expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada, em Portugal, à socapa a fazer o quê? – Admite-se que a dar uma ajuda à defesa do seu amigo angolano, Manuel Vicente, com quem se encontrou, discretamente, na Ilha do Príncipe - Até porque os documentos não se extraviaram, garante Ministério Público , sobre a compra do apartamento de luxo, que o acusam de corrupção ativa do procurador Orlando Figueira – Aí estará, pois, para vir dar a sua ajudinha aos servidores da “lavandaria” de Angola, no Estoril

(atualização) Depois que foi denunciado, andou a dar entrevistas para fazer de contas que tinha ido em viagens de promoção - Na sua propaganda e contra.-informação pelos media  "diz que a "Cooperação deve ser repensada" para sacar mais uns milhões https://www.publico.pt/2018/02/16/politica/noticia/cooperacao-deve-ser-repensada-com-alguma-criatividade-diz-primeiroministro-saotomense-1803354 - 

E veja a resposta que lhe demos PATRICE TROVOADA - CPLP PODE «DEIXAR DE TER INTERESSE» NOS PRÓXIMOS ANOS-  “ –  Sim, se agenda de Maria do Carmo Silveira Trovoada, continuar a ser a mesma da do  primo: que enviou o tio Miguel Trovoada, a chefiar a missão de Observadores da CPLP,  nas eleições presidenciais que elegeram Evaristo Carvalho, em http://www.odisseiasnosmares.com/2018/02/patrice-trovoada-cplp-pode-deixar-de.html



É notícia da tarde hoje, dia 14, que “Cândida Almeida mantém tudo o que disse, mesmo depois de arguidos a desmentirem
Refere  o Público, que  “A ex-directora do DCIAP, ouvida neste julgamento na qualidade de testemunha, manteve tudo o que disse até ao momento em tribunal no âmbito da Operação Fizz.


A ex-directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal, Cândida Almeida, manteve tudo o que disse até ao momento em tribunal no âmbito da Operação Fizz, apesar de dois dos arguidos do processos a terem desmentido.

Em causa está sobretudo a proximidade que o ex-procurador Orlando Figueira, seu antigo subordinado no DCIAP, e o advogado Paulo Blanco, ambos suspeitos de corrupção e branqueamento de capitais, asseguram ter existido entre 2010 e 2012 entre a Procuradoria-Geral da República angolana e o serviço que a magistrada dirigia em Portugal. Ambos garantem que Cândida Almeida lhes deu instruções para partilharem com as autoridades judiciais angolanas informações sobre investigações em que decorriam em território nacional e se encontravam em segredo de justiça, uma vez que se tratava de processos em que o Estado angolano era parte nestes processos, na qualidade de queixoso. – Excerto de https://www.publico.pt/2018/02/14/sociedade/noticia/advogada-pede-acareacao-de-candida-almeida-com-arguidos-1803089


O primeiro-ministro de S. Tomé e Principie, ausentou-se do país, sem dar cavaco a ninguém – Em mais uma das centenas de passeatas, mais delas para tratar dos seus negócios ou assuntos pessoais . A noticia da sua deslocação para o exterior, não foi noticiada, como já é costume, mas nós obtivemos a informação de que se encontra em Lisboa, cidade onde a sua esposa, Nana Trovoada, habitualmente reside, em palacete dela e do marido,  na área Cascais-Estoril – Que é donde habitualmente parte para tratar da gestão da empresa CHARMBORDEAUX, S.A, ligada à Compra e venda de bens imobiliários.  situada a Rua Castilho em Lisboa

Naturalmente que, além de encontrar-se  com a esposa, é de admitir que a sua  deslocação também  possa prender-se com o recente encontro com Manuel Vicente, que teve na Ilha do Príncipe para onde se deslocou no jato pessoal do seu amigo angolan.

Dada a impassibilidade de Manuel Vicente, se movimentar em Portugal, furtando-se ao mandato  judicial  da Justiça Portuguesa, e, dispondo o afortunado Patrice Trovoada, de boas pedras, em vários sectores, que aqui pôde manobrar  durante os seus dois anos de exílio dourado, por onde se escapuliu, após a queda do seu governo, por força dos processos judiciais e das  graves acusações, que incidiam sobre o seu comportamento politico, sim, é  bem provável que tenha vindo a dar algumas instruções, que o seu amigo da onça, lhe haja passado.  

MANUEL ESTEVE NO PRÍNCIPE E NÃO SÃO TOMÉ – Tal como referimos neste nosso site


Em amena cavaqueira com o ditador e a esposa do Ruanda 
Chegou a ser noticiado, no passado dia 4, que O ex- vice presidente de Angola, sobre o qual há um mandado de detenção para notificação durante este fim-de-semana, encontra-se em São Tomé e Príncipe, sabe o Expresso. 

– Mas em S. Tomé  ninguém viu; o que pudemos apurar é que, na manhã desse dia, o Primeiro-Ministro de STP, partiu num jato particular para a Ilha do Príncipe, aeronave essa que terá feito ali escala, vinda de Angola, com Manuel  Vicente, no seu jato pessoal, para se encontrarem  na tranquilidade edílica da Ilha do Príncipe, longe de olhares curiosos ou inconvenientes

Era também referido na noticia do Expresso que “A Justiça portuguesa queria notificar Manuel Vicente da acusação que sobre ele pende durante este fim de semana, tendo emitido um mandado de detenção para o efeito. O Expresso contactou o ex-vice presidente da Angola que remeteu qualquer comentário para o comunicado dos seus advogados. A notificação será contudo impossível de fazer já que Manuel Vicente se encontra em São Tomé e Príncipe”  - Sim, andou por aquelas bandas mas na Ilha irmã.. http://expresso.sapo.pt/internacional/2018-02-04-Manuel-Vicente-esta-em-Sao-Tome-e-Principe


Dadas as relações, que ligam os dois políticos, pese o facto de Patrice Trovoada e seu pai, terem sido declarados apoiantes da UNITA, mas, hoje em dia, qual é o empresário ultraliberal  que queira saber das ideologias políticas para alguma coisa?, Que não seja a defesa e engorda das suas negociatas: é o que se presume que sejam as relações, Vicente-Trovoada, o empresário misterioso, que logrou larga fortuna através  dos obscuros negócios com a venda de blocos, na zona económica de STP, a empresas petrolíferas, tendo constituído várias empresas nos EUA (Texas), Gabão, França, Portugal e noutras paragens, de que nunca ousou pronunciar-se. 


Portugal é a "lavandaria" de Angola, dizem jornais norte-americanos


22.08.2017 1"O colonizador passou a colonizado", lê-se na reportagem do The New York Times, intitulada "Portugal dominou Angola durante anos. Agora os papéis inverteram-se". A extensa peça começa em Cascais, no Estoril Sol Residence, luxuoso bloco de apartamentos na marginal que atraiu a elite angolana - segundo o jornal, o prédio já é conhecido como "o prédio dos angolanos". 




Um proprietários da luxuosa Estoril Sol Residence mencionados pelo The New York Times é o vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, que terá pago cerca de 2,8 milhões de dólares pelo 9º andar com vista para o mar. Lembre-se que Manuel Vicente é suspeito de ter corrompido o procurador Orlando Figueira para que arquivasse dois inquéritos, um deles o caso Portmill, relacionado com a alegada aquisição deste imóvel de luxo no Estoril.  http://www.sabado.pt/mundo/detalhe/portugal-e-a-lavandaria-de-angola-dizem-jornais-norte-americanos

DOCUMENTOS QUE INCRIMINA VICENTE - A SALVO - 

Documentos sobre Manuel Vicente não se extraviaram, garante Ministério Público”   - Foi também noticiado pelo Expresso, que “Até hoje, Manuel Vicente nunca foi notificado quer da constituição de arguido, quer da acusação, tendo as autoridades angolanas recusado cumprir a carta rogatória para o notificar, invocando que Manuel Vicente ainda goza de imunidade devido ao cargo que ocupou na vice-presidência de Angola


Entretanto, há um facto novo:  a noticia de Documentos da compra do apartamento de luxo no Estoril por Manuel Vicente não se extraviaram como afirmou Cândida Almeida. O Ministério Público diz que estão arquivados em "local próprio".Na semana passada, a procuradora Cândida Almeida, que foi arrolada como testemunha no julgamento do caso Fizz, disse em tribunal que os documentos relativos à compra do apartamento de luxo no Estoril por Manuel Vicente se tinham extraviado quando o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) mudou de instalações em 2015. Mas, ao que parece, não terá sido bem assim.
De acordo com o Público, num requerimento enviado este fim de semana, um dos procuradores do Ministério Público que está a acompanhar a Operação Fizz, desmentiu que os papéis tivessem desaparecido. “Tratou-se de um manifesto lapso da testemunha, tanto mais compreensível quanto já deixou de exercer funções no departamento há uns anos”, escreveu o magistrado José Góis, citado pelo jornal. Cândida Almeida era então a diretora do DCIAP.

25/02/2017 Como Manuel Vicente comprou três apartamentos no Estoril: um para si, dois para os seus generais

A compra dos três apartamentos foi investigada pelo procurador Orlando Figueira. As suspeitas acabaram arquivadas, à semelhança do que aconteceu noutro processo de suspeita de branqueamento de capitais contra Manuel Vicente. Angola reagiu em comunicado, falando em "difamação" e "calúnia". Que provas tem o Ministério Público para acusar o vice-presidente de Angola?

É provável que o Estoril Sol Residence, na marginal que liga Lisboa e Cascais, seja o prédio mais investigado em Portugal nos últimos anos. Manuel Vicente foi um dos muitos compradores que não escapou às suspeitas de branqueamento de capitais, depois de ter adquirido um imóvel no 9º andar, através de três sociedades offshore que também terão servido para comprar outros dois apartamentos no mesmo local para os seus principais generais: um para o general Dino, outro para Kopelipa.

As suspeitas deram origem a um inquérito que foi conduzido por Orlando Figueira, o procurador que chegou a estar em prisão preventiva e na semana passada foi acusado de quatro crimes, entre eles corrupção passiva, por alegadamente ter recebido 760 mil euros de Manuel Vicente para arquivar processos que visavam o atual vice-presidente angolano e à data presidente da petrolífera Sonangol. Um dos processos que o Ministério Público considera ter sido oportunamente arquivado por Orlando Figueira foi precisamente este.

Depois de uma semana de silêncio anormal do governo angolano, do MPLA e até dos jornais do regime – que noutros tempos tinham sido muito críticos das investigações do Ministério Público português a angolanos –, o governo de José Eduardo dos Santos deu um segundo sinal de que Angola não gostara da acusação que vira sair de Portugal. Depois do cancelamento da visita da ministra da Justiça a Angola, prevista para os dias 22, 23 e 24 de Fevereiro, o governo angolano reagiu em comunicado à acusação do seu número dois, dizendo que aquele despacho que acusa Manuel Vicente de corrupção ativa ameaça as relações bilaterais entre Angola e Portugal

O Ministério das Relações Exteriores de Angola classificou como “inamistosa e despropositada” e até como “um sério ataque à República de Angola, suscetível de perturbar as relações entre os dois Estados” a forma como foi divulgada a acusação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP). A nota do ministério angolano frisa ainda que o resultado do inquérito judicial está a ser aproveitado “por forças interessadas em perturbar ou mesmo destruir as relações amistosas existentes entre os dois Estados”. E mais: diz que o mesmo atinge Angola na sua soberania “ou altas entidades do país por calúnia ou difamação”. Excerto de http://visao.sapo.pt/actualidade/portugal/2017-02-25-Como-Manuel-Vicente-comprou-tres-apartamentos-no-Estoril-um-para-si-dois-para-os-seus-generais


EIS ALGUMAS PASSAGENS  QUE  REFERIMOS NESTE SIT - NO PASSADO DIA 4

MAIS UMA VISITA PRIVADISSIMA, AO ESTILO DA FRUSTRADA VIAGEM DO REI DE MARROCOS E BONGO – Num Ilha esquecida do resto do mundo mas sossegada para a pirataria encartada ter os seus encontros



REFEREM FONTES SANTOMENSES – DIZ OCTÁVIO BANDEIRA, NO INFORMAR COM VERDADE, QUE “O HOMEM QUE NÃO GOSTA DO POVO PEQUENO VIAJOU HOJE DE JATO PRIVADO Á ILHA DO PRÍNCIPE.
"O Primeiro Ministro Patrice Trovoada aumenta tudo para crucificar o povo que ele chama de pequeno, aumentou imposto , aumenta o preço do Passaporte para um milhão e setecentas mil dobras , na nossa moeda antiga que deixou saudades, impedindo o povo pequeno de obter um Passaporte para viajar.
Enquanto isto, o senhor Primeiro Ministro gasta fortuna numa vida de luxo. Aluga avião passa boa vida no Hotel de luxo no Príncipe, enquanto o avião fique a sua espera.
O povo pequeno a ver o navio a passar.
Senhor Primeiro Ministro Patrice Trovoada, diga ao povo pequeno quanto custou este seu fim de semana no Hotel Praia Sundy?
 Negócios! Negócios!.. Fala-se de que ambos, quer Patrice, quer Vicente,   são possuidores de negócios nas Ilhas Maurícias e Djibouti – E também se comenta que ambos terão estratégias empresariais comuns em S. Tomé, já consumadas ou a consumar, além do que de desconhece noutras paragens

PROJECTO DE GÁS LIQUEFEITO ANUNCIADO COM HONRAS DE TELEJORNAL - PARA VIRAR FRACASSO IMEDIATO -  COM OS ENORMES BALÕES CILÍNDRICOS DEIXADOS A FLUTUAR AO SABOR DAS MARÉS  23/12/2016 São-Tomé, 23 Dez ( STP-Press )  – A empresa da Guiné-Equatorial, Sonagás iniciou a construção de instalação na Ilha de São-Tomé para a produzir  gás de petróleo liquefeito, GPL, com vista a abastecer o mercado são-tomense – anunciou quinta-feira o responsável da empresa, Daniel Gomes Lopez.http://www.stp-press.st/215.htmo da cooperação bilateralEmpresa da Guiné Equatorial vai produzir gás de petróleo em São
Os contentores ficaram a boiar junto à pequena ensaiada da cidade das Neves e o projecto acabou em águas de bacalhau - Isto, porque, a técnica de Patrice Trovoada, que tem passado a maior parte do tempo da governação, fora do pais, nos seus negócios mistérios, promete mundos e fundos por onde anda e com os mesmos projetos: E, como S. Tomé, pouco mais tem que bonitas praias e paisagem, alguém  tem de ficar de fora - Terá sido o caso do ex-operacional Peter Lopes,  a avaliar por uma das imagens dos conterores, que postou no alto da sua página 

POUCOS MESES  DEPOIS - 03/08/2017 -. Eis  esta elucidativa reação - "O ministro de Estado e da Integração da Guiné Equatorial, Baltazar Edjo, disse hoje em São Tomé que a "falta de uma definição clara" pode dificultar o desenvolvimento da cooperação em várias áreas com São Tomé e Príncipe Economia - Guiné Equatorial considera haver "falta de definiçã


AINDA MAIS SAFADOS QUE NO TEMPO COLONIAL 

VEJA-SE COMO É QUE PATRICE EM MENOS DE UM MÊS ROMPE ACORDOS PETROLÍFEROS COM ANGOLA, VOLTA-SE DE SEGUIDA PARA A GUINÉ EQUATORIAL PARA DEPOIS VOLTAR-SE PARA O REGAÇO DO AMIGO MANUEL VICENTE – Ambos já assinalados por processos de corrupção    
Pressionado por Angola ao pagamento dos 40 milhões de dívida do fornecimento de combustível.  para fugir aos compromissos, rescinde acordo com este país e vira-se para a Guiné Equatorial, mas também por pouco tempo; pois não tardaria  a dar o dito pelo não dito  - José Eduardo dos Santos, que  nunca manifestou grande afecto pelos Trovoadas, quer por razões ideológicas, quer comportamentais, possivelmente já assombrado pelos seus problemas de saúde, é de crer que nem se desse conta de que, depois de Patrice Trovoada ter bruscamente rescindindo o acordo  da exploração do Petróleo  da Sonangol  com a Agência Nacional de Petróleo de São Tomé e Príncipe(ANP), o mesmo farsante voltasse a cair nos braços de Manuel Vicente, com o qual são conhecidas antigas cumplicidades

Jornal de Angola  -09/12/2016 A Agência Nacional de Petróleo de São Tomé e Príncipe(ANP) rescindiu, em nome do Governo santomense, um contrato de partilha de produção no Bloco 2 da Zona Económica Exclusiva (ZEE) com a Sinoangol STP “por incumprimento das obrigações contratuais”, soube-se de fonte oficial.
Um comunicado de imprensa assinado pelo director da ANP, a que a PANA teve acesso, indica que a decisão de “rescisão” não afecta os direitos e as obrigações dos demais contratantes desta plataforma. A violação “sistemática e contínua” das leis das operações de tributação e de receitas petrolíferas esteve na base desta decisão apoiada pelo Governo santomense", lê-se na nota. (… ) O contrato de partilha de produção (CPP) entre o ANP STP e a Sinoangol foi assinado em 4 de Outubro de 2013 para efeitos de adjudicação do bloco 2 da ZEE.Concessionária rescinde contrato com a Sinoangol - Jornal de Angola


São Tomé rescinde o contrato de petróleo com joint venture Sinopec-Sonangol 07/12/2016  - SAO TOME (Reuters) - São Tomé e Príncipe decidiu rescindir uma concessão de petróleo concedida à Sinoangol, uma joint venture entre as companhias petrolíferas estatais chinesas e angolanas por "violação e violação" de seu contrato, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) disse na quarta-feira. Sao Tome to terminate oil block with Sinopec-Sonangol joint venture ...


Nem a Sonangol de Angola nem o Sinopec da China podem ser imediatamente alcançados para comentar. Sao Tome to terminate oil block with Sinopec-Sonangol joint venture ...


Manuel Vicente passa a "gerir" exportações em Angola - Tal como foi noticiado, José Eduardo dos Santos, antes de se afastar do poder,  entregou a Manuel Vicente a pasta das  exportações em Angola 25/07/2017 Manuel Vicente passa a gerir exportações em Angola - Angola ...  Que o mesmo é dizer que passa a ser a mão do baralho dos grandes negócios da causa nostra: de resto, o vice-presidente angolano, sempre foi o todo poderoso homem do petróleo e das maiores negociatas do poder  e da cumplicidade  com as suas principais alavancas,  



VICENTE  O HÁBIL JOGADOR SEM PUDOR E SEM ESCRÚPULOS   - O homem que deu apoio  a Patrice Trovoada, no seu regresso a S. Tomé, depois deste se ter refugiado dois anos em Portugal para não ser preso das graves acusações que lhe eram imputadas 

Aqui temos, pois, e uma vez mais, um tal Manuel Vicente, no melhor do seu estilo descarado: - Repondo  a exportação do gás de Angola, a S. Tomé.  através da Sonagás (após alguns “constrangimentos”por acumulação de divida de 40 milhões USD do Estado são-tomense para com a ENCO),  passando, assim, numa única cartada, a  distribuir benesses  aos  parceiros do grupo dos  felizardos  - Isto, porque, como o dinheiro não custa a ganhar aos franco-atiradores, o  que conta é o volume dos cifrões.
Patrice ladeado por líderes da UNITA

Por isso mesmo,  neste jogo de interesses cruzados, sendo, a ENCO”, maioritariamente da Sonangol, nada obstou que fossem  gastos cerca de 10 milhões.de dólares  na sede do novo edifício da dita sociedade comercial  ENCO, em S. Tomé, na qual a alta corrupção angolana e a tribo Trovoada, agora se juntam, pesem as conhecidas ligações dos Trovoadas à UNITA  - Mas qual é o corrupto, que hoje em dia, tem alguma ponta de ideologia, que não seja a de encher os bolsos?


Com Taiwan em S. Tomé 
Com a China em Pequim
A TRIBO DOS MERCENÁRIOS TROVOADAS JOGOU COM TAIWAN, FOI APOIANTE DA UNITA , ENQUANTO LHE INTERESSOU - Para se opor às ligações históricas do MLSTP com o MPlLA e  do MLSTP com a China  -  a tribo dos Trovoadas  joga não olha a meios  nem à cor do diabo para fazer o seu jogo

Tal pai, tal filho - mas, ao que parece, pese o Miguel, já ter levado com o chapéu de  UM PROSTITUTO EM BISSAU, dizem que nem o pai de Patrice, o consegue entender    -  Daí, que, neste negócio - com cheiro a gás aporcalhado - , não falte o olfato de um  Patrice a entrar nos jogos da mesma  baralhada - Vindo a propaganda a clamar que a distribuir do gás angolano  reduz os presunçoso no mercado em cerca de 31% dos preços de gás”,- Claro que  numa minoria de 7%, que é quem o tem podido comprar: pois quem é que,   com salários de 45 euros mensais,  pode dar-se ao luxo usar gás em sua casa?

ISABEL DO SANTOS  A EMPRESÁRIA MILIONÁRIA SÁBIA - Detentora  da maioria das acções da Sonagás - A   dita Isabel dos Santos continua a ser a mulher mais rica de África e a estar no top das milionárias da Terra Isabel dos Santos no top 10 das mais poderosas do mundo - Angola ...



Passando assim a atestar ainda mais o cesto das empresas da sábia empresária Isabelinha? – A quem o banqueiro do BES, antes de cair em desgraça, teceria largos elogios Salgado elogia Isabel dos Santos: "Uma excelentíssima empresária" - que,  tanto ela, como a justiça angolana, não  vêm qualquer incompatibilidade em gerir os seus negócios privados com os do Estado ou até de os misturar Isabel dos Santos. Supremo diz que nomeação para Sonangol é legal


Outro dos grandes contemplados pelas exportações projetadas por Manuel Vicente, é o próprio sobrinho de Manuel Vicente, que, de acordo com o que já foi referido pela imprensa alemã, citada pelo Expresso, ,  aparece como administrador de seis contas offshores, três das quais ligadas a negócios privados de distribuição de petróleo e gás da Sonangol – E, certamente, também o seu grande quinhão  para quem parte e reparte:  - Ou não tivesse sido ele  o chefe máximo da empresa petrolífera estatal angolana Sanogol, tendo  à sua disposição milhões  de fundos  a seu belo prazer com os quais pôde promover os negócios paralelos que quis e lhe apeteceu.
Vicente  vai ser julgado em Portugal no Processo ″Operação Fizz″   por alegada corrupçãomas pelos vistos, essa questão  não lhe deverá roubar o sono; até porque, Angola é muito rica e ele é um dos poucos a beneficiar dela. - Sim, porque,  apesar da imensa riqueza petrolífera, a maioria dos angolanos nada beneficiou com os diamantes e o petróleo,  tendo  Angola registado   uma das maiores taxas de mortalidade infantil no mundo, em que muitos cidadãos vivem abaixo da linha de pobreza, sobrevivendo com menos de US $ 2 po



Nenhum comentário :