expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 18 de setembro de 2018

António Costa Luanda, em jeans e mocassins, em traje nem tropical nem formal - Costa é assim, não esconde o que é, tal como é Marcelo, ao contrário da esmagadora maioria da hipocrisia politica – Pois, mas o Primeiro-ministro de Portugal, talvez se esquecesse que estava a desembarcar numa ex-colónia portuguesa, onde contam mais as aparência de que as boas práticas - Ou não tem sido isso que tem feito a princesa Isabelinha, quando se aperalta no seu jato pessoal? - Sul de Angola, 700 mil pessoas sem água potável e em risco de desnutrição milhares de crianças, quem se lembra disso?



 Jorge Trabuo Marques - Jornalista - Informação e analise - Fotos Web


ANTÓNIO COSTA TROPEÇOU COM A VAIDADE BURGUESA ENGRAVATADA - E TEM SIDO CRITICADO NAS REDES SOCIAIS 



É noticia de primeira página a chegada informal de António Costa,  no dia de ontem, ao aeroporto internacional de Luanda, sob os mais dispares comentários acerca da informalidade como ali desembarcou – Do que a media se esquece é  de que, se, António Costa,  tivesse aterrado de algum helicóptero, lá pelos confins do mato ou mesmo nalgum dos bairros das miseráveis cubatas que enxameiam os arredores de Luanda ou outras cidades, vilas e aldeias, sim, por entre adultos esfomeados e crianças famintas, desnutridas e com os ventres dilatados, ele passava por ser recebido por um príncipe – Assim, como tinha a recebê-lo a ostentação da vaidade e da  formalidade da politica de fachada, pelos vistos, tal descontração caiu mal  

Pois o que destaca a media é que  o primeiro-ministro está a ser criticado nas redes sociais por ter usado calças de ganga e mocassins à chegada a Angola. António Costa aterrou em Luanda na manhã desta segunda-feira para uma visita oficial e foi recebido com uma ala militar no aeroporto pelo ministro dos Negócios Estrangeiros angolano, Manuel Domingos Augusto. Ao Observador, fonte do executivo esclarece que esta não foi uma chegada com honras militares, mas sim uma “chegada informal”.


“Mas se o primeiro dia de Costa em Angola começou pela informalidade inesperada - diz o Público - seguiram-se outros momentos de informalidade a simbolizarem um novo começo nas relações entre Lisboa e Luanda: o ministro das Relações Exteriores convidou o primeiro-ministro para um almoço num restaurante junto ao mar, ao qual também compareceram oito membros do Governo de Angola — ministros das Finanças, Agricultura, Construção Civil, ministro do Ensino Superior, da Justiça e o governador do Banco de Angola. Muitos estavam sem gravata. 

Gravatas e calças de ganga à parte, os tempos mudaram nas relações entre os dois países. Depois de ter cumprido a primeira escala da visita oficial, Costa fez questão de dizer que o passado ficou lá atrás: "O passado ficou no museu e o que agora nos compete a todos nós que estamos vivos é construir o futuro e nesse futuro temos de estar focados nas relações entre Portugal e Angola."

Sim, tal como ficou para as calendas a astronómica divida de Angola a Portugal, de  . da qual nunca mais se falou 28-11-2011 - "A dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros, anunciou o ministro das Finanças angolano, citado pela agência Angop.https://www.publico.pt/2011/11/28/economia/noticia/divida-de-angola-a-portugal-totaliza-104-mil-milhoes-de-euros--1522965   …..António Costa usa jeans e mocassins em Angola – Observador..  ..…. Costa, de “jeans”, apanhado de surpresa pela recepção angolana





COMPRAM AS MELHORES EMPRESAS   À CUSTA DOS CALOTES DOS EMPRÉSTIMOS SACADOS A PORTUGAL E JAMAIS PAGOS -  

 E  AS OBRAS QUE OS AMORINS E OS MOTA ANGIL LÁ FAZEM, COM OS PORTAS E COELHONES NAS ADMINISTRAÇÕES, SÃO PAGAS PELOS CONTRIBUINTES PORTUGUESES  -

 MOTA ENGIL GANHA DINHEIRO EM ÁFRICA – MAS QUEM PAGA A FATURA É O ESTADO PORTUGUÊS  Mota-Engil ganha obras de 500 milhões em África –   Divida de Angola às empresas portuguesas entre os 400 e os 500 milhões de euros 15 de SETEMBRO de 2018

Jorge Coelho volta à administração da Mota-Engil, cinco anos depois de se demitir de presidente E Paulo Portas vai ser o conselheiro estratégico para a internacionalização da Mota-Engil, noticia Expresso. https://observador.pt/2016/06/06/paulo-portas-vai-para-a-mota-engil/


COMO SE ECLIPSOU TÃO ASTRONÓMICA  DIVIDA? NOS BOLSOS DOS MAFIOSOS E MALFEITORES – DEPOIS REGATEIAM-SE MÍSEROS AUMENTOS NAS PENSÕES OU NA FUNÇÃO PÚBLICA

28-11-2011 - "A dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros, anunciou o ministro das Finanças angolano, citado pela agência Angop.https://www.publico.pt/2011/11/28/economia/noticia/divida-de-angola-a-portugal-totaliza-104-mil-milhoes-de-euros--1522965

 A MENTALIDADE COLONIAL - CONTINUA BEM VIVA - ENTRE BRANCOS E NEGROS

A  burguesia vaidosa e endinheirada angolana continua a comprar Portugal  - - Não investe  em angola,  porque, uma grande parte da população não tem poder de compra, vive abaixo do limiar da miséria - "Os indicadores mostram que a incidência da pobreza em Angola está entre os piores do mundo - não só em termos de níveis de renda, mas também em termos de prestação de serviços públicos, como saúde e educação". Por isso, o novo riquismo angolano  sabe, que, os milhões que desvia da produção de petróleo e diamantes, encontram fácil acolhimento, num Portugal igualmente governado por corruptos e malfeitores



 EM ANGOLA - “Uma cerveja continua a ser mais barata do que um quilo de arroz,” disse.“O álcool acaba por ser mais barato que o pão que tem que se comprar para toda a família,” acrescentou. Consumo de bebibas alcoólicas em Angola é preocupante, dizem peritos
 

É DESTA CRUEL REALIDADE QUE EU VENHO FALAR EXCLUÍDA DAS NOTICIAS – SENÃO  NO SITE DA UNICEF


 Muitos angolanos estão passando fome(…) Ação Humanitária para Crianças (HAC) 2018 tem uma lacuna substancial de financiamento de 80 por cento que terá impacto na resposta do UNICEF nos próximos seis meses, nomeadamente em termos de proteção infantil na resposta de refugiados, acesso a serviços de educação e gestão de casos de cólera.

890 casos suspeitos de cólera em Uige, Cabinda e Luanda (inclui 15 mortes) (27 de junho Boletim Boletim do Ministério da Saúde)
 

Estima-se que 700.000 pessoas necessitem de água potável (Projeção para 2018 com base no Comité de Avaliação de Vulnerabilidade 2017 da SADC) e 35.622 refugiados (Atualização do Registo Biométrico em 18 de junho de 2018, ACNUR)
 

408.100 Crianças com necessidades estimadas de água potável * (2017 Comité de Avaliação da Vulnerabilidade SADC) incluindo 18.678 crianças refugiadas (Atualização do Registro Biométrico em 15 de abril, ACNUR)
 

43.000 crianças menores de 5 anos para serem admitidas para tratamento de SAM (com base nos dados do Ministério da Saúde)
 

Visão geral da situação e necessidades humanitárias
 

A estação chuvosa, associada a deslocamentos e inundações extensas, deu origem a surtos de doenças transmitidas pela água, particularmente a cólera. Em 2018, três províncias de Angola comunicaram casos suspeitos. Em Uige e Cabinda, onde os surtos de cólera afectaram quase 900 pessoas e mataram 15 pessoas, não foram registados novos casos nas últimas cinco semanas, após uma resposta inicial eficaz apoiada pelo UNICEF.
 


Em maio, um novo surto de cólera foi declarado na província de Luanda, com 33 casos suspeitos, 3 casos confirmados em laboratório e 6 mortes. Por outro lado, não foram notificados novos casos nas províncias de Uige e Cabinda nas últimas cinco semanas. O UNICEF identificou e classificou 7 das 18 províncias como sendo de alto risco para surtos de cólera. Embora o pré-posicionamento de suprimentos e parcerias para essas áreas sejam prioridades-chave nos esforços de preparação, surtos sucessivos e falta de financiamento e parceiros experientes estão impedindo a UNICEF de abordar adequadamente essas prioridades de maneira oportuna.
 

O sul de Angola está passando por uma crise crônica de nutrição resultante dos impactos combinados de choque económico, chuvas limitadas e deterioração da qualidade e alcance dos serviços básicos. O acesso a água potável permanece limitado, com dois terços dos pontos de água não operacionais nas áreas afetadas e mais de 700.000 pessoas que precisam de água potável. Embora a segurança alimentar tenha melhorado, preços mais altos restringem o acesso a alimentos e aumentam o risco de desnutrição para milhares de crianças. Muitas dessas crianças ainda estão sofrendo os impactos do fenômeno El Niño, que deixou 756 mil pessoas necessitadas de assistência alimentar.
 

A instabilidade e o potencial de violência na região de Kasai, na RDC, continuam a ser motivo de preocupação. Um total de 35.622 refugiados da RDC foram registados na província da Lunda Norte desde o início do afluxo de refugiados até ao último trimestre de 2017. No final de 2017, a situação dos refugiados melhorou com a sua transferência para uma nova área de assentamentos em Lovua. No entanto, o acesso limitado aos serviços básicos de saúde continua a representar um risco elevado de surtos de doenças. A instabilidade na RDC poderá causar um novo influxo de refugiados em Angola durante o ano de 2018 e exigirá monitorização e preparação contínuas. O UNICEF iniciou um novo projeto para renovar seu apoio em termos de WASH e C4D no assentamento Lovua. Uma nova parceria para garantir que as crianças refugiadas com Desnutrição Aguda Grave e Moderada recebam tratamento adequado e que cuidadores em assentamento de Lovua tenham conhecimento apropriado sobre as práticas de alimentação de bebês e crianças pequenas (IYCF) também está sendo desenvolvido. Simultaneamente, o UNICEF assinou um acordo para apoiar o fortalecimento da capacidade das principais entidades governamentais provinciais para melhorar o fornecimento de serviços e o fortalecimento da resiliência do setor social, concentrando-se no nexo de resposta e desenvolvimento de emergência para além da população refugiada.
 

O surto da doença do vírus Ebola na província Equateur da RDC, em abril de 2018, e o consequente risco elevado de propagação a nível regional, levaram Angola a reagir. Sob a liderança do Comité Nacional da Protecção Civil (CNPC) e com o apoio do UNICEF e parceiros, Angola elaborou e aprovou o Plano Nacional de Contingência do Ébola de 2018, implementando imediatamente um conjunto de medidas preventivas nas suas províncias fronteiriças, incluindo a formação de saúde e funcionários da administração, bem como líderes comunitários e religiosos em prevenção e gestão de casos.
 

O UNICEF Angola vai rever a sua Acção Humanitária para Crianças (HAC), actualmente exigidos 14.660.000 dólares para responder às necessidades das crianças refugiadas e à vulnerabilidade das mulheres e crianças angolanas em risco de doenças transmitidas pela água e enfrentando uma seca prolongada, exacerbada pela economia e crise financeira. UNICEF Angola Humanitarian Situation Report (January to June 2018 ...



AS NOTICIAS SEGUINTES  NÃO SÃO RECENTES MAS MERECEM REFLEXÃO E DIFICILMENTE TERÃO PERDIDO ATUALIDADE

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e de estupefacientes e o desemprego são as principais causas dos crimes cometidos do Bié, disse o comandante provincial em exercício da Polícia Nacional. - Filomeno Araújo, que apresentava o balanço do primeiro trimestre, afirmou que os crimes mais frequentes são homicídios, suicídios, assaltos a mão armada, roubos e agressõe"s Consumo de bebidas alcoólicas incita ao crime

FOME E DESEMPREGO EM ANGOLA LEVA AO SUICÍDIO, AO CRIME E AO CONSUMO DE ÁLCOOL

 
BCP e BES garantem Mosquito e Montez na Controlinveste


 NAO RETIRAMOS UMA PALAVRA DESTAS LINHAS:

QUANDO O REGIME CORRUPTO DE ANGOLA FOR DERRUBADO OU CAIR DE PODRE – O ESTADO PORTUGUÊS, ENTRE OUTROS CALOTES, VAI  TER QUE SER A ALMOFADO DE OUTROS BURACÕES TIPO BPN, BANIFe BES ,– E UM DELES VAI SER A CONTROLINVESTE Governo de Passos e Portas perdoou a Angola divida a Portugal de Milhões. - Sondagem dizia então que Angola é o segundo país mais corrupto do mundo....Portugal é o 3º pais mais corrupt




 
A empresária angolana diz que já atingiu os seus objetivos relativamente à Zon. Controla agora 28,8% do capital  Isabel dos Santos investe mais 88 milhões na Zon «A mulher mais poderosa de Portugal é angolana - Portugal tem muitas mulheres importantes, algumas são ricas, poucas são poderosas. Uma é as três coisas. Tem 36 anos e não é portuguesa. É a angolana Isabel dos Santos.mulher mais poderosa de Portugal éangolana 

PERCURSO DE UM EMPRESÁRIO, ALVO DE BURLAS E  DE FRACASSOS QUE PUSERAM QUASE À BEIRA DA FALÊNCIA MAS QUE LOGROU  SANEAR MERCÊ DO GUARDA-SOL DO REGIME CORRUPTO  DOS SANTOS
 ELITE ANGOLANA  - AMORAL - DESVIA MILHÕES PARA COMPRAR EM PORTUGAL E PELA EUROPA FOR

Angola no meio de uma terrível seca e fome. E os sacadores a esbanjarem milhões na propaganda e noutros luxos
A Federação Internacional da Cruz Vermelha (IFRC) lançou terca-feira, 13 de Novembro, um apelo de emergência para responder à crise alimentar em Angola. O pedido de urgência, baseado num apelo da Cruz Vermelha de Angola (CVA), pretende angariar mais de US $1,5 milhão e destina-se à distribuição de alimentos a 60 mil pessoas. Emergency appeal Angola: Food insecurity - ReliefWeb

Isabel dos Santos e a Amorim Energia devem 1,6 MIL MILHÕES de euros ao BPN... que compraram por meros 40!!! Angolanos do BIC ficam com BPN por 40 milhões de euros


NOVO-RIQUISMO ANGOLANO FAZ DE PORTUGAL A SUA CASA DE BANHO
De facto, o poderio dos " Manos  Madaleno (como são conhecidos em Luanda ), é  gigantesco - De tal modo que até fazem tremer o José Eduardo dos Santos e os seus sobas Madalenos fazem tremer Governo -

 Nos últimos anos, o novo-riquismo angolano tornou-se lendário em Portugal. Dirigentes angolanos, suas famílias e associados de negócios têm estado a adquirir, nesta parte da península ibérica, alguns dos principais símbolos da opulência local" - revela um artigo de , julho 26, 2012


"Caso paradigmático é o do complexo residencial de luxo Estoril Sol Residence, que comporta três edifícios de uma arquitectura singular e controversa, em Estoril, na orla marítima de Lisboa. O complexo tem dos apartamentos mais caros de Portugal, que variam do milhão a cerca de cinco milhões de euros por unidade. O complexo é bem conhecido como o “prédio dos angolanos”, por serem estes os principais clientes do referido projecto imobiliário, inaugurado há dois anos, com a titularidade de perto de 30 apartamentos Excerto O Prédio dos Angolanos no Estoril Sol 

 FAMÍLIA MADALENO À GRANDE E À FRANCESA - TALVEZ A CAMPEÃ ENTRE AS CAMPEÃS... Álvaro Sobrinho (BESA) era cliente da rede de lavagem de dinheiro  controlada pelo empresário Michel Canals.....BES-Angola: contas de Álvaro Sobrinho descongeladas - TVI24... Procurador do caso BES Angola contratado pelo BIC..... Ameaças de Angola a juiz Carlos Alexandre  

Isabel dos Santos é a melhor parceira possível. - Expresso.p

ÁLVARO SOBRINHO DEVE TER ALGUM ESTIGMA COLONIAL PARA SE VINGAR COMPRANDO PORTUGAL - TAL COMO A DONA ISABEL DOS SANTOS - COMO QUEM COMPRA FAZENDA A RETALHO

lvaro Sobrinho, a quem fora imposta uma caução de meio milhão de euros pelos juiz Carlos Alexandre, vai trabalhar para o banco BIC, que tem entre os accionistas Isabel dos Santos e que adquiriu o BPN. O procurador justificou  a sua decisão, pasme-se, em «razões pessoais e  financeiras», no facto de ter 50 anos, com dois filhos na universidade, estar recém-divorciado e os cortes salariais [na função pública] o terem levado a optar pelo trabalho na banca com capitais privados angolanos, explicando que as suas novas funções irão ser exercidas “no âmbito da prevenção do branqueamento de capitais"A «fuga» providencial do procurador que investigava o BES Angola

Mira Amaral, o chefão do BIC, que está sempre na primeira linha para defender os homens que lhe dão os milhões a ganhar, já veio mostrar-se perplexo com essas notícias, garantindo que não contratou qualquer magistrado para o quadro de colaboradores -BIC desmente contratação do procurador Orlando Figueira - RTPObviamente, não convém - O beneficiado considera, no entanto,  que, com ele, está tudo nos conformes: Procurador Orlando Figueira diz que não há impedimentos éticos .

  Tribunal manda devolver bens arrestados a Álvaro Sobrinho -..Presidente do BES Angola interrogado em Lisboa por suspeita de ......líder do BES/Angola suspeito de lavagem de dinheiro - Portugal - DN......Álvaro Sobrinho com caução de meio milhão de euros - Expresso.pt...Álvaro Sobrinho (BESA) - Circulo Angolano Intelectual

VEJA COMO ESTES FARSANTES MASCARAM O SAQUE DO MARTIRIZADO POVO DE ANGOLA

Londres, 8 Julho 2011 Reconhecimento -BESA na promoção da sustentabilidade - Álvaro Sobrinho empossado como Presidente do Conselho de Administração do Comité Científico Global do Instituto Planeta Terra.BESA É BANCO OFICIAL DO PLANETA TERRA UNESCO. - Refugiados: Álvaro Sobrinho entrega o cheque simbólico a António Guterres, Alto Comissário da ONU para os Refugiados desde 2005Besa, um banco amigo do planeta

DISTO NÃO SE FALA ..Newshold:o silêncio é a arma do negócio....Newshold de olho na Controlinveste e na RTP « Faz-te à Vida...Controlinveste negoceia venda a angolanos....Newshold na Controlinveste ....Newshold reforça posição na Cofina para 15% |...José Marquitos sai da RTP para a Newshold......Grupo dono do "Jornal de Notícias" vendido a angolano...Grupo de “media” Controlinveste vendido a angolanos.....

..
...
Newshold" com sede num "offshore" no Panamá, que já comprou o Sol, milhares de acções na Impresa de Balsemão e da Cofina de Paulo Fernandes Tudo isto, em estreito conluio com o gurus do cavaquismo despudorado e sem vergonha

NUM SÓ DIA A ISABELINHA FAZ A DOBRADINHA MILIONÁRIA : 


Isabel dos Santos torna-se na maior acionista da Zon.....Isabel dos santos investe 46 milhões para comprar mais 9% do BPI......... 

Governo de Portugal - Relação Portugal-Angola é «uma aposta prioritária.....Corrupção bem organizada na Justiça de Angola....- Portugal é o quarto país mais corrupto da UE ...Angola é o segundo país mais corrupto do Mundo.. Dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros....Passos Coelho almoça com empresários em casa de Amorim. ...Isabel dos Santos e Américo Amorim vencem corrida ao BPN ........ .Sonangol quer hospitais da Caixa Geral de Depósitos em Portugal....... 

...Paulo Portas acusado de promover interesses de um banco na África do Sul....Grupo angolano cria empresa para comprar canal da RTP - PÚBLICO...Angolanos da Newshold reforçam capital na Cofina pt






Nenhum comentário :