expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Empresário português morto em Angola “Cidade feita por chineses em Luanda tem tudo, menos pessoas” mas muita corrupção e criminalidade – Em S. Tomé, com o Governo de Gabriel Costa, também quiseram fazer o mesmo na mira do assalto ao petróleo e a outras riquezas naturais - Não construíram a cidade nem o prometido porto de águas profundas – que interessará, sobretudo, à rapina da pesca - mas um gigantesco megastor comercial para limparem o pequeno e o médio comércio.


Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise -
"Obras chinesas em Angola são sinónimo de má qualidade"





Analistas alertam para as ameaças do capitalismo de Estado chinês -  O modelo de capitalismo de Estado vigente na China, em que os setores chave da economia são dominados pelas firmas estatais, alimenta riscos de um conflito com o Ocidente, alertaram  dois conhecidos economistas chineses. https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/analistas-alertam-para-as-ameacas-do-capitalismo-de-estado-chines-373703


ANGOLA DISPÕE DE IMENSURÁVEIS RECURSOS - MESMO ASSIM O POVO ANDA DE TANGA  - ERA DESEJÁVEL QUE OS POLÍTICOS EM STP NÃO COMETESSEM OS MESMOS ERROS  - A mulher mais poderosa de Portugal é angolana   Isabel dos Santos diz; é bom ser filha do presidente
Atente-se nesta noticia  "Cidade feita por chineses em Luanda tem tudo, menos pessoas

O objectivo era albergar às portas de Luanda cerca de meio milhão de pessoas. Mas, até agora, o empreendimento Nova Cidade de Kilamba não passa de mais um "elefante branco" angolano construído com dinheiros chineses.
Há relvados, prédios, apartamentos, escolas, lojas e estradas. A única coisa que não há? Pessoas. Era suposto o complexo residencial Nova Cidade de Kilamba - a cerca de 30 quilómetros de Luanda - estar por esta altura cheio de habitantes. Mas até agora não passa de uma cidade-fantasma.

As pessoas que aí conseguiram comprar um apartamento, vêem-se agora a braços com propriedades depreciadas.
A empresa China International Trust and Investment Corporation (CITIC) gastou 3500 milhões de dólares nesta urbanização que, uma vez completa, ocupará 5000 hectares. Em troca, Angola pagou este investimento com a sua matéria-prima mais preciosa: petróleo. - Excerto de 
Obras chinesas em Angola são sinónimo de má qualidade 
Com o fim da guerra em 2002, Angola solicitou uma linha de crédito à China avaliada em cerca de 60 mil milhões de dólares para a reconstrução nacional. Dívida que tem sido paga com petróleo angolano.


Para a construção de infraestruturas sociais, a mão de obra, as empresas e algum material vieram do gigante asiático. "A matriz chinesa é comunista e não prima pela qualidade, mas pela satisfação das necessidades de todos. A construção obedeceu a uma regra no sentido de construir quantidade. E quando construímos em quantidade, o preço é baixo e a qualidade também é menor", explica David Kissadila, especialista em políticas públicas.

As linhas rodoviárias e ferroviárias construídas pelas empresas chinesas em Angola, apesar de permitirem a circulação de pessoas em bens, são de péssima qualidade, comenta o politólogo João Locombo. https://www.dw.com/pt-002/obras-chinesas-em-angola-s%C3%A3o-sin%C3%B3nimo-de-m%C3%A1-qualidade/a-44995560

Noticia recente diz que: a China entrega a Angola Instituto Superior de Relações Exteriores orçado em 22 milhões de euros – E quantos milhões não encaixou com o saque do petróleo, ao preço da chuva, dos minerais e pescas? – Todas as obras são pagas pelo património angolano https://observador.pt/2019/01/31/china-entrega-a-angola-instituto-superior-de-relacoes-exteriores-orcado-em-22-milhoes-de-euros/.

CIDADE DE LUANDA APAVORADA COM A CRIMINALIDADE  - População de Luanda denuncia aumento da criminalidade  - A criminalidade está a aumentar na capital de Angola. Mesmo com as queixas da população - principalmente a mais pobre, polícia garante ter tudo sob controlo em Luanda. https://www.dw.com/pt-002/popula%C3%A7%C3%A3o-de-luanda-denuncia-aumento-da-criminalidade/av-46406614
apresentam número mais baixo (1%).


Empresário português encontrado morto em Angola

Num pais onde a criminalidade  sobe para 35 porcento em Luanda Luanda - Pelo menos 5,4 crimes por dia em cada município são registados só em Luanda pela Polícia Nacional, cifra alta em relação às outras províncias do país que apresentam número mais baixo – Num pais dominado pelo cancro da corrupção , em que as elites do poder se juntam à máfia asiática para sacarem o mais que puderem – Governo de Passos e Portas  eclipsou a dívida 


Um cidadão português de 85 anos, residente em Angola há 60, foi encontrado este domingo morto em casa, com a polícia angolana a admitir poder tratar-se de um assassinato. https://www.jn.pt/mundo/interior/empresario-portugues-encontrado-morto-em-angola-10529906.html







DE QUE SERVE CLASSIFICAR SE O SAQUE É TRANSVERSAL AO PODER! Ministro angolano classifica corrupção como cancro que lesou país em 2,3 mil milhões euros https://observador.pt/2018/12/07/ministro-angolano-classifica-corrupcao-como-cancro-que-lesou-pais-em-23-mil-milhoes-euros/

ANGOLA EM 2011, DEVIA A PORTUGAL  13, mil milhões   E FOI-LHE PERDOADA  PELO GOVERNO DE PASSOS E PORTAS - POR TROCA DE FALCATRUAS - POIS O ESTADO  TEM AS COSTAS LARGA

Angola: dívida a Portugal soma €1,04 mil milhões  - 30/11/2011 Angola deve ainda €4,2 mil milhões à China, outros €1,3 milhões ao Brasil e ainda €902 milhões a Espanha.
A dívida de Angola a Portugal totaliza 1,04 mil milhões de euros, anunciou o ministro das Finanças angolano, citado hoje pela agência Angop. Expresso | Angola: dívida a Portugal soma €1,04 mil milhões

ANGOLA E OS NEGÓCIOS DA CHINA  - EM S.TOMÉ AINDA NÃO JORROU À SUPERFÍCIE DO  UMA GOTA DE PETRÓLEO  MAS ALIMENTAM UM GRANDE APETITE E DE OLHOS EM BICO 

 OBVIAMENTE QUE ELES NÃO SE DEIXAM ENGANAR -  "A Empresa chinesa Guangxi constrói a nova cidade de São Tomé" - Foi noticia em 2014  -

Os chineses são cautelosos e imaginativos: em vez de passarem o dinheiro para as mãos alheias, sem credibilidade, que dificilmente lhe pagariam as dividas, fazem eles as obras  - não importa a qualidade  -   pois a  fatura é paga pelo que passam a sacar à vontade e  sem constrangimentos




É bem possível que a extravagante ideia, num pais onde o grosso da população vive em humildes barracas e casebres de madeira, venha a ser retomada: Pois o importante é fazer obras para impressionar; e deixar o país dependurado em dividas astronómicas - Mesmo que depois não haja inquilinos, com salários para as comprarem ou pagarem as rendas


O projeto, que chegou a ter cerimónia de pompa e circunstância, com o lançamento da  primeira, por òscar de Sousa, atual Ministro da Defesa,  poderá ser aliciante para um ou outro  empresário que poderá prestar serviços marginais  aos bilionários chineses, mas, em termos práticos e de futuro, é um logro

E milhares viverem na pobreza
Eram, então, dada a noticia de que "A empresa chinesa Guangxi Hidroeclectric Contruction Bureau, ganhou o concurso público aberto pelo Governo são-tomense para a construção da Nova Cidade de São Tomé. As duas partes assinaram hoje o acordo que define 58 meses para a construção da nova cidade. Acordo assinado pelo Ministro das Obras Públicas Fernando Maquengo e pelo Representante da empresa Chinesa. Na mesma cerimónia foi lançada a primeira pedra, pelo Ministro da Defesa e Ordem Interna Óscar Sousa em substituição do Primeiro Ministro Gabriel Costa. https://www.telanon.info/politica/2014/10/01/17560/empresa-chinesa-guangxi-constroi-a-nova-cidade-de-sao-tome/

 UM MONSTRO ERGUIDO NO CENTRO HISTÓRICO DA CAPITAL

Para uns pouco encherem os bolsos


Tal como  escrevi neste site, em 30 de Nov de 2015, desde o passado dia 23, que a  Cidade de São Tomé, conta com  a existência do maior  shopping’ do país,  denominado Centro Comercial de São Tomé

Trata-se de um enorme edifício de cinco pisos, erguido junto à histórica igreja de Nª Srª da Conceição, relativamente próximo do Mercado Municipal, encaixado numa zona de antigos edifícios coloniais, completamente desinserido e destoado da arquitetura dominante citadina.



Centro histórico desfigurado 
A singular e pacata cidade de São Tomé, com o nome da ilha do mesmo nome, já não é uma exceção nos tentáculos do  gigantismo liberal que assola o mundo e, que, com a sua visão unicamente mercantilista, voltada apenas para a cultura dos cifrões,  descaracteriza e desumaniza as cidades,  senão mesmo poluindo-as, transformando os  mais antigos e típicos  centros históricos,  em centros comerciais, relegando a sua  tradicional arquitetura, os seus costumes, destruindo o comércio tradicional, aquele que, afinal, esteve na génese do seu desenvolvimento  e crescimento. Pequim, é um dos gritantes exemplos, sobrecarregada com  milhares de fábricas. 

 A POPULAÇÃO NATIVA  É SIMPLESMENTE IGNORADA E ESQUECIDA - NA FACHADA DAS ELEIÇÕES CHOVEM PROMESSAS A RODOS MAS DEPOIS TUDO SE ESVOAÇA  - Eis um dos muitos exemplos





Os esquecidos da Kinanga ou as promessas de realojamento por cumprir do Governo angolano  - Várias centenas de famílias vivem em condições muito precárias no bairro da Kinanga, um dos bairros mais pobres da capital angolana, enquanto aguardam o prometido realojamento no Zango. https://www.dw.com/pt-002/os-esquecidos-da-kinanga-ou-as-promessas-de-realojamento-por-cumprir-do-governo-angolano/a-19545644

Nenhum comentário :