expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Por um Mundo mais justo, mais harmonioso e pacífico – A todos que me leem e a todos os meus semelhantes, que a Divina Luz seja sempre o seu Guia e Companhia




Estou certo  que nem sempre os caminhos que trilho me conduzem por onde mais desejo mas insisto. Pois sei que há uma divindade que existe e que não deixa de ser o meu farol e o meu guia – Sinto, todavia, pena que muitos meu escritos que aqui posto, por serem críticos e denunciadores dos arbítrios e das injustiças, desagradem a alguns espíritos, mas, como é sabido, também Cristo, que era Cristo e se deixou cruxificar em prol da sua doutrina e da humanidade, também chegou a escorraçar os vendilhões do templo





Embora vivendo na cidade, este é o meu retiro espiritual, para onde habitualmente me desloco, nas minhas frequentes deslocações, fugindo da agitada e entorpecedora vida da floresta de betão armado, e em demanda de um repouso mais sereno e apaziguador, num íntimo encontro com as vibrações, os silêncios, os largos espaços, o pulsar de energias, a transcendência, a paz, a harmonia, com a primordial e verdadeira    Mãe-Natureza!


A natureza que Deus nos ofereceu é tão bela! Pena haver ódios e guerra no mundo. Mas o importante é que, cada um, em cada dia, seja positivo nos seus pensamentos e seja um elo de amor e de alegria no convívio com a sua família e os seus amigos – O meu abraço pela amável partilha da vossa amizade


Nenhum comentário :