expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 16 de fevereiro de 2019

ELEIÇÕES NA NIGÉRIA ADIADAS – Extremismo islâmico, saldado com algumas dezenas de mortes, adia as eleições presidenciais que estavam previstas para este sábado.- O atual Presidente, Buhari - embora muçulmano - tem tomado ações para reforçar e revigorar a luta não apenas contra elementos do extremismo islâmico, como no combate à "violência étnica alimentada por políticos malévolos" - Era a ordem que, Pinta Cabra, queria impor em STP

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise



O continente africano continua a ser um palco de ingovernabilidade democrática: salvo raras exceções,  os atos eleitorais são marcados pela corrupção, autoritarismo e violência, que depois se perpetua nos regimes

O  ambiente de tensão e de violência, que, neste sábado,  se verifica na Nigéria, é mais  uma dessas dramáticas evidências.
Clima de violência adia eleições na Nigéria
A Comissão Nacional Eleitoral Independente (Inec) fez o anúncio apenas cinco horas antes do início das eleições, no sábado. - Referindo que "Prosseguir com a eleição como programado não é mais viável", disse o presidente da comissão, Mahmood Yakubu, citando questões logísticas. https://www.bbc.com/news/world-africa-47263122




AUTORIDADES REFORÇARAM   MEDIDAS-  MAS O ÓDIO E A INTOLERÂNCIA SOBREPÕEM-SE

Ontem, foram destacadas “as forças de segurança,  em alerta máximo contra violência eleitoral e extremismo islâmico, tendo sido encerradas  todas as fronteiras terrestres e marítimas da Nigéria, como medida de precaução. 


Na capital, Abuja, soldados e bloqueios de trânsito fazem parte da paisagem. O correspondente da Deutsche Welle na cidade, Bem Shemang, afirma que as forças de segurança param automóveis para fazer revistas. Um porta-voz do partido do governo afirmou ser necessário "dar um senso de proteção aos cidadãos".


Autoridades estão preocupadas com a segurança no dia da eleição. A incapacidade dos militares de manter os locais de votação seguros foi uma das razões citadas para adiar o pleito, originalmente agendado para dia 14 de fevereiro. https://www.dw.com/pt-br/clima-de-viol%C3%AAncia-amea%C3%A7a-elei%C3%A7%C3%B5es-na-nig%C3%A9ria/a-18345988


"Nigéria adia eleições e baralha ainda mais a escolha pouco apetecível dos eleitores" -Diz o Público, na sua edição de hoje   "Entre dar um novo mandato para um Presidente ineficaz e confiar num candidato corrupto, os nigerianos hesitam sobre a quem confiar o seu voto. Problemas logísticos vão prolongam a indecisão e aumentam o receio de violência.

A poucas horas de abrirem as urnas para as eleições deste sábado na Nigéria, a Comissão Eleitoral anunciou que não era possível realizar a votação e que as eleições seriam adiadas uma semana, para 23 de Fevereiro.

A Comissão Eleitoral e diplomatas ocidentais avançaram que a incapacidade de transportar boletins de voto e as tabelas com os resultados eleitorais para algumas zonas do país. Mas o anúncio, feito já de madrugada, gerou incómodo entre os eleitores. "Não estou nada satisfeito com a suspensão [da votação]. Já tinha saído de casa para ir votar e soube a meio do caminho. Não compreendo porque é que suspenderam a eleição", disse Kabiru Sale, 27 anos, que vende petróleo na cidade de Kano, no Norte do país, citado pela Reuter  https://www.publico.pt/2019/02/16/mundo/noticia/nigeria-vai-eleicoes-indecisa-presidente-ineficaz-candidato-corrupto-1862030





 EXTREMISMO ISLÂMICO - É CEGO E INTOLERANTE  - E JÁ FEZ VITIMAS ESTE SÁBADO

Um dos casos citados, é o de um homem armado que matou, pelo menos, 25 pessoas, incluindo um político da oposição, perto de um local de voto no nordeste da Nigéria, levantando uma sombra ameaçadora sobre o ato eleitoral.

É noticiado que “a tensa corrida eleitoral, que põe frente a frente o atual presidente, Goodluck Jonathan, contra o militar e antigo presidente, Muhammadu Buhari, transformou-se num foco de instabilidade, neste país dividido num complexo “mix” de etnias, problemas regionais e religiosos.
As eleições são vistas como as primeiras, num dos país mais populosos de África, onde o candidato da oposição tem uma possibilidade real de derrotar o presidente no poder, e por isto, tem criado receios que possa despoletar violência, como já relatado.
O grupo terrorista boko haram lançou vários ataques contra eleitores no nordeste, matando três no estado de Yobe e mais três no estado de Gombe, informou a polícia.
O líder do boko haram, Abubakar Shekau, ameaçou sabotar as eleições.
Catorze partidos políticos concorrem às eleições em que votam 70 milhões de eleitores. http://www.trt.net.tr/portuguese/africa/2015/03/29/nigeria-eleicoes-ofuscadas-pela-violencia-286500

O ACTUAL PRESIDENTE. CONSIDERADO MODERADO – NÃO CONSEGUIU ACABAR COM A INSTABILIDADE 

Quando eleito, em 2015, era referido que os “Cristãos tem expectativas no novo presidente da Nigéria: “ele afirmou que isso iria acabar”
Buhari, cujo vice-presidente é um ex-procurador-geral que virou pastor de uma Igreja no sul da Nigéria, poderia ajudar a acabar com a violência religiosa na Nigéria, como explica David Curry, presidente da Portas Abertas nos Estados Unidos https://guiame.com.br/gospel/noticias/cristaos-tem-expectativas-no-novo-presidente-da-nigeria-ele-afirmou-que-isso-iria-acabar.html


"Terroristas e criminosos devem ser combatidos e destruídos incansavelmente para que a maioria de nós possa viver em paz e segurança", disse Buhari em discurso televisionado na segunda-feira. “Portanto, vamos reforçar e revigorar a luta não apenas contra elementos do Boko Haram que estão tentando uma nova série de ataques a alvos frágeis, sequestros, confrontos entre fazendeiros e pastores, além da violência étnica alimentada por políticos malévolos. Vamos abordar todos eles. https://guiame.com.br/gospel/noticias/cristaos-tem-expectativas-no-novo-presidente-da-nigeria-ele-afirmou-que-isso-iria-acabar.html

O ÓDIO CULTIVADO PELO EXTREMISMO ISLÂMICO,  NÃO QUER SABER DE  INICIATIVAS E APELOS DE PAZ E DE CONCÓRDIA 

  “Cristãos, muçulmanos se unem contra o extremismo como presidente da Nigéria chama radicalismo islâmico de 'paradoxo trágico'

18/03/2016 -O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, muçulmano, disse em uma importante conferência de paz que os ensinamentos do Islã proíbem o extremismo em todas as formas, tornando a onda de ataques radicais islâmicos em todo o mundo um "paradoxo trágico".

"O trágico paradoxo da situação da insurgência global é que a maioria das atrocidades cometidas por vários insurgentes em todo o mundo hoje está sendo realizada principalmente por pessoas que fingem ser muçulmanas, mas a maioria das vítimas e vítimas são igualmente muçulmanas", afirmou. Buhari disse quinta-feira na abertura da Conferência Islâmica Internacional sobre a Construção da Paz e da Nação em Abuja, de acordo com o Daily Trust da Nigéria. https://www.christianpost.com/news/christians-muslims-nigeria-islamic-extremism-muhammadu-buhari-peace-conference.html


PATRICE TROVOADA - UM DOS ADEPTOS PELA IMPLANTAÇÃO DO ISLAMISMO RADICAL EM STP 

Era a ordem intolerante  que, o auto-confessado, Patrice Trovoada, queria impor em S. Tomé e Príncipe , a favor da implantação islâmica: quer através de insultos e perseguições,  quer privilegiando apoios às falanges  que promoveu 

De maneira diferente, tem sido o  comportamento do Presidente nigeriano, do Presidente, que, embora sendo muçulmano, tem advogado a conciliação religiosa.


LAMENTÁVEIS EPISÓDIOS QUE NÃO PODEM CAIR NO ESQUECIMENTO

 - PATRICE ATIRA-SE À IGREJA CATÓLICA, COMO NUNCA ACONTECEU, EM S. TOMÉ E PRÍNCIPE, NAS RELAÇÕES SECULARES ENTRE A IGREJA E  O ESTADO   - Na sua distorcida miopia considera que o Bispo da Diocese de S. Tomé e Príncipe tem de se refém dos caprichos e de um Primeiro-Ministro irresponsável e intolerante. Não pode livremente expressar-se, sem primeiro consultar Sua Excelência o Sr. Primeiro-Ministro - Se não o fizer é um pecador.

COM FEROZ VIOLÊNCIA E ÓDIO 

Patrice Trovoada, primeiro-ministro e chefe do governo, reagiu ao comentário do bispo no facebook, quando se encontrava na Ribeira Afonso. Uma vila onde a tradição católica é dominante. «Somos um país em que há liberdade de expressão e de opinião. Por isso o Bispo é Pecador como eu sou, felizmente. A única diferença, é que o Bispo para além de ser pecador tem responsabilidade. E o Bispo deve procurar informar-se antes de falar e de contribuir aos boatos. Porque não lhe fica bem», declarou Patrice Trovoada.  http://www.telanon.info/politica/2017/09/02/25181/patrice-em-rota-de-colisao-com-o-bispo-da-igreja-catolica-de-stp/

NUM PAIS ONDE O POVO É MAIORITARIAMENTE CATÓLICO - PATRICE QUER IMPOR Â FORÇA O ISLAMISMO  - Imagens das cerimónias religiosas no passado domingo de ramos, com o Bispo da Dioceses, Manuel António Mendes dos Santos, acolitado por vários sacerdotes,  a presidir à procissão que percorreu algumas ruas da cidade de S. Tomé

Patrice e Erogan -  Patrice Trovoada


DERIVA PERIGOSA COM EROGAN ,  o predador da liberdade de imprensa“Um sistema de ensino privado turco, abre as portas no dia 2 de Outubro” – Foi noticia, recentemente,  mas o facto já foi acordado, há quase um ano, após  os "carinhos" trocados, uns meses antes, entre Patrice Trovoada e o ditador , na visita que fez à Turquia. 

O CARINHO DE PATRICE TROVOADA COM A INTOLERÂNCIA E O RADICALISMOS DO SISTEMA DE ENSINO DOS   DITADORES ISLAMITAS  

Notícia em Turco: 25/12/2016 "O primeiro-ministro da República de São Tomé e Príncipe Patrice Emery Trovoada, afirmou que tem grande carinho para a Turquia e o presidente Erdogan , "o primeiro-ministro  de São Tomé vê o presidente Erdogan e a Turquia como a pessoa e o país ideais para ele". 

Sem que a mesma noticia fosse divulgada, em S. Tomé e Príncipe. Assinavam-se memorandos, "de boa vontade", entre Vice-Presidente do Embaixador da Turkish Education Foundation (TMV) Dr. Hasan Yavuz  e  Alinto Daio, o Ministro da Educação, Ciência, Tecnologia e Comunicação  

Yavuz disse que a visita foi feita com a ordem do nosso Presidente Recep Tayyip Erdogan em nome deste caso, tendo ficado acordado "Os funcionários da República de Yavuz, São Tomé e Príncipe atribuíram dois prédios históricos para o uso da TMV em atividades educacionais.

Yavuz, que afirmou que irão abrir o centro TMV e o Centro de Cultura Turca em um desses edifícios e abrir escolas secundárias e primárias no outro: "Começaremos a trabalhar em educação nos níveis primário e secundário, bem como nos níveis universitários neste país. Decisão de abertura como Escola de Educação Turquia-São Tomé e Príncipe nos níveis de jardim de infância e escola primária e um prédio foi alocado para isso ". disse ele.

Yavuz disse que São Tomé e Príncipe exigiram a abertura de escolas, especialmente na Turquia, nos níveis primário, secundário e universitário. "Nos próximos anos, a Turquia alocará 60 acres de terra para estabelecer uma universidade aqui". ela disse.São Tomé ve Príncipe Cumhuriyeti ile Eğitim Alanında İş Birliği ..Traduzir esta página
 –

Nenhum comentário :