expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 19 de julho de 2018

CIMEIRA DA CPLP - CABO VERDE VAI LIDERAR A PRESIDÊNCIA no próximo biénio: até julho 2020 - Depois é a vez de Angola - Um trunfo recolhido por João Lourenço, após ter declarado a aproximação do seu pais à francofonia – Media ultraliberal, uma vez mais move o seu ódio à Guiné Equatorial com os habituais chavões de ditadura –Fazendo vista grossa aos fuzilamentos dos bilionários orientais a quem oferece as melhores empresas e até jornais. «É urgente que a CPLP se aproxime mais dos seus cidadãos», disse Evaristo Carvalho -Sim, é urgente acabar com Governantes fantoches e corruptos que não sejam nomeados pela CPLP para abafar as fraudes eleitorais.


Jorge Trabulo Marques - Jornalista e investigador - Informação e análise 



«É urgente que a CPLP se aproxime mais dos seus cidadãos», disse Evaristo Carvalho na cimeira de Cabo-Verde, eleito pelo partido de Miguel Trovoada,nomeado pela sobrinha. Maria do Carmo, para controlar a fraude que o elegeu,   http://www.stp-press.st/2018/07/18/urgente-cplp-aproxime-dos-seus-cidadaos-evaristo-carvalho-na-cimeira-cabo-verde/

SIM, É URGENTE ACABAR COM GOVERNANTES FANTOCHES E CORRUPTOS QUE NÃO SEJAM NOMEADOS PELA CPLP PARA CONTROLAR FRAUDES ELEITORAIS  - Veja até onde chega o despudor - Ouça o video - As declarações de Miguel Trovoada,  nomeado por Maria do Carmo Trovoada, para chefiar a delegação de Observadores da CPLP, nas eleições que elegeram o candidato do seu partido


A   Cimeira , que foi antecedida do Conselho de Ministros da CPLP, na segunda-feira (16.07), altura em que o ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, assumiu a presidência do órgão, tendo garantido que "nos próximos dois anos, Cabo Verde promete apostar fortemente no capítulo da mobilidade. Segundo Luís Filipe Tavares, neste momento, estão criadas todas as condições para se conseguir importantes ganhos.", https://www.dw.com/pt-002/mobilidade-%C3%A9-prioridade-na-cimeira-da-cplp-em-cabo-verde/a-44704247 - Sim

Para além da representação portuguesa, a cimeira contou ainda com a presença de todos os chefes de Estado à exceção do Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, que cancelou a deslocação a Cabo Verde devido à crise política que o seu país atravessa.

João Lourenço, de Angola; Michel Temer, do Brasil; José Mário Vaz, da Guiné-Bissau; Teodoro Obiang, da Guiné-Equatorial; Filipe Nyusi, de Moçambique, e Evaristo Carvalho, de São Tomé e Príncipe, são as presenças confirmadas na cimeira, além do anfitrião, o cabo-verdiano Jorge Carlos Fonseca. http://interlusofona.info/cimeira-de-chefes-de-estado-da-cplp-comeca-hoje-em-cabo-verde/
QUANTO NÃO VALEU DAR ESTE APERTO DE MÃO DE LOUREÇO A MACRON



De facto quem está a levar a água ao seu moinho, depois dos golpes deferidos à família “Santos e Pecadores”, é João Lourenço, que, ainda recentemente, por via das hesitações da justiça portuguesa com o caso “Manuel  Vicente” (cujo poder, Lourenço,  ainda não logrou vencer e dificilmente o irá combater, porque está entrosado, como o tutano de osso,  no seio da corrupção angolana),sim,  tal como foi amplamente noticiado, na recente visita que João Lourenço, fez ao Palácio  do Eliseu, em Paris, em cujo encontro declarou que  Angola quer ser membro da Organização Internacional da Francofonia e recebeu o apoio do seu homólogo francês,Tal como foi amplamente noticiado, na recente visita que João Lourenço, fez ao Palácio  do Eliseu, em Paris,em cujo encontro declarou que  Angola quer ser membro da Organização Internacional da Francofonia e recebeu o apoio do seu homólogo francês, Emmanuel Macron. https://www.portaldeangola.com/2018/05/28/joao-lourenco-quer-angola-na-organizacao-internacional-da-francofonia/


MANIPULAÇÃO GROSSEIRA  DO ULTRA-LIBERALISMO NEDIÁTICO


Uma vez mais a grosseira manipulação da media ultraliberal  manifestando o seu ódio xenófobo, como os epítetos de ditadura – Mas traz ao colo os ditadores orientais, que são muito democráticos e fuzilam os opositores para agradarem aos seus amigos milionários ocidentais que até lhes oferecem jornais e as melhores empresas, além  de salários milionários na EDP |

A media ultraliberal portuguesa  - mas não só - continua presa aos velhos complexos xenófobos coloniais, com os países de expressão castelhana que escapam ao controlo do liberalismo selvagem: o sistemático ódio vertido e a manipulação informativa contra a Venezuela e  a Guiné Equatorial, são dois dos exemplos constantes nas suas manchetes -  Ou não tivesse sido o filho de 

Margaret Thatcher a liderar o abortado golpe de Estado, a este país, em 2004

PÚBLICO diz que Obiang “abandona cimeira da CPLP após perder candidatura à presidência”  - Este o título escolhido  pelo jornal do patrão da Sonae, que defendia que, sem obra barata (escrava) não há emprego "para ninguém". Expresso - 19/03/2013 "Sem mão de obra barata não há emprego", diz Belmiro de Azevedo

A Guiné Equatorial não chegou a formalizar a candidatura, mas esteve meses em campanha diplomática para fazer saber que gostava de assumir a presidência rotativa já em 2020.” – Mas que campanha? – E qual o problema se manifestasse esse desejo? -Votando de novo com o costumeiro chavão manipulador de que mantém a pena de morte ( e os amigos de Catroga, que, na EDP; lhe deram um ordenado pornográfico?, são todos uns bons rapazes) e de que não fala português, esquecendo-se que  foi mais tempo colónia portuguesa que espanhola, cedência à coroa castelhana contra a vontade da população, que desconhecia por completo outro reino que não fosse o português, tal como é explicito nas crónicas da época

“Não se pode dizer que esta seja uma derrota formal de Malabo” (sim, mas a manchete não é isso que insinua)  “uma vez que o regime não chegou a formalizar a candidatura. A solução encontrada, no entanto, é vista por alguns diplomatas como uma vitória do esforço da CPLP para recuperar a credibilidade que perdeu ao integrar um país que não fala português e mantém a pena de morte.


A COBIÇA DO LIBERALISMO SELVAGEM GLOBAL QUER  FAZER O MESMO À GUINÉ EQUATORIAL QUE JÁ FIZERAM AO IRAQUE E À LIBIA - A FOME DAS SUAS RIQUEZAS PETROLÍFERAS TURVA OS OLHOS DOS ABÚTRES

Visitem a Guiné Equatorial e vejam se descobrem as miseráveis cubatas de Angola, de S. Tomé e Príncipe e dos demais países africanos – Vejam, com olhos de ver, se encontram, por entre os bairros sociais, algum  bairro de lata, como os que existem nas preferias das cidades europeias!

Retirou-se?  - É porque tinha outros compromissos na agenda  -Pouco depois, Teodoro Obiang, Presidente da Guiné Equatorial desde 1979, desapareceu e já não participou sequer na sessão plenária que deu posse ao novo secretário-geral da CPLP, o embaixador português Francisco Ribeiro Telles, soube o PÚBLICO. Fontes diplomáticas acreditam que o ditador africano deixou Cabo Verde.

O regime de Malabo tinha anunciado em Maio que queria ter a presidência rotativa da CPLP já a seguir a Cabo Verde, cujo mandato de dois anos começou esta semana sob o tema “Cultura, Pessoas e Oceanos”. O incómodo era notório em vários governos, mas até esta manhã não era certo se mais algum país “se chegaria à frente” como candidato.

Nos bastidores, um bloco de alguns países cerrou fileiras para persuadir o governo de Luanda a avançar. Chegados à reunião, o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, propôs Angola, ao que teve o apoio imediato do Brasil e de Portugal, disseram ao PÚBLICO três fontes diplomáticas. Moçambique não se opôsh ttps://www.publico.pt/2018/07/18/politica/noticia/angola-vai-ter-proxima-presidencia-cplp-1838366


ESTES MERCENÁRIOS E OUTROS DA MESMA ESTIRPE DISFARÇADOS DE JUSTICEIROS - NÃO DORMEM NEM DESARMAM Margaret Thatcher aprovou uma tentativa fracassada de usar um exército de mercenários para derrubar o presidente da Guiné Equatorial , de acordo com as memórias inéditas do principal protagonista da oferta, o ex-oficial SAS Simon Mann .  -O ex-primeiro-ministro, cujo filho, Sir Mark, foi condenado em um tribunal sudafricano de envolvimento na tentativa de golpe de 2004, alegadamente disse a Mann em uma reunião em sua casa de Belgravia: "Tenho certeza de que vai funcionar".Margaret Thatcher 'gave her approval' to her son Mark's failed coup 


A tentativa de golpe de Estado contra o governo da Guiné  Equatorial em Março daquele ano “parece ter todas as características dos expedientes usados pelo colonialismo, com as principais potências desesperadas para controlar áreas com recursos estratégicos. Nessa parte do mundo, o petróleo superou os diamantes como fonte do conflito. Está claro que a Inglaterra e os EUA sabiam muito mais sobre o golpe do que divulgaram”, afirmou Alex Yearsley, do grupo inglês de direitos humanos Global Witness. A declaração foi citada em artigo publicado no último dia 28, pelo  jornal inglês The Observer, com novas denúncias sobre a tentativa de golpe contra o governo constitucional da Guiné Equatorial.




QUEM É QUE DIZ QUE A  GUINÉ EQUATORIAL NÃO DEVERIA PERTENCER À CPLP? - UM TERRITÓRIO DESCOBERTO POR PORTUGUESES E NA SUA POSSE MAIS DE TRÊS SÉCULOS? - Não foram os pobres  e húmiles negros que quiseram deixar de pertencer à coroa de Portugal, bem pelo contrário, até se opuseram violentamente quando foram confrontados com as imposições régias, mas os arranjos palacianos -  ... "e tendo se celebrado o officio Divino da Missa acabado elle convocando o Capitão Mor da sobredita Ilha, e alguns negros mais principaes, lhe propus as ordens de Sua Mag.de Fidelíssima, para a cessão da mesma, dizendo lhes hera precizo, que juraçem obediencia a El Rey Catholico, como determinava a Nossa Soberana, ao que me responderão  todos, que não, e que elles não conheciao senão a El Rey de Portugal, e que do de Espanha nunca ouvirão falar;

Fernando Pó - 1771
1770/Ju/ho/16, Lisboa - «Quarta instrucção para Vicente Gomes Ferreira sobre a ilha de Fernão do Pó.

(...) a ilha de Fernão do Po foi duscuberta no reinado de El Rey D. Affonço 5°, por hum cavalheiro portuguez, que lhe deu o seu nome; Que a dita ilha foi habitada por portuguezes; E que nella construirão os mesmos portuguezes huma Fortaleza: que ainda hoje vem marcada em algumas cartas geográficas debaixo do nome; de ilha e forte portuguez; Como são as cartas de Guilherme de L'Isle; E que por consequencia havia para ali huma navegação portugueza.

Hé igualmente certo; que os inglezes, francezes, e ho)andezes, que fazem o comercio da escravatura, e do marfim, na Costa do Leste, ou Reino de Benin, frequentam a dita ilha; Que nellas vão tomar provizoens para os seus navios;/ Taes como são mandioca, inhames, milho em massaroca, bananas, lenha, e agora, que hé muito boa; e que todas estas provizoens achão em grande abundancia.

1771 - Ano Bom
Tambem hé certo, que as mesmas naçoens commerceão estes generos com os naturaes da ilha, a troco de barras de ferro pequenas, facas, panos riscados, agoa ardente, e outros generos semilhantes. De que  tambem se segue, que há prezentemente huma navegação, e commercio estabelecido, entre a referida ilha e as ditas naçoens, sem que estas encontrem, nem os perigos de mar, nem a crueldade dos habitantes, que tanto tem atemorizado os iludidos portuguezes.

Alem disto basta olhar para as cartas geograficas da Costa de Africa, para se conhecer a importancia da ilha de Fernão do Po.

Elia fica seis legoas distante da terra firme, com facil navegação, para todos os portos da Costa de Leste, desde o velho Calabar, até/ o porto de Benin. Ella esta situada entre a dita Costa, e as ilhas do Principe, e de Santo Thomé. E nesta pozição pode sem dificuldade embarassar, e cortar toda à communicação das mesmas ilhas, com todos os portos do Reino de Benin. De sorte que se a dita ilha, passasse ao dominio de qualquer outra nação industrioza, perderiao as ilhas do Principe, e de Santo Thomé todas as ventagens, que tirão do que vender nas outras naçoens; porque dali se forneceriam todas, de quanto lhes fosse necessario. Ficarião as ditas ilhas expostas a todos os inconvenientes de hum vezinho incomodo, e ambiciozo. E ser-lhes hia precizo renunciar todo o commercio do Reino de Benin, que não poderião fazer sem o consentimento da potencia, que dominase em Fernam do Po.

Por estas consideraçoens tem Sua Magestade determinado fazer reviver a navegação, e commercio daquelle estabelecimento portuguez, mas antes de se tomarem/ as medidas necessarias a este fim. Hé' o mesmo Senhor servido, que logo, que Vossa merce tiver disposto tudo o que lhe vai ordenado sobre as ilhas do Principe, Santo Thomé, e Anno Bom, mande preparar huma balandra, ou escuna, das que há na dita ilha do Principe, com suficiente numero de gente escolhida, e experimentada, dando o commandamento della a hum homem prudente, e dezembarassado, que se transporte em direitura a ilha de Fernão do Po. Que leve consigo algus generos proprios do uzo, e da estimação dos habitantes da dita ilha; E hum, ou dous praticos, que lhes saibão fallar e entender a lingoa; Que em chegando à Costa da mesma busque o porto, ou ensiada que lhe parecer mais commoda para o dezembarque; Que saltando a terra leve unicamente comsigo a parte da equipagem que lhe parecer suficiente para sua defença em cazo de extrema necessidade; 


Que a dita equipagem ainda que leve armas por mayor precaução se lhe deve defender absolutamente todo o uzo dellas, excepto no sobredito/ cazo extremo; Sendo certo que quazi sempre a imprudencia das descubridores, procedida do seu proprio, e mal entendido medo fazem perder as mais faceis emprezas que se poderiam conseguir com o unico dezembaraço, e tranquilidade de animo dos que os dirigem; Hé muito provavel que logo que a embarcação lançar ancora, concorrão os habitantes à praya, por conta do seu commercio, e da mesma forma que praticão com as outras naçoens; E aqui os deve o commandante tratar com toda a suavidade, e bom modo, fazendo-lhes alguns prezentes, particularmente a mulheres na forma que se pratica com sucessos em semilhantes occazioens.- Excerto - Compilação de Carlos Agostinho das Neves


TESTEMUNHÁMOS COM OS NOSSOS PRÓPRIOS  OLHOS DE COMO A GUINÉ EQUATORIAL É HOJE BEM DIFERENTE DAQUELA   QUE  CONHECEMOS HÁ 42 ANOS      depois de ter sido encarcerado para ser condenado à pena de morte por Macias Nguema, na famigerada cadeia Central, por suspeita de espionagem, quando ali acostou a bordo de uma piroga, após 38 longos dias de naufrágio 





Nenhum comentário :