expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

São Tomé and Principe's Wonderful Islands - A dream at your fingertips – Fundação Príncipe Trust, Santo Antonio, Príncipe, São Tomé & Príncipe - proporciona-lhe o sonho da sua vida: A oportunidade de Gerente de Projetos - Project Manager, com um salário de cerca de 28.000 euros por ano – Se está habilitado, academicamente e sente-se atraído pela preservação das maravilhas da Natureza, não hesite - A data limite para as inscrições é domingo, 16 de setembro de 2018.



 Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

EMPREGO TENTADOR OFERECIDO PELA FUNDAÇAO PRINCIPE TRUST, SANTO ANTÓNIO PRÍNCIPE , SÃO TOMÉ & PRÍNCIPE  -Data de início: o mais rápido possível - Data de término: contrato com prazo determinado de três ou cinco anos  -Localização: Fundação Príncipe Trust, Santo António, Príncipe, São Tomé e Príncipe -


São Tomé and Principe's Wonderful Islands -O PAÍS TEM RIQUEZA - ESTÁ É MAL DISTRIBUÍDA E DISPÕE DE BOAS OPORTUNIDADES! ESTÁ É MAL GERIDO - ESTADO RECEBE CENTENAS DE MILHÕES, PRA SÓ PAGAR 40 EUROS MENSAIS ORDENADO. MÍNIMO! –Príncipe só tem 5.400 habitantes, 1.156 na cidade  área 143 km PARA ONDE SE ESCOA A MASSA?! https://www.uccla.pt/membro/santo-antonio-do-principe


Recebemos por email Date: qua, 5 de set de 2018 às 12:21 da Fundação Príncipe Trust, Santo António, Príncipe, São Tomé & Príncipe, com sede nas cidades das  duas Ilhas: em  Santo António, Príncipe e em São Tomé, capital do País, o aliciante pedido de divulgação, que de seguida e gostosamente passamos  a expor - 
Com imagens que recolhemos em pesquisas e outras nossas 


"Segue abaixo  oportunidade de trabalho para  Coordenador de projetos com foco marinho para trabalhar na África na Ilha de São Tomé & Príncipe. Inglês é fundamental a vaga e apenas aplicações feitas em inglês serão consideradas, os detalhes podem ser acessados nos linkshere.
Boa sorte e favor ajudar na divulgação da vaga!"  -
ENCORAJADOR E BELO ESTE EXEMPLO - "Estamos buscando candidatos qualificados para administrar a implementação no país e a entrega de um novo projeto empolgante para estabelecer as primeiras áreas marinhas protegidas em todo o país insular de São Tomé e Príncipe.

Empregando diretamente pela FFI e sob destacamento para a FPT, será baseado na ilha do Príncipe."



"Contribuirá para a conservação em toda a ilha, conduzindo ao estabelecimento de áreas marinhas protegidas, cogestão comunitária das pescas e investigações no âmbito das atividades de pesca ilegal, não regulamentada e não declarada (IUU), em ligação com o governo regional e nacional e parceiros do projeto. ambas as ilhas para garantir o sucesso deste projeto.

Fortes habilidades de gerenciamento de projetos e de pessoas e de liderança são essenciais para o papel de garantir uma equipe profissional e motivada que atenda efetivamente às metas, objetivos e cronogramas do projeto. O papel também requer um comunicador qualificado e credível, que esteja confiante no desenvolvimento e gerenciamento de relacionamentos internamente e com organizações parceiras e partes interessadas relevantes, incluindo o governo regional e nacional. Você terá experiência comprovada em gerenciamento de projetos de conservação com habilidades e experiência demonstráveis ​​no engajamento de comunidades locais na conservação e no desenvolvimento de iniciativas de subsistência sustentáveis, por exemplo, alavancando contribuições de conservação do setor de turismo.







Um forte líder  de equipe, você vai gostar de trabalhar em um ambiente de equipe dinâmico, onde as abordagens criativas e o pensamento são necessários para entregar os conceitos do projeto. A experiência de levantar fundos para projetos também será uma vantagem. Um mestrado ou qualificação de nível equivalente em uma disciplina relevante e forte experiência em um papel relacionado e em trabalhar em ambientes remotos e às vezes desafiadores são esperados. Em troca, o papel oferece a oportunidade de trabalhar dentro de duas organizações inovadoras e empreendedoras, na vanguarda da conservação.

A nomeação final estará sujeita a confirmação final do financiamento da posição

 Por favor, consulte o documento a seguir para obter mais detalhes sobre a posição e como se inscrever:
Baixar o pacote de aplicativos





Project Manager, São Tomé and Príncipe
Salary: Circa EUR 28,000 per annum                               
Start Date: As soon as possible                          
End Date: Three-year or five-year fixed-term contract
Location: Fundação Príncipe Trust, Santo Antonio, Príncipe, São Tomé & Príncipe
Download Application Pack
The closing date for applications is Sunday, 16 September 2018.





FAUNA & FLORA INTERNATIONAL

Founded in 1903, Fauna & Flora International (FFI) is the world’s  longest established international  conservation  organisation.  Our  vision  is  to  create  a  sustainable  future  for  the  planet  where  biodiversity  is  conserved  by  the  people  living  closest  to  it.  We  aim  to  do  this  through  the conservation  of  threatened  species  and  ecosystems  worldwide,  choosing  solutions  that  are sustainable,  based  on  sound  science  and  take  account  of  human  needs.  We  have  become  a trusted entity in the world of conservation. Today FFI is active in over 40 countrie

(traduçao - via google)


FAUNA & FLORA INTERNATIONAL

 FAUNA E FLORA INTERNACIONAL

Fundada em 1903, a Fauna & Flora International (FFI) é a organização internacional de conservação mais antiga do mundo. Nossa visão é criar um futuro sustentável para o planeta, onde a biodiversidade é conservada pelas pessoas que vivem mais perto dela. Nosso objetivo é fazer isso através da conservação de espécies e ecossistemas ameaçados em todo o mundo, escolhendo soluções que sejam sustentáveis, baseadas em ciência sólida e levem em conta as necessidades humanas. Nós nos tornamos uma entidade confiável no mundo da conservação. Hoje a FFI está ativa em mais de 40 países.


Com importantes ecossistemas florestais e marinhos e níveis de endemismo comparáveis ​​às Ilhas Galápagos, Príncipe é reconhecido mundialmente por sua alta biodiversidade e é designado como Reserva da Biosfera da UNESCO. A Fundação Príncipe Trust (FPT) é uma das poucas ONGs estabelecidas que operam na ilha. Foi criada em 2015 para promover o desenvolvimento sustentável e a conservação da biodiversidade, através de projetos que se concentram fortemente no apoio à comunidade local e na capacitação local. Este trabalho está alinhado com os propósitos da Reserva da Biosfera e a FPT trabalha em estreita colaboração com o governo para apoiar seu compromisso de salvaguardar o patrimônio natural e cultural da ilha. Atualmente, os projetos da FPT centram-se na conservação das tartarugas marinhas, estabelecendo e reforçando as áreas protegidas (marinhas e terrestres), promovendo a subsistência da comunidade, o ecoturismo e a sustentabilidade ambiental.


A FFI estabeleceu uma parceria com a FPT para fortalecer a conservação da biodiversidade marinha e terrestre, integrada com um forte foco no desenvolvimento de abordagens de meios de subsistência sustentáveis, na ilha do Príncipe. Atualmente, a FFI tem dois membros do pessoal destacados e que trabalham em estreita colaboração com o FPT equipe para entregar um programa interessante de atividades, incluindo levantamentos e avaliações da biodiversidade e sociais, fortalecendo a proteção marinha e terrestre. Áreas, projetos de conservação de espécies e habitats e apoio ao desenvolvimento de capacidades para agências de conservação locais, estreitamente integradas com a promoção de abordagens de meios de subsistência sustentáveis ​​para as comunidades locais. O envolvimento proactivo com as pessoas para melhorar a cultura e a economia local é essencial para a nossa estratégia em Príncipe: o apoio local é fundamental para este trabalho e as populações locais podem tirar o maior partido da proteção da biodiversidade da ilha.


 A OPORTUNIDADE

Estamos a procurar candidatos qualificados para gerir a implementação e entrega de um novo projeto para estabelecer as primeiras áreas marinhas protegidas em todo o país insular São Tomé e Príncipe Empregadas diretamente pela FFI e sob destacamento para a FPT, basear-se-á no ilha do Príncipe


Contribuirá para uma atividade de conservação em toda a ilha, conduzindo ao estabelecimento de áreas marinhas protegidas, cogestão comunitária de pescas e investigações no âmbito das atividades ilegais de pesca não regulamentada e não declarada (IUU), em ligação com o governo regional e nacional. e parceiros do projeto em ambas as ilhas para garantir o sucesso deste projeto


Fortes habilidades de gerenciamento de projetos e pessoas e liderança são essenciais para o papel para garantir uma equipe profissional e motivada que atua de forma eficaz contra as metas, objetivos e prazos do projeto. O papel também requer um comunicador qualificado e credível, que esteja confiante no desenvolvimento e gerenciamento de relacionamentos internamente e com organizações parceiras e relevantes partes interessadas, incluindo o governo regional e nacional. Você terá experiência comprovada em gerenciamento de projetos de conservação com habilidades e experiência demonstráveis no envolvimento de comunidades locais na conservação e no desenvolvimento de iniciativas de subsistência sustentáveis, por exemplo, alavancando contribuições de conservação do setor de turismo.


Um forte jogador de equipe, você vai gostar de trabalhar em um ambiente de equipe dinâmico, onde as abordagens criativas e o pensamento são necessários para entregar os conceitos do projeto. A experiência de levantar fundos para projetos também será uma vantagem. Um Mestrado ou qualificação de nível equivalente em uma disciplina relevante e forte experiência em um papel relacionado e em trabalhar no remoto e às vezes ambientes desafiadores são esperados. Em troca, o papel oferece a oportunidade de trabalhar dentro de duas organizações inovadoras e empreendedoras, na vanguarda da conservação.

A nomeação final estará sujeita a confirmação final do financiamento da posição.


TERMOS E CONDIÇÕES

Data de início: 1 de outubro de 2018 ou o mais breve possível
Duração do contrato: contrato a termo de três ou cinco anos
Período de estágio: Seis meses Salário: circa
28.000 euros, dependendo das competências e experiência
Localização: Fundação Príncipe Trust Santo Antônio, Príncipe, São Tomé e Príncipe
Benefícios: Para compromissos internacionais, aplicam-se os benefícios da FFI para expatriados:

Direito a férias anuais de 30 dias úteis mais feriados nacionais observados em
Provisão de alojamento em Príncipe
Seguro médico
Vôo de relocação no início do emprego (se aplicável)
Casa de voo anual (se aplicável)
Voo de repatriamento em caso de rescisão do contrato de trabalho (se aplicável)
NB: Esta é uma posição não acompanhada horas de trabalho: Esta é uma posição de tempo integral que exige trabalho flexível
  -  Excertos

 ESTES ROSTOS SIMPÁTICOS ADORAM PROTEGER AS TARTARUGAS


Corações dedicados e generosos 
Há vidas que são um exemplo de dedicação e de amor à Natureza ou ao Próximo, em que não se olham a sacrifícios pessoais, a meras vaidades ou caprichos de ostentação, mas à defesa de  uma causa, quantas vezes longe do lar, da família e dos amigos mais próximos   – Um verdadeiro apostolado, em prol do bem-comum: de uma fé, de um ideal, de uma causa nobre – Este é realmente o exemplo seguido pela bióloga, Sara Vieira, coordenadora dos trabalhos da ATM, em S. Tomé e Príncipe, com larga experiência em projetos de tartarugas marinhas em Cabo Verde, por onde passou, antes de, há três anos, ter rumado às Ilhas Verdes do Equador.


Durante a minha estadia, em S. Tomé, tive  o prazer de ter oportunidade de visitar as instalações da  ONG Marapa, uma das principais parceiras da ATM em são Tomé e Príncipe, uma organização não governamental e sem fins lucrativos, que trabalha em regime de voluntariado, pugnando pela conservação das tartarugas marinhas, assim como de assistir à largada, na praia Jalé, ao sul da Ilha, de S. Tomé, de algumas centenas de pequenas tartarugas, acabadas de sair de um ninho do centro incubador para onde são recolhidos os ovos, quando as tartarugas ali vão desovar, de modo a serem protegidos dos predadores e de outras ameaças. 




A coordenar o projeto, está a bióloga, Sara Vieira, sem dúvida,  uma verdadeira peregrina em defesa da proteção das tartarugas marinhas, palmilhando as praias de norte a sul, Micolóló, Fernão Dias. Morro Peixe,  Santana, Porto Alegre e outras praias - Além de ficar a conhecer uma personalidade de uma grande generosidade, um coração sensível, dedicado e amoroso, bem como de  também poder saber das suas preocupações, em relação à falta de mecanismos capazes de uma fiscalização eficaz - Pois teme que a lei, que foi aprovada. se transforme numa lei morta e a matança das tartarugas persiga..

EXISTEM HÁ MILHÕES DE ANOS - MAS HÁ ESPÉCIES QUE ESTÃO EM VIAS DE EXTINÇÃO




 Ilha de São Tomé - Momento maravilhoso da largada de um ninho de tartarugas em direção ao oceano, junto à linha do Equador na Praia Jalé - Recanto de um paraíso rodeado de coqueiros, areia fina, dourada e macia, a perder-se por extensa superfície de um azul esmeralda de água quente, brilhante e cristalina – Um raro privilégio que jamais se apagará da retina de quem o contempla -


As tartarugas marinhas existem há mais de 150 milhões de anos,  conseguiram sobreviver a todas as mudanças do planeta, mas atualmente são dos seres mais vulneráveis do planeta. De acordo com estimativas cientificas, de 1000 filhotes nascidos, apenas um chega à idade adulta.

"E o grande problema das tartaruguinhas é que, se elas desaparecerem, nós também vamos ficar com o ecossistema marinho mais pobre – Reconhece a bióloga, Sara Viera,  frisando que a sua importância ecológica é muito grande, principalmente nas zonas de recrutamento dos peixes, onde os peixes se vão reproduzir e desenvolver"


De facto, São Tomé e Príncipe podia ser o maior santuário mundial da desova de tartarugas marinhas, já que, das sete espécies existentes no mundo, cinco são atraídas pelas maravilhosas praias das Ilhas Verdes do Equador -  Tantas como as que se dirigem à costa brasileira, sendo que, quer no outro lado do Atlântico, quer nas duas Ilhas do Golfo da Guiné, duas espécies estão em risco de extinção




As tartarugas marinhas, além de contribuírem para o equilibro do biodiversidade, podiam trazer grandes dividendos turísticos e à investigação científica e ambiental,  bem maiores da atracão que, atualmente,  já exercem, aos visitantes que demandam as praias para assistirem à  maravilhosa largada dos ninhos em direcção ao mar, porém,  as organizações, que, em regime de voluntariado,  proporcionam a incubação dos seus ninhos, em lugares protegidos, ainda se vêm a braços, tanto  com falta de apoios, como, sobretudo, pelas capturas indiscriminadas para o consumo da sua carne.




Em 2014, foi aprovado pelo Governo de São Tomé e Príncipe. uma lei sobre a captura e comercialização de tartarugas marinhas – Considerada, então, pelas organizações ecologistas, uma grande vistoria – Mas o receio da bióloga Sara Viera, a coordenadora dos projetos científicos e de fiscalização, é que se transforme numa lei morta: não basta que a lei tenha sido vertida ao papel: é preciso fiscalizar porque é um problema realmente muito grande. Não são somente quatro ou cinco pessoas que capturam tartarugas marinhas, são centenas de pessoas que dependem desta atividade como meio de subsistência", explicou Sara Vieira, pelo que a bióloga defende um "maior compromisso" do Governo para ajudar a encontrar alternativa económicas para essas pessoas, porque caso contrário "essa captura nunca vai acabar".



A tartaruga (capaz de atravessar oceanos na busca de alimentos e para nidificar) pode chegar a desovar mais de uma centena de ovos mas apenas pouco mais de 1% chega à fase de adulta, que pode atingir os 180 anos, se não for capturada – Mas, de um modo geral isso não acontece porque a sua existência, corre sérios risco de  extinção

Os seus principais inimigos (além dos agentes poluidores e das redes de pesca, em que ficam presas ou das aves e dos peixes que  matam e engolem os pequenos filhotes quando abandonam os ninhos), tem sido a  captura indiscriminada em todas as regiões do globo, desde os ovos à carne, ementa preferida nos pratos asiáticos, mas não só nesses países:
– Também em  S. Tomé e Príncipe, é  frequente verem-se  pedaços de tartaruga retalhada exposta na canastra das peixeiras –






Morro Peixe, é uma pequena  aldeia de pescadores situada na costa norte de São Tomé, zona litoral na  qual se encontram (pela qualidade e tranquilidade das sua finas areias) algumas das praias mais procuradas para a desova das tartarugas, nomeadamente, as praias de Micondó,  Conchas,  Atrás-do-Morro, Tamarindos,  São Carlos, Manque Bicho, do Caroceiro, do Governador e da Brigada – Visto que, nas muito batidas nas suas margens  ou já sem areia a descoberto, devido ao aumento do nível das águas ou, então, naquelas onde predominam os duríssimos gogos  ou areia grossa, tais condições impedirem  a sua nidificação.

Hipólito Lima é uma figura muito estimada e respeitada, junto das gentes do mar,  e também das mais conhecedoras da realidade das tartarugas, em S. Tomé, só que, pelos vistos, não tem sido fácil, na a sua missão, demover hábitos arreigados.  Pois, além de liderar a equipa de guardas de proteção e monitorização das praias, também gere o centro  de atendimento aos visitantes, que dispõe de um pequeno eco-museu e de um cercado de incubação.

A casa típica  de madeira, onde vive, Hipólito Lima, conhecida por “Casa Tatô, erguida ali mesmo à beira da praia, está transformada num autêntico museu de informação das tartarugas mas também de meios  para a sua proteção e monitorização. 

 É, digamos, um ponto obrigatório para os amantes da natureza, e sobretudo da vida das tartarugas. O seu entusiamo, data de há mais de vinte anos.  Diz-nos que “tudo começou em 1996, com biólogos americanos – E, desde então, fez da sua vida, uma verdadeira cruzada, totalmente entregue à salvaguarda de “um dos répteis mais antigos que ainda habitam a Terra – estima-se que elas começaram a existir cerca de 220 milhões de anos atrás. Habitantes da terra ou do mar, as tartarugas possuem um escudo ósseo, que evoluiu para protegê-las contra predadores. 

Existem cerca de 300 espécies diferentes de tartaruga, das mais diferentes formas e dos mais variados tamanhos” E algumas das quais, de aspeto estranhíssimo  As 10 espécies mais bizarras de tartaruga – .Porém, tal como ele reconhece, em S. Tomé, apenas a carapaça de uma espécie é suscetível de aproveitamento para o artesanato, infelizmente também esta seriamente ameaçada.

Hipólito Lima é uma figura muito estimada e respeitada, junto das gentes do mar,  e também das mais conhecedoras da realidade das tartarugas, em S. Tomé, só que, pelos vistos, não tem sido fácil, na a sua missão, demover hábitos arreigados.  Pois, além de liderar a equipa de guardas de proteção e monitorização das praias, também gere o centro  de atendimento aos visitantes, que dispõe de um pequeno eco-museu e de um cercado de incubação.
Tem sido das pessoas que mais se tem batido pela implementação da lei


Massive female Leatherback; unknown photographer, East coast of Sao Tome, 1998, courtesy of Liv Larsson Gulf of Guinea Expeditions | California Academy of Sciences

"A MATANÇA

No mês de Outubro 2014-   44 tartarugas foram abatidas nas praias da ilha de São Tomé. A ONG MARAPA, está a contabilizar a morte das tartarugas dia a dia, na ilha de São Tomé, onde as autoridades governativas não conseguem evitar a previsível tragédia. Desde Agosto último quando a ONG decidiu publicar mensalmente dados sobre a matança abusiva das tartarugas, já foram contabilizados 74 abates. No cartaz mensal em que suplica por socorro às tartarugas marinhas, a MARAPA diz que as tartarugas estão ameaçadas na ilha de Sã Tomé. Suplica por ajuda, para evitar uma tragédia a curto prazo.Téla Nón >> Matança de tartarugas não pára de aumenta


NOTÁVEIS CONTRIBUTOS CIENTÍFICOS DE ISLAND BIODIVERSITY  RACE



Do lado direito um exemplar da Lagosta vermelha  - Scyllarides herklots - Foto de  E. Matilde - Qual sobrevivente do período jurássico.

À esquerda o logotipo para a expedição da Island Biordiversity Racce  - "A famosa Cobra bobo , um anfíbio sem patas encontrado apenas  em São Tomé, tem sido acompanhado por uma cobra endémica do Príncipe, também chamada de Cobra bobo , mas totalmente independentes.  Os desenhos de ambos os animais foram feitos por minha aluna de pós-graduação , Dashiell Harwood, eo layout foi por um membro de nossa Equipe de Educação da Biodiversidade, Michael Murakami ."


Lobo Marinho proveniente do Cabo -   (Sul-Africano) lobo marinho, Arctocephalus pusillus na Praia Sundy, Principe Id. Dezembro de 2012. foto por Jamili 

Por que é digno de nota? É especial, porque embora os indivíduos errantes destas grandes espécies, ocasionalmente, tenham sido vistos até a fronteira sul de Angola, a zona mais próxima da colónia do Cabo ( Sul-Africano) é pouco menos de 2.700 km ao sul do Príncipe, em Cape Cross Namíbia! Isso é quase exatamente a mesma distância entre Príncipe e Kampala, Uganda.

TARTARUGA E  MANTAS GIGANTES -  EM PRAIAS DE S. TOMÉ

Em termos de massa, este é o maior réptil do mundo. A maior feminino no registro era 915 kg (um pouco menos de 1 tonelada, e cerca de 3 metros de comprimento (9,8 pés)! In terms of mass, this is the largest reptile in the world. The largest female on record was 915 kg (just under 1 ton, and close to 3 meters long (9.8 feet)!  --  Mobula, uma grande arraia captada próximos ao aeroporto de Praia San Paolo, São Tomé. Fotógrafo desconhecido. - Considerada uma das  seis espécies de manta diferentes do género Mobula que se encontram nesta parte do Atlântico. – In Island Biodiversity Race



Principie  - Ilha paradisíaca incrível – Diz Jon W
Londres, Reino Unido   Nestes termos:  Um belo bangalô em uma praia de areia, as ondas, o sol, a paz. Bom, Bom ilha resort é um destino perfeito para quem quer verdadeiramente escpae para algumas pessoas excepcionalmente bonitas. Todas as noites foi um prazer caminhar até o Bom Bom ilha para um drinque no bar antes de um delicioso 3 refeição após um dia de caminhada passeios a idland, snorkeling, massagem, remo ou apenas tomar sol na alomost desertado praia. A equipe foi excepcionalmente simpática e prestativa e houve um ambiente maravilhosamente descontraído em conformidade com o espírito "leve leve" da região. Altamente recomendado.

A beautiful bungalow on a sandy beach, the waves, the sun, the peace. Bom, Bom island resort is a perfet desitnation for anyone who wants to truly escpae to somehwere exceptionally beautiful. Every evening it was a treat to walk oover to Bom Bom island for a drink in the bar before a delicious 3 course meal after a day of hiking touring the idland, snorkelling, massage, paddle boarding or just sunbathing on the alomost deserted beach. The staff were exceptionally friendly and helpful and there was a wonderfully relaxed atmosphere in keeping with the "leve leve" spirit of the region. Highly recommneded

Maravilhosas fotos em: São Tomé and Príncipe – in pictures | Travel | The Guardian…..……Sao Tome Principe - rare island gems off West Africa - Zambezi Safari Astonishingly Beautiful Paradise Islands In Africa - Culture Trip





Nenhum comentário :