expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 9 de outubro de 2018

SÃO TOMÉ - EPÍLOGO DAS ELEIÇÕES COM RAJADAS DE METRALHADORA KALASHNIKOV PÓS ESCRUTÍNIO, PARA REPRIMIR E SANGRAR -"ELES, SE QUISEREM QUE ME MATEM! NÃO TENHO MEDO DOS TROPAS! DESSES CAPANGAS!" - DELEGADOS DA OPOSIÇÃO DENUNCIAM A VIOLAÇÃO DA LEI ELEITORAL, QUE A JUÍZA NATACHA, QUERIA SUBVERTER


 Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informaçao e análise


“EU ESTOU CÁ  PARA NÃO DEIXAR ALTERAR OS RESULTADOS! ELES, SE QUISEREM QUE ME MATEM! NÃO TENHO MEDO DOS TROPAS! DESSES CAPANGAS! - DELEGADOS DA OPOSIÇÃO DENUNCIAM A VIOLAÇÃO DA LEI ELEITORAL, QUE A JUÍZA NATACHA, QUERIA SUBVERTER – NÓS INFORMÁMOS O VOO E O POVO VEIO NOS TRAZER O CALOR HUMANO! PORQUE NÃO PODE HAVER BANDITAGEM! NÃO PODE HAVER TRUQUES NAS ELEIÇÕES!


TUMULTOSA MANIFESTAÇÃO E  INCÊNDIO  DA VIATURA DA JUÍZA  NATACHA AMADO VAZ, membro daquela comissão – Por indignação contra a zelosa juíza, irmã da MINISTRA DA JUSTIÇA ILZA AMADO VAZ, candidata pelas listas do Partido de PATRICE TROVOADA,   por ter decidido  ir pescar, nos votos declarados nulos e inválidos, a  recondução de mais um deputado para o ADI

“É que o povo, hoje em dia está atento a todos os truques que possa haver: nós estamos cá na Comissão Eleitoral, e, enquanto mandatário da oposição, estamos aqui para defender o primado da lei!

E, quando nós  nos apercebemos que o primado da lei está a ser violado ao favor do partido ADI, nós tivemos que reagir! - À frente mais pormenores
 ´

SÃO TOMÉ - EPÍLOGO DAS ELEIÇÕES ASSINALADO COM RAJADAS DE METRALHADORA KALASHNIKOV NO RESCALDO  PÓS ESCRUTÍNIO, PARA REPRIMIR E SANGRAR    - Escândalo na  Comissão Eleitoral  Distrital de Água Grande,  culmina com  TUMULTOSA MANIFESTAÇÃO E  INCÊNDIO  DA VIATURA DA JUÍZA  NATACHA AMADO VAZ, membro daquela comissão – 

Por indignação contra a zelosa juíza, irmã da MINISTRA DA JUSTIÇA ILZA AMADO VAZ, candidata pelas listas do Partido de PATRICE TROVOADA,   por ter decidido  ir pecar, nos votos declarados nulos e inválidos, ao sul da Ilha, a  recondução de mais um deputado para o ADI


O MLSTP-PSD, liderado por Jorge Jesus,  cilindra a maioria absoluta parlamentar de Patrice Trovoada, que trouxe de 2014  - O  partido do PM não aceita a penalização nas urnas que ia sendo divulgada na noite eleitoral  pela Rádio Nacional, com mostras de clara ascendência  pelo maior partido da oposição  -  

 Por  volta da meia-noite,  o Secretário Geral da ADI, Levy Nazaré, vai  à  Rádio Nacional, dando conta  que o seu partido ganhou as eleições com 26 mandatos, alegando que ia coligar-se ao movimento dos Irmãos Monteiros.  A divulgação radiofónica é de seguida interrompida, ficando a pairar a desconfiança que iam movimentar-se os habituais cordelinhos  para dar a volta ao resultado, tal como sucedera com os esquemas fraudulentos que, em Agosto de 2016,  elegeram a Evaristo Carvalho, a Presidente da República


MLSTP lidera oposição vitoriosa" - Titula o Téla Nón

AS CONTAS SAÍRAM FURADAS AOS SUBEVERSORES DAS LEIS -  QUE HAVIAM AGENDADOS OS SEUS TRUQUES

 "A Comissão Eleitoral Nacional divulgou na tarde de segunda feira, os resultados provisórios das eleições legislativas do último domingo. Segundo Alberto Pereira, Presidente da Comissão Eleitoral Nacional, a expressão do povo nas urnas, ditou 25 mandatos para o partido ADI no poder. O povo sancionou o partido no poder, a quem nas eleições de outubro de 2014, havia concedido uma maioria absoluta de 33 mandatos. A forma autoritária e ditatorial, como ADI, exerceu o seu poder maioritário, não terá agradado ao povo, que decidiu agora despencar Patrice Trovoada do domínio de 33 assentos para 25 assentos no parlamento"  -
 O povo que nos últimos 4 anos, assistiu as façanhas ditatoriais da ADI, e as suas derivas persecutórias contra cidadãos nacionais, cansou-se e decidiu virar o jogo, conferindo ao maior partido da oposição mais 7 novos assentos no parlamento.

 "MSLSP-PSD LIDERA A OPOSIÇÃO VITORIOSA"

 "O povo que nos últimos 4 anos, assistiu as façanhas ditatoriais da ADI, e as suas derivas persecutórias contra cidadãos nacionais, cansou-se e decidiu virar o jogo, conferindo ao maior partido da oposição mais 7 novos assentos no parlamento.


(...) No computo geral, e ao contrário do anúncio de meia noite do Secretário Geral da ADI, Levy Nazaré na Rádio Nacional, dando conta que o seu partido ganhou as eleições com 26 mandatos, e que ia coligar-se ao movimento dos Irmãos Monteiros, para prosseguirem juntos com a Governação do país, como vinha acontecendo na última legislatura, o resultado oficial da comissão eleitoral nacional, mostra outro cenário.As forças da oposição passam a constituir a nova maioria em São Tomé e Príncipe" - In Téla Nõn MLSTP lidera oposição vitoriosa

ATITUDE SERVIL DA JUÍZA NATACHA  EM SERVIR OS DESÍGNIOS AUTORITÁRIOS DE PATRICE E OS DE SUA IRMÃ ILZA, MINISTRA DA JUSTIÇA, ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E DIREITOS HUMANOS, CAUSA ACESA INDIGNAÇÃO E REVOLTA  

  "O que é que se passa?"- - Pergunta o repórter a um dos delegados da oposição que estava determinado a fazer cumprir as leis,



- É que os votos estão a entrar para ADI! Voto do Norte está a entrar para ADI! Voto do sul está a entrar para a ADI! Voto está cair directo e está entrar para ADI!

E, num processo, que nós queríamos ordeiro, nós alertámos! Alertámos a Sra Presidente que está a presidir o processo!

E é por isso que o povo está cá! Que o povo precisa de ser informado e  do que está a ocorrer!

Nós informamos o povo! E o povo vei-nos trazer o calor humano, que nos deixou bastante alegres! Porque não pode haver banditagem! Não pode haver truques nas eleições!

Nesta eleição o que está em causa é a democracia! E a ditadura!

E, por isso, nós não vamos baixar os olhos! Nós estamos cá em defesa do Povo!

Eu estou cá não vou deixar alterar os resultados! Eles, se quiserem que me matem! Não tenho medos tropas! Não tenho medos dos capangas! Nao tenho medo nenhum desses bandidos

_ pergunta do repórter: tecnicamente o que é que estão a pedir?  A violação do artigo 148 da lei eleitoral! É nesse âmbito, que nós alertamos!

E que é que o artigo diz?

Diz que, no processo de apuramento, deve a mesa as atas em que há reclamação! Tem que haver uma reclamação prévia!

É por isso que nas assembleias distritais, existem os delegados e os delegados tinham que sucessivamente introduzir as reclamações e  não introduziram! E quem quer vir fazer o papel dos delegados  é a juíza!! E foi alertada com muita diplomacia o artigo 148 da Lei Eleitoral,- Denuncia  os delegados,  num video que  cirula nas redes sociais

 UMA JUÍZA APOSTADA EM NÃO DESGOSTAR A  MISSÃO DE PATRICE

Quem vai, pois,  correr em socorro da  ditadura de Patrice, é justamente a jovem Juíza Natacha Amado Vaz, membro daquela Comissão Eleitoral Distrital: o seu procedimento é  denunciado nas  manifestações de regozijo do MLSTP-PSD, que ocorrem na Praça da Independência,  numa altura em que ainda não haviam sido divulgados os resultados oficiais, pelo que, receando-se que a  submissão da magistrada aos ditames ditatoriais de Patrice Trovoada, pudessem vir a comprometer a vitória do maior partido da oposição,  o facto alastra das redes sociais, com múltiplas e indignadas reações, fazendo com que convergissem  algumas centenas de pessoas para junto da porta da Comissão Eleitoral do distrito do Água Grande, situada na Rua 3 de Fevereiro.  

GRANDE MANIFESTAÇÃO À PORTA DA COMISSÃO NACIONAL ELEITORAL!”. - Este, entre os muitos desabafos expressos no Facebook:
“ADI ultimou a Comissão Nacional eleitoral para validar os votos nulos ao seu favor e alterar os resultados definitivos das eleições que deram a vitória a oposição em STP. .O povo descobriu e revoltou-se. Os militares entraram em ação em clara violação a lei”.

A comunidade internacional deve colocar o Patrice Trovoada no seu devido lugar.

“Votos nulos e brancos nunca foram validos! … Porque estão agora  a inventar isto!?...”  

Este homem tem que perceber que o povo já não o  quer como Ministro de trafulhices  Perdeu! E  o povo só está a pedir a liberdade de volta,” 

"Não vê pelas nossas crianças? Pelos nossos idosos? … Sr. Patricio? Alguém na vida vai querer um Ministro sem caracter, e com linguagem impossível! .., Pu

“ADI tem que saber perder o povo votou e escolheu!... Agora vamos esperar para os resultados do novo governo

Sendo Natacha Amado Vaz Presidente do Tribunal de Primeira instância, tendo deixado o cargo para vir estudar magistrado no CEJ em Portugal , estando a estudar neste momento, como foi parar na Comissão de apuramento distrital destas eleições?

 O APELIDO TROVOADA AJUSTA-SE QUE NEM UMA LUVA  AO PERFIL TEMPESTUOSO E INSTÁVEL DE PATRICE - QUEM SEMEIA VENTOS COLHE TEMPESTADES 


“No próximo domingo, "podemos esperar turbulência e instabilidade política em São Tomé  – Prognosticava, Jorge Bom Jesus – E não se enganou; - Não foi no domingo mas no dia seguinte  - Face ao clima de revolta e de crispação provocado   pelo regime ditatorial de Patrice Trovoada,  ao longo de um pesadelo de quatro anos, que finalmente, parece ter cavado a sua proporia cova, nem era de esperar outro epílogo incendiário.  

 "A viatura da Juíza foi vandalizada, os militares do exército que se encontravam no local abriram fogo alegadamente de intimidação contra os manifestantes, incendiando ainda mais os ânimos, que acabaram por virar a viatura da juíza Natacha Amado, que ali se encontrava estacionada e de a incendiar" Diz o jornalista Abel Veiga, director do Téla Nón, que se deslocou ao local

Finalmente, com a divulgação oficial dos resultados eleitorais, que foi tornada pública, quase ao fim da tarde  de ontem, ficou a saber-se, em concreto, que o  Partido de Patrice Trovoada, perdeu a maioria absoluta  nas eleições de domingo: 

As manobras, que ele e o seus serventuários, vinham protagonizando,  sob as mais diversas formas, exibidas publicamente ou urdidas na sombra dos gabinetes, não obstaram a que o seu partido fosse penalizado – Daí querer arregimentar mais deputados, seja por que via fosse  - E, pelos vistos, na comissão Eleitoral,  escolhida a dedo,   não lhe faltou quem não lhe fizesse o jogo

O líder do regime, que já vinham evidenciando, nos espetáculos comicieiros, bastos gestos e palavras de desnorte, agora então é que se apavorava ainda mais, por não ter logrado o controlo absoluto: por isso, ei-lo  a arranjar esquemas para não perder o controlo do poder. 

E vai daí de encontrar, na charmosa  ILZA AMADO VAZ,  a que a justiça da confiança politica do regime, nas polémicas classificações,  atribuíra a nota de BOM,   a pescadinha de rabo alçado capaz de ir apanhar, ao sul da Ilha de S. Tomé, onde todos se conhecem e em cujas assembleias, por representarem um tão escasso eleitorado,  nem sequer deu azo a que pudesse ter havido  qualquer  reclamação. – Até porque, mesmo que houvesse razões para o fazer,  a oposição sabia  que nada poderia adiantar.

Quem semeia ventos, colhe tempestades: o regime de TROVOADA, é justamente no que tem apostado: -  em fazer jus ao apelido:  na   desgovernação, na violência, na repressão, na instabilidade, na fraude e   manipulação.

O povo santomense é tradicionalmente pacífico: - mas,  de facto,  muito tem sofrido  com sucessivas e  humilhantes repressões e bastonadas policiais  como nunca se viu nos 43 anos pós independência.


Tendo ele, Patrice Trovoada,  sido gerado e parido, noutras paragens africanas, em Libreville, na convivência das extravagâncias e vaidades da elite endinheirada, claro que, uma  personalidade de tão "alto gabarito", não aceita nem a humildade nem a tolerância mas, por natureza, mais  dado ao cinismo, à vida faustosa e arrogante, ao hipócrita exibicionismo autoritário,



O começo da noite de ontem,  dir-se-á, sem margem para dúvidas, que foi  tenso e tumultuoso, quer na Cadeia Central da Capital de S. Tomé, quer junto à sede da  Comissão Eleitoral Distrital de Água Grande, 

Refere o Téla Nón, que “a viatura da Juíza foi vandalizada, os militares do exército que se encontravam no local abriram fogo alegadamente de intimidação contra os manifestantes, incendiando ainda mais os ânimos, que acabaram por virar a viatura da juíza Natacha Amado, que ali se encontrava estacionada e de a incendiar."
Obviamente, que o seu procedimento, ao ser conhecido, causou sentimentos de  profunda indignação e revolta, tanto mais que lograria ir buscar mais um deputado ao partido governamental  – Que é justamente o que também tem sido expresso nas redes sociais, através de vídeos e de imagens   - Dai  não se estranhar que as  reações fossem muitas  e  as mais diversas   –  E, por ironia do destino, que os lamentáveis episódios
 viessem a ocorrer junto  à viatura da juíza, estacionada   junto à sede  da Comissão Eleitoral Distrital de Água Grande, ou seja, a que se situa na Rua 3 de Fevereiro,a antiga Rua do Rosário, cuja toponímia, fora alterada em memória  às vitimas do massacre do Batepá.
 
Escreve  o Telá Nõn , - na sequência da  invasão da sede da Comissão eleitoral, - que os militares do exército, que se encontravam no local abriram fogo alegadamente  com rajadas de Kalashnikov de intimidação contra os manifestantes. Mas, os protestos prosseguiram e, no auge da indignação, o carro da juíza, acabou por ser voltado e incendiado, dando ao local   começou “o aspecto de um campo de batalha”.
A  manifestação tumultuosa, é também descrita  pela imprensa portuguesa, nomeadamente pelo OBSERVADOR,  com este título: Eleições em São Tomé. Polícia dispara para o ar para dispersar manifestantes

Centenas de pessoas concentravam-se, ao final da tarde, em frente ao edifício, na capital são-tomense, e incendiaram o carro da juíza Natacha Amado Vaz, que, segundo os manifestantes, está no interior da sede a realizar uma recontagem de votos.


A juíza decidiu a recontagem dos votos e está a deslocar votos nulos a favor da ADI [Ação Democrática Independente, partido no poder e que venceu as eleições legislativas de domingo]”, afirmou à Lusa Elsa Pinto, vice-presidente do Movimento de Libertação de São Tomé e Príncipe – Partido Social Democrata (MLSTP-PSD), segundo classificado nas eleições e que reivindica ter conquistado a maioria absoluta, em conjunto com a coligação opositora PCD-MDFM-UDD.



Nenhum comentário :