expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Pirataria no Golfo da Guiné causa perdas de biliôes na pesca ilegal - O silêncio do Governo de Patrice Trovoada, sobre o desaparecimento do navio Santo António e as imagens, de como os 40 tripulantes do navio, Thunder suspeito de caça furtiva, perseguido por vários meses pela ONG é afundado ao som de cânticos, junto à costa da Ilha de S. Tomé e depois acolhidos por Pinta Cabra - Cujo Partido é acusado de ter sido fundado em negócios de contrabando e droga "De acordo com a Sea Shepherd, o naufrágio do Thunder é altamente suspeito. "Esta é uma situação incrivelmente suspeita, para dizer o mínimo", diz o capitão do Bob Barker, o carro-chefe da ONG.

 Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 

NUNCA MAIS SE FALOU DO DESAPARECIMENTO NAVIO SANTO ANTÓNIO COM OITO TRIPULANTES A BORDO De recordar que «a UDD instou o Governo de Patrice Trovoada  a dar a cara e a falar ao Pais, enquanto responsável politico pela gestão do trafego marítimo e segurança das embarcações. A nação santomense precisa ser informada sobre todas as medidas adotadas pelo Governo para responder a situação aflitiva que vivem os parentes e amigos dos desaparecidos



Também quis ver  o esqueleto que restava - Passando ao lado de canoa  do famigerado barco  afundado

Peter Hammarstedt, o capitão do Bob Barker, escreveu em um e-mail: "O nosso pequeno barco tripulação informou que que a tripulação do Thunder, incluindo os oficiais, estavam aplaudindo e cantando desde os botes salva-vidas, uma vez que se afundou-dificilmente as ações de pessoas que ficaram chocados com o naufrágio de sua embarcação ".  Pormenores mais à frente


Criação de legislação ainda é insuficiente para travar pirataria no Golfo da Guiné - 23/7/2018, 15:13 A Comissão do Golfo da Guiné admitiu que a criação de leis por alguns países da região, para criminalizar a pirataria marítima e ações contra o ambiente, ainda não teve efeitos https://observador.pt/2018/07/23/criacao-de-legislacao-ainda-e-insuficiente-para-travar-pirataria-no-golfo-da-guine/

Os estados da União Africana concordaram em lutar contra a pilhagem dos oceanos e da pirataria marítima. No porto autonomo de Lomé, no Togo, um barco de pesca está sendo reformado há quatro dias. "Ele tem licença nigeriana, mas é um barco de pesca chinês que chegou a ser reparado aqui", Ele está pescando aqui? Eu não sei, talvez ele esteja pescando no Benin, talvez na Nigéria .

 CHINESES - ATÉ JÁ DISPÕEM DE SUBMARINOS PARA A PESCA SEM SEREM VISTOS 




..


Pirataria em forte desenvolvimento no Golfo da Guiné em 2018 (Agência Marítima)
.(…) Na África Ocidental, os ataques registados nas águas limítrofes da Costa do Marfim à República Democrática do Congo (RDC) mais do que duplicaram no ano passado: os seis navios sequestrados em todo o mundo em 2018 foram nesta área, bem como 13 casos de disparos de 18 barcos, ea grande maioria dos seqüestros contra resgates. 
Durante este período, 41 seqüestros foram registrados na Nigéria, de acordo com o Bureau, que observa que os piratas se aventuram cada vez mais e atacam uma ampla gama de embarcações, de barcos de pesca a grandes graneleiros.
 . 
O Golfo da Guiné é agora mais afetado pela pirataria do que o Golfo de Aden, a área marítima entre o Chifre da África (Somália) e a Península Arábica, que há muito tem sido a área mais infestada de piratas na África. 
https://www.liberation.fr/depeches/2019/01/17/la-piraterie-en-fort-developpement-dans-le-golfe-de-guinee-en-2018-bureau-maritime_1703526~



CHINA ACUSADA DE SAQUEAR RECURSOS PESQUEIROS NA  ÁFRICA OCIDENTAL . Um relatório  do Ministério da Agricultura da China mostra que a rota chinesa está tomando a maior parte das ‘aguas marítimas da África Ocidental.

Todos os anos, mais de 40 embarcações que pescam ao argo destas costas delapidam impunemente os recursos pesqueiros da área

Apesar da proibição do arrasto de fundo



“Eles queriam nos matar”. Como foi o ataque do barco chinês ao brasileiro, que, segundo a Greenpeac, constitui o maior isco de destruição   de ecossistemas marinhos  vulneráveis e insubstituíveis, esta forma de pesca industrial  é praticada pela maioria dos navios chineses que operam nas águas da África Ocidental


Um total de 74 embarcações de pescas chinesas, operando na zona marítima proibida foram imobilizadas  pela Organização Ecológica em Maio de 2015. Pior, esses barcos fizeram falsas declarações sobre a capacidade da sua tonelagem e capacidade das suas redes


Esta prática é ilegal e recorrente em .183 navios chineses que também foram multados no ato, entre 2001 e 2003.    Excerto de
http://afrique.le360.ma/senegal/economie/2018/02/13/10750-afrique-de-louest-la-chine-accusee-de-piller-les-ressources-halieutiques-10750


EM S. TOMÉ VAO TENDO CARTÃO VERDE A TROCO DE UNS SACOS DE ARROZ
MUITOS DESTES TUBARÕES VÊM DO GOLFO DA GUINÉ – ONDE SE SITUAM AS ILHAS DE STP - LUZ VERDE PARA MORTICÍNIOS COMO ESTES - COM PORTO DE PESCA À DISPOSIÇÃO. PARA TRASFEGAS EM NAVIOS FÁBRICAS - SEMPRE DEVERÃO VALER MAIS QUE A OFERTA DE UNS MISERÁVEIS SACOS DE ARROZ PRODUZIDOS EM SOLOS CONTAMINADOS - Quando um dia, estas e outras espécies de pescado forem varridas pela gula insaciável oriental, , os pescadores nativos, terão que ir pescar no rio e o povinho a ter que chupar as espinhas, que é o que já está acontecer em muitos países, onde o peixe escasseia e o preço aumenta. - Diz o autor do video, que "Durante séculos a elite chinesa consumiu barbatanas contudo a classe média crescente no país também passou a ter acesso a este produto, o que significa um grande aumento na 



A Organização Ecológica da Sea Shepherd mostrou as imagens do resgate de 40 tripulantes do Thunder, um navio afundando nas águas de São Tomé e Príncipe, um arquipélago localizado no Golfo de São Tomé e Príncipe. Guiné. O navio, suspeito de caça ilegal, havia sido caçado por vários meses pela ONG. Os homens do trovão foram todos recuperados com jangadas.




Um processo que durou 110 dias
De acordo com a Sea Shepherd , o naufrágio do Thunder é altamente suspeito. "Esta é uma situação incrivelmente suspeita, para dizer o mínimo",diz o capitão do Bob Barker , o carro-chefe da ONG. "Quando meu engenheiro chefe embarcou no Thunder antes de afundar, ele viu que o navio havia sido afundado deliberadamente" , acrescentou.
A ONG começou a perseguir o Thunder há 110 dias atrás da África do Sul, suspeitando de caça furtiva no Oceano Antártico. O barco está na lista de navios suspeitos de pesca ilegal ou ilegal pela Comissão para a Conservação dos Recursos Marinhos Antárticos. https://www.francetvinfo.fr/monde/video-sao-tome-et-principe-sauvetage-en-pleine-mer-de-40-marins-pourchasses-pour-braconnage_870643.html

A pirataria somali, em outras palavras, está desaparecendo. Por outro lado, a pirataria angolana está apenas começando.

As diversões marítimas na Somália e ao longo do resto da costa leste da África estão declinando. Mas os ataques de piratas na África Ocidental estão aumentando pouco a pouco, fazendo das águas do Golfo da Guiné um dos centros da pirataria mundial. Cerca de um em cada cinco ataques de hackers registrados no ano passado ocorreram lá, de acordo com o Bureau Marítimo Internacional, mas estima-se que apenas um terço dos ataques na África Ocidental sejam registrados.
 
No entanto, a pirataria que ocorre ao longo da costa oeste da África não é a mesma encontrada no leste. Basicamente, ela é ainda mais agressiva. E como as empresas petrolíferas operam na área e o bem-estar fiscal dos países da África Ocidental depende das receitas de energia, as regiões que dependem de reservas de petróleo subsaarianas, como a Europa ou a China, estão preocupados com um novo tipo de piratas que poderia tornar a área inutilizável para navios de carga e operadores.   http://www.slate.fr/story/83105/epicentre-piraterie-golfe-guinee


DE RECORDAR AS ACUSAÇÕES AO PARTIDO DE PATRICE TROVOADA   - PROFERIDAS POR JORGE AMADO, LIDER DA BANCADA PARLAMENTAR DO MLSTP-PSD. Ao afirmar que o  Partido ADI foi “fundado pelo contrabando e droga”, 

Acusações gravíssimas, ditas na Assembleia Nacional, durante um debate na AN, feitas pelo MLST-PSD, principal partido da oposição a Patrice Trovoada e ao partido ADI, Acção Democrática Independente de que é líder, criado pelo o seu pai, em 1994, o então presidente Miguel Trovoada. - Nós, O MLSTP, assumimos o nosso assado com a cabeça levantada (…) Agora, nós podemos falar do ADI! Um partido que nasceu na base de contrabando e droga”





A pesca ilegal perde biliões para os países da África Ocidental
 06/11/2017 As águas ricas em peixe do Golfo da Guiné são literalmente drenadas por arrastões estrangeiros. A pesca ilegal é um flagelo a que o Togo e o Benin esperam terminar. Este é um crime marítimo real que representa uma ameaça para os nossos pescadores e as nossas economias locais", disse Lomé Ouro-Koura Adagazi, Ministro da Agricultura togolês, na abertura de uma reunião inspetores pesqueiros 
O esgotamento das unidades populacionais de peixes tem repercussões extremamente preocupantes na segurança alimentar e na economia dos países da região. - Na África Ocidental, o peixe é uma importante fonte de proteína e gera renda e empregos para cerca de 7 milhões de pessoas
Devido à pesca ilegal, não regulamentada e não declarada, de 2010 a 2016, Mauritânia, Senegal, Gâmbia, Guiné-Bissau, Guiné, Serra Leoa, Togo e Benin perdeu cerca de US $ 2,3 bilhões por ano em vendas.. La pêche illégale fait perdre des milliards aux pays d'Afrique de l'Oues

AMADOS PELOS LIDERES AFRICANOS MAS TEMIDOS E DESCONFIADOS PELAS POPULAÇÕES NATIVAS DAS ILHAS E COSTAS MARÍTIMAS

  - Guiné: Oito barcos de pesca chineses, tomados por "rebeldes", semeiam o pânico
"As populações locais, não acostumadas a ver esses navios, pensaram que eram rebeldes armados que desembarcaram", disse quinta-feira à noite o governo em um comunicado. Os habitantes assim "esvaziaram as aldeias em pânico geral". O boato então "se espalhou, amplificando-se para dizer que esses rebeldes estavam indo para Coyah".
Alertadas, as autoridades nacionais instalaram represas em um raio de 50 km. Tanques e carros blindados foram posicionados na entrada principal de Conakry, onde veículos militares viajavam a toda velocidade, gritando sirenes. Carros entrando em certos bairros eram rotineiramente revistados por soldados fortemente armados e às vezes encapuzados. https://www.20minutes.fr/monde/2361443-20181026-guinee-huit-bateaux-peche-chinois-pris-rebelles-sement-panique

“Eles queriam nos matar”. Como foi o ataque do barco chinês ao brasileiro - Desabado de armador brasileiro



(…) "A vida dos meus pescadores foi seriamente ameaçada e nós não podemos fazer nada", diz Everton, inconformado com a situação. "Como o fato aconteceu fora dos limites do mar territorial brasileiro, as autoridades brasileiras dizem que nada podem fazer contra o barco chinês, que, propositalmente, tentou afundar o nosso barco, só porque estávamos pescando o atum que eles queriam", diz. "Se isso tivesse acontecido, nossos dez pescadores teriam morrido e, mesmo assim, a Marinha do Brasil diz que nada pode fazer, a não ser instalar um inquérito. "É como se o alto-mar fosse uma terra sem lei, onde qualquer um pode fazer o que quiser. Inclusive tentar matar pessoas impunemente",

"É como se o alto-mar fosse uma terra sem lei, onde qualquer um pode fazer o que quiser. Inclusive tentar matar pessoas impunemente", revolta-se o empresário. "Sei que a Marinha Brasileira não tem jurisdição em águas internacionais, mas eram brasileiros que estavam a bordo, e eles só não morreram porque conseguiram escapar do ataque do barco chinês, que bateu de propósito no nosso. Será que ninguém liga para os cidadãos brasileiros quando eles estão fora do território brasileiro?", questiona Everton.... - Veja mais em https://historiasdomar.blogosfera.uol.com.br/2018/11/27/dono-de-barco-atacado-por-chineses-desabafa-eles-queriam-nos-matar/?cmpid=copiaecola


Pesca ilegal no Golfo da Guiné – Marinha dos Camarões aprisiona 4 barcos chineses 1 de Junho 2015 - Segundo a imprensa camaronesa, as 4 embarcações eram tripuladas por chineses. Estavam a pescar nas águas camaronesas, sem qualquer autorização das autoridades competentes do país vizinho de São Tomé e Príncipe.
As 4 embarcações de pesca ilegal foram conduzidas pela marinha camaronesa para o porto de Douala. https://www.telanon.info/sociedade/2015/06/01/19342/pesca-ilegal-no-golfo-da-guine-marinha-dos-camaroes-aprisiona-4-barcos/




O NAVIO SANTO ANTÓNIO, COM OITO TRIPULANTES A BORDO DESAPARECIDO - SEM DEIXAR RASTO  DESDE O PASSADO DIA 22 de Junho 2017 - 

A embarcação, que fazia a ligação de  S. Tomé ao Príncipe, levava consigo 8 tripulantes e transportava cerca de 87 toneladas de carga diversa, com destaque para bidões de combustíveis  Mais um navio desaparece na ligação entre São Tomé e Príncipe ..




Fonte - Téla Nón


MILHÕES GASTOS INUTILMENTE – GRANDE FOGUETÓRIO PARA NADA  - Compra de navios e catamarãs, sim, de embarcações, envolvendo milhões de dólares, com honras de espetáculo televisivo, mas para acabarem, umas desaparecidas, sem deixarem rasto, outras  afundadas ou encalhadas nas areias  - 22/06/2017 -  Mais um navio desaparece na ligação entre São Tomé e Príncipe ...


O Silêncio do Governo sobre o desaparecimento do navio Santo António choca a UDD  - «A UDD insta o Governo a dar a cara e a falar ao Pais, enquanto responsável politico pela gestão do trafego marítimo e segurança das embarcações. A nação santomense precisa ser informada sobre todas as medidas adotadas pelo Governo para responder a situação aflitiva que vivem os parentes e amigos dos desaparecidos». Diz o partido UDD no comunicado distribuído a imprensa. https://www.telanon.info/politica/2017/07/19/24887/silencio-do-governo-sobre-o-desaparecimento-do-navio-santo-antonio-choca-a-udd/


 S.Tomé - Navio Pirata Thunder afundado ao som de cânticos pela tripulação – Depois de uma perseguição de 110 dias - Toda a verdade do “Drama no Mar”relatado pelo  jornalista  The New York Times, Christopher Pala, especialista em questões dos  oceanos.

Christopher Pala que se tem notabilizado  na  defesa e exploração científica dos oceanos, através de vários artigos e imagens que divulga na grande imprensa internacional e do seu blogue pessoal  Christopher Pala - Blog .... e de sites - Christopher Pala, journalist | Reports on Central Asia, the~




O navio pesqueiro Thunder, que, aparentemente tinha naufragado de forma estranha, afinal, foi mesmo deliberadamente afundado pelo comandante, após uma perseguição de 110 dias, com uma carga de peixe ilegal nos interior dos porões

Várias têm sido as noticias veiculadas pela informação santomense – que, devido às restrições impostas pelas autoridades - não permitiram qualquer contacto entre a imprensa e os 40 sobreviventes do navio .. "Todos foram conduzidos aos diferentes hotéis da capital são-tomense", sem prestarem declarações  – Mas as nossas pesquisas, já nos permitiram aparentemente desvendar o mistério, através de uma entrevista telefónica, concedida ao jornalista Christopher Pala




Christopher Pala Free-lance journalist for The New York Times, Science and Nature specializing in ocean issues

Fotos do Jornalista Christopher Pala 

"Drama no Mar Após uma perseguição de 110 dias, um navio de pesca pirata afunda com sua arrecadação ilegal.  Por Christopher Pala

A notável aventura teve um fim dramático Segunda-feira: O capitão de um navio de pesca  que tinha sido atado por ativistas por mais de três meses, aparentemente afundou seu navio fora de África ocidental e não de prender o rosto com uma carga de peixe capturado ilegalmente. 


A tripulação do navio de pesca pirata foi resgatada por seus perseguidores, dois navios pertencentes à frota da Sea Shepherd, o Sam Simon e do Bob Barker, em homenagem ao co-fundador da tarde de Os Simpsons e da ex-apresentador do The Price Is Right.
 

"A tripulação do Thunder, incluindo os oficiais, estavam aplaudindo e cantando desde os botes salva-vidas, uma vez que se afundou." 

(fotos  do autor deste site - Mais um  navio a juntar a outros  no estaleiro da costa marítima de São Tomé)


Peter Hammarstedt, capitão do Bob Barker

Siddharth Chakravarty, o capitão do Sam Simon, disse em uma entrevista por telefone segunda-feira que o capitão do navio desonestos Thunder, um chileno, tinha-lhe dito que ele afundou porque ele tinha sofrido uma colisão, uma história improvável. "Tivemos tripulação em seu barco e eles notaram que todas as portas tinham sido amarrado aberto, que é o oposto do que você faz se você está fazendo água depois de uma colisão", disse ele. "Em seguida, os oficiais tinham embalados ordenadamente malas, então eu não tenho nenhuma dúvida este foi um planejado, afundamento muito intencional projetado para remover provas", disse Chakravarty. 

(foto do autor deste site

Peter Hammarstedt, o capitão do Bob Barker, escreveu em um e-mail: "O nosso pequeno barco tripulação informou que que a tripulação do Thunder, incluindo os oficiais, estavam aplaudindo e cantando desde os botes salva-vidas, uma vez que se afundou-dificilmente as ações de pessoas que ficaram chocados com o naufrágio de sua embarcação ". 

A tripulação foi colocada na plataforma de trás do Sam Simon, que é empilhado com redes ilegais que a tripulação do Sam Simon 's tinha retirado há três meses na área onde o Thunder foi encontrado, que redes ilegais. Os navios encontrou pela primeira vez um ao outro fora águas australianas, onde a pesca é gerido pela Comissão para a Conservação dos Recursos Vivos Marinhos Antárticos. 

O peixe de polpa branca capturado ilegalmente é familiar para os clientes de restaurantes high-end: É comercializado como o robalo chileno e muitas vezes é o peixe mais caro no menu. Mas, para os biólogos marinhos, é chamado de toothfish, uma espécie que vivem no fundo assim chamado porque ele tem duas linhas sharklike de dentes, um em frente do outro. Nas águas escuras em torno da Antártida, é, de longe, o maior peixe e senta-se no topo da cadeia alimentar dos peixes, temendo apenas focas e baleias assassinas. Seu coração bate cada seis segundos. (A variedade da Antártida, que vive mais perto da costa e, muitas vezes sob o gelo, tem uma proteína anti-congelante que lhe permite prosperar em águas mais frias do que 32 graus Fahrenheit). 

Quando eles embarcaram o Thunder para ajudar a resgatar seus marinheiros, a tripulação da Sea Shepherd viu merluza negra no porão, embora o quanto não é clara. O Thunder, que mudou de nome mais de uma dúzia de vezes ao longo de sua carreira decadelong como um caçador toothfish, foi registada em Lagos, na Nigéria, exceto que na semana passada, as autoridades nigerianas retiradas, o que fez dele um, oficialmente navio pirata apátrida para o últimos dias de sua vida. 

A Lei da Convenção do Mar decidiu recentemente que os Estados de bandeira que a partir de agora ser responsabilizada pela pesca ilegal realizada por seus navios. O naufrágio ocorreu dias após a decisão. Duncan Currie, um advogado internacional que entrou com uma breve sobre o caso, disse: "Eu acho que sim" quando perguntado por e-mail se a decisão de manter os países responsáveis ​​pela caça furtiva realizado sob suas bandeiras seria um divisor de águas. Até agora, os Estados de pavilhão não tenham sido responsabilizada pelos danos, financeiros ou ambientais, provocadas por barcos que pescam ilegalmente. 

O Trovão quebrou a lei, de acordo com Chakravarty, usando redes de emalhar fundeadas, proibidas na região desde 2003, por causa de sua eficácia mortal não só contra toothfish mas também contra outras espécies sem valor comercial, conhecido como captura acessória. 

"Dos cinco conjuntos de redes de emalhar, rede que meu navio recuperados, nós liberado de volta para o mar cerca de 50.000 quilos de toothfish", disse ele em uma entrevista por telefone. "Isso é cerca de 20 toothfish por quilômetro de rede, o que é uma enorme quantidade de peixes. ... Além disso, há uma quantidade terrível de by-catch, mais de três vezes mais "em comparação com a pesca com palangres legais, que utilizam anzóis. Mais pormenores em   - InPirate Chilean sea bass fishing vessel: Sea Shepherd
 
ALGUNS DOS TRABALHOS DE CHRISTOPHER PALA Turning to the Ocean To Cool Honolulu Skyscrapers - One…….Christopher Pala, North Pole Explorer, Photos Pictures. …… Here is the third and last story on the Obama marine monuments expansion, showing it's not what it was portrayed to be

Telanon. – “Num comunicado a organização mundial de protecção da fauna e flora marinhas, com sede nos Estados Unidos, garante que o capitão  do seu navio Bob Barker, actualmente estacionado no Gana, vai continuar a colaborar com a INTERPOL, entregando as provas recolhidas no navio Thunder que naufragou de forma suspeita nas águas territoriais são-tomenses. – Excerto Sea Sheperd colabora com as equipas da INTERPOL para desvendar o mistério de Thunder
.



Nenhum comentário :