expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Jorge Bom Jesus, novo Primeiro-ministro de S. Tomé e Príncipe – “ Nenhuma Trovoada dura para sempre”; “depois da chuva, a vida sempre renasce” - Declarou , hoje, numa das passagens do seu discurso, no Palácio do Povo, em cuja cerimónia da tomada de posse do novo governo, o Presidente Evaristo Carvalho, manifestou “total disponibilidade de cooperar com governo de Bom Jesus” - Com o foragido gabonês, Patrice Emery, uma vez mais leviana e cobardemente ausente, de costas voltadas ao pais donde sacou património e fez fortunas e enriqueceu para agora o esbanjar em mil passeatas e banquetes .

Jorge Trabulo Marques - Jornalista


S. TOMÉ E PRÍNCIPE TEM UM NOVO PRIMEIRO-MINISTRO DE NOME PROFETICO E SALVADOR – JORGE BOM JESUS - À FRENTE DE UM NOVO GOVERNO – 



O CABRA LUCIFERINO DAS TROVOADAS E DOS TROVÕES, DOS GOLPES E GOLPADAS DE MILHÕES, , ESCAPOU-SE PARA LUGAR INCERTO, EM TERRA ESTRANGEIRA - 

PROCURA-SE O PERIGOSO CADASTRADO , PARA SER ENGAIOLADO ATRÁS DAS GRADES - DEVENDO LIBERTAR-SE DE IMEDIATO OS INOCENTES DA VIL CILADA DIABÓLICA E DE UMA JUSTIÇA PRISIONEIRA E AMORDAÇADA


COM O IRRESPONSÁVEL E FORAGIDO PATRICE TROVOADA AUSENTE EM PARTE INCERTA   - PALAVRAS OPORTUNAS E BEM DITAS  - Jorge Bom Jesus disse que “ não posso deixar de lamentar e condenar o facto de, uma vez mais, não se ir cumprir com o processo de passagem de pastas, pelo menos por parte do meu antecessor, o que naturalmente poderá condicionar as acções imediatas do novo governo”, sublinhando depois a ressalva de que o ministro da Defesa cessante ficou com a missão de lhe passar a pasta do Primeiro-Ministro.

São-Tomé, 03 Dez ( STP-Press) – O Primeiro-Ministro e Chefe do Governo do XVIIº Governo Constitucional de São Tomé e Príncipe Jorge Bom Jesus, tomou posse esta manhã diante do Presidente da República, Evaristo Carvalho em cerimónia realizada no palácio presidencial na capital são-tomense. 

Licenciado em língua francesa em França,  com especialização em pedagogia na língua portuguesa, Jesus foi ministro da Educação, dentre outros cargos públicos.O combate a corrupção será a bandeira deste Governo” 
– Jorge Bom Jesus – Este um dos principais propósitos do novo Primeiro-Ministro Jorge Bom Jesus  

Não tive  o prazer de lá estar mas tenho muito gosto em me associar   à  concretização de um dos mais belos sonhos do discípulo de Jesus, quando, em 30 de Agosto, o líder do  MLSTP/PS,  declarou ao DN, em campanha eleitoral “Pensamos que temos de salvar São Tomé e Príncipe" "Temos de sentir vergonha de em 43 anos não termos conseguido mudar o rosto da miséria nesse país."



“NENHUMA TROVOADA DURA PARA SEMPRE  - VALEU A PENA AJOELHAR, ABRIR OS BRAÇOS AO CÉUS E DIZER NÃO A SATÂNICOS   DESÍGNIOS E ACREDITAR NO PODER DIVINO DE DEUS  – “NENHUMA TROVOADA DURA PARA SEMPRE” –MAS PINTA CABRA QUIS QUE O AMIGO ENVIASSE UMA TEMPESTADE  AO POVO PACIFICO DAS MARAVILHOSAS ILHAS VERDES 

De seguida a reprodução integral de fotos e dos textos dos  vários apontamentos de reportagem editados hoje pela Agência Sao Tomé Presse, a quem desde já entardecemos a liberdade tomada.

São-Tomé, 03 Dez ( STP-Press) – O Primeiro-Ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus declarou hoje que “ o combate a corrupção será a bandeira” do seu governo empossado hoje pelo Presidente da República, Evaristo Carvalho em cerimónia realizada esta manhã  no palácio presidencial na capital de São-Tomé.


“ O combate a corrupção será a bandeira deste governo” disse Jorge Bom Jesus no seu discurso de investidura tendo sublinhado que “ quero pedir a colaboração da sociedade civil para juntos levarmos a cabo este combate de maneira frontal e no quadro de instrumentos legais previstos na nossa arquitectura jurídica”.

“É um imperativo nacional que os responsáveis pela gestão danosa e pelo desvio de dinheiros e bens públicos comessem a ser criminalmente responsabilizados” – disse Jesus tendo anunciado uma avaliação permanente ao desempenho dos membros do seu executivo e das direcções intermédias da administração pública de modo a corrigir erros e imputar as responsabilidades.



Esta é uma linha vermelha que deixo aqui publicamente traçada e da qual não me desviarei ao longo do mandato” disse o Primeiro-Ministro, tendo acrescentado que “ estamos sempre disponíveis para receber as contribuições de todo o nosso povo, de todos os amigos e dos nossos adversários com toda abertura e espírito de tolerância”.

Tendo reconhecido “as enormes dificuldades que esperam este governo”, Jorge Bom Jesus anunciou para “as próximas semanas um diagnóstico público para conhecer a situação real de todos os sectores da actividades do País sem qualquer intuito de culpabilização”, mas segundo Jesus com objectivo de “finalizar o programa de governo para enfrentar as situações de emergências” do âmbito social, financeiro e económico.

Além de ter assegurado o reforço da cooperação bilateral e multilateral com os parceiros internacionais, Jorge Bom Jesus sublinhou que “ teremos uma postura de continuidade do Estado” envolvendo todos os actores institucionais e em particular o Chefe de Estado são-tomense, Evaristo Carvalho.

Aos nossos parceiros no domínio privado, nacionais e estrangeiros queremos garantir uma relação aberta e dialogante, criando condições para que exerçam as suas actividades sem entraves…”. acrescentou o Chefe do Governo.

Ainda no seu discurso, Jorge Bom Jesus disse que “ não posso deixar de lamentar e condenar o facto de, uma vez mais, não se ir cumprir com o processo de passagem de pastas, pelo menos por parte do meu antecessor, o que naturalmente poderá condicionar as acções imediatas do novo governo”, sublinhando depois a ressalva de que o ministro da Defesa cessante ficou com a missão de lhe passar a pasta do Primeiro-Ministro


Nenhuma trovoada dura para sempre”, disse Jorge Bom Jesus numa das passagens do seu discurso quando se referia que “depois da chuva, a vida sempre renasce” numa clara crítica ao seu antecessor, tendo por outro lado, garantido que o seu governo irá adoptar  uma atitude de “humildade, trabalho, fé e esperança que “o amanhã será melhor”.

VALEU A PENA NÃO ARREDAR PÉ E TER ABERTO CORAJOSAMENTE OS BRAÇOS DE JOELHOS E COM OS OLHOS PREGADOS NO ALTO DOS CÉUS E ACREDITAR NA DIVINA BONDADE E PROTEÇÃO DE DEUS - SIM, O CABRA ESCAPOU-SE COMO O DIABO DA CRUZ DE JESUS E VAI TOMAR POSSE UM DOS DISCÍPULOS QUE SEGUE A HUMANA E NOBRE DOUTRINA DE CRISTO DE NAZARÉ - 

Os patriotas santomens, mesmo sob chuva intensa, acompanharam as urnas para evitar novas falcatruas, além das que não puderam evitar e DISSERAM NÃO À DITADURA E AO BANDITISMO de um estrangeirado, aqui nem gerado nem parido - Que unicamente aqui veio saciar a sua insaciável avidez do cabra da banditagem, desviar o património de um povo que tantos sacrifícios lhe custou a criar. E que, como qualquer diabo, da mais reles e baixa valinia, dá à sola e se escapa como o rato do gato quando tem que dar a cara


ESCAPOU-SE E DEIXOU O PAIS ESFOMEADO, ÀS ESCURAS E A  FERRO E A FOGO - Patrice Trovada, escapou-se à socapa, com armas e bagagens – E o que não pôde carregar em jato privado, da empresa que detém no Gabão à custa dos saques de milhões e até dos vários navios que levaram sumiço para o Gabão, acabou por carregar em transitário, fez desaparecer documentos comprometedores e deixou os cofres vazios e o país às escuras, com a EMAE, nas mãos de outros saqueadores e chantagistas, sem escrúpulos, que forçosamente terão que ser julgados  presos, depois de reposta a legalidade na própria justiça, também ela minada e corrompida

EVARISTO DIZ ASSEGURAR TOTAL DISPONIBILIDADE E COOPERAÇÃO  - Finalmente parece ter despertado que o seu lugar de primeira figura de Nação, tinha de ser outra - E disse não  àqueles que, embora vindo à luz em   humildes cobatas, têm mais nobreza de carácter de que os que são paridos e criados em berços prata ou doirados e em luxuosas mansões

São-Tomé, 03 Dez ( STP-Press) – O Presidente de São-Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho “encorajou” e “manifestou a total disponibilidade de cooperar” com o governo liderado pelo Primeiro-Ministro Jorge Bom Jesus empossado hoje pelo próprio Chefe de Estado em cerimonia realizada esta manhã no palácio presidencial em São-Tomé.

“ Ao novo elenco governamental, desde já desejo, a minha total e inequívoca disponibilidade de cooperação pessoal e institucional para defesa uma vez mais dos superiores interesses da Nação” disse o Presidente da República, Evaristo Carvalho, no seu discurso de investidura, diante do Primeiro-Ministro Jorge Bom Jesus e dos 14 membros do seu executivo.

“ Ao senhor Primeiro-Ministro bem como membros do seu elenco agora empossados, uma palavra de encorajamento, pois a tarefa não se afigura fácil, mas estou confiante que sabiamente encontrarão respostas aos anseios da população” sublinhou o Chefe de Estado que aproveitou para agradecer os membros do governo cessante também presentes da sala do acto de investidura.

“ Uma palavra de conforto e reconhecimento e pelo esforço e dedicação de todo elenco do 16º governo que agora cessam as funções, a todos o meu muito obrigado pelo excelente relacionamento institucional que mantivemos” disse o Presidente Evaristo Carvalho.

Além da mensagem do Presidente da República, a cerimonia ficou ainda marcada com o discurso do primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus que também manifestou o desejo de coabitação com o Chefe de Estado, sobretudo, em matéria da politica externa do País, na qual, declarou a vontade do executivo de dar continuidade e reforçar a cooperação com os parceiros bilaterais e multilaterais numa perspectiva do desenvolvimento sustentável.

OS ROSTOS E OS PERFIS DOS MEMBROS DO NOVO GOVERNO DE JORGE BOM JESUS 


1- Elsa Pinto, – Ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades que também exerce as funções de vice-presidente do MLSTP-PSD, é apontada como a segunda figura deste Executivo de Jorge Bom Jesus. Licenciada em direito em França, Elsa Pinto, quadro superior do Banco Central são-tomense, já exerceu as funções de Ministra da Defesa e outros cargos públicos.




2- Osvaldo D’Abreu, Ministro das Obras Públicas, Infraestruturas, Recursos Naturais e Ambiente que também exerce as funções de vice-presidente do MLSTP-PSD. Formado em engenharia em Cuba, Osvaldo D’ Abreu regressa à testa do ministério que já havia dirigido na altura do Governo da Troika, depois de ter exercido altas funções na estrutura petrolífera são-tomense.

3- Osvaldo Vaz, Ministro do Planeamento, Finanças, e Economia Azul, um dos altos dirigentes do MLSTP-PSD que chegou a ser candidato ao cargo de Primeiro-Ministro nas eleições legislativas de 2014. Economista formado em Angola, Osvaldo Vaz exerceu as funções do Director da Empresa Nacional de Combustíveis, ENCO, tendo igualmente exercido o cargo de Representante da Sonangol de Angola em São-Tomé e Príncipe.

4- Óscar Sousa, Ministro da Defesa e Ordem Interna. O Coronel das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe que regressa mais uma vez ao ministério da Defesa são-tomense. Com vasta experiência, sobretudo, das escolas cubanas, russas e norte-americanas em termos de instruções militares, a integração de Óscar Sousa neste executivo é visto com um regresso do “estratega” Coronel à casa da Defesa são-tomense.

5 – Ivete da Graça Correia, Ministra da Justiça, Administração Pública e Direitos Humanos. Formada em psicologia-sociologia em Rússia, (ex-URSS) bem como curso de Direito em São-Tomé, Ivete Correia é o rosto público são-tomense da luta contra droga a que se junta a grande missão ministerial da reforma da Justiça e Administração Pública do País.

6 – Francisco Martins dos Ramos, Ministro da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural. Engenheiro agrónomo formado na Rússia, (ex-URSS), Francisco dos Ramos é um dos quadros seniores do ministério em questão e a gora com a árdua e nobre missão de dar continuidade a política de relançamento deste sector ainda considerado a base da economia de São Tomé e Príncipe.


7 – Wuando Borge Castro, Ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares. Um gestor de profissão que já tinha sido Director de Gabinete do governo do ex-Primeiro-Ministro, Gabriel Costa.

8 – Julieta Izidro Rodrigues, Ministra da Educação e Ensino Superior. Licenciada em Biologia no Congo e especialista em matéria de Educação, Julieta Rodrigues, é um dos quadros superiores deste ministério e tendo já pela frente a missão de vir enquadrar as promessas eleitorais feitas pelo Chefe do Governo, Jorge Bom Jesus, relativamente ao sector da Educação no âmbito de medidas de emergência para suavizar, sobretudo, os custos, aos estudantes e consequentemente ao povo são-tomense.

9 – Maria da Graça Lavres, Ministra do Turismo, Cultura, Comércio e Indústria foi a única ausente hoje no acto empossamento por se encontrar fora do País, devendo posteriormente tomar posse tal como assegurou o Presidente da República. Maria da Graça Lavres é uma das altas dirigentes do MLSTP-PSD na Região Autónoma do Príncipe. Formada em Portugal, Da Graça Lavres tem pela frente a nobre missão de relançar a turismo são-tomense na base de um plano estratégico já criado, promover e valorizar a cultura nacional e abrir o caminho para fomentar a indústria no País.


10- Edgar Neves, Ministro da Saúde. Trata-se de um outro regresso a casa e, que muito bem conhece. Formado em medicina, Edgar Neves tem vindo a chefiar o projecto, Instituto Marquês de Valle-Flor, a Fundação para Desenvolvimento e Cooperação. E, agora mais uma vez Edgar Neves terá de aplicar a sua estratégia de “Valle-Flor” para o bem da saúde são-tomense, sobretudo, a prestação dos serviços de saúde a população que também foi umas das promessas de campanha do líder do governo, Jorge Bom Jesus.


11- Adlander Costa Mato, Ministro do Trabalho, Solidariedade, Família e Formação Profissional. Além de formação superior em biologia e em matemática, Adlander Costa Mato foi docente no ensino superior são-tomense além de outros cargos públicos. Tem pela frente um grande ministério para dirigir.

12- Vinicius Xavier de Pina, Ministro da Juventude, Desporto e Empreendedorismo. Formado em administração de empresa no Brasil, Xavier de Pina Já exerceu as funções do Director Financeiro no Ministério da Educação dentre outras funções. Um claro, exemplo de gente jovem a testa da juventude.

Adelino Lucas, Secretário de Estado para a Comunicação Social. Tendo passado por escolas de jornalismo, designadamente na Rússia e Portugal, Adelino Lucas que regressa a casa foi também director-geral do sector, director da Rádio Nacional dentre outros cargos. Além da política visando a melhoria de prestação serviço, Lucas tem a missão de melhorar condições de trabalho, sobretudo nos órgãos estatais.

Eugénio António da Graça, – Secretário de Estado do Comércio e Indústria. Eugénio da Graça irá formar uma dupla governamental com a outra Graça; a Maria da Graça Lavres, a Ministra do Turismo, Cultura, Comércio e Indústria. Por isso, Eugénio António da Graça, formado em Direito, na universidade pública são-tomense, terá de funcionar em sintonia directa com a supracitada Ministra de modo que a dupla consiga êxitos no processo de relançamento do Comércio e da Industria são-tomense.





Nenhum comentário :