expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

JÁ HÁ O BRILHO MADEIRENSE DE UM ENORME PRESÉPIO DE NATAL -SÃO TOMÉ DEVIA FAZER O MESMO - CIDADE DO FUNCHAL, ALINDA-SE AINDA MAIS COM O NATAL – Presidente do Governo Regional, Manuel Albuquerque, faz da capital do arquipélago, um brinquedo de esplendorosa sinfonia de luz e de cor em mais uma quadra natalícia – Dando continuidade à já emblemática tradição do mais internacional cartaz madeirense - Investimento e pasmo com retorno à vista dos seus habitantes e turistas.

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 




O  ano passado, o Governo regional investiu 1,8 milhões de euros nas típicas iluminações de Natal, invocando o tema dos 600 anos da descoberta do arquipélago. 
Esta ano, a aposta ainda foi mais enriquecida - Segundo o Governo Regional, as estruturas das árvores de Natal situadas na praça do Povo, na praça do Carmo e no Cais do Funchal foram também requalificadas.
O valor dos concursos para a construção, montagem e desmontagem das iluminações decorativas de Natal e Fim do Ano para os anos 2018/2019 e 2019/2020, assim como das festas de carnaval para os anos 2019 e 2020, ascendem a cerca de 2,2 milhões de euros mais IVA.



As Festas de Natal e de Fim de Ano na Madeira prolongam-se até 06 de janeiro e representam, com o espectáculo de fogo de artificio da passagem de ano, um investimento de 3,7 milhões de euros.



UM BELO EXEMPLO QUE A CAPITAL DE STP DEVE SEGUIR – FUNCHAL  - O FUNCHAL, DA ILHA DA MADEIRA, MARAVILHA OS SEUS HABITANTES E VISITANTES COM A ESPLENDOROSA FESTA NATALÍCIA DE COR E DE LUZ – Aqui deixo a minha sugestão ao novo Presidente da maior autarquia das duas ilhas – e também porque não a do Príncipe – para um dia  promoverem  a quadra natalícia (onde a religião católica é maioritária) e também até  a passagem do ano com este fascinante espetáculo  - Penso que  seria um investimento com retorno 





Referem  noticias que, “o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, disse que as iluminações e decorações de Natal na Madeira estão este ano centradas na “tradição regional” e no “imaginário” que permanece e remonta à infância de cada um.
“É uma decoração de Natal que vai ao encontro das expectativas dos madeirenses e da festa da Madeira [como é tradicionalmente conhecido o Natal], incutindo um carácter muito regionalista, muito tradicional nas iluminações, apostando no colorido e naquilo que é o nosso imaginário tradicional da celebração do Natal”, comentou.

O Governo Regional procedeu este ano à renovação total das iluminações na baixa citadina do Funchal, apresentando novos motivos inspirados na quadra natalícia e nos 600 Anos da Descoberta da Madeira e Porto Santo.

Com o objectivo de atrair mais residentes e turistas à zona central da cidade, a zona da Sé, a rua Câmara Pestana e rua Fernão de Ornelas apresentam iluminações dinâmicas e sincronizadas com temas musicais.

Segundo o Governo Regional, as estruturas das árvores de Natal situadas na praça do Povo, na praça do Carmo e no Cais do Funchal foram também requalificadas.
O valor dos concursos para a construção, montagem e desmontagem das iluminações decorativas de Natal e Fim do Ano para os anos 2018/2019 e 2019/2020, assim como das festas de carnaval para os anos 2019 e 2020, ascendem a cerca de 2,2 milhões de euros mais IVA.

As Festas de Natal e de Fim de Ano na Madeira prolongam-se até 06 de janeiro e representam, com o espectáculo de fogo de artificio da passagem de ano, um investimento de 3,7 milhões de euros.










Nenhum comentário :