expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 10 de maio de 2018

S. Tomé - Presidente do Supremo Tribunal da Justiça diz que, o Estado Democrático está ameaçado – Juiz Conselheiro, Manuel Silva Cravid, acusa de promover mentiras atrás de mentiras e de mais uma vez não cumpri decisões judiciais. – MLSTP apela a mobilização nacional contra a ditadura de Patrice – Patrice convoca embaixadores para fazer valer a sua propaganda – Como se eles andassem distraídas - O fito é dispor de mais uma horas televisivas para tentativas de manipulação da opinião pública



Jorge Trabulo Marques  Jornalista - informação e análise


GOVERNO, PARLAMENTO E O PRESIDENTE DA REPÚBLICA NÃO TÊM CONDIÇÕES DE GOVERNAR ESSE PAÍS, NADA ESTÁ A FUNCIONAR.

Facebook - "Este homem está louco... o quê que EUA tem haver com STP meu Deus? Temos que tentar resolver os nossos problemas e deixar de ilusões, com um sonho descabido que vamos ser como Dubai, o verdadeiro Dubai tem uma boa política de desenvolvimento, inclusive criação de emprego comum, coisa que em STP nem se quer passa na cabeça do Governo, a pouco riqueza que temos está canalizador para um grupo de indivíduos e com muita bandidagem."



 
PATRICE TROVOADA ESTÁ QUEIMADO E DIFICILMENTE REUNIRÁ CONDIÇÕES PARA GOVERNAR – Perdeu todos os trunfos que havia logrado nos primeiros dois meses do ano. O partido e o governo, vão de mal a pior; estão completamente desorientados – Não respeitam as leis, a separação dos poderes institucionais, querem  envolver todas as instituições  na molhada  do mesmo farnel  

Agora, já não é só Povo Pequeno,  que não acredita na bondade das suas intenções, também a imprensa internacional, começa a reconhecer que a governação de Patrice é um caso perdido, um monumental fiasco, recheado de atropelos e abusos, de sucessivos erros, sem remendo possível

 GOVERNO DE PATRICE TROVOADA BATEU NO FUNDO POÇO

Ele pode dizer ao Evaristo para que lhe faça isto ou aquilo mas o que ele nunca deveria ter feito é provocar as instituições judicias e humilhar os juízes – É uma classe, geralmente muito unida, que não gosta de ser insultada e maltratada na praça pública – E  a arrogância de Patrice Trovoada,  tudo tem feito para subordinar e humilhar o poder judicial, subjugando-o e insultando com intoleráveis chavões de máfia, quando, afinal, ele é que tem mostrado evidenciar-se como o chefe da causa nostra. 

Recomenda o bom senso que  a última coisa que um Governante deve fazer é esgrimir  pugilato com a justiça; ao Governo compete governar segundo as leis aprovadas na AN mas quem depois reconhece se as leis são bem ou mal aplicadas, cabe aos juízes, aos Tribunais:– o seu Governo e o seu partido, revelam-se incapazes de compreenderem e respeitarem esses princípios constitucionais. 





JUIZ CONSELHEIRO MANUEL SILVA CRAVID  AFIRMA  QUE ESTÁ NO CARGO PARA SERVIR A DEMOCRACIA E O SEU PAIS

Numa entrevista transmitida pelo Facebook, Manuel Silva Cravid, diz que é um santomense  (o que não é o caso do nativo gabonês, Patrice Trovoada) que desempenha o cargo para servir o seu pais e fazer o seu trabalho: as leis quando são legais são para serem cumpridas e garante que vai manter-se no seu posto

"Nós sempre nos pautamos por um respeito basilar, que   é o respeito dos órgãos de soberania e por ele nos vamos continuar a bater. Acusa o governo de mais uma vez não acatar uma decisão judicial: nós estamos agora numa série  de decisões dos órgãos judiciais que não são acatados. Quer dizer que o Estado Democrático está ameaçado; ninguém acata as decisões judiciais

 O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Manuel  Silva Cravid, acusa o governo de Patrice de promover mentiras atrás de mentiras, com argumentos falaciosos . Avisa que, Manuel Silva Cravid, é um santomense e que está no cargo para servir o seu pais e fazer o seu trabalho: as leis quando são legais são para serem cumpridas, pelo que garante que vai manter-se no seu posto até ao último momento


Diz a Constituição da República Democrática de S. Tomé e Príncipe, que "Os órgãos de soberania devem observar os princípios da separação e  interdependência estabelecidos na Constituição. No entanto, não é isto que tem demonstrado o atual Primeiro-ministro, que, além de dispor de uma maioria parlamentar confortável e de contar com a eleição de um Presidente da República, da sua confiança política (numa eleição de duvidosa credibilidade), tudo tem feito para exercer o seu controlo sob o poder judicial, situação que tem vindo a gerar uma crescente instabilidade e mal-estar, quer minando a  confiança da população na sua ação governativa, quer no interior dos diversos sectores judiciais


DITADURA DE PATRICE – O MAIOR CANCRO DA SOCIEDADE SANTOMENSE  - QUE É URGENTE E ERRADICAR

Alice Carvalho Juíza do Supremo Tribunal de Justiça, começou por denunciar a postura ditatorial de Patrice Trovoada. «O nosso país em termos de democracia tem vindo a progredir, até este momento em que aparece no governo o dr.Patrice Trovoada. Chegou e está a por em causa todos os progresso que nós tivemos até hoje em relação à democracia. Isto não pode ser», afirmou a juíza.

O Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Manuel Silva Cravid, também se pronunciou. «Nós somos são-tomenses. Nós nascemos e vivemos em São Tomé, nós amamos São Tomé e Príncipe, e queremos que São Tomé e Príncipe vá em frente. Ninguém seja ele quem for acha que é mais são-tomense do que nós. Pode achar que tem mais direitos do que nós. Somos todos são-tomenses e o direito é igual para cada um de nós. Por isso o parlamento faz as leis, o parlamento cumpre as leis. Vir dizer quem pode mais faz mais é conversa de ditador»,  Crise : Juízes denunciam Patrice como Ditador 


PATRICE TROVOADA - AUTORITÁRIO E VINGATIVO

E logrou levar a sua avante, com o controverso saneamento, de juízes que não eram da sua confiança política, com a cumplicidade estrangeira, mobilizados por Bandeira  - Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores” Publicado em 15 Mai 2016C - Para Patrice Trovoada os juízes considerados medíocres nos resultados da inspeção aos magistrados judiciais, poderão ser uteis em outros sectores do país.“Se não tem aptidão podem fazer outra coisa. O governo está disponível para coloca-los noutro sector, não são pessoas inválidas. São pessoas que para determinada função foram consideradas inaptas. E qual é o problema?», afirmou o Chefe do Governo. Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectore
Silva Cravid - STP_PRESS
ELEITO HÁ UM ANO – JUIZ MANUEL SILVA CRAVID PROMETEU, QUE A ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA É A TAREFA PRINCIPAL

 Segundo ele é fundamental para que os tribunais funcionem em pleno. «É preciso que a sociedade são-tomense volte a acreditar no sistema judicial. É preciso que os políticos deem algum crédito ao sistema judicial, que não estejam a contribuir para que o bom nome do Estado são-tomense fique mal parado», concluiu. Internacional - Silva Gomes Cravid eleito novo presidente do Sim, mas tem pela frente o chefe de um bando de malfeitores que faz das Ilhas a sua propriedade colonial

Juiz Cravid avisou que não ia aceitar ingerência nos assuntos dos Tribunais" «Os tribunais são um órgão de soberania, como o governo, a assembleia nacional e o Presidente da República são. Não nos cabe imiscuir nos assuntos do Governo, nem da Assembleia Nacional e muito menos nos assuntos do Presidente da República. E Gostaria que os outros órgãos de soberania agissem em conformidade», assim  respondeu o novo juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional, Manuel Silva Gomes Cravid.

Sim, Patrice  pode continuar a fazer do Presidente Evaristo Carvalho, o seu pau-mandado, para que não  lhe perturbe o jogo, porque,  quem tem mais de vinte filhos e várias dezenas de netos, como é o seu caso (embora muitos deles, já  bem nutridos e orientados na vida), primeiro  tende a voltar-se para o  seu umbigo.
Mas, alto lá, se a solidariedade  publicamente manifestada pelo seu cunhado, Juiz conselheiro, Silvestre Leite, para com os seus pares,  for sincera e não passar de um mero ramalhete de hipocrisia,  poderá vir a revelar-se um sinal de que o azimute tomado  por Evaristo, até possa vir  a mudar rumo, dada sua destreza de nunca sair da crista da onda.

A  cegueira patriciana vai ao ponto de afrontar as orientações da justiça do novo governo Angolano, ao rejeitar a entrega da fábrica Rosema ao seu legitimo proprietário que é a conclusão que se extrai dos graves e sucessivos erros judiciais, está tramado. João Lourenço, dificilmente aceitará que um dos empresários, mais cotados em Angola, conquanto tenha caído em desgraça na ditadura dos Santos e Pecadores , possa ser alvo da humilhação e do terrorismo politico, que abertamente Patrice, já lhe moveu

Quem precisa do combustível angolano, como a papa do bébé para a sua boca e, ainda para mais não pagas as dividas, devia ter em atenção as mais elementares cautelas diplomáticas: Por isso, não é de estranhar, que não tarde a  pagar cara a sua mesquinha arrogância. Por outro lado, usando e abusando do tempo de atenta, não dando a oportunidade de se defender mas de querer impor à força  os seus argumentos, as suas falsas promessas, sim, no interior de um pequeno pais pode descambar para atos incontroláveis, pese o facto da natureza pacifica dos santomenses.

Nota-se nos comentários das redes sociais um grande descontentamento, um sentimento de revolta e de inquietação: as aparições de Patrice Trovoada, na televisão do Estado, acabam por revelar-se autênticos tiros nos pés, que só o descredibilizam, tanto interna como externamente: na medida em que facilmente se reconhece, que tudo o que diz é cerebral, é provocação e descarado calculismo,  de quem quer agarrar-se ao poder  seja de que forma for:  são expressões que não infundem seriedade mas manifesto rancor, vaidade e arrogância  a raiarem o absurdo e o intolerável. 

 Ele pode dizer ao Evaristo para que ele faça isto ou aquilo mas o que ele nunca deveria ter feito é provocar as instituições judicias e humilhar os juízes – É uma classe, geralmente muito unida, que não gosta de ser insultada e maltratada na praça pública – E  arrogância de Patrice Trovoada,  tudo tem feito para subordinar e humilhar o poder judicial, subjugando-o e insultando com intoleráveis chavões de máfia, quando, afinal, ele é que tem mostrado evidenciar-se como o chefe da causa nostra. 





PATRICE – DEPOIS DE VÁRIAS HORAS DE PROPAGANDA TELEVISIVA – AGORA CONVOCA O CORPO DIPLOMÁTICO ACREDITADO PARA VENDER A BANHA DA COBRA – Como se  os  embaixadores ou outros representantes dos consulados ou das embaixadas, não seguissem atentamente as suas arruaças . É simplesmente para voltar a matraquear propaganda nos mais distraídos.
Governo são-tomense convocou embaixadores para explicar crise no setor da justiça

O governo são-tomense convocou hoje o corpo diplomático para explicar a crise no setor judiciário, surgida com a exoneração e reforma compulsiva de três juízes conselheiros do Supremo tribunal de Justiça, segundo uma resolução aprovada maioritariamente pelo parlamento.

"Esse encontro tido com os representantes do corpo diplomático é, sobretudo, para apresentar a situação atual, explicar que é um processo que nós esperamos ser transitório", disse aos jornalistas a ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos, Ilza Amado Vaz.


Afrika Gericht von Sao Tome (DW/J. Rodrigues)TÉLA NÓN – Juízes jubilados elucidam PR do Parlamento sobre a legalidade
 Na terça – feira, Patrice Trovoada primeiro Ministro e Chefe do Governo de São Tomé e Príncipe, reuniu o conselho de ministros, e decidiu orientar a Assembleia Nacional a agir no sentido de mais rapidamente nomear 3 Juízes jubilados, para o Supremo Tribunal de Justiça, conforme a resolução aprovada pela maioria parlamentar que sustenta o Governo.

Menos de 24 horas, José Diogo(na foto), Presidente da Assembleia Nacional acatou a orientação do conselho de ministros e reuniu-se com 3 juízes jubilados. José Paquete, Flaviano Carvalho e Fortunato Pires. As três figuras exerceram no passado o cargo de Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça. https://www.telanon.info/politica/2018/05/09/26950/juizes-jubilados-elucidam-pr-do-parlamento-sobre-a-legalidade/

JUÍZES JUBILADOS DIZEM QUE NÃO VÃO COLABORAR NA SOLUÇÃO DA CRISE NA JUSTIÇA FORA DO ÂMBITO DA CONSTITUIÇÃO

Vitrina, 09 mai – Os três juízes jubilados do Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé disseram hoje que só vão “colaborar”, com o parlamento numa solução para atual crise na justiça, se for cumprindo “estritamente a constituição”.
“Podemos colaborara nas margens estrita da Constituição e das leis”, disse Francisco Fortunato Pires a saída de um encontro com o presidente da Assembleia Nacional (parlamento).
Francisco Fortunato Pires, José Paquete Teixeira e Flaviano Carvalho foram convocados por José Diogo para “auscultação”, pretendendo apoio destes para assegurar transitoriamente o funcionamento da instituição até a eleição de novos conselheiros.
“A nossa posição sobre a exoneração dos juízes é que há um processo próprio e é conveniente que esse processo seja seguido”, disse Francisco Fortunato Pires que serviu de porta-voz do grupo.


 OUTRAS NOTICIAS QUE DÃO SINAIS DE UM AMBIENTE DE CRESCENTE TENSÃO E DE INSTABILIDADE

“Aumenta tensão entre justiça e governo em São Tomé e Príncipe – Refere análise da Euronews – E este é realmente o confronto que só a tirania das  ditaduras mais despudoradas, podem impor – Sim, vale a pena refletir na cronologia nos factos expostos pelo articulista, que também nós temos seguido com preocupoante atençao 

Na última, segunda-feira, tinha sido anunciada a paralisação, por tempo indeterminado, dos tribunais são-tomenses. Os magistrados e trabalhadores judiciais protestavam contra a destituição de juízes conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça. Uma decisão tomada pelo executivo de São Tomé e Príncipe e que passava pela reforma compulsiva três magistrados.

Ontem, o Tribunal Administrativo, que supostamente não deveria estar a funcionar, decidiu “suspender a suspensão” dos referidos juízes conselheiros, em resposta a uma providência cautelar interposta pela Associação Sindical dos Magistrados e pela Comissão de Trabalhadores Judiciais.

Hoje, através da sua conta de Facebook, o governo de São Tomé e Príncipe, dá conta de um comunicado datado de ontem, oito de maio, no qual afirma que nenhum tribunal pode pôr em causa uma decisão tomada pelo Parlamento do país:

“A Resolução da Assembleia Nacional enquanto um acto normativo que decorre da competência soberana da Assembleia Nacional aprovada por maioria dos deputados, não é um acto administrativo e, por conseguinte, não poder ser objecto de recurso ao Tribunal, nem sindicável por nenhum órgão externo e, muito menos, por um Juiz-Conselheiro que três dias antes apresentou publicamente o seu pedido de exoneração, sustentando na solidariedade para com os seus pares e críticas descabidas à própria Assembleia Nacional”, lê-se no documento assinado pelo secretário do Conselho de Ministros.

A paralisação dos tribunais foi, entretanto, suspensa, ainda que nem todos os juízes tenham regressado ao trabalho. O governo vai condenando a greve, que considera uma “violação das regras constitucionais e da lei da greve em vigor no país, e em desrespeito dos direitos, interesses e liberdade dos cidadãos”.

A Associação Sindical dos Magistrados e a Comissão de Trabalhadores Judiciais continuam a não estar de acordo com a decisão do executivo, de demitir três magistrados do Supremo depois de estes terem decidido a devolução da Cervejeira Rosema ao empresário angolano Mello Xavier. Uma tomada de posição contrária à decisão governamental.http://pt.euronews.com/2018/05/09/aumenta-a-tensao-entre-justica-e-governo


GOVERNO DE PATRICE TROVOADA QUER TER MÃO DE TUDO - DIZ A VOZ DO POVO


Os tribunais são órgãos de soberania com competência para administrar a justiça em nome do povo. 2. Na administração da justiça incumbe aos tribunais assegurar a defesa dos direitos e interesses legalmente protegidos dos cidadãos, dirimir os conflitos de interesses públicos e privados e reprimir a violação das leis. 3. A lei poderá institucionalizar instrumentos e formas de composição não jurisdicional de conflitos.
Mas, pelos vistos, Patrice Trovoada, tem outro entendimento: - enquanto não amansou o poder judicial, não descansou - Antes de voltar a ser reeleito, ainda houve alguma resistência ao seu autoritarismo  Como então alguém dizia; "Patrice quer é meter mão em tudo e não tem feito nada, e o país está em marcha-atrás acelerada  Envolveu-se em fortes crispações no seio judicial E sob este pretexto:09/02/2012 quando a grande maioria das decisões provoca a revolta e indignação de quase todo o povo, incluindo no seio das próprias magistraturas e dos operadores judiciários, é sinal inequívoco de que muita coisa está a ser feita de modo questionável».
E teve como reação Compete ao Conselho Superior Judicial ordenar a realização de inspecções extraordinárias, sindicâncias e inquéritos aos Tribunais”, em nenhum momento diz que o primeiro Ministro tem competência para solicitar ou ordenar inspecção ou sindicâncias aos Tribunais. Há sim, muitas instituições do governo que precisa ser inspeccionada e sindicada», dizem os magistrados judiciais   Confronto intenso entre os poderes Executivo e Judicial de São Tomé ...


PATRICE – DEPOIS DE VÁRIAS HORAS DE PROPAGANDA TELEVISIVA – AGORA CONVOCA O CORPO DIPLOMÁTICO ACREDITADO PARA VENDER A BANHA DA COBRA – Como se  os  embaixadores ou outros representantes dos consulados ou das embaixadas, não seguissem atentamente as suas arruaças . É simplesmente para voltar a matraquear propaganda nos mais distraídos.
Governo são-tomense convocou embaixadores para explicar crise no setor da justiça
O governo são-tomense convocou hoje o corpo diplomático para explicar a crise no setor judiciário, surgida com a exoneração e reforma compulsiva de três juízes conselheiros do Supremo tribunal de Justiça, segundo uma resolução aprovada maioritariamente pelo parlamento. 


PATRICE TEM A SEU DISPOR TODO  ARSENAL DO ESTADO MEDIÁTICO NAS ILHAS  MAS NAS REDES SOCIAIS É O BOMBO DA FESTA

Frank Mendes  Governo da ADI passou os últimos 4 anos só a fazer campanhas eleitorais (energia de fantoches, chafarizes e lavandarias e mais nada). Este Governo da ADI está completamente perdido, sem rumo, sem concentração, sem solução e sem qualquer credibilidade quer nacional e quer internacional. Esta conclusão é extraída da longa entrevista combinada (2 horas de relógio) do senhor Primeiro-ministro onde ele apresenta estar sem concentração. De todas as barbaridades que ele falou, só duas duas deve deixar o povo de São Tomé e Príncipe preocupado. Primeiro é o facto de, ao nível de relações internacionais (diplomacia =cooperação internacional), o Primeiro-ministro sair muito mal em usar a arrogância e ir de frente no seu discurso. Existe nas relações internacionais uma sociedade internacional a qual por natureza é anárquica. Pese embora esta anarquia, existe uma ordem que é ditada pelas Leis da Floresta, pelos Reis da Floresta onde são Tomé aparece como uma formiga perante leões, tigres, etc... Portanto, nesta floresta e para sobrevivência do nosso país e de nós povo pequeno, só resta Sao Tomé e Príncipe usar a humildade quando quer falar para exterior e dos nossos parceiros e países amigos. Conclusão: Primeiro-ministro falhou quando disse na entrevista que "ninguém vem dar lição a são Tomé e Príncipe e eles têm que saber que são Tomé de hoje não é de ontem, é diferente". Segundo----- todo povo de São Tomé e Príncipe tem que condenar o senhor esta atitude do Primeiro-ministro e do Governo de ADI de usar Gabão, Camarões e outro país aí da costa que não vejo o nome como exemplo de desenvolvimento dizendo que esses países têm recursos mais que STP mas suas "per-capitas" é inferior que a São Tomé e Príncipe. Ao explicar ele devia ter dito que o problema desses países é a má gestão que é mau exemplo a seguir. Se nós queremos crescer e desenvolver o nosso país não podemos pegar no país mais pobre que nosso como exemplo ou modelo a seguir. Temos sim "Cabo Verde" como um grande exemplo e modelo tendo as características similares a de São Tomé e Príncipe. Conclusão: Primeiro-ministro e Governo da ADI estão perdidos, não têm solução, não estão preparados para dirigir o país, não respeitam as leis e dignidade do homem e do povo. O GOVERNO da ADI é um Governo caranguejo que anda para frente, para trás, para frente, para trás, para frente, para trás...

Ilhany Moniz Gente por favor parem com esta patetice o Patrice não foi o único a governar o nosso país passaram muitos por lá que assim como ele não fizeram nada, chega meu Deus chega são-tomenses nossa terra tem um nome santo mais os são-tomenses são egoístas, tenhem cobiça os são-tomenses são feiticeiros a todos raça você é raça éééé, uma raça que não ajuda os parentes só pensam em si próprio e nada mais chega quidalé oooooooh é demais e por ser demais está a fazer mal pra nós próprios, estamos a ficar bonecos gente vocês não percebem isso credo porrrraa

Elsa Garrido compartilhou uma .

DENUNCIA PUBLICA A Direcção do Movimento Social Democrata, Partido Verde de São Tomé e Príncipe (MSD/PVSTP), tendo anunciado e apelado para Desobediência Civil a partir da próxima sexta-feira, em função da subversão da Ordem Constitucional em São Tomé e Príncipe da autoria do Presidente da República, Sr. Evaristo de Carvalho, o Presidente da Assembleia Nacional, Sr. José Diogo e o Primeiro Ministro Sr. Patrice Emery Trovoada, todos dirigentes do Partido Acção Democrática Independente(ADI) no poder, fomos informados pela nossa base que estes dirigentes têm orientado os seus militantes, amigos e simpatizantes no terreno para cometerem actos de vandalismo, violência e práticas criminosas com o objetivo de culpar o Partido Verde.

Nós os verdes queremos deixar bem claro aos mercenários no poder que esta tática não vai funcionar, pois distanciamos de todo e qualquer acto de violência, vandalismo e práticas criminosas. 

A Desobediência Civil consiste no não cumprimento das decisões, orientações ou posturas vindas dos órgãos de soberania, policias ou outros órgãos afins do Estado por violação, grosseira dos direitos, liberdades e garantias já conquistados ou por conquistar, legítimos, dos cidadãos são-tomenses e não o contrário.
Reafirmamos a nossa convicção e o método de luta, posto que, não aceitaremos a ditadura no nosso solo sagrado e o desrespeito a Constituição da República e das demais leis nacionais.


BRANQUEANDO  CÍNICOS CORRUPTOS ENCARTADOS 

QUEM É QUE PODE DAR CREDIBILIDADE A UM INSULTUOSO MANIPULADOR  8 Dez, 2017 Há uma máfia instalada nos tribunais do país de São Tomé e Principe .diz Patrice Trovoada, que "anunciou a vinda de agentes da justiça portuguesa ao país e prometeu apoio técnico e material às instituições judiciais do arquipélago".  Sim, para completarem o saneamento da equipa anterior aos juízes que não são da  confiança politica do regime 15/05/2016  Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores” – 13/05/2016Associação dos Magistrados Judiciais denuncia intervenção política Patrice Trovoada: criação do Tribunal Constitucional é "inalterável"....... MSD/PVSTP também não reconhece Tribunal Constitucional de 15 de   .....
 Supremo Tribunal são-tomense anula promulgação pelo Presidente .

02/02/2018 Um dos principais alicerces de qualquer Estado Democrático, é a Liberdade de Imprensa, e o acesso nomeadamente pelas forças políticas da oposição aos órgãos de comunicação social. EUA alerta o poder são-tomense para garantia da liberdade de ..

PROTOCOLO ATRÁS DE PROTOCOLO – Portugal e São Tomé assinam protocolo de defesa para triénio 2018 -2020 ... De   um memorando de entendimento sobre a permanência, por um ano, do navio patrulha Zaire nas águas do arquipélago. Rubricado a bordo do navio patrulha zaire




Nenhum comentário :