expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 10 de fevereiro de 2019

O UNIVERSO-ME DE DEUS ABRE-SE-ME AOS PÉS E SOB O TETO DOS CÉUS - TRIBUTO "AO ALVOR DO MUNDO" - DO POETA ANTÓNIO RAMOS ROSA

O PRIVILÉGIO DE ESTAR SOLITÁRIO NO CENTRO DO ALVOR DA TERRA ANTE A SUA FACE MAIS PRIMÍVEA DO VERBO


“Um tesouro oculto? Não. Só quando a luz se revela

um tesouro é um tesouro. Um centro
com vocação de orbe
fluindo em volume de harmonia
Ó profundo e claro espaço
de uma materna imensidade!
Mas não só de igualdade é o seu curso
que em si integra o perfeito desigual
e o seu som tem o timbre de uma esférica lúcida
Se cada vez é uma alameda de água
nele se espelha a grande realidade em evidência
Em material e transparência espessura
a palavra conduz em fiel plenitude
a qualidade mais íntima e mais aberto do ser"
António Ramos Rosa
7 de Maio de 1993
Extraido do Livro O Alvor do Mundo
Senhor é o meu Guia, a luz e o meu Pastor! E, quando o imploro, sozinho e nos mais íngremes penhascos, sei que nada me pode faltar 





Nenhum comentário :