expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 12 de janeiro de 2019

Alavanca de Pinta Cabra, no Tribunal de Lembá, afastada com processo disciplinar - António Gentil Bonfim Dias, o juiz que se deu ao desplante de desobedecer a um acórdão do Supremo Tribunal de Justiça sobre a cervejeira Rosema, suspenso pelo Conselho Superior dos Magistrados Judiciais de São Tomé e Príncipe

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Suspenso o juiz que devolveu cervejeira Rosema aos irmãos Monteiro
Juiz é acusado de "contrariar e desobedecer" ao acórdão do Supremo Tribunal de Justiça são-tomense que devolveu a cervejeira Rosema ao empresário angolano Mello Xavier."

Pouco a pouco, as pedras que foram usadas, descaradamente, por Patrice Trovoada  para subverter o sistema judicial santomense, desde exoneração e aposentação compulsiva ., do Juiz Conselheiro, Manuel Cravid, eleito democraticamente pelos seus pares, em Abril de 2017  Presidente do STJ a outos instrumentos de que se serviu para se perpetuar no poder e se safar dos saques ao património público, começam a ser desmantelados 


O foragido, Pinta Cabra,, atirou-se à magistratura, depois de a insultar com a leviana acusação de que Há uma máfia instalada nos tribunais do país de São Tomé e Principe , atitude desbocada e irresponsável de um chefe do Governo,  para com o respeito e independência que deve presidir entre os órgãos de soberania, sim, prepotência e  leviandade, inadmissíveis, que, por esta e por outras gravíssimas arbitrariedades,  mereceu dos juízes o epíteto de Ditador ,   e do maior partido de oposição, este elogio  MLSTP : “Patrice é o principal coordenador da Máfia nacional” – Téla .



 FINALMENTE A JUSTIÇA RETOMA O SEU PODER E INDEPENDÊNCIA

 "O Conselho Superior dos Magistrados Judiciais de São Tomé suspendeu o juiz deliberação. A deliberação, datada do dia 10 e que a agência Lusa teve hoje acesso, determina a suspensão de António Gentil Bonfim Dias "do exercício de funções de Juiz de Direito do Tribunal de Primeira Instância de São Tomé e Príncipe, devendo o mesmo proceder a entrega da viatura bem como as chaves do gabinete, aos serviços administrativos dos Tribunais".

A deliberação nomeou o juiz José Carlos Barreiros para acumular as funções no Tribunal de Lembá.

Patrice e Evaristo 

Em maio passado, o juiz António Dias emitiu uma sentença numa providência cautelar interposta pela advogada dos irmãos Monteiros, Celiza de Deus Lima, que anulou o efeito do acórdão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de 21 de abril e restituiu "imediatamente" a fábrica de cerveja à Sociedade Irmãos Monteiro.

Acusado de "contrariar e desobedecer" ao acórdão do STJ que devolveu a cervejeira Rosema ao empresário angolano Mello Xavier, a deliberação do Conselho Superior dos Magistrados Judiciais "dá por finda a acumulação serviço" deste juiz no Tribunal de Lembá, norte do país, onde se encontra instalada a Rosema.

O documento é assinado por sete dos seus membros, entre eles o presidente do STJ, Silva Gomes Cravid e os juízes conselheiros, Frederico da Glória, Alice Carvalho e Silvestre Leite, que retomaram funções há cerca de duas semanas, depois de exonerados e compulsivamente reformados pela legislatura anterior através de uma resolução parlamentar.MAIS PORMENORES EM https://www.dw.com/pt-002/s%C3%A3o-tom%C3%A9-e-pr%C3%ADncipe-suspenso-juiz-que-

 NÃO RETIRAMOS UMA PALAVRA QUE ESCREVEMOS ACERCA DESSE ENORMÍSSIMO ATROPELO À JUSTIÇA

AFINAL PATRICE TINHA RAZÃO AO DIZER QUE OS JUÍZES CLASSIFICADOS COM NOTA MEDÍOCRE  (claro, os que se vergam ao regime) PODERIAM SER ÚTEIS NOUTRAS TAREFAS - Pelos vistos, utilissímos aos inimigos da democracia e de uma justiça independente, credível, imparcial  e competente

Para Patrice Trovoada os juízes considerados medíocres nos resultados da inspeção aos magistrados judiciais, poderão ser úteis em outros sectores do país.“Se não tem aptidão podem fazer outra coisa. O governo está disponível para coloca-los noutro sector, não são pessoas inválidas. São pessoas que para determinada função foram consideradas inaptas. E qual é o problema?», afirmou o Chefe do Governo. Patrice- “Juízes medíocres podem ser úteis noutros sectores


A TRUPE DOS MONTEIROS QUEREM SOBREPOR-SE ÀS LEIS E CONTINUAR A SUBVERTER O STJ   - OBVIAMENTE QUE, SEM A MULETA DE PINTA CABRA, É ALARIDO ESCUSADO
ROSEMA : Defesa dos “Irmãos Monteiros” declara nula a resolução do CSMJ – Refere o Téla Nón

O advogado dos Irmãos Monteiros destacou a  aprovação pela Assembleia Nacional da resolução que reconduziu e reintegrou os juízes conselheiros Manuel Silva Cravid, Frederico da Glória, Alice Carvalho e Silvestre Leite, como o ponta pé de saída na execução da estratégia. «Insere-se claramente no âmbito de uma estratégia devidamente orquestrada para através do Supremo Tribunal de Justiça tomar de assalto a cervejeira Rosema e entrega-la ao senhor Melo Xavier», afirmou. https://www.telanon.info/sociedade/2019/01/16/28516/rosema-defesa-dos-irmaos-monteiros-declara-nula-a-resolucao-do-csmj/


 QUEM É O JUIZ “BOM-FIM”? 

O mesmo juiz que  ousou subverter o Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça e devolver a fábrica de cervejas aos Irmãos Monteiros, amigalhaços de Patrice Trovoadahttps://www.telanon.info/sociedade/2018/05/10/26951/juiz-bonfim-de-lemba-deu-fim-a-rosema/


ONDE É QUE UM TRIBUNAL DE 1ª INSTÂNCIA PODE ANULAR ACÓRDÃOS DE UM TRIBUNAL SUPERIOR? - Claro, na república das bananas liderada por Patrice Trovoada e coadjuvada pelo seu pau-mandado, Evaristo Carvalho
O Juiz do Tribunal da Primeira Instância de Lembá, distrito onde se localiza a cervejeira Rosema, emitiu uma sentença que alegadamente anulou o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça de 27 de Abril último que ordenou a restituição imediata da Cervejeira Rosema, ao empresário angolano Melo Xavier.
O Juiz António Bonfim Gentil Dias, do Tribunal da Primeira Instância do distrito de Lembá, lavrou uma sentença com base numa providência cautelar interposta pela defesa dos Irmãos Monteiros.


A sentença do tribunal de Lembá, com data de 7 de Maio devolve a fábrica de cervejas aos Irmãos Monteiros, e parece que anula o Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça. Aliás o Juiz Bonfim, põe fim a sua sentença, ordenando que os representantes do grupo angolano que receberam a cervejeira Rosema, devolvam as chaves e todo o resto aos Irmãos Monteiros.

 Operação Rosema” : Parlamento exonera juízes do Supremo -  Mas esqueceu-se de que há um juiz com nota de medíocre, que foi reintegrado

Com 31 votos a favor, sendo 28 da bancada parlamentar do partido no poder a ADI, e 3 votos da bancada parlamentar do partido MLSTP, a Assembleia Nacional de São Tomé e Príncipe aprovou esta tarde uma resolução, que exonera os Juízes Conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça nomeadamente Maria Alice Carvalho, Frederico da Glória, e Manuel Silva Gomes Cravid, este último Presidente do Supremo Tribunal de Justiça.

«O que assistimos aqui foi mais um acto de violação da constituição política promovido pelo ADI», referiu Danilson Cotu, líder da bancada parlamentar do partido PCD, cujos 5 deputados votaram contra a resolução. “Operação Rosema” : Parlamento exonera juízes do Supremo – Téla ...

Exoneração de juízes são-tomenses é inconstitucional - Constitucionalista Jorge Miranda https://www.dn.pt/lusa/interior/exoneracao-de-juizes-sao-tomenses-e-inconstitucional---constitucionalista-jorge-miranda-9338161.html

13/05/2016 Juízes classificados como medíocres foram suspensos – Téla Nón – quem não é da canalha leva com a metralha - Entre os quais estava um tal Juiz António Bonfim Gentil Dias, do Tribunal da Primeira Instância do distrito de Lembá, Que, afinal de contas, até revela ser um bom aliado da canalha

MUITO CONCERTADA E UNIDA ,  ESTA TRILOGIA MAFIOSA - GOVERNO, PODER ABSOLUTISTA PARLAMENTAR  E  PRESIDENTE DA REPUBLICA, DE SEU NOME  EVARISTO – Que faz queixa e anuncia fim de Silva e Frederico no TC  


O Gabinete do Presidente da República anunciou que uma queixa crime já corre os seus termos, contra o Juiz Conselheiro Frederico da Glória o relator do despacho, e também contra o juiz Presidente Silva Cravid. « Correndo contra o Juiz relator e próprio Presidente do Supremo Tribunal de Justiça, enquanto Presidente do Tribunal Constitucional, cujas funções cessaram com a entrada na ordem jurídica nacional do Tribunal Constitucional autónomo, uma queixa-crime por suspeita de prevaricação, denegação de justiça e falsificação, ficam ambos imediatamente inibidos de qualquer intervenção no processo», diz o comunicado do Gabinete do Presidente da República https://www.telanon.info/politica/2018/01/01/26163/evaristo-faz-queixa-e-anuncia-fim-de-silva-e-frederico-no-tc/


Depois do constitucionalista português, Jorge Miranda ter considerado que a exoneração de juízes são-tomenses é inconstitucional  -  https://www.dn.pt/lusa/interior/exoneracao-de-juizes-sao-tomenses-e-inconstitucional---constitucionalista-jorge-miranda-9338161.html  bem como da reação do Presidente do Supremo Tribunal de Justiça de Angola, do Juiz Conselheiro, Rui Ferreira, que classificou  de uma “clamorosa violação do Estado de Direito ...,, coube  a vez de UIJLP- União Internacional dos Juízes de Língua Portuguesa, manifestar a sua  preocupação com a crise que abalou o poder judicial de São Tomé e Príncipe.«Temos para nós que nenhuma dúvida subsiste quanto ao facto de a separação de poderes e a independência judicial serem um pilar essencial do estado de direito», diz a União Internacional de Juízes dos Países de Língua Portuguesa na missiva endereçada ao Presidente da República.Órgão Internacional dos Juízes segue com atenção a crise judicial e

UALP - Também a  União dos Advogados de Língua Portuguesa (UALP) Reunida em Assembleia Geral na cidade de Viseu, em Portugal e tendo tomado conhecimento dos últimos acontecimentos ocorridos em São Tomé e Príncipe, que culminaram com a exoneração compulsiva dos juízes conselheiros do Supremo Tribunal de Justiça, o que consubstancia uma violação grave do princípio da separação de poderes e também o desrespeito pelas decisões judiciais. 

A UALP manifesta a sua profunda preocupação pela violação grave dos princípios da independência dos tribunais e da separação de poderes, pilares fundamentais do Estado de Direito Democrático"

Fogo aos diplomas para contestar assalto à Justiça pelo poder de Patrice  - “Cerca  de 30 pessoas, juristas, advogados e magistrados judiciais, deram fogo aos seus diplomas. Numa cerimónia carregada de simbolismo. Deram fogo aos seus diplomas(cópias), porque pela primeira vez na democracia são-tomense, registam o assalto ao poder judicial pelo poder político. Fogo aos diplomas para contestar assalto à Justiça pelo poder de ...

PARTIDO DE PATRICE TROVOADA,  ELEGE, A PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, O  EX-MINISTRO DA JUSTIÇA DO ATUAL GOVERNO, QUE,  LANÇOU  “BOMBA” CONTRA OS TRIBUNAIS E MAGISTRADOS

Ministro Raposo lança “Bomba” contra os Tribunais e os Magistrados” – Sim, este era o titulo de uma noticia, que antecedeu o pedido de demissão, do então Ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Roberto Raposo, que, segundo era referido ” terá deflagrado uma “Bomba”, no dia 28 de Janeiro último, quando foi interpelado pela Primeira Comissão Especializada da Assembleia Nacional encarregue dos assuntos políticos, jurídicos, constitucionais direitos humanos, género, comunicação social, e administração interna”, tendo declarado, entre outras afirmações, que “os juízes e juízas são-tomenses, não podem estar na avenida a falar de sentenças, no Fundon Pepê, etc, etc. Isso envergonha a classe», frisou Roberto Raposo.


ESTAS PALAVRAS  - PROFERIDAS HÁ POUCO MAIS DE UM ANO - NÃO DEVEM TER AGRADO A UM PRIMEIRO-MINISTRO QUE DESPREZA  AS LEIS E OS PRINCÍPIOS DEMOCRÁTICOS  - No discurso da sua tomada de posse O novo presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) são-tomense, Manuel Silva Gomes Cravid, prometeu, "dar volta" ao "total descrédito e incompreensão" em que se afundaram os tribunais são-tomenses.

A MÁFIA LIDERADA POR PATRICE TROVOADA NÃO LHE DEIXOU "ARRUMAR A CASA"


Juiz Cravid avisou que não vai aceitar ingerência nos assuntos dos Tribunais"

«Os tribunais são um órgão de soberania, como o governo, a assembleia nacional e o Presidente da República são. Não nos cabe imiscuir nos assuntos do Governo, nem da Assembleia Nacional e muito menos nos assuntos do Presidente da República. E Gostaria que os outros órgãos de soberania agissem em conformidade», assim  respondeu o novo juiz Presidente do Supremo Tribunal de Justiça e do Tribunal Constitucional, Manuel Silva Gomes Cravid.

Uma resposta a imprensa que fez aplausos ecoarem no salão do Tribunal. Dezenas de funcionários judiciais e alguns magistrados dos Tribunais presentes no salão selaram as palavras do novo Presidente em resposta aos jornalistas com aplausos prolongados. Juiz Cravid avisou que não vai aceitar ingerência nos assunto



Silva Cravid - STP_PRESS
Organizar a casa e pôr os Tribunais a funcionar  – Este o objetivo imediato do novo Presidente do Supremo Tribunal de Justiça - Mas o Governo, em vez de manifestar o desejo em ser parte da solução, parece ter recebido mal o aviso. opta pelo confronto e a ser o fulcro  do problema 
A recente eleição do novo Presidente do STP, Juiz Conselheiro, Manuel Silva Gomes Cravid, que veio destronar o reinado do todo poderoso e polémico, Juiz Conselheiro, José Bandeira, que tem pautado o exercício  da sua presidência (cumulativamente com a do Tribunal Constitucional e do Tribunal Tributário) mais pela colagem ao Governo de que pugnando pela  dignificação da justiça e da sua independência,  parece não ter sido bem recebida por Patrice Trovoda, que ameaça entrar em confronto com o poder Judicial 

Escrutínio da Eleição no Supremo Tribunal de Justiça, que decorreu na quarta-feira. dia 26,  elegeu, como vencedor, o Juiz Conselheiro, Silva Gomes Gravid, com três votos favoráveis - Em segundo lugar, com 1 voto, ficou Maria Alice Carvalho – Enquanto, José Bandeira, ficou a ver a nova bandeira desfraldar no topo da hierarquia judicial 


Finalmente, acabou-se o reinado do  poderoso, José Bandeira, Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça desde Abril de 2013 - Na corrida ao segundo mandato, foi ultrapassado pelo Juiz Conselheiro, Manuel Silva Gomes Cravid 

 Silva Cravid foi eleito com três dos cinco votos dos seus pares, ultrapassando o antigo juiz presidente José Bandeira que obteve um voto a par da juíza Alice Carvalho enquanto os outros dois juízes conselheiros, nomeadamente, Silvestre Leite e Frederico da Gloria não obtiveram nenhum voto. Em declarações a imprensa, o novo presidente do Supremo defendeu a necessidade de se dignificar os tribunais e todo o sistema judicial são-tomense, sobretudo, através da organização da classe e a união entre os diferentes agentes e fazedores da justiça em São-Tomé e Príncipe.


“ É preciso organizar a casa e unir a classe” – disse Silva Gomes Cravid, tendo sublinhado que “ a que fazer funcionar de facto os tribunais” uma vez que “ é preciso que a sociedade volte acreditar” nos tribunais e que “os políticos dêem credito” ao sistema judicial.


O novo presidente do Supremo manifestou também a total disponibilidade de colaborar com as partes no sentido de se encontrar uma solução urgente para por fim a greve dos funcionários judiciais e do ministério publico que ainda persiste no sistema. Formado em Direito na universidade de Coimbra, Portugal, Silva Gomes foi também presidente da Comissão Eleitoral, Coordenador do Gabinte de Reforma Administrativa e Juiz do Direito do Tribunal da 1ª Instância. http://www.stp-press.st/aa88.htm



GOVERNO DE PATRICE TROVOADA, SUBVERTEU A EVOLUÇÃO DEMOCRÁTICA DE STP E TRANSFORMOU ESTE PACIFICO E MARAVIHOSO PAÍS NUMA PLATAFORMA DE CRIME ORGANIZADO
Tal como é reconhecido por observadores internacionais, “ao contrário de outros países africanos, a reforma democrática não começou com o fim da Guerra Fria, pois foram iniciadas medidas concretas no final da década de 1980, com o MLSTP convidando políticos seniores exilados a retornar ao país e introduzindo algumas reformas políticas. 

 Fracassado o financiamento  do Golpe de Estado, em Julho de 2003 para eliminar Manuel Pinto da Costa, Fradique Menezes e alguns militares. sim, enquanto Patrice Trovoada, não tomou de assalto o poder, com banhadas de votos comprados  dos milhões desviados nas negociatas do petróleo, os conflitos políticos, entre as diferentes forças partidárias,  eram resolvidos pacifica e democraticamente; agora impera o controlo e a  censura nos órgãos de Comunicação Social, o recurso a  milícias pretorianas para exercem bastonadas aos manifestantes, invadirem o Parlamento e intimidarem os deputados da oposição, treinadas por tropas ruandesas - Sim, reina a ditadura do fascismo despudorado;  o absolutismo mais descarado de um Governo altamente corrupto e autoritário e sem credibilidade.

Plano para matar primeiro-ministro gravado em áudio -  Ex-ministro da Agricultura e sargento das Forças Armadas são suspeitos de planear assassinato do primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Patrice Trovoada, mas juiz mandou-os em liberdade porque a prova existente se limita a um registo áudio onde, alegadamente, falam do golpehttps://www.dn.pt/mundo/interior/plano-para-matar-primeiro-ministro-gravado-em-audio-9503854.html

PROTOCOLO ATRÁS DE PROTOCOLO – Portugal e São Tomé assinam protocolo de defesa para triénio 2018 -2020 ... De   um memorando de entendimento sobre a permanência, por um ano, do navio patrulha Zaire nas águas do arquipélago. Rubricado a bordo do navio patrulha zaire - ENTRETANTO, DIAS DEPOIS, MAIS OUTRO  PROTOCOLO -   Agora nas pomposas instalações de um novo Tribunal -



Nenhum comentário :