expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 23 de outubro de 2018

São Tomé e Príncipe – Divulgados os resultados eleitorais do veredito de 7 de Outubro, pelo TC, compete ao PR fazer cumprir o articulado da lei - Não tem que esperar que o partido ADI - de Patrice Trovoada - vá buscar o ovo à cloaca da galinha - Não deve ficar prisioneiro pelos sorrisos do “meu amigo, o meu conselheiro, o meu irmão, o mais velho, o meu camarada Evaristo do Espírito” - Pelas manobras do principal protagonista do conturbado arrastamento da recontagem dos votos nulos e brancos, agora na capital do império colonial para se informar como é que o PM António Costa, tem sabido gerir a “geringonça”, banqueteando-se por aqui à fartazana, em refasteladas comezainas com a mulher e filhos e outros ilusionistas, barões e baronesas da política, do social, das finanças e da media portuguesa, para depois, feita a propaganda e a desinformação desejadas, daqui voar para outras faustosas passeatas e misteriosa negociatas, sim, após ter ido pedir socorro ao amigo Ali Bongo para que lhe mandasse um general e um séquito de sete espadas ao Tribunal Constitucional, criado pelo seu partido, a fim de ali fazer guarda-de-honra ao Juiz Conselheiro José bandeira, o seu porta-bandeira, em pleno exercício da recontagem de votos nulos e brancos.

 Jorge Trabulo Marques - Jornalista  - Informação e análise 

Pesquisa Net
 SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE - Ditadura ADI foi  derrotada pela oposição  mas insiste  em governar e as  reações à leitura  dos resultados eleitorais pelo Tribunal Constitucional, não  perspetivam advento de paz social e politica - "ONDE ESTÁ O PM?" - Perguntava o líder do MLSTP-PSD, na passada sexta-feira à noite,  com a Praça da Independência, cheia e  vibrando de entusiasmo - Ninguém sabia o  paradeiro,  porque, o  padrinho da causa-nostra, largara à socapa do país, sem dar explicações,  carregado de malas e de dólares, depois de ter vendido uma casa de praia  à imobiliária gerida pela mulher,  em Lisboa,

Soube-se agora pela  media portuguesa  que vai encontrar-se com o PM António Costa - "que faz mais viagens de que eu" - diz o nativo gabonês   - Então que lhe pergunte, como tem funcionado a  "geringonça"?  - Sendo ele o líder de um partido que teve menos votos que  o partido vencedor  -  A lei constitucional e eleitoral,   é  esclarecedora! - Só que,  num governo, gerido por corruptos e criminosos, as leis subvertem-se e não se cumprem


PATRICE TROVOADA - AGORA "BATIZADO  DE " Pinta Cabra" - É uma SÉRIA AMEAÇA À PAZ SOCIAL E AO  FUNCIONAMENTO NORMAL  DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS E DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Em qualquer parte a justiça é sempre a velha aliada dos ricos e a madrasta dos desfavorecidos. Mas num país pequeno e pobre, governado por um Primeiro-Ministro, profundamente desonesto, perdulário e corrupto, que desbarata milhões em construções de Palácios de justiça quando o grosso do Povo, vive em miseráveis cubatas, esbanja do erário público, quantias astronómicas em centenas de passeatas, sim, e depois não assegura os meios financeiros às defesas das oficiosas aos mais desfavorecidos, sem dúvida, face a tão dura realidade, esse sentimento de injustiça, é tremendamente ainda mais gritante. Todavia, quase sempre silencioso e relegado para o desprezo, porque denunciar estas injustiças, não é tema que interesse à propaganda governamental.





POEMA DE UMA CRIANÇA SANTOMENSE - "AMANHÃ SEREI HOMEM" - - “LUTAR COM PAZ PARA VIVER EM PAZ/ PARA ACABAR COM A FOME! A MISÉRIA” - MAS LUTAR SEM ARMAS” – SINGELO TRIBUTO ÀS CRIANÇAS DE SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE - Lido na Celebração do Equinócio do Outono,  dia 23 de Setembro- O registo do poema, neste vídeo, é seguido de algumas fotografias, que registei há 4 anos, com sons musicais destas maravilhosas Ilhas Verdes do Equador


ESTES AMÁVEIS E SORRIDENTES ROSTOS, MERECEM SER FELIZES E BEM GOVERNADOS - PATRICE TROVOADA INSISTE EM DESILUDI--LOS E PROLONGAR O PESADELO EM VEZ DE ALIMENTAR A ESPERANÇA E A ESTABILIDADE- – Diz a Constituição que compete ao Presidente da República “Nomear o Primeiro-Ministro, ouvidos os partidos políticos com assento na Assembleia Nacional e tendo em conta os resultados eleitorais

A lei não especifica que seja o partido mais votado . As coligações podem formar Governo , está previsto na lei eleitoral – Patrice diz que quer encontrar-se com António Costa – Então que lhe pergunte como funciona a geringonça e em que base legal se formou , se o PS teve menos deputados que o PSD com .CDS-PP. Só coligado com os partidos à sua esquerda, logrou governar
POR ISSO MESMO - EVARISTO CARVALHO TEM DE OLHAR PARA LEITURA DOS RESULTADOS ELEITORAIS PROCLAMADOS PELO TC E DESSA LEITURA, PROCEDER EM CONFORMIDADE :

Não pode esperar que ADI vá buscar o ovo à cloaca da galinha - Tem de cingir-se aos resultados proclamados pelo TC : - assim distribuídos - 25 assentos para ADI, 23 para o MLSTP-PSD, cinco para a coligação PCD-UDD-MDFM e 2 para Movimento de Cidadãos Independentes
Mesmo que, ADI viesse a coligar-se com o MCI, ficaria sempre minoritária– É uma diferença mínima mas esta é a leitura que saiu do TC. - Por um voto a menos se perde um depurado, por um deputado a mais se conquista a liderança maioritária da Governação.
NÃO PODE NEM DEVE PACTUAR COM EVENTUAIS MANOBRAS QUE ADI POSSA QUERER ARQUITETAR COM VISTA A EVENTUAL VIRAGEM OU SEDUÇÃO DE DEPUTADOS –

Se o PR, se se considera CHEFE DE ESTADO e Presidente de todos os santomenses e não prisioneiro do partido que o elegeu, não deve nem pode apostar EM FUTUROS GOLPISMOS da . ADI – tem que dar cumprimento imediato às formalidades previstas na lei: começar por ouvir os partidos e depois aceitar o nome indicado a PM pela força partidária mais votada: ou seja, para a coligação (MLSTP-PSD – 23 deputados) , e a coligação (PCD-MDFM-UDD – 5 deputados), que obtiveram a maioria conjunta de 28 assentos parlamentares.

MAS, PELOS VISTOS, UMA VEZ MAIS, O ESTRANGEIRADO GABONÈS PARECE APOSTADO, NA VIA DA VIOLÊNCIA E DO CONFRONTO ANTI-DEMOCRÁTICO, CONTANDO COM A CUMPLICIDADE DO SEU PAU-MANDADO! - EM PERSISTIR NA VIOLAÇÃO DAS LEIS E DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA, COM O LÓBI ( a expressão é sua) COMPOSTO POR AQUELE QUE CONSIDERA O meu amigo, o meu conselheiro, o meu irmão, o mais velho, o meu camarada Evaristo do Espírito Santo Carvalho, é o nosso candidato às eleições presidenciais!» Elogios de Patrice Trovoada no anúncio do candidato do ADI as eleições de 17 de Julho 2016.


Jorge Bom Jesus
Patrice e Bongo
Ele que, se escapou do pais que desgoverna, sem dar cavaco a ninguém - com absoluto desprezo com o povo e as instituições - para urdir secretos ataques ou pressões através do seu amigo Ali Bongo, no Gabão e depois partir para a capital do antigo império colonial, a fim de aqui, com o patrocínio e aconselhamento dos altos comissários políticos e nos media, que dispõe, encetar novas ofensivas - Até porque uma grande imobiliária gerida pela mulher, em Lisboa, dá sempre muito jeito financeiro e não só –


A lei portuguesa, da qual se tem regido a lei de STP, diz que  “as coligações deixam de existir logo que for tornado público o resultado definitivo das eleições, mas podem transformar-se em coligações de partidos políticos, que não é a mesma coisa de  ADI vir a formar governo com a compra de  submarinos.

1 - As coligações de partidos para fins eleitorais devem ser anotadas pelo Tribunal Constitucional e comunicadas até à apresentação efectiva das candidaturas em documento assinado conjuntamente pelos órgãos competentes dos respectivos partidos a esse Tribunal, com indicação das suas denominações, siglas e símbolos, bem como anunciadas dentro do mesmo prazo em dois dos jornais diários mais lidos.
2 - As coligações deixam de existir logo que for tornado público o resultado definitivo das eleições, mas podem transformar-se em coligações de partidos políticos, nos termos e para os e
feitos do disposto no artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 595/74, de 7 de Novembro. 



Nenhum comentário :