expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 28 de julho de 2018

S. Tomé e Príncipe - Patrice Trovoada, subtrai poderes ao Presidente da República Evaristo Carvalho, promove militares para amansar a grande instabilidade no seio das Forças Armadas – TODA ESTA ENCENAÇÃO – JÁ ERA PREVISÍVEL E É DENUNCIADA PELO RELATÓRIO DA OXFORD ANALYTICA - Que denuncia estes arranjos “para manter as vozes discordantes sob controle e que se espalharam para outras esferas.” In March, an amendment was approved that would give the prime minister the power to appoint the army chief of staff, rather than the president. In recent months, the military have complained about”

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

PATRICE AMANSA A TROPA COM UM SACO DE PROMOÇÕES  DEPOIS DO  GOLPE NO EVARISTO E  NOS TRIBUNAIS – PROMOVE OFICIAIS, PAPEL QUE CABE AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA 

Refere o agência oficiosa  governamental -  São Tomé, 28 Jul ( STP-Press ) que, “o Primeiro-Ministro são-tomense, Patrice Trovoada presidiu sexta-feira a cerimonia de promoção de sete oficiais superiores das Forças Armadas de São-Tomé e Príncipe às patentes de Coronel, Tenente Coronel e Major, – soube-se de fonte governamental.

A denúncia do relatório da prestigiada OXFORD ANALYTICA, publicado no passado dia 20, já faz o alerta para este cenário: dos “ esforços do governo para manter as vozes discordantes sob controle que se espalharam para outras esferas.

Referindo que, em Março, foi aprovada uma emenda que daria ao primeiro-ministro o poder de nomear o chefe do exército, em vez do presidente. 
Nos últimos meses, os militares se queixaram de várias deficiências, incluindo a falta de equipamento, comida de má qualidade e manutenção inadequada infraestrutura

Government defensiveness

The government's efforts to keep dissenting voices in check has spread to other spheres.

In March, an amendment was approved that would give the prime minister the power to appoint the army chief of staff, rather than the president. In recent months, the military have complained about various shortcomings, including a lack of equipment, poor quality food and inadequate maintenance of infrastructure.


Tentativas de amordaçar o judiciário e outras vozes críticas estão aumentando
A insatisfação popular está crescendo com o estilo autoritário do Primeiro Ministro Patrice Trovoada e o fracasso do governo em cumprir suas promessas eleitorais. Alegações de manipulação de instituições judiciais vêm em meio a uma crescente defensiva por parte do governo, com o ministro da Defesa recentemente alegando ter frustrado uma tentativa de assassinato contra Trovoada.

O governo de Trovoada tentará fortalecer o controle do judiciário ainda antes do fim de outubro, eleições legislativas e locais, ao mesmo tempo que intimida a oposição e limita o seu acesso a mídia própria. Em um esforço para aumentar seu apoio popular, o governo revelará vários novos e projetos de infra-estrutura. Ele também vai se mover com cuidado para apaziguar os militares como dissensão interna cresce. - Ouça ou video ou leia os pormenores em Sao Tome's government will further stifle dissent









A CORRUPÇÃO É UMA TRADIÇÃO E COMPRAR VOTOS FAZ PARTE DO JOGO - Disse Patrice Trovoada, há 10 anos, em   18/04/2008 - Hoje a sua escola ainda está mais sofisticada e sem a menor ponta de pudor ou de vergonha. 

A  fraude nas próximas afeiçoes, é o cenário que vai repetir-se, custe o que custar  - Patrice não vai permitir sair fragilizado do plebiscito de 7 de Outubro: sim, que os votos lhes saiam das mãos  - O que ele desconhece é que, por mais artimanhas que engendre, cada vez mais cava fundo o abismo por onde um dia se haverá de despenhar. - Em  2016, através da falcatrua, logrou eleger Evaristo Carvalho -  A mera figura decorativa, ao qual já foram retirados os principais poderes, como Chefe Supremo das  Forças Armadas,  para reforço das manobras golpistas do Primeiro-Ministro, Patrice Trovoada 


Acrescenta  o citado órgão oficioso do regime, que,  "de acordo com a fonte de Tenente Coronel ao Coronel foram promovidos João Gomes Cravid, Alexandre Pontes Segundo, respectivamente em cerimónia que decorreu numa salas do gabinete do Primeiro-Ministro e Chefe do governo, Patrice Trovoada.


De Capitão-de-fragata ao posto de Tenente Coronel foram promovidos designadamente, Marcos de Abreu, Abílio Afonso e Gilberto Costa.

á, o Major graduado no activo, Sérgio Bonfim foi promovido ao posto de Major, acrescentou a fonte do gabinete governamental.

Esta promoção surge na sequência de uma proposta encaminhada em janeiro último pelo governo “para aprovação” em  Conselho Superior da Defesa, propondo, na altura a promoção desse grupo de oficiais superiores  das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe.http://www.stp-press.st/2018/07/28/primeiro-ministro-preside-cerimonia-promocao-sete-oficiais-superiores-das-forcas-armadas-sao-tomenses/




Tensões políticas estendem-se a Forças Armadas - Referiam noticias, em meados do ano passado, alheias do regime, mas baseadas me fontes cedíveis, denunciando, que  "a escalada de tensões políticas e Institucionais registada desde final Dez.2017 em São Tomé e Prince  estende-se agora também às Forças Armadas, segundo fontes militares. 

No quartel-general das FASTP (Forças Armadas de São Tomé e Príncipe), algumas altas patentes questionam, em círculos  da sua confiança pessoal, o dever de lealdade ao chefe do Governo, Patrice Trovoada (PT). Particular foco de tensão são as evidências de criação por PT, à revelia das chefias militares, de uma unidade militar de elite com papel de guarda presidencial (UDPE), com o apoio de oficiais militares ruandeses. Na residência oficial de PT, de acordo com fonte consultada, está em instalação um quartel-general da UDPE, que tem vindo a receber, por via marítima, armamento sofisticado, de que as próprias FASTP não dispõem. 

Algumas patentes do Exército mantêm-se atentas à situação, com a preocupação de que possa degenerar em instabilidade nos quartéis das FASTP, dado que a UDPE - unidade responsável pela segurança do PM, PR e outras entidades - dispõe de melhor treino, meios operacionais e salários, nalguns casos superiores ao de oficiais do Exército. O alargamento dos poderes do PM na Defesa - mas também na Justiça e sistema eleitoral - tem acentuado tensões a nível politico e social (AM lntelligence 1115). Responsáveis dos partidos políticos da oposição (MLSTP-PSD, PCD) têm vindo a alertar missões diplomáticas no arquipélago em relação ao que consideram actividades  ilícitas do PM. Para 09Jan está marcada uma manifestação popular contra o PR Evaristo carvalho, aliado de PT, organizada pela oposição. 

O pretexto é a crise Institucional entre o PR e o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), criada com a promulgação e envio para publicação no diário oficial da Lei orgânica do novo Tribunal Constitucional (TC) autónomo, enquanto a fiscalização preventiva de constitucionalidade corria no STJ. O PM será o alvo de fundo da manifestação, dado o seu controlo sobre EC. Eleições legislativas e autárquicas deverão ter lugar este ano, e o PM já manifestou intenção de se candidatar à sua própria sucessão. Num contexto de crescente contestação ao Governo, PT denota preocupações acrescidas em relação à sua segurança pessoal, e o controlo dos acessos ao palácio governamental foram recentemente reforçados, atingindo um nível elevado para o habitual no pais. 





 A VERTIGEM NEURÓTICA DITATORIAL DE PATRICE TROVOADA ATÉ JÁ  DA SUA SOMBRA DEVERÁ FUGIR   - NÃO CONFIA EM NINGUÉM

Os funcionários - incluindo a sua secretária particular, corpo diplomático, membros do governo, ·Comunicação social e os próprios seguranças - são agora sujeitos a controlo por detetor de metais, no acesso ao edifício. Qualquer elemento de segurança que abandone as instalações tem agora de ser novamente revistado. Aos membros do Governo, quando vão a despacho com PT, foram dadas instruções para passar a deixar os telemóveis pessoais ao cuidado de seguranças no exterior. Segundo fonte da ADI, partido controlado por PT, existem instruções para ser organizada uma contramanifestação de apoio ao Governo, caso o protesto da oposição saia à rua a 09Jan.


OPOSIÇÃO FEZ AVISOS 

Era também referido que “Responsáveis dos partidos políticos da oposição (MLSTP-PSD, PCD) têm vindo a alertar missões diplomáticas no arquipélago em relação ao que consideram activiçlades lllcitas do PM. Para 09Jan está marcada uma manifestação popular contra o PR Evaristo Carvalho, aliado de PT, organizada pela oposição. O pretexto é a crise institucional entre o PR e o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), criada com a promulgação e envio para publicação no diário oficial da Lei orgânica do novo Tribunal Constitucional (TC) autónomo, enquanto a fiscalização preventiva de constitucionalidade corria no STJ. 

O PM será o alvo de fundo da manifestação, dado o seu controlo sobre EC. Eleições legislativas e autárquicas deverão ter lugar este ano, e o PM já manifestou intenção de se candidatar à sua própria sucessão. Num contexto de crescente contestação ao Governo, PT denota preocupações acrescidas em relação à sua segurança pessoal, e o controlo dos acessos ao palácio governamental foram recentemente reforçados, atingindo um nfvel elevado para o habitual no pais


Nenhum comentário :