expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 11 de abril de 2018

S. Tomé - Manifestações estudantis ao governo de Patrice Trovoada: contestado nas ruas por estudantes da Universidade Pública de São Tomé, revoltados pela afronta das suas politicas mercenárias - Com greves que paralisaram as aulas







O Rambo desfila com a sua gabarolice e afronta 
GOVERNO DE PATRICE TROVOADA, ESMAGA A POPULAÇÃO DE IMPOSTOS, PAGANDO SALÁRIOS MISERÁVEIS , O EQUIVALENTE A  CERCA 40 EUROS MENSAIS, RECEBENDO MILHÕES DE APOIOS EXTERNOS  - Novo passaporte eletrónico, incomportável para a generalidade dos cidadãos, o equivalente a  dois salários mínimos  - Universidade Pública de São Tomé paralisada é outro dos sinais, bem esclarecedores, a denunciar a hipocrisia e a desenfreada corrupção das politicas do nativo gabonês, prendado com apoios de centenas de milhões de dólares ou euros  mas que, na prática, em nada têm contribuído para melhorar o nível de vida dos santomenses, pese a alavanca da propaganda, tanto interna, como externa, colocada ao serviço dos seus malabarismos manipuladores


OS ALUNOS DO INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO (ISP) DE STP REVOLTARAM-SE. – Refere a Lusa que "Os alunos da Universidade Pública de São Tomé e Príncipe (USP) estão em greve desde segunda-feira às aulas, protestando contra a falta de água potável, livros científicos na biblioteca e abuso de autoridade dos professores.

"Nós reivindicamos um conjunto de situações que os responsáveis da universidade conhecem, reivindicamos professores de qualidade, agua potável, uma biblioteca com mínimas condições para os estudantes, casas de banho com as mínimas condições, reivindicamos a nossa bolsa interna, já há três anos que não nos pagam", explicou Dedicerei Viegas, responsável da associação dos estudantes.

"Quando precisamos de beber água temos que ir comprar ou recorrer a residências vizinhas para pedir. Por causa disso, ouvimos insultos, temos problemas de formatura, temos uma biblioteca que só existe como edifício" mas está sem livros, explicou, por seu turno, a estudante Durrute Soares.

Durrute Soares disse que a paralisação é para durar "por tempo indeterminado, enquanto os problemas não forem solucionados", e acusa a reitoria da universidade de "violar o direito dos estudantes", impedindo a continuação dos estudos para aqueles que têm atrasos no pagamento das propinas.

Da forma que está não pode continuar e nós não vamos suspender a nossa paralisação", sublinha.
A associação dos estudantes da USP contou ainda um rol de problemas existentes e pede ao Ministério da Educação, Ciência, Cultura e Comunicação que envie para a instituição uma equipa de inspeção "para tomar ocorrência do que se está a passar de fato nesta universidade".

Os estudantes fecharam os portões que dão acesso a universidade com correntes e cadeados que horas depois foram retirados pela direção.
Os responsáveis da Universidade Publica de São Tomé foram contactados por jornalistas, prometeram uma declaração que, entretanto, não aconteceu até ao momento.- Excerto de https://www.dn.pt/lusa/interior/greve-de-estudantes-da-universidade-publica-de-sao-tome-paralisa-aulas-9247290.html

CUSTO DE VIDA PELA HORA DA MORTE - CADA VEZ MAIS ELEVADO EM STP.


Correm vozes na redes sociais, com esta denúncia; Nos últimos meses, em STP, tem-se assistido aumento de géneros alimentícios, produtos de higiene e limpeza, etc. Os aumentos, na maioria das vezes, chegaram à 40%. Num país pobre, em que a maioria da população vive na pobreza, com um ordenado que nem chega para se alimentar durante um mês, isso acontece. Houve aumento das taxas alfandegárias, aumento dos impostos, aumento em prestações de serviços aos utentes, em 2019 haverá introdução do IVA, mas não se fala em aumento salarial. Com esse andar da carruagem, os cintos vão se apertar tanto até 360° e chegarem as fivelas, para a maioria da população, enquanto uma minoria vai alargando os cintos ou suspensórios. Aonde iremos parar com isso tudo? Que futuro para STP? Que futuro terão as crianças que não sabem o que é ter uma infância feliz, um lar, uma refeição antes de ir à escola? Como sobrevivem os velhos com uma reforma de 20€? Dá que pensar! Ainda existem pessoas que dizem estarmos no " Bom caminho". Até podem ter razão porque o destino deles deve ser diferente da maioria.STP REAL. Noemy Vaz Medina


A pobreza conduz à degradação das condições de vida e propicia o aumento das doenças – E é justamente para onde apontam as estatísticas, em relação aos casos de tuberculose, que têm vindo a recrudescer, desde 2014


São Tomé e Príncipe registou em 2015 mais casos de tuberculose do que em 2014 – segundo então foi anunciado por fonte  sanitária, por ocasião da celebração do Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose.

Amigas e amigos "IRMÃOS",

A minha revolta é ainda maior quando todos sabemos a forma tão apaixonada como o actual poder político, assim como o partido que apoia o atual governo e o seu líder se apoderaram dos órgãos estatais de comunicação social em que mais de 90% das notícias são para passarem as suas mensagens e transformarem as outras forças políticas e a sociedade civil visível em meros espectadores de bancada, coartando-os de transmitirem os seus pensamentos, as suas opiniões e as diferentes ideologias políticas, assim como o exercício democrático da promoção do contraditório, princípio básico e elementar de um Estado democrático. Assim:

Porque julgo que nenhum partido, governo, mulher ou homem são suficientemente fortes para se imporem a todos e a todo o tempo, e que igualmente ninguém pode estar todo o tempo eivado de medo de que outros lhe possam fazer mal, prejudicar e melindrar;


Vendedor de ilusões e da banha da cobra 


Porque como eu, Vossas Excelências, membros do Governo, da Assembleia, muitos amigos meus de longas jornadas, defendem, tenho a certeza, a democracia, a liberdade de expressão, a separação de poderes e o Estado de Direito deixo aqui o meu veemente repúdio e a certeza de que jamais voltará a acontecer um ato tão ignóbil como este.´

Ao Reverendíssimo Bispo da Diocese de São Tomé e Príncipe, a todas as autoridades religiosas, aos governantes e à sociedade civil em geral deixo aqui o apelo de não cederem perante quaisquer tipos de tentativas de silenciar, discriminar e hipotecar esta jovem nação.
E porque acredito que podemos fazer melhor, estendo as mãos a todos para que, juntos, independentemente de quem está no poder, possamos continuar a dar o nosso contributo!
São Tomé 01 de Agosto de 2016
Liberato Mata Moniz
",


"PAÍS A SAQUE" - Diz a oposição -  JÁ NEM SEQUER HÁ DINHEIRO PARA SUPORTAR ALIMENTAÇÃO DOS PRESOS -



SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE – O  SEGUNDO PAÍS LUSÓFONO COM MAIOR CONSUMO DE ÁLCOOL


Mais de seis em cada dez jovens com mais de 19 em São Tomé e Príncipe consomem bebidas alcoólicas, revelam estudos que concluem que o consumo entre os estudantes está a crescer a um ritmo “assustador”, disseram investigadoras. 



CADEIA CENTRAL - UM ANTRO HORRIPILANTE - EM PIOR ESTADO QUE NOS ANOS MAIS OPRESSIVOS DO GOVERNADOR CARLOS GORGULHO, - NA DÉCADA 50 - DEVERÁ SER A CADEIA MAIS HORRÍVEL  DO CONTINENTE AFRICANO  

"O sistema prisional   - Em todo o país, há apenas uma prisão. Isso significa que adultos, jovens e mulheres são todos detidos juntos.Isso também significa que as pessoas que aguardam julgamento ficam nas mesmas instalações que aqueles que são condenados. Este problema é exacerbado por longas detenções preventivas que resultam em superlotação. - 

Como resultado, as temperaturas elevadas, a ventilação insuficiente e os padrões de alimentos e saneamento são comuns.  Denuncia o referido relatório de 2017.que detalhou 268 prisioneiros que estão sendo mantidos em uma instalação para 260 no máximo. 

Referindo que "O atendimento médico dentro do sistema prisional também é um problema. Nenhuma acomodação é feita para prisioneiros com deficiência e a prisão não possui suprimentos médicos básicos. Para emergências médicas, os prisioneiros são levados às pressas para o hospital nacional". À frente mais pormenores

 NÃO SE TENDO EFECTUADO OBRAS DE CONSERVAÇÃO OU DE AMPLIAÇÃO   NA CADEIA,  AS CONCLUSÕES   DO RELATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS DE 2017 NAO DIFEREM DAS QUE FORAM REGISTADAS POR INSPECTORES COLONIAIS - NESTES TERMOS:  "É de salientar o estado deplorável do edifício  da “cadeia”, principalmente as suas divisões internas,  de compartimentos exíguos e em condições miseráveis de higiene A cadeia, estava com muitos presos e,  quando lá entrei, estavam todos a comer de cócoras no corredor que dá ingresso às celas e em cujo topo existem, vedados por um biombo-parede, uma imunda latrina e um chuveiro para banho. É um espectáculo a todos os títulos lastimoso e a  própria limpeza de tudo aquilo e o cheiro de classificar de afrontoso.

RELATÓRIO DOS DIREITOS HUMANOS, DENUNCIA AINDA A CORRUPÇÃO  NO GOVERNO E NA JUSTIÇA - BEM COMO A VIOLÊNCIA DOMESTICA

Corrupção no governo   - Relacionado a condições precárias de prisão são os problemas atuais da nação com a corrupção. O maior bolso de corrupção potencial parece ser o judiciário.

Mesmo que os juízes ganhem salários substanciais, os relatórios indicam que estão aceitando subornos. Além disso, o Departamento de Estado dos EUA informa que "o sistema judicial estava sujeito a influência ou manipulação política". Enquanto o governo investiga potenciais corrupções e abusos de poder, os funcionários geralmente recebem impunidade.

A constituição de São Tomé e Príncipe oferece as liberdades de expressão e de imprensa. O governo não limita o acesso à internet ou parece censurar diretamente o conteúdo da mídia. No entanto, o Departamento de Estado menciona a possibilidade de que "a mídia de propriedade do governo interrompeu intencionalmente a transmissão de discursos críticos por deputados da oposição".


Mas quem  é que pode confiar num Governo, liderado por um empresário, golpista e malabarista, conotado como Empresário misterioso, cujo nome  e da mulher, continuam associados as várias empresas no Texas, em Portugal, Marrocos, França, Gabão,  com cumplicidades, não se sabe com quem, cujos milhões de empréstimos externos,   se desconhece se destinam  a servir os interesses coletivos ou os seus próprios negócios, sabendo-se das acusações que lhe foram feitas das chorudas negociatas arrecadadas com os leilões dos blocos de petróleo, tendo por esse facto sido  afastado do cargo de conselheiro para os assuntos petrolíferos do actual Presidente, Fradique Menezes, em 2005, sob suspeita de usar a sua posição em benefício próprio.  Além disso, ele mesmo diz  que “comprar votos faz parte do jogo” – pois saberá, com  certeza,  que, num dos países mais pobres de África, assim é fácil ganhar eleições, corrompendo as  consciências; distribuindo dinheiro, que, depois de instalado no poder, poderá facilmente retirar dos cofres públicos, sabendo que ele coloca no Banco Nacional, gente da sua família ou outros de credibilidade duvidosa 

GOVERNO DESACREDITADO – MINADO PELA CORRUPÇÃO E JOGADAS  DO MAIS DESPUDORADO OPORTUNISMO - Que tem como esteio parlamentar um partido fundado por Miguel Trovoada - De quem se diz: Guiné-Bissau. MIGUEL TROVOADA, UM PROSTITUTO EM BISSAU


Nenhum comentário :