expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Cooperação Portugal e S. Tomé e Príncipe - Atualidade - Ilza Amado Vaz, Ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos – Recebida, na manhã de hoje, pelo diretor nacional da PJ, Almeida Rodrigues, no âmbito da cooperação das policias dos dois países

Por volta da uma da tarde, de hoje. ao passarmos frente ao edifício da Polícia Judiciária, na Rua Gomes Freire, em lisboa, vimos o diretor nacional da PJ, Almeida Rodrigues, juntamente com outros elementos do seu gabinete, a acompanhar a Ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos, Ilza Amado Vaz, acompanhada por dois membros do seu ministério, até uma viatura, do corpo diplomático santomenses, que entretanto havia acabado de ali estacionar..

Não fizemos qualquer imagem, mas pudemos apurar, junto do Diretor da PJ, com o qual de seguida. no mesmo local, espontânea e informalmente, tivemos um brevíssimo diálogo, questionando-o pela identificação das referidas personalidades, tendo-nos declarado que se tratara de um encontro no âmbito da cooperação policial entre os dois países.


Adicionar legenda
De recordar, que, no passado dia 7 de Junho, no âmbito da sua visita oficial a São Tomé e Príncipe a Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Teresa Ribeiro, foi assinado, com a Ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos, Ilza dos Santos Amado Vaz, um Protocolo de Cooperação no setor da Justiça que prevê a realização de três assessorias técnicas em 2017, a saber: (i) criação da Polícia Judiciária; (ii) implementação do Sistema Integrado de Informação Criminal e (iii) criação de um Centro de Formação Judiciária.

Para além daquele Protocolo, a Secretária de Estado e o Ministro da Presidência do Conselho de Ministros e Assuntos Parlamentares, Afonso Varela, assinaram uma convenção de financiamento no montante de 10 milhões de euros, destinada a abrir uma linha de crédito à exportação, permitindo às empresas sediadas em São Tomé importar bens de Portugal ou realizar investimentos em parceria com empresas portuguesas. Fonte - Portugal e São Tomé e Príncipe assinam Protocolo na área da Justiça 


Nenhum comentário :