expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

terça-feira, 5 de março de 2019

Marcelo Rebelo de Sousa, em Angola, depois de ter pernoitado na ilha do meio do mundo para "funcionar como embaixador de São Tomé e Príncipe e promover o país". – Declarou Jorge Bom Jesus - Até porque, o Embaixador Luís Gaspar da Silva, parece dar mostras de alguma incapacidade Patrice Trovoada, fez dele o que quis e há que dar outra dinâmica e seriedade à cooperação. – O Presidente Português, aproveitou a escala técnica, da visita oficial a Angola, para tomar um banho nas águas quentes e areia dourada na praia de S. Jerónimo e reafirmar o desejo de se associar à celebração do centenário da comprovação da Teoria da Relatividade de Einstein, em 29 de Maio próximo..

JORGE TRABULO MARQUES – JORNALISTA – INFORMAÇÃO E ANÁLISE AS ILHAS MARAVILHA DO EQUADOR DE S. TOMÉ E PRÍNCIPE VÃO  VOLTAR A TER NOVO CARNAVAL NO FIM DE MAIO COM MARCELO  ANIMAR A FESTA   NA ILHA QUE DEIXOU HISTÓRIA NA CIÊNCIA À ESCALA UNVERSAL 

O Presidente Marcelo já se encontra em solo angolano, para uma visita de quatro dias, desde a tarde de hoje, onde declarou  o  "Regresso a uma casa que sinto como minha" afirmou  em conferência de imprensa, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, na capital angolana https://www.dn.pt/poder/interior/marcelo-em-angola-regresso-a-uma-casa-que-sinto-como-minha-10646725.html

Porém, antes de ali se deslocar, o avião que transportava o  Chefe de Estado Português,“ fez escala técnica e diplomática por  Cabo Verde e por S. Tomé,  com um propósito bem definido: - “ Para pensar! Preparar os próximos  dias que vão ser muito intensos Pensar nos discursos! Pensar nas intervenções!  E pensar numa visita ao Príncipe – e muito curta! Para vir a uma cerimónia dos 100 anos da comprovação da teoria da Relatividade de Einstein, em Maio  -

EM MAIO O PRÍNCIPE VOLTA A FESTEJAR COM MARCELO
Palavras de Marcelo à reportagem da RTP, que o foi surpreender num delicioso  mergulho nas águas quentes e transparentes, numa praia da cidade  de S. Tomé, bem diferente das águas poluídas e frias do Tejo ou mesmo  das águas espumosas mas geladas da costa portuguesa 

Antecipando a visita oficial a Angola, que, o Chefe de Estado Português, Marcelo Rebelo de Sousa, iniciou esta tarde, em Luanda e que se estenderá às  províncias de Benguela e Huíla, aproveitou para fazer uma curta estadia em S. Tomé, que lhe permitiu encontrar-se,  quer com o seu homólogo, Evaristo Carvalho, quer com o Primeiro-Ministro, Jorge Bom Jesus, pondo a diplomacia em dia, entre os dos países irmãos, tendo reconhecido, nas declarações à  imprensa,  que as relações têm conhecido uma evolução positiva.

Referem noticias que “ O Presidente português considerou os são-tomenses como "um povo irmão, de um Estado irmão" e garantiu que "terá oportunidade até para programar uma quarta", deslocação, "mais concretamente ao Príncipe", por altura da celebração do centenário da comprovação da Teoria da Relatividade de Einstein.



Marcelo Rebelo de Sousa recebeu o primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus, no hotel onde está hospedado e durante pouco mais de meia hora discutiram a cooperação entre os dois países e, posteriormente, jantou em privado com o Presidente, Evaristo Carvalho.

"A nossa presença aqui é para testemunhar a nossa hospitalidade, os laços históricos que nos unem e dar as boas-vindas ao Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa]", disse Jorge Bom Jesus aos jornalistas depois do encontro.

"Quisemos partilhar com ele o sentimento que temos em relação ao povo português e à necessidade que temos em continuar a reforçar os laços de cooperação e de amizade que existem", acrescentou o primeiro-ministro são-tomense.  https://www.jornaldenegocios.pt/economia/mundo/africa/detalhe/marcelo-cooperacao-entre-sao-tome-e-portugal-tem-conhecido-evolucao-positiva

MARCELO CONFIRMA RETORNO EM MAIO PARA SE ASSOCIAR AO CENTENÁRIO DA TEORIA DE EINSTEN A REALIZAR NO PRÍNCIPE


São-Tomé, 05 Mar ( STP-Press) – (…) A hipótese do regresso foi admitida por próprio presidente Marcelo Rebelo de Sousa que nesta curta passagem por São Tomé teve encontros como o seu homologo são-tomense, Evaristo Carvalho e o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, com quem falou sobre o evento a realizar-se no Príncipe e outras questões de interesse comum e de cooperação bilateral.

“Para ser rigoroso é a terceira. Vim aqui em visita de Estado, depois passei aqui para ir visitar as Forças Nacionais Destacadas na República Centro-Africana, agora é a terceira visita e que sempre faço com muito prazer”, assegurou, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, que admitiu uma quarta visita já em Maio para o evento da Ilha do Príncipe.

“ Quiçá, equacionarmos uma quarta vinda para ilha do Príncipe para participar na cerimónia do centenário da comprovação da teoria de relatividade” disse Marcelo Rebelo de Sousa em declarações imprensa na capital de São-Tomé, abrindo a hipótese de regresso ao arquipélago já em Maio, mês previsto para a realização do evento na Região Autónoma do Príncipe.

A nossa presença aqui é para testemunhar a nossa hospitalidade, os laços históricos que nos unem e dar as boas-vindas ao Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa]”, disse o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus momentos depois de ter sido recebido por Marcelo de Sousa num hotel de São-Tomé, onde confirmou também que o presidente de Portugal aceitou o convite para o evento da ilha do Príncipe.

As observações realizadas a 29 de Maio de 1919 na ilha do Príncipe, pelo astrónomo inglês Arthur Eddington, durante os cinco minutos e dois segundos que durou o eclipse total do sol, constituíram a primeira prova directa da teoria de realtividade de Einstein, de acordo com os peritos na matéria.  http://www.stp-press.st/2019/03/05/presidente-de-portugal-passa-por-sao-tome-e-promete-regressar-em-maio-para-teoria-einstein-no-principe/?fbclid=IwAR1ZbM0_g8-Oxa73vWWdCHX0LoFXUxxl4knR2scyAmYwh22nb1SoQ7s7bZI

ESTAS FORAM AS  PALAVRAS, QUE ESCREVEMOS HÁ DOIS ANOS NESTE SITE: QUANDO MARCELO VISITAR, AS ILHAS MARAVILHA, OPTARÁ PELO MERGULHO NAS ÁGUAS AZUIS E QUENTES DO EQUADOR OU SUBIRÁ TAMBÉM UM COQUEIRO, TAL COMO FEZ CAVACO SILVA? – Por certo, não deixará de surpreender

É sobejamente conhecido o estilo extrovertido ou inesperado  de Marcelo Rebelo de Sousa, tanto na forma de comunicar, como de intervir – Que irá ele fazer, para singularizar a sua estadia nas Ilhas Verdes do Equador, quando ali se deslocar em visita oficial?... Irá subir a um coqueiro, como fez Cavaco Silva, na visita que ali efetuou, em 1990 ou surpreenderá os media e a comitiva de uma forma ainda mais surpreendente e extravagante?! – Claro que não é suposto que fique apenas pelos discursos de circunstância: Marcelo é um fazedor de novos factos, um grande criativo e improvisador,  com  forte veia de animal politico e de ator nato de alto gabarito.

Por isso, sendo ele um exímio criador  e humorista  de altas performances, obviamente  que não é suposto que vá imitar Cavaco Silva, a subir um coqueiro, sim,  a menos que seja para o fazer  ainda de forma mais hábil e lesta, mas, obviamente, que, os santomenses., que também são por natureza alegres e extrovertidos, não deixarão de ter a oportunidade de sorrir ou de se divertir  com algumas das suas palavras de humor e de otimismo ou inesperadas ações.

Naturalmente que o  elevado nível de notoriedade de Marcelo Rebelo de Sousa,  atualmente dispensa qualquer tipo de ações extravagantes ou espetaculares para chamar a atenção de qualquer intervenção de  sua autoria – Todavia, quem se esquecerá  - pelo menos desse tempo – do célebre  mergulho no Tejo?

Corria o ano de 1989, “o estuário que banha Lisboa era um dos mais poluídos da Europa, com os esgotos de toda a cidade e dos seus arredores a desaguarem diretamente ali sem qualquer tratamento. Se agora mergulhar no Tejo parece uma ideia perigosa, na altura era uma ideia louca. Mas foi o que Marcelo Rebelo de Sousa fez para lançar a sua candidatura à Câmara Municipal de Lisboa, inaugurando assim a mais inusitada campanha de que há memória em Portugal – com direito a um dia passado a conduzir táxis, uma noite com o camião do lixo, corridas em Monsanto e noites animadas” – Observador – 2014 Há 25 anos Marcelo deu o mergulho que quase lhe valeu 

Por sua vez, em Janeiro de 1990, Cavaco Silva, na visita que efetua  a S. Tomé e Príncipe, na qualidade de Primeiro-ministro, é surpreendido pelo fotógrafo Expresso, Fernando Gaspar,  a subir a um coqueiro – Considerada, até hoje,  “imagem mais excêntrica do Presidente da República cessante, Aníbal Cavaco Silva. Ágil, atlético, aventureiro e em calções de banho e óculos escuros, o então primeiro-ministro, de 50 anos, subiu a um coqueiro em São Tomé e Príncipe como se toda a vida tivesse andado a subir a árvores exóticas” – Visão - Visão | Afinal, Cavaco estava a subir ou a descer o coqueiro

Por seu turno, Mário Soares, também não  lhe ficaria atrás, na visita presidencial que efetuou à India  - “O único estadista português a visitar a Índia
 “Uma civilização mais antiga que a helénica, a maior democracia do Mundo, a glória da expansão portuguesa, a joia da coroa dos imperialismos europeus. Conhecedor destes simbolismos, em Janeiro de 1992 Mário Soares deixava-se fotografar, em Jaipur, a andar de elefante e com turbante de marajá. Era o primeiro estadista português a visitar oficialmente a Índia – Excerto do  DN – 2007 Soares foi o único estadista português a visitar a Índia 

Nenhum comentário :