expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 23 de setembro de 2018

S.Tomé – ADI - apoiada pelo partido de Patrice - no Arranque da Campanha eleitoral em comício-espetáculo no estádio inaugurado por Carlos Gorgulho, com mão-de-obra escrava, pelo verdugo do Batepá - Com o apoio da maçonaria portuguesa, que lhe confere especial destaque nos media liberais - Dispondo de meios financeiros do aparelho do Estado pra fazer esquecer o saque de milhões, as bastonadas da polícia de Choque e as doenças desconhecidas escondidas mas não curadas, restrições de vistas familiares ao Hospital - A badalada visita do Rei de Marracos ao Príncipe, que redundou num clamoroso fiasco, entre outras falsas promessas - Patrice aposta no tudo ou nada: pede maioria absoluta, quer perpetuar a ditadura no poder e conta com o apoio do Cassandra no Príncipe, que já por várias vezes lhe estendeu a passadeira de veludo


Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 


ADI DE PATRICE TROVOADA NÃO OLHA A MEIOS DE CAMPANHA ELEITORAL PARA PERPETUAR A DITADURA - ATÉ ESCOLHE O ANTIGO ESTÁDIO SARMENTO RODRIGUES, ATUAL 12 DE JULHO – INAUGURADO PELO GOVERNADOR DO BATEPÁ, PARA MEGA-ESPECTÁCULO Tal recinto pretendia com que “os ilhéus, através da prática desportiva, se apetrechassem fisicamente para desempenhos produtivos mais exigentes” – Ou seja, mais “bestas-escravas", que é justamente o que, ADI, pretende dos santomenses




O Estádio Sarmento Rodrigues, atual Estádio 12 de Julho, foi inaugurado pelo Governador Tenente-coronel Carlos Sousa Gorgulho.- Apesar das mudanças a que o regime colonial se obrigava por essa altura, o governador nem teria por primeiro fito fazer do estádio um lugar privilegiado de culto da nação (…) o estádio sinalizava a chegada do progresso em troca do qual se demandava aos ilhéus que, também através da prática desportiva, se apetrechassem fisicamente para desempenhos produtivos mais exigentes. Para além de servir para jogos de futebol, servia igualmente para juramentos de bandeira. http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-37942013000200008

 

MEDIA PORTUGUESA E AGÊNCIA DO REGIME DE STP – DESTACAM CAMPANHA DE PATRICE  E IGNORA DA OPOSIÇÃO – Primeiro-ministro de São Tomé pede mais quatro anos de poder para "ir mais além" com reformas - São Tomé 22 set (Lusa) - O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe e presidente da Ação Democrática Independente (ADI), Patrice Trovoada pediu hoje ao eleitorado mais quatro anos no poder para "ir mais além" com reformas.-  https://www.dn.pt/lusa/interior/primeiro-ministro-de-sao-tome-pede-mais-quatro-anos-de-poder-para-ir-mais-alem-com-reformas-9893454.html


Não existe vitória, se não houver uma maioria absoluta” do ADI,- Patrice Trovoada na abertura da campanha http://www.stp-press.st/2018/09/22/nao-existe-vitoria-nao-houver-maioria-absoluta-do-adi-patrice-trovoada-na-abertura-da-campanha/

Começou o primeiro e o segundo dia do folclore eleitoralista, rumo a nova fraude, sem a participação da diáspora, onde Evaristo conheceu a sua primeira derrota, quando foi vencido por M.Pinto da Costa, com mega-espetáculo-comício do partido do regime, frente ao antigo Estádio Sarmento Rodrigues, inaugurado por Carlos Gorgulho, no período repressivo mais brutal da era colonial,   esquecendo-se, porventura, de que muitos santomenes, ali foram escravizados nesta e noutras obras

Sim, com ADI, o partido do Governo, a confundir, uma vez mais  o partidarismo acima do patriotismo, a  mostrar que tem dinheiro para esbanjar e poder de controlo em todos os órgãos de soberania,   contratando cantores  angolanos, cabo-verdianos e são-tomenses, distribuindo camisolas amarelas a rodos, infestando as paredes com milhares de slogans

Claro que,  os partidos da oposição,  não vão poder competir no estilo da  propaganda hipócrita, como  a do misterioso empresário, senhor de várias empresas imobiliárias no Texas e em Lisboa, empresa de jatos no Gabão, etc, etc, que logrou com as fraudulentas negociatas petrolíferas,  porque, a intolerância de Patrice, ordenou apertada  censura  aos materiais de campanha da oposição, às instituições alfandegários, claro, além dos milhões que, durante os último quatro anos, desapareceram, sem deixar rasto ou sob os mais diversos pretextos


Diz o Téla Nón, na sua edição de hoje, que Patrice e ADI pedem maioria absoluta no comício do Além -ADI, mostrou para o país a força dos meios logísticos e financeiros que ostenta após 4 anos na governação do país. ADI é o único partido político de São Tomé e Príncipe, que tem meios para erguer palco de campanha moderno. É o único partido, que consegue ter equipamentos de campanha para toda sua militância, bonés, cartazes, e t-shirt.


Só as cores da ADI, pintam a campanha política em São Tomé e Príncipe. Facto que demonstra que só ADI tem meios financeiros e logísticos.« Minha gente quem não conseguiu arranjar cartazes durante quatro anos quem não conseguiu estar preparado para esta campanha, não é nossa culpa», declarou Patrice Trovoada no palco do comício do Além.https://www.telanon.info/politica/2018/09/22/27823/patrice-e-adi-pedem-maioria-absoluta-no-comicio-do-alem/


Referindo-se ao comício MLSTP, o Téla Nón, refere que  o partido fundador da nacionalidade santomense “abriu campanha eleitoral em Cantagalo  O entusiasmo das populações para com a mensagem de luta contra a pobreza, contra o atraso que se regista no país a todos os níveis, transmitiu para Jorge Bom Jesus, a sensação de que no dia 7 de Outubro, o MLSTP vai voltar a fazer história. «Partido da independência, que veio  libertar este povo, vai liberta-lo pela segunda vez no dia 7 de outubro. Vai liberta-lo da fome, da miséria, do desemprego. Liberta-lo do descalabro da nossa economia que está completamente paralisada. Em 4 anos dois bancos faliram, dezenas de empresas sucumbiram. A classe empresarial são-tomense está praticamente morta. Ultimamente a nossa loja emblemática da capital, Beirão, fechou. Eu soube que reabriu ultimamente. Mas isso é sintomático de que a economia bateu no fundo. Sem falar de outros aspectos sociais», precisou o líder do MLSTP. https://www.telanon.info/politica/2018/09/22/27818/mlstp-abriu-campanha-eleitoral-em-cantagalo/


O Presidente do governo regional do Príncipe, José Cardoso Cassandra, no poder desde 2006,   - objetivo que o seu  amigo Patrice Trovoada, obsessivamente quer prosseguir - , sim, também não deverá ser parco de recursos  na propagada eleitoralista, que, de resto,  faz quando quer e lhe apetece -  Ainda não declarou o apoio a Patrice, mas este sabe que pode contar sempre consigo, visto já o ter demonstrado por várias vezes   
-Esperamos que,  José Cassandra, não esqueça a matriz das suas origens polticas e que jamais e que saiba distanciar-se do figurão que na sua fotografia ao lado

Ao Cassandra, Também nao lhe falta apoio maçónico
26-08-2013 - BOA CITAÇÃO - MAS MAIS DO QUE QUE AS BONITAS PALAVRAS VALEM AS PRÁTICAS DA BOA AÇAO   – “Cá em São Tomé e Príncipe, infelizmente, a conquista eleitoral ainda não é sinónimo de uma oportunidade, simbólica ou material, de poder à disposição muitos, na medida que poucos ainda podem muito e muitos só podem pouco. O “banho”, por muito que nos custe admitir, ainda é uma das manifestações deste poder de poucos sobre muitos com todas as consequências negativas para a consolidação e aprofundamento da nossa democracia, José Cassandra: Em S. Tomé poucos ainda podem muito e muitos só


Foi destaque, ontem e hoje, ,  pela imprensa portuguesa, o arranque da  Campanha para as eleições de 07 de outubro .referindo que, mais 97 mil eleitores estão recenseados para votar nestas eleições, às quais concorrem cinco partidos, uma coligação e um movimento, segundo o Tribunal Constitucional (TC): Ação Democrática Independente (ADI, no poder), Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe - Partido Social Democrata (MLSTP-PSD, principal partido da oposição), Partido de Todos os Santomenses (PTOS), Partido Força do Povo (PFP), Movimento Social Democrata-Partido os Verdes (MSD-PV), e o Movimento Cidadão Independentes DN.
 

Na Região Autónoma do Príncipe, três candidatos concorrem ao cargo de presidente do governo regional: José Cassandra, que concorre ao quarto mandado, tem o apoio da União para Mudança e Progresso do Príncipe (UMPP) e também da coligação PCD- MDFM-UDD..Nestor Umbelina, dissidente da UMPP, com o apoio do recém-criado Movimento Verde para o Desenvolvimento do Príncipe (MVDP), enquanto Luís Prazeres concorre apoiado pelo MLSTP-PSD. Campanha para as eleições de 07 de outubro arranca hoje em São 

Começou o primeiro e o segundo dia do folclore eleitoralista, rumo a nova fraude, sem a participação da diáspora, onde Evaristo conheceu a sua primeira derrota, quando foi vencido por M.Pinto da Costa, com mega-espetáculo-comício do partido do regime, frente ao antigo Estádio Sarmento Rodrigues, inaugurado por Carlos Gorgulho, no período repressivo mais brutal da era colonial,   esquecendo-se, porventura, de que muitos santomenes, ali foram escravizados nesta e noutras obras

Sim, com ADI, o partido do Governo, a confundir, uma vez mais  o partidarismo acima do patriotismo, a  mostrar que tem dinheiro para esbanjar e poder de controlo em todos os órgãos de soberania,   contratando cantores  angolanos, cabo-verdianos e são-tomenses, distribuindo camisolas amarelas a rodos, infestando as paredes com milhares de slogans

Claro que,  os partidos da oposição,  não vão poder competir no estilo da  propaganda hipócrita, como  a do misterioso empresário, senhor de várias empresas imobiliárias no Texas e em Lisboa, empresa de jatos no Gabão, etc, etc, que logrou com as fraudulentas negociatas petrolíferas,  porque, a intolerância de Patrice, ordenou apertada  censura  aos materiais de campanha da oposição, às instituições alfandegários, claro, além dos milhões que, durante os último quatro anos, desapareceram, sem deixar rasto ou sob os mais diversos pretextos


Salvo o Partido de José Cassandra, que, desde há 12 anos, se afirmou como o grande Senhor da Ilha do Príncipe, numa população de pouco mais de 6000 mil habitantes, com índices de pobreza dos mais duros do mundo, não obstante, terem para ali escorrido milhões, quer através das milionárias empresas, que  elegeram o Príncipe para retiro de endinheirados, quer pelas diversas proveniência: a HBD, do grupo sul-africano, inaugurou ali uma nova pista para servir, sobretudo, os seus clientes, Cassandra, colheu os louros do projeto, mas a obra não é de outro 

Alguém o ouviu levantar a voz? Quando, em Novembro de 2016,   a HBD/Fundação Príncipe Trust, considerada a maior empresa privada que opera na ilha do Príncipe, propriedade do milionário sul-africano Mark Shuttleworth despede quase uma centena de trabalhadores HBD despede mais de uma centena de trabalhadores – Téla Nón
.
 Era, então, também noticiado pelo Téla Nón, que Buster Bawer, novo Director Geral da maior empresa privada na ilha do Príncipe, a HBD, justificou a redução o despedimento colectivo de 150 trabalhadores da empresa, como sendo resultado da necessária contenção de despesas. 


Frisando que “todo o esforço da empresa sul-africana, passa a estar concentrado apenas na gestão do Hotel Bombom, e na construção do novo hotel designado Sundy Beach.

A Roça Paciência com cerca de 200 hectares, está fora do jogo e também fica interrogado o futuro de cerca de 1000 hectares da Roça Sundy vocacionados para o desenvolvimento da agricultura. Caberá aos Governos da Região do Príncipe e da República encontrarem solução para as terras do Príncipe, que a HBD diz não ter capacidade financeira para nelas investir. CRISE: HBD reduz investimento no Príncipe – Téla Nón

NÃO É DIFÍCIL SER ELEITO E REELEITO  NUMA POPULAÇÃO DE SEIS MIL HABITANTES, NUMA DAS ILHAS MAIS ISOLADAS DO MUNDO, COM PROMESSAS E CANTIGAS – É A POBREZA NÃO É ERRADICADA 

E então que solução é que, o Sr. Presidente do Governo Regional, encontrou para resolver os  gorados projetos dos vendedores de ilusões e melhorar o nível da população aos habitantes da Ilha do Príncipe? –

ADI anuncia que vai concorrer a todas as câmaras distritais e a nível regional apoia a UMPP de José Cassandra

01/06/2010 Nas eleições autárquicas de 25 de Julho próximo o partido ADI vai disputar o poder nas câmaras distritais. Num comunicado de imprensa o partido liderado por Patrice Trovoada, garante todo apoio a UMPP de José Cassandra nas eleições regionais. Numa altura de pré campanha eleitoral, o ADI condena a atitude do MLSTP/PSD de avançar para a campanha eleitoral antes do prazo legal. https://www.telanon.info/politica/2010/06/01/4232/adi-anuncia-que-vai-concorrer-a-todas-as-camaras-distritais-e-a-nivel-regional-apoia-a-umpp-de-jose-cassandra/

Ofensiva diplomática de Patrice Trovoada junto a José Cassandra evita mega manifestação na ilha do Príncipe 04/01/2012 A vinda do Presidente do Governo Regional do Príncipe à São Tomé para cumprimentos ao Presidente da República, esta terça – feira, permitiu ao Primeiro Ministro abrir diálogo directo com José Cassandra. Patrice Trovoada terá fretado um avião para levar José Cassandra de regresso a cidade de Santo António. 



O Presidente do Governo Regional, garantiu total colaboração e solidariedade para com o governo central de Patrice Trovoada. A resposta do Chefe do Governo foi m sintonia. «Quero dizer ao senhor Presidente do Governo Regional que poderá contar com todo o apoio, colaboração e atenção do governo central, de modo a corrigirmos as assimetrias e os desequilíbrios que têm vindo a penalizar de uma maneira injusta a ilha do Príncipe», /


~ No entanto o Primeiro-ministro, avisou que as dificuldades do Príncipe e do país em geral, só serão resolvidas com «mais trabalho, mais seriedade, mais sacrifício, mais diálogo, mais responsabilidade estou convencido que poderemos ultrapassar essas dificuldades e construirmos um São Tomé e Príncipe melhor», concluiu Patrice Trovoada. Ofensiva diplomática de Patrice Trovoada junto a José Cassandra


AFINAL ONDE É O QUE REI DE MARROCOS SE METEU COM PATRICE TROVOADA, CASSANDRA E O BONGO?

O rei de Marrocos, Mohammed VI, chega amanhã ao Príncipe para uma visita privada de três dias. O monarca será recebido numa curta cerimónia pelo presidente do governo regional, José Cassandra, e pelo chefe do executivo, Patrice Trovoada, que já se encontra na ilha. 



Trata-se da primeira visita de Mohammed VI ao Príncipe e para que tudo corra da melhor forma as autoridades accionaram um dispositivo de segurança: " Estamos a tratar com as forças de segurança do rei de forma a que o monarca possa ter o melhor serviço de segurança possível", sublinhou o presidente do governo regional.

José Cassandra acredita que apesar de se tratar de uma visita privada o monarca irá falar de cooperação com o primeiro ministro de São Tomé e Príncipe. " Estou convencido que uma das razões que faz com que o primeiro-ministro venha ao Príncipe é precisamente para ter encontros com o rei. Penso que há a possibilidade de serem exploradas outras áreas de cooperação como turismo, educação e energia", considera. Rei de Marrocos vai ao Príncipe - São Tomé e Príncipe - RF

FINANCIADOR  DE GOLPES DE ESTADO CRIMINOSOS E E PROMOVEDOR DE GOLPES DE ESTADO FABRICADOS PARA SE PROVER E VITIMIZAR

1. Suspeito de branqueamento de capital, envio de mais de 600 mil euros do erário público em dinheiro para ser depositado em libreville;
2. Suspeito de ter desviado 30 milhões de dólares americanos;
3. Suspeito de ter financiado o golpe de estado em 2003 e de ter ordenado assassinatos de Pinto da Costa, Fradique e Oscar Sousa;
4. Suspeito de ter comprado em seu nome os barcos pixi ndala e os barcos de patrulha;
5. Foi roubado na sua residência pelo seu segurança uma quantia avultada,o que faz antever lavagem de dinheiro;
6. Fez negócio consigo próprio no caso da aquisição pelo estado (seu governo) do novo edifício destinado ao supremo tribunal de justiça. Negócio que está a ser alvo de uma sindicância;



Muito generosos para com a tribo dos Trovoada, os amigos da GALP, que até tem viagens pagas para ir ver futebol à Rússia: Protocolo atrás de protocolo  - Canalizados avultados milhões na mira  de não perder o filão da  suposta árvore dos petrodólares  - Pode faltar em escolas portuguesas mas não pode faltar na campanha eleitoral para eleger o regime corrupto Patriciano - Portugal oferece materiais diversos a São Tomé no valor de 500 mil;….Famílias portuguesas contam gastar mais em material escolar do que no ano …. Portugal apoia remodelação de liceu em São Tomé para jogos .
.

Nenhum comentário :