expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

PAPÃO EM MARCHA DO ÓDIO VICERAL-LIBRAL SELVAGEM –- “Guiné Equatorial é o mais 'fechado' à CPLP em contaste com a 'abertura' de São Tomé - Quer que se abra à entrada de droga, do contrabando e do terrorismo golpista


JORGE TRABULO MARQUES - JORNALISTA E INVESTIGADOR DO POVOAMENTO DAS ILHAS DO GOLFO DA GUINÉ
Três séculos, possessão portuguesa, que o tratado de El Pardo separou contra a vontade do povo nativo: convocando o Capitão Mor da sobredita Ilha, e alguns negros mais principaes, lhe propus as ordens de Sua Mag, dizendo lhes hera preciso jurarem obediencia a El Rey Catholico, me responderão que não, e que elles não conheciao senão a El Rey de Portugal, e que do de Espanha nunca ouvirão falar; ao que se sseguio hum motim geral de Homens e/ Mulheres” –



PAPÃO EM MARCHA DO ÓDIO VISCERAL-LIBERAL SELVAGEM – DIZ O JORNALISMO LIBERAL IGNORANTE  - “Guiné Equatorial é o mais 'fechado' à CPLP em contaste com a 'abertura' de São Tomé – Faz muito bem defender-se das redes criminosas de droga e contrabando 

GOVERNO DE STP - ACABOU COM OS VISTOS, EM JULHO DE 2015, POR UM ESPAÇO DE DUAS SEMANAS Visto para São Tomé e Príncipe - Informações - Destinos e Viagens  
NO ANO PASSADO, O PARTIDO AUTORITÁRIO ADI – DE PATRICE TROVOADA, PASSOU A CONCEDER VISTOS POR UM ESPAÇO DE SEIS MESES, QUE A OPOSIÇÃO  CRITICOU POR ENTENDER QUE, TAL MEDIDA,  VAI FACILITAR AS REDES DE CONTRABANDO E DROGA  STP tem “organizações criminosas com ligações a células que actuam em países estrangeiros”»- BASE DE SUSTENTO DE POLÍTICOS ENVOLVIDOS NA MÁFIA INTERNACIONAL 


QUEREM QUE A GUINÉ EQUATORIAL SE ESCANCARE À ENTRADA DA DELINQUÊNCIA INTERNACIONAL? – VEJA-SE O QUE SE PASSA EM S. TOMÉ E PRINCIPE:  maio 2015 – Maio 2015-  . –Polícia de São Tomé e Príncipe diz que droga está na origem do aumento da criminalidade 

ESTE O TITULO DE UM POST EDITADO NESTE SITE – 13Abril 2016 -  São Tomé – Droga e Corrupção, poderão comprometer a paz e o futuro tranquilo das Ilhas –  Eventual traficante disfarçado de empresário  fazia desta ilha o paraíso de  vai e vem – Em voos regulares numa das companhias aéreas. http://www.odisseiasnosmares.com/2016/04/sao-tome-droga-e-corrupcao-poderao.html

CHAMAMOS ATENÇÃO PARA AS AMEAÇAS EXTERNAS S. Tomé e Príncipe – 29-08-2016  - Não matem este paraíso! - Nos tentáculos da droga e do crime internacional organizado - Comandante-Geral da Policia e da Ordem pública, lança o alerta no 41º aniversário da Instituição, afirmando que o país  tem “organizações criminosas a células que atuam em países estrangeiros – Discurso na Presença do Pres. da República, M. Pinto da Costa, mas com o Primeiro-ministro, Patrice Trovoada, ausente  há três semanas no estrangeiro. LS. Tomé e Príncipe – Não matem este paraíso! - odisseias nos mares ...









Prossegue a cruzada odiosa e ignorante e encomendada a um dos países mais desenvolvidos, prósperos  e tranquilos do continente africano, onde as tão conhecidas imagens das barracas, que proliferam na generalidade das grandes cidades, em África  na EuropaAmérica  e no resto do mundo, foram substituídas por cómodos bairros sociais

 A cobiça das suas riquezas naturais, até onde vai. Ou porque não se respeitam os direitos humanos, todavia teçam loas e  vendem as melhores empresas e até alguns jornais,  a uma das maiores e ferozes ditaduras orientais, ou por outro qualquer fantasma que a cegueira odiosa fabrica REPORTAGEM: Guiné Equatorial: De 'Eldorado' a país-fantasma

A campanha orquestrada para transformar este país numa líbia, Síria ou Iraque, arrasados para lá colocarem os seus fantoches, não desfalece: o serventuários do liberalismo selvagem que metem Lulas na cadeia e mantêm a rapina à solta, hão-de sempre encontrar pretextos para verter o seu ódio - Brasil apreende dólares e joias ao filho do Presidente da Guiné Ma
A Guiné Equatorial, que historicamente esteve mais tempo sob o domínio colonial português, que uns acordos à revelia e contra a vontade das populações nativas, forçaram a mudar de soberania, na perspetiva veja da ignorância é fundamento para que seja obrigada a falar português, pois será que os filhos dos emigrantes portugueses, que nascem em França ou noutro qualquer ponto da diáspora, pelo facto de não falarem a língua dos seus pais, deixará de lhes correr nas suas veias sangue luso?  - Mas aí temo a cruzada em marcha:  Português na Guiné Equatorial? "É uma invenção" 
 
AO LONGO DO ANO, CONTAM-SE POR CENTENAS DAS ARTIGALHADAS ENCOMENDADAS  "O país de Teodoro Obiang, membro da Comunidade de Países de Lìngua Portuguesa, oculta a miséria em que vivem muitos dos seus 1,2 milhões de habitantes. Imagens captadas no bairro de New Billi, longe dos holofotes embora fique na capital, Malabo  http://expresso.sapo.pt/internacional/2018-02-05-Os-pobres-invisiveis-da-Guine-Equatorial

ENTÃO QUE DIZER DO VELHO ALIADO?  -  EUAPaís dos paladinos das liberdades, têm o pior índice de pobreza dos países ricos46% da populaçãoestá abaixo da linha da pobreza dos EUA – Os milhões que dormem nas ruas ao frio, ao abandono, à fome, são livres, podem até gritar à vontade  Mas se precisarem de assistência social o capitalismo não lhes acode

1771 - Ano Bom
OS TESTAS DE FERRO DO LIBERALISMO SELVAGEM NÃO DORMEM  - 28/12/2017   "As autoridades da Guiné Equatorial anunciaram esta quinta-feira que abortaram um golpe de Estado contra o Presidente Teodoro Obiang Nguema, supostamente liderado por um general e orquestrado pelo líder do partido com representação parlamentar Cidadãos para a Inovação (CI).

Fontes oficiais equatorianas revelaram à agência Efe, em Paris, que “o instigador do golpe” é “o número um” do CI, Gabriel Nsé Obiang Obono, que contou “com a cumplicidade da oposição no exílio”, nomeadamente do partido Coligação CORED, cujo líder histórico é Severo Moto. https://observador.pt/2017/12/28/autoridades-da-guine-equatorial-dizem-ter-abortado-golpe-de-estado-contra-obiang/
 
ATÉ ONDE VAI O JORNALISMO PERSECUTÓRIO E ODIOSO  - DIZ O DN - JORNAL DOS MILIONÁRIOS CHINESES, CITANDO A LUSA. Que a  Guiné Equatorial é o país com menor abertura a cidadãos da CPLP, obrigando a emissão de um visto de entrada, contrariando o que acontece em São Tomé e Príncipe, o que menos exigências coloca entre os nove Estados.



De acordo com os dados analisados pela agência Lusa, qualquer cidadão estrangeiro de origem de um dos outros oito países que integram a CPLP - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste - necessita obrigatoriamente de um visto em passaporte, emitido previamente, para poder visitar a Guiné Equatorial.


Membro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) desde 2015, a Guiné Equatorial é assim o país desta organização que mais se afasta, atualmente, dos objetivos já traçados pelo novo secretário executivo da organização, Francisco Ribeiro Telles, que assume funções na terça-feira.


Ribeiro Telles referiu, a 15 de dezembro, durante a sua tomada de posse, que a mobilidade é uma das prioridades do seu mandato, tendo-se mostrado confiante na existência de "avanços efetivos e visíveis" neste campo até 2020. Esta é também uma proposta dos governos de Portugal e de Cabo Verde.

SUBSCREVER

A situação da Guiné Equatorial contrasta com a de São Tomé e Príncipe, país onde um cidadão de um dos outros oito Estados-membros apenas tem de apresentar o passaporte, à chegada, para assegurar uma estadia temporária legal de 15 dias sem outras exigências. https://www.dn.pt/lusa/interior/guine-equatorial-e-o-mais-fechado-a-cplp-em-contaste-com-a-abertura-de-sao-tome-10382158.html

Prisión Playa Negra  - 43 anos depois


Sir Mark Thatcher no financiamento do golpe.  "A tentativa do golpe de Estado da Guiné Equatorial em Março de 2004 contra o governo da Guiné  Equatorial em Março de 2004 “parece ter todas as características dos expedientes usados pelo colonialismo, com as principais potências desesperadas para controlar áreas com recursos estratégicos. Nessa parte do mundo, o petróleo superou os diamantes como fonte do conflito. - 
"A tentativa de golpe não substituiu o presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo pelo político de oposição exilado Severo Moto – Mercenários organizados principalmente por financistas britânicos foram presos no Zimbábue em 7 de março de 2004, antes de poderem realizar a conspiração.  Os promotores alegaram que Moto seria instalado como o novo presidente em troca de direitos   preferenciais sobre o petróleo para empresas afiliadas aos envolvidos no golpe…. Wikipedia   Simon Mann: 'Meu maior erro foi se aproximar de Mark Thatcher'Sir Mark ( filho de Maragaret Tacher) condenado na África do Sul em janeiro de 2005 por seu envolvimento no caso

A GUINÉ EQUATORIAL - DESDE O FRACASSADO GOLPE DE ESTADO, EM 2004, FINANCIADO PELO NEOCOLONIALISMO EUROPEU - JAMAIS DEIXOU DE SER UM ALVO ABATER - OS PAÍSES DO  IRAQUE E A LIBÍA FICARAM REDUZIDOS A ESCOMBROS PARA LÁ COLOCAREM OS SEUS FANTOCHES - E Ó QUE SE PRETENDE IMPOR NUM PAIS DE GRANDE RIQUEZA PETROLÍFERA. - A pretexto dos direitos humanos

O diplomata Tito Mba Ada,  vendo-se rodeado por uma vistosa equipa  dos media e, após responder a todas as perguntas, lançou este convite:  os meios de CS, “não tem conhecimento  da Guiné Equatorial; quero aproveitar este coletivo para visitar a Guiné Equatorial  e poder conhecer aquele belo pais 






O Embaixador da Guiné Equatorial em Lisboa e junto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Tito Mba Ada, uma das várias personalidade, que participaram  na tomada de posse do diplomata Francisco Ribeiro Teles, como secretário executivo da CPLP, que contou com a presença dos chefes de Estado de STP, Cabo Verde e de Portugal, para além do Ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto  Santos Silva, do Ministro das relações Exteriores de Angola,   Manuel Domingos Augusto, entre outros convidados, foi também uma das entidades que os media procuraram questionar, no final da referida cerimonia, `no pequeno átrio de acesso ao antigo palácio do Conde de Penafiel,  
.
E, como já vem sendo habitual, a inevitável pergunta  dos direitos humanos e da pena de morte . quando, afinal, o líder da oposição, Severo Moto, apoiado pelo liberalismo internacional,  além de outras cumplicidades, até já chegou a estar preso em Espanha pelo envio de armas para promover golpe de Estado   Severo Moto acepta seis meses de cárcel por tratar de enviar armas a 

O diplomata além de prontamente ter respondido às várias perguntas, aproveitou ainda oportunidade  para formular o convite aos jornalistas, ali presentes para visitarem o seu pais e confirmarem, com os seus próprios olhos uma realidade, que é bem diferente daquela que geralmente é propalada, alegando que os meios de CS, “não tem conhecimento  da Guiné Equatorial; quero aproveitar este coletivo para visitar a Guiné Equatorial  e poder conhecer aquele belo pais 

 EMBAIXADOR DA GUINÉ EQUATORIAL CONFESSOU-NOS TER FICADO SURPREENDIDO POR NUNCA TER VISTO TANTOS JORNALISTAS A QUESTIONÁ-LO-  NÃO DEVIA ACEITAR A VISITA DE UM JORNALISMO PERSECUTÓRIO E MAL INTENCIONADO, QUE, ANTES DE VER, JÁ VAI COM IDEIAS PRECONCEBIDAS


Afinal, no dia da tomada de posse de Francisco Ribeiro Telles,  como secretário-executivo da CPLP - cerimónia aqui destacamos com um vídeo de algumas das imagens que ali registamos, ilustrando as declarações à imprensa do Embaixador Tito sim, pese o facto de contar com a  com a presença de três chefes de Estado – Cabo-Verde, STP e Portugal – quem  voltou a ser manchete foi o já estafado argumento dos direitos humanos e da pena de morte na Guiné Equatorial: sim, tomara a maioria dos países europeus apresentar as suas cidades, além de avenidas amplas, modernos e belos edifícios,  limpas de lixo e sem os tugúrios das barracas  – que ali deram lugar a geométricos e bem traçados bairros sociais – isto  para já não falar do estendal da  miséria que vai pelo resto da África, América e oceania, e por aí adiante –

 Só que, as jazidas do  petróleo, tal como na Venezuela,  onde o liberalismo selvagem não desiste de meter o garfo, é demasiado sedutor para, a pretexto dos apregoados direitos humanos e outros chavões, continuar com a sua hipócrita cruzada pesudo-democrática – Pois, o grande mal de África,  não adveio tanto  de uma grande maioria de dirigentes políticos  se perpetuarem no poder - pois, olhe-se para o  parlamento português , com muitas caras de há mais de 30 e tal anos e um cavaquismo  - 12 anos de PM e 10 de PR – o grande mal é escassez  de dirigentes ou políticos nacionalistas, que, ao invés de  defenderem os interesses coletivos e do seus povo, vendem a  alma ao diabo.


PORTUGAL DEVE OLHAR PARA A GUINÉ EQUATORIAL COMO UM MEMBRO HISTÓRICO DE PLENO DIREITO NA CPLP,  - que mais tempo pertenceu ao domínio português de que à coroa de  Castela - SEM CHAVÕES FABRICADOS E PRECONCEBIDOS PELA COBIÇA DO LIBERALISMO SELVAGEM  - 

Não é fácil, a uma certa mentalidade instituída,  num pais como um longo passado colonial e 40 anos de fascismo, libertar-se da sobranceria de  velhos  preconceitos colonialistas –  E, sobretudo, num tempo marcado pelo individualismo egoísta  e  superficialidade exibicionista

 A Guiné Equatorial, composta por territórios insulares e outro continental, esteve mais tempo sob o domínio da  coroa portuguesa, que propriamente da espanhola, para a qual passou por acordos régios, contrários à vontade das próprias populações  autóctones, que não reconheciam outra soberania senão a Portuguesa,  contudo, além da ignorância histórica, revelada por algumas elites,  mercê também de outras cumplicidades do neocolonialismo atual, ao invés de aceitar a sua  adesão na CPLP, como um direito perfeitamente justificado e natural  e até de alcance positivo das relações económicas entre os dois países, não deixam de vociferar a sua ignorância e verrinosa tacanhês.

Daí que, as declarações proferidas pelo embaixador equato-guineense em Portugal, em Outubro, passado,  por ocasião das comemorações alusivas ao 50º aniversário da independência do seu pais, sejam perfeitamente compreensíveis

12-10-2018 - Guiné Equatorial espera relação com Portugal "sem julgamentos precipitados
"Acreditamos que, no futuro, as nossas relações com Portugal continuem baseadas no respeito, na confiança, no entendimento mútuo, sem julgamentos precipitados, reforçando a cooperação nos grandes domínios em que Portugal tem grande experiência e naqueles em que a natureza da Guiné Equatorial oferece vantagens de negócio, em benefício recíproco", afirmou hoje Tito Mba Ada, embaixador equato-guineense em Lisboa e junto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
O diplomata falava durante uma cerimónia, em Lisboa, para assinalar os 50 anos da independência da Guiné Equatorial em relação a Espanha, que se celebraram no passado dia 12 de outubro. https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/guine-equatorial-espera-relacao-com-portugal-sem-julgamentos-precipitados

Estive em Malabo e em  Bata uma semana -  Em Julho de, 2017 - Andei por onde quis e me apeteceu; usei a Internet à vontade e sem restrições - Não vi gente a pedir nas ruas nem barracas Mas vi gente sorridente e Feliz - - Sei que há noticias regularmente com essa história dos direitos humanos - ;Mas porque não se atiram aos ditadores orientais e andam com eles ao colo e até pedir-lhes dinheiro emprestado?






OBVIAMENTE QUE NÃO TRANSCREVEM QUAISQUER PALAVRAS DISCURSO DO PRESIDENTE OBIANG  - PROFERIDAS NO PASSADO DIA 12 DE OUTUBRO,POR OCASIÃO DA CELEBRAÇÃO DO 50 ANIVERSÁRIO DA PROCLAMAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA

Compatriotas guineenses equatoriais:

A história é feita por políticos como pessoas que ficam na história, mas o povo da Guiné Equatorial permanecerá para sempre e a nova geração de políticos deve olhar para trás para evitar o que tem sido um erro e sacrifício para o povo.

Estou liderando este país desde 1979, mantendo a paz, a reconciliação de todos os grupos etnoculturais e promovendo todos os direitos humanos e liberdades. 

Hoje o povo goza de liberdade de movimento tanto no exterior como no interior do país; a liberdade de crença, expressão e manifestação; Liberdade de associação de todos os tipos. Promovemos os direitos políticos, económicos, sociais e culturais do povo da Guiné Equatorial sem limitações.

Conseguimos superar a aguda crise económica sofrida pelo país na década de 1980, até a exploração de nossos recursos petrolíferos que serviram para projetar esse impressionante desenvolvimento que hoje nosso país conhece; Temos crescido universidades e centros de formação profissional: construímos hospitais de alta tecnologia.

Nós construímos estradas pavimentadas para destravar todas as cidades do país; desenvolvemos todas as cidades do âmbito nacional e criamos novas para melhorar a vida dos cidadãos; Transformamos muitos centros rurais em cidades ou distritos urbanos.




Noutro aniversário - Obiang e M. Pinto da Costa
Construímos grandes portos e aeroportos em todo o território nacional: desenvolvemos telecomunicações, eletrificação e suprimento de água potável nas grandes cidades; Construímos habitações sociais em todo o país, prestamos serviços sociais às classes mais vulneráveis ​​(crianças e idosos, deficientes, deficientes, doentes mentais, etc.).

Em suma, Caros Compatriotas, abrimos o país no exterior e nosso Estado está representado com 47 representações diplomáticas no mundo, a integração da Guiné Equatorial é eficaz como Membro Não-Permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e sua participação em todos as instâncias internacionais.

Apesar de ser um país pequeno em dimensões geográficas e ter concordado com a independência em condições muito pobres, a República da Guiné Equatorial é hoje o que a parábola bíblica da grão de mostarda descreve. Pois a personalidade do nosso país é a de um Estado poderoso, onde o mundo inteiro vai em busca de prosperidade, bem-estar e paz.

Portanto, nos sentimos muito satisfeitos com o trabalho que fizemos nos últimos anos, uma tarefa que não teria sido possível sem o apoio determinado de todos os cidadãos.


Julho 2017

Para completar o programa de emergência da Guiné Equatorial, só precisamos investir os recursos nas áreas de produção nacional: turismo, agricultura, pesca, pecuária, minerais e industrialização.

A paz que tem sido o instrumento que favoreceu esse impressionante desenvolvimento é o efeito multiplicador do comportamento responsável de cada Equatoguinean.

Eu não quero ser presidente vitalício. Se eu permanecer no poder até hoje, é porque o povo da Guiné Equatorial está constantemente exigindo isso de mim com seu voto esmagador.

No entanto, gostaria de perguntar à nossa classe política e a todos os nossos concidadãos que a preservação da paz é a premissa indispensável para o nosso país avançar para o seu pleno desenvolvimento.


Julho 2017
Vamos acabar com as guerras internas, o desejo de alcançar o poder pela força. Este não é um princípio da nossa democracia.

Agora que a Constituição do Estado encurta a permanência dos líderes no poder, não há necessidade de recorrer ao uso da força para forjar a alternância. Todos os nossos políticos devem agir de acordo com as regras do jogo prescrito por lei para alcançar a direção do Chefe de Estado.

A guerra nunca produziu efeitos positivos em nenhum Estado. Temos numerosos exemplos dos efeitos negativos da guerra no contexto africano e em outras partes do mundo. Não sei se um cidadão consciente pode ousar provocar uma guerra civil no país que deseja governar.

Quero enviar uma mensagem aos nossos jovens hoje, no sentido de que eles devem amar a Guiné Equatorial sobre todos os seus interesses pessoais. Nossos líderes depuseram interesses e grupos pessoais para defender o interesse supremo do bem-estar da Nação. Seu interesse no serviço desta Nação não deve ser priorizar o enriquecimento rápido e pessoal, nem expor a paz do povo para alcançar o poder político.

Os jovens devem imitar o espírito e o exemplo dos mártires e heróis que lutaram abnegadamente pela liberdade deste país. Todo cidadão que se comporta de maneira contrária deve ser considerado um traidor da Nação Equatoguineana e dos interesses de seu povo.




Julho 2017
Espero firmemente que todos os nossos cidadãos estejam dispostos a apoiar a continuidade do sistema governamental que nos proporcionou esse desenvolvimento que a comunidade internacional aplaude e reconhece.

O nosso país está comprometido com a sua emergência nos próximos anos, mais do que nunca, devemos trabalhar em solidariedade para que o nosso país seja uma referência para o desenvolvimento no contexto africano e internacional.

Por todo o exposto e apesar das vicissitudes que tivemos ao longo de nossa curta história, tenho a firme convicção de que nosso país está progredindo positivamente no caminho de seu bem-estar integral.

Vamos celebrar com orgulho e entusiasmo estes 50 anos de independência com a garantia de um serviço bem executado.Acima da República da Guiné Equatorial ".

https://www.guineaecuatorialpress.com/index.php

 A COBIÇA DO LIBERALISMO SELVAGEM GLOBAL QUER  FAZER O MESMO À GUINÉ EQUATORIAL QUE JÁ FIZERAM AO IRAQUE E À LIBIA - A FOME DAS SUAS RIQUEZAS PETROLÍFERAS TURVA OS OLHOS DOS ABUTRES

 A Guiné Equatorial é o país mais rico abaixo do Saara, com o petróleo a representar a esmagadora maioria das suas exportações e uma população de apenas de cerca de pouco mais de 1 milhão e 200 mil habitantes, sendo, por isso, o maior importador de mão de obra estrangeira. Face às suas riquezas e por não ser um país populoso,  daí a cobiça do liberalismo selvagem  quer impor os seus fantoches no poder, tal como fez no Iraque e na Líbia, depois de reduzir estes países a cinzas e a escombros, com milhões de mortos e estropiados.


Lacaio do golpismo liberal
SEVERO MOTO -   DEMOCRATA OU GOLPISTA?  - Quem é o principal opositor ao Presidente Teodoro Obiang? – Vejam só:  um golpista credenciado:  “Severo Moto aceita seis meses de prisão por tentar enviar armas para a Guiné"

Pois, mas lá continuou a promover as suas golpadas como testa de ferro do liberalismo ultra-liberal sobre as riquezas naturais dos povos africanos;
"A promotoria pediu dois anos de prisão para o oponente da Guiné Equatorial  O político da oposição guineense Equatorial Severo Moto aceitou uma sentença de seis meses de prisão por um crime de posse ilegal de armas, depois de em 2008 ele planejava enviar armas e munições para o seu país a partir do porto de Sagunto, confirmou o Tribunal Superior. da justiça valenciana.
 
(...) O político foi preso pela polícia em abril de 2008 na cidade de Fuensalida, em Toledo, por um suposto crime de tráfico de armas de guerra para a Guiné Equatorial.
A prisão foi feita por ordem do juiz do Tribunal Nacional Fernando Andreu, em conexão com a intervenção de um mês antes de várias armas no porto valenciano de Sagunto. https://elpais.com/ccaa/2013/01/15/valencia/1358249825_022702.html

SEVERO MOTO - VOLTOU A ESTAR NOS BASTIDORES  DO FRACASSADO GOLPE DE DEZEMBRO PASSADO

(...) O processo de preparação para a tentativa de golpe começou em setembro de 2017, quando Kodo Bani começou a recrutar mercenários em seu país natal. (..)  Ambos os soldados organizaram um contingente de mercenários chadianos, centro-africanos, equatoguineanos e camaroneses, localizados na cidade fronteiriça de Kye-Ossi, entre os Camarões e a Guiné Equatorial . Esses movimentos foram detectados pelas autoridades camaronesas, que decidiram não agir imediatamente e submeter o grupo à vigilância". In  - Wikipedia ..

Manifesto de condenação e repúdio por tentativa de golpe da Embaixada da Nigéria  - O embaixador da Guiné Equatorial na República Federal da Nigéria, Job Obiang Esono Mbengono, assina o manifesto de rejeição sobre a última tentativa de golpe na Guiné Equatorial. http://www.gacetadeguinea.com/noticia/1575/guinea-ecuatorial/manifiesto-de-condena-y-repulsa-por-el-intento-de-golpe-de-estado-desde-la-embajada-de-nigeria.html  

Julho 2017

BATA – PÉROLA AFRICANA – MAIS BELA, LIMPA, LIVRE  E SEGURA QUE A ESMAGADORA MAIORIA  DAS CIDADES EUROPEIAS  - Cidade portuária da Guiné Equatorial, a capital da Província continental, Mbini (antiga colónia espanhola de Río Muñi)l e  segunda maior cidade do país. Com uma população de 66.800 habitantes -  Tenho o privilégio de  me sentir aqui tranquilo e feliz. De poder conviver com gente bonita, sorridente e simpática. E de poder registar muitas imagens maravilhosas desta minha inesperada e surpreendente estadia que parece ultrapassar o sonho e a ficção


Julho - 2017- Embaixador Tito Mba Ada
Julho - 2017 -Recebido pelo Secretário-Geral do PDGE
Estive lá o ano passado: andei à vontade por onde quis e me apeteceu. Não vi as miseráveis e humilhantes barracas, que existem no demais continente africano e proliferam nas preferias das grandes cidades europeias,  asiáticas ou das Américas mas confortáveis e aprazíveis bairros sociais e as cidades mais bastante limpas e com os mais belos edifícios e avenidas, que não é fácil encontrarem-se no chamado velho mundo civilizacional.

 Pois, mas a mentalidade  ultraliberal colonialista, vê  na Guiné Equatorial, um fruto saboroso e muito apetecível para o continuar  a mordiscar. E é, por isso, que, nestes últimos dias, plasmam e repetem centenas dos mesmos  ferozes ataques nos jornais do capitalismo cruel e hipócrita, contra o Governo de Obiang.


Macias era mesmo um Dabo
Sim, estive, lá em Julho do ano passado, em Malabo e e em Bata, para agradecer ao  Presidente Obiang, ter-me salvo da forca,  quando, em finais de Dezembro de 1975, ali aportei numa frágil piroga, depois de 38 longos e penosos dias ao sabor das vagas e fui tomado por espião. Tendo sido libertado pelo então jovem comandante das Forças Armadas e Policiais,  Obiang Nguema Mbasogo, que três anos depois  derrubaria seu tio, em 3 de Agosto de 1979, através do chamado   Golpe de Libertad

Nenhum comentário :