expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Governo de Patrice Trovoada, sufoca a liberdade de Expressão, oprime e empobrece o povo e esmaga a justiça. – Impediu que a Rádio Nacional transmitisse pela Internet para a diáspora a polémica alteração do prazo de isenção de vistos de entrada a estrangeiros no País - Os noticiários e os telejornais conferiram largos espaços ao Governo e ao partido do Governo: a voz da oposição praticamente foi silenciada e emudecida - MLSTP_PSD apenas pôde contar na TVS com pouco mais de um minuto. – Em pré-campanha eleitoral, a buzina manipuladora da ditadura do regime torna-se mais despudorada e agressiva.

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 
 

Government of Patrice Trovoada, stifles the freedom of Expression, oppresses and impoverishes the people and crushes justice. - It prevented Radio Nacional from broadcasting on the Internet to the diaspora the controversial change in the deadline for exempting visas from foreigners in the country. - The news and news broadcasts gave wide spaces to the government and the government party: the voice of the opposition was practically muted and muted - MLSTP_PSD could only count on TVS with just over a minute. - In pre-election campaign, the horn manipulating the dictatorship of the regime becomes more unabashed and aggressive.
 

O relatório da Oxford Analytica  alertou de que, "Trovoada tentará por todos os meios disponíveis permanecer no poder além de Outubro, querer evitar a partilha da administração com partidos que já o  retiraram do cargo duas vezes  (em 2008 e 2012). É justamente o que faz: a  voz da oposição na televisão e na rádio, mal se faz ouvir, enquanto a propaganda do Governo e  do partido que o apoia, essa não encontra limites.





OUVIR RÁDIO - rnstp - SÓ QUANDO O REGIME QUISER

Ontem quem sintonizasse a Rádio Nacional de STP, como nós fizemos, para seguir a discussão do polémico debate das alterações à lei dos vistos a estrangeiros em S. Tomé e Príncipe, nem um único som escutava: a emissão estava completamente silenciada e emudecida

A referida lei acabou por ser aprovada, com as habituais provocações de arrogância pela maioria parlamentar ADI, com todo o tempo a seu belo prazer , mais  a estafada  a retórica o Primeiro-Ministro,  contra votos da oposição ( MLSTP,PCD, UDD) e abstenção dos independentes -Parlamento são-tomense acaba de aprovar a lei de ... - STP-PRESS

 Nos noticiários e telejornais, o regime pôde também dispor do tempo que quis, conferindo umas migalhas aos argumentos da oposição.


O QUE É DITO E QUE NÃO DIZ A MEDIA SOB CONTROLO DE PATRICE TROVOADA 



ADI aprovou a alteração da lei de isenção de vistos aos estrangeiros

A maioria parlamentar da ADI, aprovou na generalidade esta quarta – feira, o diploma proposto pelo Governo que  altera a lei em vigor que isenta visto para cidadãos estrangeiros que visitam o país.

A lei em vigor permite que cidadãos da Europa, da América do Norte, e de vários outros países africanos, e alguns países asiáticos, possam entrar em São Tomé e Príncipe sem visto e por um período de permanência de 15 dias.

A proposta de alteração que foi aprovada com 31 votos da maioria parlamentar, estende o tempo de permanência dos cidadãos estrangeiros que entram em São Tomé e Príncipe sem visto de 15 dias para 6 meses.- Excerto de https://www.telanon.info/politica/2018/08/16/27599/adi-aprovou-a-alteracao-da-lei-de-isencao-de-vistos-aos-estrangeiros/


EXERCÍCIO DO PARLAMENTO SANTOMENSEDE INTIMIDAÇÃO E DE AFRONTA AOS DEPUTADOS DA OPOSIÇÃO  NUM EXERCÍCIO EXECUTADO POR UM GRUPO DE MILITARES  RUANDESES - EM JANEIRO 2018 - NESSE DIA FOI POSSÍVEL ACOMPANHAR  A REPORTAGEM DA RÁDIO NACIONAL - Emissora Estatal




Sociedade Civil insurge-se contra a nova lei da ADI

Antes da votação e aprovação pela maioria parlamentar da ADI na sessão plenária de quarta – feira do diploma que permite a entrada e permanência de cidadãos estrangeiros no país por um período de 6 meses e sem necessidade de visto de entrada, cerca de 200 cidadãos são-tomenses, enviaram ao Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo uma petição a exigir um exame de consciência.

Em pleno período eleitoral, os são-tomenses consideram a abertura das fronteiras para a entrada de mais cidadãos estrangeiros no país e sem necessidade de visto por um período de 6 meses, como uma afronta à sociedade. «Tomando em consideração que muitos estão a braços com conflitos armados e enfrentam guerras promovidas por terroristas radicais e religiosos. Cientes das fragilidades do nosso país, pela sua dimensão, assim como da vulnerabilidade das nossas instituições, em matéria de controlo de estrangeiros ; Conscientes do perigo para a nossa paz e tranquilidade, tendo em conta o risco real de uso abusivo dessas excessivas facilidades por pessoas de má fé, eventuais terroristas e forças estranhas……vimos pela presente convocar o sentido patriótico de vossas excelências, senhor Presidente da Assembleia Nacional e senhores deputados da nação, no sentido de não aprovação deste diploma» lê-se na petição que foi entregue ao Presidente da Assembleia Nacional.- Excerto de https://www.telanon.info/sociedade/2018/08/16/27598/sociedade-civil-insurge-se-contra-a-nova-lei-da-adi/



 GOVERNO AMORDAÇA OS TRIBUNAIS E CONTROLA OS ÓRGÃOS DE COMUNIÇAO SOCIAL DO ESTADO, COMO QUER E LHE APETECE - A CEGUEIRA NÃO OLHA A MEIOS PARA MANIPULAR A OPINIÃO PÚBLICA


02/02/2018 "EUA alerta o poder são-tomense para garantia da liberdade de imprensaUm dos principais alicerces de qualquer Estado Democrático, é a Liberdade de Imprensa, e o acesso nomeadamente pelas forças políticas da oposição aos órgãos de comunicação social. Foi um dos principais temas que a embaixadora dos Estados Unidos de América em São Tomé e Príncipe, Cynthia Akuetteh, debateu com o Presidente da Assembleia Nacional, José Diogo. https://www.telanon.info/politica/2018/02/02/26352/eua-alerta-o-poder-sao-tomense-para-garantia-da-liberdade-de-imprensa/



“EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE NINGUÉM É MORTO POR EXPRESSAR A SUA OPINIÃO” – É UMA TERRA MARAVILHOSA E PACIFICA, MAS: "FALAR NÃO PODE" -

Acusação proferida, há um ano, no dia mundial da imprensa, pelo presidente da Associação dos jornalistas São-tomenses (AJS), Juvenal Rodrigues, para elucidar o estádio atual da Liberdade de Expressão e de Imprensa no país, servindo-se da expressão popular: "Falar Não Pode! – Tendo afirmado que “A descarada censura  chega ao ponto de descaracterizar completamente certas matérias produzidas por jornalistas, ao extremo dos autores não reconhecerem o trabalho que deixaram feito; a auto-censura, a ausência de debates e do contraditório e a exclusão acentuaram-se consideravelmente desde Outubro de 2014»,

Nenhum comentário :