expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 8 de outubro de 2017

Em S. Tomé - Representante do Vaticano em Angola e em STP, estende a passadeira de veludo a um Primeiro-ministro islâmico, subitamente “convertido” ao cristianismo para dar luz verde à visita papal a África, em 2018 - Possivelmente, Guiné Equatorial, S. Tomé, Angola - e junta-se à humilhação e aos insultos ao Bispo da Diocese, Dom Manuel dos Santos –O Núncio Apostólico, Petar Rajic de origem croata, depois do beija-mão aos emires da Arábia Saudita, agora a distribuir sorrisos de simpatia e cumplicidade com outros campeões da corrupção e do garrote às rádios da igreja católica em Angola e em S. Tomé e Príncipe.

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

Petar Rajic vergado aos bárbaros

Núncio apostólico em Angola, e São Tomé e Príncipe, aceitou branquear os soezes insultos do muçulmano Patrice Trovoada ao Bispo da Diocese, Dom Manuel dos Santos, que, há um mês,  publicamente chamou de pecador-  E o obrigou ao encerramento de programas da Rádio Jubilar –- Mas, em Angola, o anterior Núncio Apostólico, o tanzaniano,  Dom Novatus Rogambwa, e até o Papa, levantaram a voz contra as limitações à Rádio Eclésia – Agora a diplomacia  do que lhe sucedeu no que pensa é distribuir sorrisos  e simpatia aos maiores corruptos ditadores - 
Depois de ter passado pelos países mais opressores e intolerantes ao Cristianismo -  Irão e Arábia Saudita, "onde no dia 14 de abril 2015, entreguei minhas credenciais a Alteza, o Emir e foi uma ocasião solene. A conversa que tive depois com o Emir foi muito cordial” - ei-lo em novas incursões diplomáticas para agradar aos sacadores"

No próximo ano, o Papa Francisco, na sua peregrinação papal por África,  deverá visitar  possivelmente a Guiné Equatorial, S. Tomé e Angola - Pelos menos a Guiné Equatorial, devera ser um dos países, pelo que pude  depreender num encontro informal, em Bata, com o representante da Santa Sé) 

Daí que, o todo poderoso, Manuel Vicente, Amigo de Patrice Trovoada, sabedor desse périplo, possivelmente terá pressionado o Sr. Dom Petar Rajic a ir a S. Tomé para mostrar ao mundo que tudo aqui corre a mil maravilhas num  dos países mais pequenos e pobres da África, agora sob a mordaça à liberdade de expressão e da tirania do mais desenfreado e descarado absolutismo corrupto:

O NAZISMO NÃO MORREU COM HITLER - UM ARCEBISPO QUE SORRI NO BEIJA-MÃO À TIRANIA DOS QUE PERSEGUEM E MATAM OS CRISTÃOS - Foi a São Tomé para dar razão ao autor dos insultos ao Bispo Dom Manuel dos Santos

Veja-se por onde e o Sr. Dom Petar Rajic: Irão, nas vestes de Núncio Apostólico da Lituânia, em Kuwait, Bahrein, Catar e Delegado Apostólico em Iémen, nos Emirados Árabes Unidos, e para toda a Península Arábica - Onde uma perseguição à igreja católica é extremamente feroz e sanguínea.

ORGULHOSO POR TER FEITO  DIPLOMACIA CATÓLICA, APOSTÓLICA ROMANA COM  BÁRBAROS ASSASSINOS - 

PETAR RAJIC: Recorda que, no dia 14 de Abril 2015 , entreguei minhas credenciais a Alteza, o Emir e foi uma vez solene. A conversa que tive depois com Emir E muito cordial e discutimos como questões de importância do diálogo inter-religioso, da comunidade entre as comunidades religiosas e da importância geral da religião na sociedade.


ARCH. PETAR RAJIC: On April 14th I presented my credentials to His Highness the Emir and it was a solemn occasion indeed. The conversation I had afterwards with the Emir was very cordial and we discussed the issues of the importance of inter-faith dialogue, cooperation amongst religious communities and the overall importance of religion in society.

Tal como cordial e afectuosa parece ter sido a recepção prestada pelo islâmico Patrice Trovoada - A convite deste para - e com a cumplicidade de um diplomata de Roma com os réis do petróleo  - conferir mais uma humilhação grosseira a um dos 12  humildes filhos de um antigo pastor de ovelhas da Beira Alta

O anúncio apostólico para Angola e São Tomé e Príncipe garantiu que as relações institucionais entre a igreja católica e o Estado são-tomense "estão bem", e o país é um "Estado democrático que respeita várias opiniões".

"As pessoas podem ter opiniões pessoais, vivemos num Estado democrático e se respeitam as várias opiniões, a nível institucional nós temos boas relações", disse o núncio apostólico para Angola e São Tomé e Príncipe, Petar Rajic, no final de uma audiência com o primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada.



"O Bispo, felizmente é um pecador como eu sou" - Patrice Trovoada

Montagem com o registo sonoro de  Patrice Trovoada à Televisão e rádio do Estado - 

BISPO D. Manuel – Filho de humildes pastores dos Montes Hermínios, com mais onze irmãos,  . Cedo aprendeu a conhecer a ter que lutar pela vida para vencer mas, como hoje é Bispo, diz o abastado Patrice que, Bispo, não tem direito a expressar livremente a sua palavra  o bispo pode ter opinião que quiser, mas não convém porque ele é Bispo porque ele tem responsabilidade com a igreja católica»,

COMO É POSSÍVEL MANTER BOAS RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS COM UM GOVERNO QUE  NÃO RESPEITA OS MAIS BÁSICOS PRINCÍPIOS DEMOCRÁTICOS   - E tem pautado o seu comportamento pela calúnia, desenfreada corrupçao e arrogância e humilhação - Claro, também não há pecado na Arábia Saudita - Índice de corrupção (100 = perfeito) - 2016 
Diz o representante do Vaticano, com residência em Luanda  - É desejo da Santa Sé para nós continuarmos as nossas boas relações de cooperação para o bem comum (...) vamos continuar o nosso bom trabalho para o bem da igreja católica", disse Petar Rajic, que defendeu "o direito à liberdade de opinião e da escolha da religião".

O núncio apostólico para Angola e São Tomé e Príncipe fez-se acompanhar no encontro com o primeiro-ministro e pelo secretário da nunciatura apostólica, padre Piter Sykora. 

Naturalmente que, depois dos insultos de que fora alvo, o Bispo  D. Manuel dos Santos,  além de não ter tido uma palavra de solidariedade, era impensável que, o representante do Papa se deslocasse a S. Tomé, logo no mês seguinte,  para branquear tão grosseiras barbaridades – Mas, nos tempos que correm,  já nada é de surpreender: o que conta é jogo das aparências e dos  cifrões

Ainda por cima  sob o pretexto de que foi O representante da igreja católica, que se deslocou ao arquipélago a pedido das autoridades para analisar o estado das relações entre a Santa Sé e São Tomé e Príncipe, considerando que "as opiniões pessoais não podem afetar as relações entre Estados".

"É desejo da Santa Sé para nós continuarmos as nossas boas relações de cooperação para o bem comum (...) vamos continuar o nosso bom trabalho para o bem da igreja católica", disse Petar Rajic, que defendeu "o direito à liberdade de opinião e da escolha da religião".Internacional - Relações entre igreja católica e o Estado são-tomense https://www.dn.pt/lusa/interior/relacoes-entre-igreja-catolica-e-o-estado-sao-tomense-estao-bem----nuncio-8824964.html

Obviamente que esta visita não é inocente: as cumplicidades estendem-se aos cordelinhos de que o misterioso empresário dispõe  em Portugal, junto do cristianíssimo Ribeiro e Castro e do próprio Marcelo Rebelo de Sousa – Ou, então, para que foram as visitas do pau-mandado. Evaristo Carvalho, a Fátima e depois a Belém? – Claro que já era  a pensar noutros voos


ARCEBISPO REPETE A MESMA LADAINHA DE TROVOADA

Ora foi justamente, quase nos mesmos termos, agora usados pelo representante do Vaticano,  com que o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, no principio de Setembro,  mimoseou, publica e intempestivamente,  na televisão e   rádio, oficiais, o  Bispo Dom Manuel dos Santos: .

«O que se questiona é porquê que os militares ruandeses foram fazer treino na casa da democracia. Será para intimidar os deputados?»

Uma operação militar que impediu a entrada de dois líderes das bancadas parlamentares da oposição para o interior da casa parlamentar.

Patrice Trovoada, primeiro-ministro e chefe do governo, reagiu ao comentário do bispo no facebook, quando se encontrava na Ribeira Afonso. Uma vila onde a tradição católica é dominante. «Somos um país em que há liberdade de expressão e de opinião. Por isso o Bispo é Pecador como eu sou, felizmente. A única diferença, é que o Bispo para além de ser pecador tem responsabilidade. E o Bispo deve procurar informar-se antes de falar e de contribuir aos boatos. Porque não lhe fica bem», declarou Patrice Trovoada.

«o bispo pode ter opinião que quiser, mas não convém porque ele é Bispo porque ele tem responsabilidade com a igreja católica», frisou.

 «E porque nós temos relação de Estado a Estado com o Vaticano, o Bispo tem-se que informar antes de falar para falar com propriedade e com responsabilidade. Se não fica-lhe mal, e ele até compromete as boas relações que temos com o Vaticano», avisou Patrice Trovoada.

Sempre a gesticular, Patrice Trovoada quase gritava. «Bispo é um pecador. Mas porque ele é Bispo ele tem que fazer atenção. Eu sou pecador. Mas porque sou Primeiro-ministro não posso falar atoa».

(...) Refere o Téla Nón - "Note-se que em rota de colisão com o líder da Igreja Católica em São Tomé e Príncipe, há menos de 15 dias, Patrice Trovoada, havia chamado Dom Manuel António ao seu Gabinete para proibir a entrevista, que tinha sido agendada pela Rádio Católica de São Tomé e Príncipe, ao ex- operacional dos Búfalos Peter Lopes, para explicar com detalhes a acusação feita contra Patrice Trovoada a volta do Golpe de Estado de 2003.  - Excertos de  

 Logo depois do encontro com o Primeiro-ministro, o Bispo reagiu no facebook através de um poema, que reflecte o medo pela perda da liberdade  -  . http://www.telanon.info/politica/2017/09/02/25181/patrice-em-rota-de-colisao-com-o-bispo-da-igreja-catolica-de-stp/ STP .


O  diálogo com políticos jogadores é sempre problmático
Patrice Trovoada - O Ditador Provocador - - Não quer Bispo “pecador” livremente a falar sem primeiro lhe perguntar - Pelo que se depreende, mesmo tendo que engolir os vários sapos que um Primeiro-Ministro, lhe impunha, silenciando programas sem se manifestar ou pelo menos não tomando posição firme para os recusar, afinal, quem explodiu de ódio e de arrogância foi quem lhos serviu.

 Diz a filosofia de um muçulmano ditador mas que conta com o apoio dos judas : "Somos um país em que há liberdade de expressão e de opinião. Por isso o Bispo é Pecador como eu sou, felizmente. A única diferença, é que o Bispo para além de ser pecador tem responsabilidade. E o Bispo deve procurar informar-se antes de falar e de contribuir aos boatos. Porque não lhe fica bem», declarou Patrice Trovoada.

Liberdade de expressão, quando se ordena o silenciamento de programas da rádio da Igreja? Quando a oposição é praticamente ignorada nos noticiários e telejornais da rádio e televisão do Estado? - Em que país do mundo é dito a um Bispo, que, antes de expressar a sua opinião, tinha que ir falar com um primeiro-ministro?  - Só na cabeça da intolerância e da malvadez.

PATRICE TROVOADA – UM PERIGO PARA A DEMOCRACIA -  BOATEIRO E PROVOCADOR INDECOROSO –  MAS O QUE ESPANTA É  TER AINDA QUEM LHE ESTENDA DE CAROLA A PASSADEIRA DE VELUDO 





Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, fez acusações aos jornalistas, acusando um destes profissionais por uso de arma, quando, afinal, a arma estava  nas mãos de uma agente da guarda presidencial da anterior presidência, com o mesmo nome de um jornalista

 RÁDIO DA IGREJA CATÓLICA, EM ANGOLA E EM SÃO TOMÉ - BLOQUEADAS POR REGIMES OPRESSORES - O CROATA PETAR RAJI NUNCA ABRIU A OCA EM  SUA DEFESA   -  AO CONTRÁRIO DO PAPA E DOS ANTECESSORES


O Vicente Angolano 
O Papa Francisco está muito mal representado, na diocese   de Angola e de S. Tomé e Príncipe  - Contrariamente, ao antecessor, o tanzaniano, Dom Novatus Rugambwa, que  chegou a manifestar  o seu descontentamento contra as autoridades angolanos na longa morosidade para a expansão da Rádio Ecclésia Para o Núncio Apostólico em Angola é chegada a hora do Governo autorizar expansão do sinal da rádio Ecclésia às 18 províncias do país, porque os angolanos têm sede de usufruir de um serviço de informação independente.

O embaixador do Papa Francisco em Angola, Dom Novatus Rogambwa, disse, por outro lado, que há muito tempo tenta compreender o que estará na base da morosidade por parte do Governo em não autorizar que a emissora católica seja ouvida em todo o território nacional, já que ela é uma emissora que transmite os valores do evangelho e contribui na formação da sociedade. Em Angola representante do Papa exige expansão da Rádio Ecclésia .
.
Isto já depois, anteriormente, o Papa Bento XVI, ter-se manifestado “preocupado com o bloqueio à expansão da Rádio Ecclésia, que continua a emitir apenas em Luanda. Bento XVI recebeu terça-feira passada o Presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé, com quem abordou o assunto.

Dom Gabriel Mbilingi, citado pela Rádio Renascença, disse que o Santo Padre lamentou a falta de saída para o caso.

Momentos antes da sua deslocação a Roma, o Prelado referiu que “privar a expansão do sinal da Ecclesia constitui um dos exemplos mais claros de violação da liberdade de expressão” no país. 31/10/2011 Papa preocupado com o bloqueio à expansão da Rádio Ecclésia .

ATÉ ONDE CHEGA A HIPOCRISIA. – DE UMA IGREJA COM BISPOS QUE INSISTEM EM  DAR-SE BEM COM DEUS E COM O DIABO – Mas sobretudo fazendo o jeito aos maiores luciferes, que oprimem e exploram desenfreadamente as populações – sejam quais forem as suas crenças e os pontos da Terra, pois o que lhes interessa é poder e o saque    

Os católicos da diocese de Angola e S. Tomé e Príncipe, não podiam ter maior azar de que terem a representar o Papa Francisco, o beija-mão dos maiores corruptos e inimigos da igreja católica: de quem só quer distribuir sorrisos e dar-se bem com Deus e Com o Diabo – Mal vai a igreja de Cristo com estes farsantes e traidores.

D. Petar Rajic sucede a D. Novatus Rugambwa, que foi núncio entre fevereiro de 2010 e março de 2015 nos dois países lusófonos, cujos episcopados estão reunidos numa única Conferência Episcopal. Agência Ecclesia - Agência Ecclesia - Vaticano: Papa nomeia novo representante


SILENCIO ENSURDECEDOR DE UM HIPÓCRITA  - Então qual foi a posição do croata Petar Raji?  -  Face à arbitrária  e  afrontosa prepotência, quando, recentemente,  o Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, chamou de urgência o Bispo D. Manuel dos Santos, obrigando-o, sob pena de lhe confiscar o alvará,  a encerrar a "Resenha da Semana" rubrica animada pelo jornalista Waldiner Boa Morte, um dos programas de maior audiência da emissora católica Rádio Jubilar? – Alguém ouviu uma palavra de solidariedade e de apoio do representante do Vaticano para a diocese de Angola e S. Tomé e Príncipe,

Espaço de debate de todas as correntes de opiniões, este programa foi suprimido em ambiente de controvérsia, o seu animador acusando o governo de ter exercido pressões neste sentidoSão Tomé: suspensão de programa de rádio gera polémica - RFI

UM FILHO DE INVERNO COM CHEIRO A PRIMAVERA


Há dois anos 

Pedimos desculpa a Dom Manuel dos Santos, se fomos injusto em análises anteriores: pois compreendemos agora quão ferozes não terão sido as pressões, os ultimatos chantagistas de que foi alvo, por Patrice Trovoada, quando o chamava de urgência ao seu gabinete -  Não propriamente que aceitasse de bom grado ordens politicas externas para calar a Voz Radiofónica da Igreja mas, certamente, já a pensar que esse poderia ser um mal menor de que ver uma relação secular irremediavelmente  perdida - pelo menos enquanto Patrice estiver no poder-  E, afinal,  os comentários  que transcrevemos de Augério Vaz mais não são de que esbirros hipócritas envenenados.

O QUE SE PASSOU EM S. TOMÉ SUCEDE COM A QUADRILHA DO VICENTE EM ANGOLA

LUANDA — O Sindicato dos Jornalistas Angolanos e o  Instituto de Comunicação Social da África Austral (MISA-Angola) dizem-se preocupados com o nível elevado de censura na Rádio Ecclésia, emissora católica de Angola, em referência à suspensão, no sábado passado, de um programa de debate naquela estação.


Arábia Saudita - Execuçoes sumárias
10/03/2016 -Angola: Bispos lamentam «discriminação» do Governo em relação à Rádio Ecclesia, emissora católica É preocupante a partidarização dos meios de comunicação social que, por direito, devem estar ao serviço de todos”, alerta a nota pastoral enviada hoje à Agência ECCLESIA, onde os bispos consideram “igualmente grave” a prevalência de espetáculos de “conteúdo moral, científico e cultural duvidoso” e “banaliza a cultura das nossas populações angolanas”. Agência Ecclesia - Angola: Bispos lamentam «discriminação» do . 11/11/2015. Bispos falam de falta de vontade política para a expansão da rádio ...

23/08/2017  -O bloqueio à extensão da emissão da Rádio Ecclésia a todo país poderá ser levantado, entre setembro e novembro deste ano, caso a UNITA ou CASA-CE, um deles vença as eleições de 23 agosto. Bloqueio à extensão da emissão da Rádio Ecclésia a todo país pode ...



GUINÉ EQUATORIAL – UM DOS POUCOS PAÍSES DE ÁFRICA EM QUE A IGREJA CATÓLICA GOZA DE GRANDE APOIO GOVERNAMENTAL E NÃO SOFRE PERSEGUIÇÕES

 Referem estudos que  “a grande maioria da população é formalmente católica (80,1%), embora outras religiões cristãs sejam professas, especialmente grupos evangélicos, principalmente os pentecostais

Também encontramos o que os habitantes antigos chamam de "animismo" (6,8%), bem como o Islã, praticado por uma minoria (4%).

Guiné Equatorial reconhece personalidade jurídica da Igreja e de suas Instituições

Malabo (RV) - Santa Sé e a República da Guiné Equatorial reforçaram as relações recíprocas assinando neste final de semana, na cidade de Mongomo, na estrutura anexa à Basílica Nacional da Imaculada Conceição, um Acordo "sobre as relações entre a Igreja Católica e o Estado"..Santa Sé e Guiné-Equatorial ratificaram Acordo de ... -Santa Sé e Guiné-Equatorial ratificaram Acordo de ... - Rádio Vaticano 

A GUINÉ EQUATORIAL TEVE  UMA VISITA PAPAL EM 1982 – O PRESIDENTE OBIANG, QUE PROFESSA O CATOLICISMO, JÁ FOI RECEBIDO VÁRIAS VEZES NO VATICANO

 A visita papal ocorreu, em Fevereiro de 1982,  com passagem  pela Nigéria, Benin, Guiné Equatorial e Gabão. É é bem provável que a segunda visita possa ocorrer já no próximo ano, foi o que depreendemos das palavras do Núncio Apostólico papal para Camarões e Guiné Equatorial, num encontro casual, em Bata, quando lhe confessamos o nosso encantamento pelas magnificas igrejas existentes neste país

De referir que, em 1 de Abril de 2017, o Santo Padre Francisco criou novas Dioceses Equatoguineanas - Evinayong e Mongomo - dividindo as dioceses de Bata e Ebebiyín e tornando-as sufragadas da sede metropolitana de Malabo.

. El Papa crea dos nuevas Diócesis en Guinea ... - Radio Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência no Vaticano, o presidente da República da Guiné Equatorial, Sr.  Teodoro Obiang Nguema Mbasogo.
Durante o encontro foi abordado a  contribuição positiva da Igreja Católica em favor do desenvolvimento humano, social e cultural do país, especialmente na educação e bem-estar. O presidente africano ressaltou a colaboração  da Igreja com o Estado na melhoria da qualidade de  vida da população. Papa Francisco recebe presidente da Guiné Equatorial





A GUINÉ EQUATORIAL TEVE  UMA VISITA PAPAL EM 1982 – O PRESIDENTE OBIANG, QUE PROFESSA O CATOLICISMO, JÁ FOI RECEBIDO VÁRIAS VEZES NO VATICANO

 A visita papal ocorreu, em Fevereiro de 1982,  com passagem  pela Nigéria, Benin, Guiné Equatorial e Gabão. É é bem provável que a segunda visita possa ocorrer já no próximo ano, foi o que depreendemos das palavras do Núncio Apostólico papal para Camarões e Guiné Equatorial, num encontro casual, em Bata, quando lhe confessamos o nosso encantamento pelas magnificas igrejas existentes neste país

De referir que, em 1 de Abril de 2017, o Santo Padre Francisco criou novas Dioceses Equatoguineanas - Evinayong e Mongomo - dividindo as dioceses de Bata e Ebebiyín e tornando-as sufragadas da sede metropolitana de Malabo.El Papa crea dos nuevas Diócesis en Guinea ... - Radio Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência no Vaticano, o presidente da República da Guiné Equatorial, Sr.  Teodoro Obiang Nguema Mbasogo.

Durante o encontro foi abordado a  contribuição positiva da Igreja Católica em favor do desenvolvimento humano, social e cultural do país, especialmente na educação e bem-estar. O presidente africano ressaltou a colaboração  da Igreja com o Estado na melhoria da qualidade de  vida da população. Papa Francisco recebe presidente da Guiné Equatorial

DE ORIGEM CROATA E ANTI-COMUNISTA - TAL COMO AS AVERSÕES E O FANTASMAS DE PATRICE TROVOADA Meus pais são croatas que nasceram na Bósnia-Herzegovina. Eles vieram ao mundo na década de 1930 alguns anos antes da Segunda Guerra Mundial irromper na Europa e teve uma infância difícil. Eles experimentaram todos os sofrimentos da guerra, bem como as terríveis consequências da chegada do comunismo no país em 1945, o que só produziu mais dificuldades, pobreza, discriminação, perda de propriedade, medo e deixou poucas esperanças para o futuro. Foi em 1958 que tomaram a decisão importante de fugir do país e buscar uma nova vida cheia de promessa e liberdade no Ocidente


DE ORIGEM CROATA E ANTI-COMUNISTA - TAL COMO AS AVERSÕES E O FANTASMAS DE PATRICE TROVOADA Meus pais são croatas que nasceram na Bósnia-Herzegovina. Eles vieram ao mundo na década de 1930 alguns anos antes da Segunda Guerra Mundial irromper na Europa e teve uma infância difícil. Eles experimentaram todos os sofrimentos da guerra, bem como as terríveis conseqüências da chegada do comunismo no país em 1945, o que só produziu mais dificuldades, pobreza, discriminação, perda de propriedade, medo e deixou poucas esperanças para o futuro. Foi em 1958 que tomaram a decisão importante de fugir do país e buscar uma nova vida cheia de promessa e liberdade no Ocidente

23/08/2016 PALAVRAS BONITAS DE UM ARCEBISPO QUE CULTIVA A MÁSCARA DO BONITO E MUITO SORRIDENTE - O representante do Vaticano em Angola, que falava durante a celebração de uma missa, na paróquia de Nossa Senhora do Pópulo, um património religioso histórico, destacou o clima de paz como um dos grandes ganhos.
A fidelidade, o respeito ao próximo, a convivência harmoniosa, a obediência, o abandono ao ressentimento, a preservação patrimonial, a abstenção de ressentimentos e a promoção da reconciliação foram mencionados pelo núncio apostólico, de nacionalidade canadiana. Núncio apostólico no país defendeu a cultura da paz - Jornal de Angola

 FAZ  O QUE EU DIGO MAS NÃO OLHES PARA O QUE FAÇO: PETAR RAJIC: 

Os países do Primeiro Mundo correm o risco de perder fé em Deus e sua identidade cristã, principalmente devido à mentalidade consumista e hedonista que reina nas suas sociedades. Devido a estes e outros obstáculos à fé, o número de vocações no Ocidente registou um declínio constante. A chegada de sacerdotes e irmãs dos países em desenvolvimento ajudou a atender as necessidades de muitas comunidades em toda a Europa e nas Américas, o que é um sinal do nosso tempo. As nações que experimentam riqueza material e prosperidade correm o risco de se tornar espiritualmente pobres, levando a uma perda de fé e destruição moral, enquanto os países mais pobres do mundo ainda conhecem o valor da fé em suas vidas, a importância do sacrifício e do compartilhamento, o que dá vida ao verdadeiro significado e propósito.

ARCO. PETAR RAJIC: Meu objetivo é cumprir a vontade de Deus como me é revelado nas circunstâncias da minha vida o melhor que posso. É um esforço ao longo da vida, às vezes difícil de compreender, outras vezes difícil de aceitar, mas, em última instância, é a única coisa que pode proporcionar um verdadeiro propósito e uma paz duradour

ARCO. PETAR RAJIC: O lema que escolhi para a minha ordenação ao sacerdócio foi: "Aqui eu sou o Senhor, venho fazer a sua vontade", que é uma citação do Salmo 40 e Hebreus 10: 7. Meu escudo episcopal está na forma de um cálice e é semelhante ao do Papa Bento XVI que me nomeou. O fundo predominantemente vermelho simboliza o grande amor de Deus em relação à humanidade e ao mundo

Nenhum comentário :