem aqui vive  – Todavia, não tem havido registos de assaltos aos turistas. que continuam a encantar-se com os amáveis sorrisos das suas gentes, do verde luxuriante das   maravilhosas paisagens e a banharam-se tranquilamente nas águas quentes e límpidas das suas praias.    – Pormenores em http://www.odisseiasnosmares.com/2017/07/s-tome-e-principe-gang-equipado-de.html

NOTICIA PREOCUPANTE DE UM FACTO DE CRIMINALIDADE INÉDITO “Gang equipado com metralhadora e pistola aterrorizou famílias em São Tomé”
– Noticia do Jornal Téla-Nón - Referindo(18 Jul 2017) que 8 jovens compunham a Gang que nas últimas semanas, assaltou residências, violou mulheres e traumatizou várias famílias em São Tomé.

A Polícia de Investigação Criminal conseguiu capturar os membros da Gang. Acto que trouxe alívio temporário para a população, porque em matéria de banditismo armado, a paz social continua ameaçada em São Tomé. É o segundo Gang armado que a PIC intercepta em cerca de dois meses.
O grupo de 8 jovens equipados com ak-47, pistola de guerra berretta, espingarda caçadeira, catanas e facas, assaltaram uma parcela de terra de produção agrícola e avícola na localidade de Lemos. Prenderam e açoitaram o guarda da propriedade, beberam whisky que o dono da roça tinha na casa do campo, roubaram dinheiro, galinha, ovos, etc e levaram a espingarda caçadeira do guarda. A mesma espingarda que foi apreendida e exibida pela PIC.
Na localidade de Favorita, também no distrito de Mé-Zochi, traumatizaram uma família, com tiros do seu arsenal bélico. Por volta das 2 horas da madrugada, 5 elementos da Gang arrombaram a porta da residência na Favorita. Segundo o dono da casa, aos tiros  fizeram uma penetração imediata para o interior da residência.
O Téla Nón sabe que alguns membros da Gang foram militares do exército. Cumpriram o serviço militar obrigatório, e desde que passaram a vida civil, abraçaram a profissão de ladrão.
Por isso a destreza no manejo de AK-47, e nas operações de superação de obstáculos e de infiltração rápida. «Para o meu espanto o indivíduo já estava dentro do meu quarto com a arma apontada para a minha cama. Parti para cima do indivíduo peguei na arma para o desarmar mas não foi possível. Na briga com ele para desarma-lo aparece o segundo indivíduo que entra no quarto já com disparos. Deu-me um golpe de arma que me apanhou de raspão, perco a força e largo o indivíduo. Minha mulher ia gritando», relatou o chefe de família, que viveu a maior afronta da sua vida.

(…) O Téla Nón apurou que a gang que operou nas últimas semanas principalmente em algumas localidades do distrito de Mé-Zochi, ainda não está completo. Dos 8 detidos que a PIC mostrou para a imprensa falta 1. Chama-se Mário, conseguiu evadir-se, e está a monte. Trata-se de um jovem guiado pela delinquência e que vivia deambulando entre a roça Filipina onde nasceu e a roça Monte Macaco.
(…) O aumento da população sem definições de políticas programas e planeamento institucionais ao longo dos anos, frustra as expectativas dos estratos populacionais, bem como dos cidadãos que os compõem,…necessário fazer analises exaustiva a problemática das situações sociais culturais infantis, juvenis, adulta e idosas, a situação dos valores familiares e sociais, no espaço e no tempo ao longo dos anos, enquanto domínio colonial Português, suas consequências, bem como após a independência, até os dias de hoje e agora…suas consequências.
Para um Território/População pequeno e pobre, em que se conhece o nível da pobreza extrema populacional acima de 60%, se se quisermos uma inversão do quadro social cultural, temos hoje e agora associar a problemática, da estrutura familiar seu contexto social cultural, questão da educação e violência infantil, violência domestica, a questão dos rendimentos, do emprego, a questão da responsabilidade parental, a questão da obrigatoriedade da educação formação.

Resolver a pobreza mental social cultural, material, o saber ser estar, implica ter noção e organização do espaço, no tempo, a diversificação econômica, bem como repensar a questão financeira do País(Território/População/Administração),… ou seja como fazer com que efetivos populacionais jovens possam ter rendimentos, poupanças,ter um emprego?,…como fazer com que responsabilização parental familiar seja efetiva na sociedade São Tomense? A questão formação empresarial, criação formação de empresas, cooperativas nacionais faz-se sentir necessária. – Excerto de Gang equipada com metralhadora e pistola aterrorizou famílias em 

COMENTÁRIOS À NOTÍCIA – RECEBIDA COM SURPRESA,  ESTUPEFAÇÃO E CHOQUE   - MUITO COMENTADA NAS REDES SOCIAIS - Que acusam o Governo de ter conduzido país para aumento da pobreza, do alcoolismo e e da criminalidade 

 A noticia tem sido mais comentada nas redes sociais de que nos órgãos de comunicação social do Estado. A cujo Governo não convém lá muito mostrar esta preocupante realidade criminal

Estes alguns dos comentários expressos à noticia do  mesmo jornal . Maria Silva 18 de Julho de 2017 as 8:01 Pois , consequências da pratica de má GOVERNAÇÃO , são estas coisas nas quais o governo deve focar, ao invés de andarem a intimidar a oposição , tentar amordaçar a comunicação social, perseguir pessoas, promover incompetência !
Masha 18 de Julho de 2017 as 8:20 Isto não é bom sinal. É necessário equipar a polícia para fazer face a essa escumalha. Há relatos de ataques de jovens drogados que assaltam e violam mulheres. Até que ponto o país chegou!
As mulheres já são violadas há muitos anos em STP e ninguém diz nada. Os políticos e os militares, para além de alguns patrões, são os grandes violadores de meninas menores e de mulheres com necessidades. Assim, violação de mulheres é o que mais existe em STP.
mais uma razão para eu dizer onde andam as alteridades pois estes políticos é que deviam ser assaltados para ver se as coisas mudavam assaltar os pobres e quem trabalha é mais fácil pena de morte para estes malfeitores

“Antes de mais os estabelecimentos prisionais servem para o cumprimento das penas aplicadas judicialmente, ao mesmo tempo que devem servir também um centro de formação, formação profissional, de empreendedorismo, inserção social destes jovens, algumas das penas deve incluir o trabalho a comunidade, limpezas das ruas, o saneamento limpeza das sarjetas, trabalhos de requalificação e pinturas, jardinagem, a construção obras públicas, para diminuição de custos da administração e autarquias, limpeza e tratamentos das florestas e ôbos, colmatando assim o ócio, introduzindo a cultura de organização e trabalho, assim como deve ser dado oportunidade de serem formados, a nível profissional,na carpintaria marcenaria, na construção civil, jardinagem, mecânica, eletricistas, canalização, hotelaria, culinária, pesca, agricultura, pecuária, no comercio, limpeza embelezamento de rua e comunidades, os bombeiros…etc, etc…por exemplo enquanto cumprem pena, irem ingressar a mão de obra à Câmaras Municipais, de modo a limparem as ruas, fazer jardinagem, limpeza e desentupimentos das sarjetas, pinturas das fachadas, arranjos construção de passeios, etc, etc,… mediante o pagamento de um valor pecuniário irrisório, a família, mediante a criação de uma conta no banco, ao mesmo tempo que cumprem o programa de formação e futura constituição de empresas no final do cumprimento da pena,….pois é necessário diversificar e economia revitalizar o setor de agricultura, da pescas, da agropecuária, a aqua-cultura, etc, etc…

Quanto maiores forem as desigualdades sociais e mais elevado  for o índice de pobreza de um país, maior é também o aumento da criminalidade: “Furto e violação lideram a lista dos crimes mais cometidos nos últimos três meses em São Tomé e Príncipe, período em que se verifica um aumento significativo da criminalidade. A onda de medo e preocupação instalou-se em todos os quadrantes da sociedade. 13-03-2015 Criminalidade aumenta em São Tomé e Príncipe - As pessoas, não tendo trabalho, nem recursos pessoais para sobreviverem, roubam, não se vão matar: claro que também há quem se suicide, por não ter coragem de ir roubar,  Um em cada cinco suicídios tem a ver com o desemprego mesmo a mãe que, não tendo meios para dar à sua criança, se mata; isso aconteceu ainda há pouco tempo em S. Tomé e até foi denunciado num debate da Assembleia Nacional

 "PAÍS A SAQUE" - Diz a oposição -  JÁ NEM SEQUER HÁ DINHEIRO PARA SUPORTAR ALIMENTAÇÃO DOS PRESOS -




SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – O  SEGUNDO PAÍS LUSÓFONO COM MAIOR CONSUMO DE ÁLCOOL



Mais de seis em cada dez jovens com mais de 19 em São Tomé e Príncipe consomem bebidas alcoólicas, revelam estudos que concluem que o consumo entre os estudantes está a crescer a um ritmo “assustador”, disseram investigadoras. 

Quase todos os dias vimos anúncios de cerveja, de vinhos! Há uma lei que proíbe o consumo de álcool aos menores de 18 anos mas na publicidade nunca consta isso!.... Mas não custava nada chamar atenção…  Não se deve estar a acusar os santomenses de estar a beber muito: deve-se é arranjar soluções  para que se ponha cobro a esse tipo de situação: porque, se é verdade que as pessoas estão a beber exageradamente, deve ser fruto da frustração de falta de condições! E isto é culpa do próprio Governo  que tem que criar condições para que as pessoas” – Palavras que se ouviram, no inicio do  mais recente debate parlamentar



Obra megalómana - Com o Povo a viver nas barracas
Mais de 60% dos jovens são-tomenses com mais de 19 anos consomem álcool -  Título de um artigo hoje publicado, baseado num estudo académico  


Em S. Tomé, na atualidade, não existe propriamente democracia, senão a da expressão popular nas ruas de um povo, que é por  natureza, além de pacifico,  expansivo e alegre. No entanto, mesmo essa alegria vai sendo cada vez mais reprimida, face às profundas desigualardes sociais, que a atingem, em que, a elite do poder, é fracamente privilegiada, com duplas funções, escandalosamente remunerada na administração pública ou em empresas estatais ou de capitais mistos.

Em S. Tomé, na atualidade, não existe propriamente democracia, senão a da expressão popular nas ruas de um povo, que é por  natureza, além de pacifico,  expansivo e alegre. No entanto, mesmo essa alegria vai sendo cada vez mais reprimida, face às profundas desigualardes sociais, que a atingem, em que, a elite do poder, é fracamente privilegiada, com duplas funções, escandalosamente remunerada na administração pública ou em empresas estatais ou de capitais mistos.


PATRICE TROVOADA QUER QUE A JUSTIÇA LHE CONTINUE A BRANQUEAR AS  MEGAS FRAUDES  ELEITORAIS E OS  GOLPES DE CORRUPÇÃO



Patrice Trovoada quer continuar a subverter o poder judicial e tê-lo refém das   suas vaidades e excêntrica ambições  - Ele, que, através do seu amigo Bandeira,  havia encomendado um relatório a uma comissão portuguesa para o saneamento de juízes que não eram da sua confiança politica, a pretexto  de uma      pseudo-avaliação   composta pelos consultores judiciais, portugueses António Reis e Diamantino Pereira,  às ordens do então todo poderoso Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé e Príncipe e inspetor judicial Silvestre Leite, cunhado do atual Presidente da República. Evaristo Carvalho.. pois, já deu para ver que estão em curso novas manobras para subverter a justiça. … Acórdão do STJ anulou classificação após inspecção dos juízes –   E Patrice não concorda, está-se mesmo a ver, que não seja  este o ponto de vista para quem quer ter o controlo absoluto de todos os poderes institucionais. "Espero que não voltarem a reintegrar", São Tomé e Príncipe: Governo vai recorrer da decisão do STJ 






Por onde andam publicados os negócios de Patrice
As avultadas comissões das negociatas petrolíferas (e outro enriquecimento, nunca explicado) permitiram ao estrangeirado e apátrida, Patrice Trovoada, nativo do Gabão (onde foi educado e viveu até à adolescência; trabalhou quase sempre no estrangeiro e mesmo no exercício da sua atividade política eram" - aliás, continuam a ser - "fugazes os seus momentos de permanência no país), deram-lhe a possibilidade de corromper uma enorme fatia do eleitorado e assegurar-lhe uma maioria confortável parlamentar - sim, porque, no seu dizer, " a compra dos votos, faz parte do jogo - Mas dificilmente lhe poderá permitir comprar as consciências mais nobres e atentas santomenses


Lamentavelmente. Nós sabemos que este Tribunal é uma ação política”  - Expressão usada por Jorge Amado – O líder da bancada parlamentar  do MLSTP.PSD, acusou  o partido do Governo de  querer que o Tribunal Constitucional possa vir a branquear as eleições que se avizinham, as eleições autarquias e as eleições legislativas.  Não há dinheiro para pagar aos funcionários judiciais mas sobra para custear os carros topo de gama num Tribunal, que raramente funciona mais de que uma vez ou duas por ano.

Afirmações produzidas, durante a sessão plenária, que decorreu a meio da manhã e principio da tarde de hoje, para a  discussão e votação na generalidade dos Projetos de Lei relativos à Lei Orgânica do Tribunal Constitucional; Leis da Secretaria e das Custas do Tribunal Constitucional, aprovados  com 32 votos a favor do ADI e 17 contra da oposição: 11 do MLSTP/PSD, 5 do PCD e 1 de UD.

Mural em S. Tomé

As Bancadas de oposição consideraram  “de inoportuna uma tal lei na actual conjuntura económica do país, porque, na sua perspectiva, implicariam despesas que não constam do Orçamento Geral do Estado. Enquanto isso, a Bancada do ADI, proponente do referido Projecto de Lei, argumenta que a votação do diploma não pressupõe automaticamente a criação de despesas.





O partido do Governo, faz ouvidos de mercador, propõe e aprova as leis segundo a sua conveniência partidária. Em boa verdade, conquanto a Constituição garanta um serviço público de imprensa independente dos interesses de grupos económicos e políticos, tal norma não é respeitada pelo Governo, liderado por Patrice Trovoada , que chama a si o controlo absoluto dos órgãos de comunicação social . E, no Parlamento, são também enormíssimas as desigualdades de tempos concedidos aos deputados da oposição, que mal podem expressar a sua voz e fazer valer  seus argumentos.

A culpa das bebedeiras não é do tradicional vinho de palma  
Na sessão  parlamentar, que antecedeu  o debate da generalidade dos projetos aprovados, várias foram as vozes dos deputados da oposição que se referiram às enormes privações, em que se confronta  a população, conduzindo os jovens a situações marginais, nomeadamente ao consumo exagerado do álcool e até elevando  índices de criminalidade, tendo havido, até no seio do partido do Governo, quem defendesse uma cadeia de alta segurança.

Não se verificam as imagens, da extrema pobreza que se vêm na generalidade  dos países africanos, porque, há abundância de frutos, a natureza é fértil e generosa. Contudo, a degradação social  e dura realidade, com que se defronta o chamado Povo Pequeno, e até a camada jovem, é realmente preocupante

Revela  um estudo, que S. Tomé e Príncipe é  segundo pais lusófono do maior consumo de álcool – Referindo que a cerveja é a bebida mais consumida pelos adolescentes nos centros de ensino. 7,8% das crianças com idades compreendidas entre 10 e 14 anos bebem  em média 15 garrafas de cervejas por mês – Adiantando, ainda, que a prevalência da droga no seio da juventude são-tomense, teve 4 distritos como alvos, nomeadamente, Água Grande e Mé-zochi que albergam cerca de 70% da população são-tomense. O distrito de Lembá ao norte da ilha de São Tomé e a Região Autónoma do Príncipe, também foram alvos do estudo. Estudo diz que Bebedeira e Consumo de drogas estão a aumentar ...


Droga e Corrupção – Dois dos maiores flagelos da sociedade atual – Mas em toda a parte:  - Não há paraíso terrestre onde não  existam –  exceto nos paraísos fiscais, onde tudo é legal. 

Porém, enquanto a corrupção se instala em jogos de cumplicidades por  corredores e gabinetes, usando os meios mais sofisticados,  pelo contrário, os tentáculos da droga, esses, podem estender-se a céu descoberto, a qualquer hora do dia ou da noite, em todos os lugares, em  toda a parte, onde haja um viciado, há trafico assegurado.



Maio 2015 - A Polícia de Investigação Criminal(PIC) de São Tomé e Príncipe a acredita que o consumo elevado de drogas esteja na origem da onda de criminalidade que assola o país. – Obviamente, que um fenómeno acompanha o outro – E há que  procurar atalhar os dois males, dada a sua estreita promiscuidade. Polícia de São Tomé e Príncipe diz que droga está na origem do aumento da criminalidade 



São Tomé e Príncipe na rota do tráfico de droga


Maio de 2013  - O tráfico e os toxicodependentes estão a aumentar em São Tomé e Príncipe. No início da semana, as autoridades incineraram drogas no valor de meio milhão de dólares. É o primeiro sinal enérgico no combate ao problema  - São Tomé e Príncipe na rota do tráfico de droga | São Tomé ...



CORRUPÇÃO 


Em relação, há corrupção, nestas maravilhosas ilhas, naturalmente, que, sendo uma tentação global, e a dar fé nas noticias, claro que deverá existir-  Mas que não venha para ficar! 


O que é dito: "São milhões e milhões de dobras que, bem utilizados, teriam contribuído para realizar os investimentos necessários para o país dar passos seguros no caminho do desenvolvimento e na melhoria das condições de vida de pobreza em que vive a maioria da população do país A corrupção em São Tomé e Príncipe veio para ficar?


Não estou a par da extensão do fenómeno, senão apenas pelo  que é veiculado nas noticias –  No entanto, há um dado, aparentemente tranquilizador: – é o de que   não surge nas noticias da atualidade africana, com a gravidade e assiduidade de outros países – Não está no topo da tabela.


25/08/2014 Palavras de Filinto Costa Alegre à jornalista Catarina Amaro Oliveira  "São Tomé e Príncipe é um país independente há quase quarenta anos, mas ainda enfrenta dificuldades no desenvolvimento económico, político e social. A par da educação, que depende muito ainda da ajuda externa, a corrupção é outro dos grandes problemas que “atrofia o desenvolvimento do país. A corrupção é uma coisa tremenda, tem raízes muito profundas e que é tolerada, porque a justiça é muito injusta, corrupta e incompetente  Corrupção: um dos grandes problemas de São Tomé e ...

Nenhum comentário :