expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 7 de abril de 2019

ATENTADO À SAÚDE DOS SANTOMENSES - PATRICE TROVOADA AO SER INDICIADO, COM OS SEUS CÚMPLICES, EM DESVIAR 17 MILHÕES DO EMPRÉSTIMO - além de outras dezenas de milhões - PRIVOU O “POVO PIQUENO” DE BENIFICIAR DE MELHOR ASSISTÊNCIA HOSPITALAR - Agora o PGR, arvora-se em defesa do estrangeirado ex-Primeiro-ministro e dos servidores mais responsáveis do seu regime, manifestando desconhecer a lei que permite à PJ a liberdade de proceder à investigação dos crimes e instrução preparatória em todo o espaço nacional



Hospital Ayres Menezes - Imagem Téla Nón 
Enfermarias sujas e degradadas 

O Ministério Público não tem que “condenar  veementemente este modo de atuar da Polícia Judiciária” e de vir afirmar aos órgãos de CS que “irá usar todas as suas prerrogativas para o controlo e restabelecimento da legalidade, seja em sede de ação penal ou no exercício do poder disciplinar de que dispõe enquanto órgão que superintende a Polícia Judiciária, a fim de garantir e efetivar a responsabilização e a reposição da legalidade", afirmou hoje Kelve Nobre de Carvalho, numa comunicação ao país.


O Sr. Procurador, com este seu procedimento, não pode continuar a exercer as funções que lhe foram confiadas por Patrice Trovoada a dois meses das eleições, e deve demitir-se do cargo por manifesta incompetência e obstrução ao cumprimento da lei: 

 Pois deverá saber que  “ Compete à PJ a investigação dos crimes em todo o território nacional, qualquer que seja a pena aplicável, bem como a instrução preparatória  respetiva que lhe é delegada - As competências da PJ assume a natureza exclusividade” 



ARRUFOS DE UMA ALAVANCA QUE ESTÁ DESCARADAMENTE A OBSTRUIR QUE OS CRIMINOSOS SEJAM JULGADOS PELOS SEUS ABONÁVEIS DELITOS 



A Polícia Judiciária de STP está sob a tutela do Ministério da Justiça, e,  de entre várias prerrogativas, tem as competências postuladas na Lei 1/2018, proposta e aprovada pela Assembleia Nacional (ADI) e promulgada pelo Presidente da República Evaristo de Carvalho

“PGR condena a PJ pela forma como está a investigar os 47 milhões de dólares”  -
 Como assim?! Quem deve ser condenado é quem profere levianamente ou de má fé estas declarações: 

"O procurador-geral da República são-tomense condenou hoje "veementemente" a atuação da Polícia Judiciária envolvendo dois ex-ministros e garantiu que vai procurar "restabelecer a legalidade", advertindo para o risco de o país caminhar "para um Estado policia

Esquece-se o Sr. PGR de que “A Polícia Judiciária de STP está sob a tutela do Ministério da Justiça.
É, pois,  manifestamente arbitrário, ilegal  e agressivo este seu entendimento: Quer pelo descrédito em que incorreu, quer pela perturbação social,  pela angustia que terá provocado  nas  populações, visto lhe transmitir a ideia de que a justiça não vai funcionar para julgar e condenar aqueles que agravaram o seu sofrimento, impedindo-as de melhores condições de vida.
O JUIZ  AGIU EM CONFORMIDADE COM AS PROVAS QUE APUROU E , POR ISSO MESMO,  DE ACORDO  COM A LEI  O Juiz de Instrução avaliou as provas produzidas pela Polícia Judiciária, que investigou as implicações do ex-ministro das Finanças nos casos de créditos mal parados de 30 milhões dólares com uma empresa privada chinesa e de 17 milhões de dólares com o fundo Kwaitiano.

O Juiz de Instrução considerou que as provas apresentadas pela investigação da PJ, são bastante e contundentes, e decidiu aplicar a medida de coação mais gravosa contra o ex-ministro das finanças, a prisão preventiva.


Mas, o Procurador Geral da República Kelve Carvalho, não gostou. Na sexta feira chamou a imprensa para através de um comunicado condenar as acções da Polícia Judiciária na investigação do dinheiro que foi emprestado em nome do povo.” Téla Nón   - PGR condena a PJ pela forma como está a investigar os 47 milhões


É POR FALTA DE CONDIÇÕES HOSPITALARES QUE GRASSAM AS DOENÇAS, MORREM MUITOS SANTOMENSES - E HÁ OUTROS QUE, PARA EVITAR A MORTE,  VÃO PROCURAR TRATAR-SE FORA DO SEU PAÍS – E SÓ DEUS SABE COM QUE TORMENTOS E  EXTREMAS DIFICULDADES 

 O projeto  visava apoiar o desenvolvimento do sector da saúde de São Tomé e Príncipe, melhorando a sua qualidade e assegurando serviços hospitalares e cobertura de saúde em São Tomé e Príncipe. E fornecer  infraestrutura adequada e instalações técnicas, além de atender às necessidades de modernos equipamentos médicos e serviços especializados de atendimento diagnóstico e terapêutico, com o objetivo de reduzir a morbidade e a mortalidade.  para a melhoria do estado de saúde das populações

Este articulado está redigido no projeto assinado, entre o Governo da República Democrática de São Tomé e Príncipe e o Fundo do Kuwait para o Desenvolvimento Económico Árabe, a presença graciosa de Sua Alteza o Xeque Sabah Al-Ahmed Al-Jaber Al-Sabah, o emir do Estado do Kuwait, por meio do qual o Fundo fará um empréstimo no valor de cinco milhões de Dinares do Kuwait (KD 5.000.000 / -), equivalente a US $ 17 milhões, para a República Democrática de São Tomé e Príncipe, para ajudar no financiamento da Construção do Projeto do Hospital Central Dr. Ayres de Menezes.


O ACORDO FOI ASSINADO EM  22 DE NOVEMBRO, 2016  EM MALABO  A nossa pesquisa localizou-o e traduzi-o   O acordo existe foi assinado por Sua Excelência o Exmo. Américo de Oliveira Ramos, Ministro das Finanças e Assuntos Econômicos, e em nome do Fundo do Kuwait para o Desenvolvimento Econômico Árabe, por Sua Excelência o Senhor Shaikh Sabah Khaled Al Hamad Al Sabah, Primeiro Vice-Primeiro Ministro e Ministro das Relações Exteriores, em atendimento a Sua Excelência Anas Khaled Al Saleh, vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças –

PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA DE S. TOMÉ - VEM AGORA CONTRADIZER-SE DEPOIS DE TER ORDENADO AS DILIGÊNCIAS 

Uma nota do Ministério Público, e assinada pelo Procurador Geral da República Kelve Carvalho, anuncia que o ex-Primeiro Ministro Patrice Trovoada é arguido nos autos de Instrução preparatória, nestes termos:


MP - Kelve Carvalho
"Estando a correr seus termos nesta Procuradoria, uns autos de Instrução Preparatória registados sob o número 1633/2017 – 1º B), em que são arguidos Patrice Emery Trovoada e Américo Ramos, relativo ao empréstimo  contraído em nome do Estado Santomense, nestes termos, havendo imperiosa necessidade de se prosseguir com as investigações, venho solicitar os bons ofícios de V. Ex.ª. no sentido de nos enviar com e urgência, o extrato da conta do Tesouro Público nesse Banco, no período entre 2015 á 2017,
Outrosim que nos seja enviada o extrato da conta do extrato vostro do Banco Central na Caixa Geral de Depósitos entre os anos 2015 e 2017
Com os melhores cumprimentos
Gabinete do Procurador-Geral da República, aos 29 dias do mês de Março 2019
Kelve Carvalho

22/11/2016 Por ocasião da  Cimeira África-Árabe "em Malabo, na Guiné Equatorial, em 21 e 24 de Novembro de 2016, foi assinado um Acordo de Empréstimo entre o Governo da República Democrática de São Tomé e Príncipe e o Fundo do Kuwait para o Desenvolvimento Económico Árabe, a presença graciosa de Sua Alteza o Xeque Sabah Al-Ahmed Al-Jaber Al-Sabah, o emir do Estado do Kuwait, por meio do qual o Fundo fará um empréstimo no valor de cinco milhões de Dinares do Kuwait (KD 5.000.000 / -), equivalente a US $ 17 milhões, para a República Democrática de São Tomé e Príncipe, para ajudar no financiamento da Construção do Projeto do Hospital Central Dr. Ayres de Menezes. Vale ressaltar que o Fundo depende exclusivamente de seus próprios recursos para prover seus empréstimos e assistência ao desenvolvimento.
O empréstimo foi feito em virtude de uma iniciativa de Sua Alteza Sheikh Sabah Al-Ahmed Al-Jaber Al-Sabah, o emir do Estado do Kuwait, anunciado na  Cúpula África-Árabe, realizada no Kuwait, no período de 19 a 20 de novembro. 2013 para concessão de empréstimos concessionários aos países africanos no montante de um bilhão de dólares americanos distribuídos pelos cinco anos seguintes para o financiamento de projetos de desenvolvimento nos países africanos.
O Acordo de Empréstimo foi assinado em nome da República Democrática de São Tomé e Príncipe por Sua Excelência o Exmo. Américo de Oliveira Ramos, Ministro das Finanças e Assuntos Econômicos, e em nome do Fundo do Kuwait para o Desenvolvimento Econômico Árabe, por Sua Excelência o Senhor Shaikh Sabah Khaled Al Hamad Al Sabah, Primeiro Vice-Primeiro Ministro e Ministro das Relações Exteriores, em atendimento a Sua Excelência Anas Khaled Al Saleh, vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças.
Milhões recebidos.O  povo com enormes sacrifícios e privações
O projecto visa apoiar o desenvolvimento do sector da saúde de São Tomé e Príncipe, satisfazendo o aumento da procura de serviços de saúde, melhorando a sua qualidade e assegurando serviços hospitalares e cobertura de saúde em São Tomé e Príncipe. O Projeto fornecerá infraestrutura adequada e instalações técnicas, além de atender às necessidades de modernos equipamentos médicos e serviços especializados de atendimento diagnóstico e terapêutico, com o objetivo de reduzir a morbidade e a mortalidade. Assim, contribuindo para a melhoria do estado de saúde das populações, o que terá impacto positivo nos indicadores socioeconômicos do país. O projeto compreende a construção e o equipamento do Hospital Central Dr. Ayres De Menezes

O projeto inclui as obras civis: compreende todas as obras de construção civil e obras de engenharia eletromecânica necessárias para reabilitar dois edifícios existentes (o edifício principal e UTI, operação e banco de sangue) e para construir um novo com a conexão entre eles trazendo o total camas no novo desenvolvimento em cerca de 132 camas, a reabilitação da cozinha do hospital, várias instalações de serviço, estacionamento e paisagismo. E a aquisição e instalação de equipamentos médicos e auxiliares para atendimento laboratorial, pronto-socorro, banco de sangue, UTI, Ortopedia, ambulatório, fisioterapia, telemedicina, imagem, otorrinolaringologia, oftalmologia, cardiologia, hemodiálise, arquivo e departamento de TIC, que serão proporcionais os serviços especializados previstos. O projeto também inclui, a provisão de duas ambulâncias, geradores e incineradores e fornecimento de mobiliário para os referidos edifícios. Programa de treinamento para médicos especializados e equipe técnica médica e Serviços de Consultoria: para (a) a preparação do projeto detalhado, especificação técnica e documentos contratuais das obras necessárias e equipamentos médicos; (b) preparação de documentos de licitação e assistência na avaliação de licitação e serviços de licitação; (c) supervisão da implementação do Projeto, incluindo a instalação do equipamento. 
S. Tomé - Óscar Medeiros
O projeto está previsto para começar no quarto trimestre de 2016 e estar concluído até o final de 2019. especificações técnicas e documentos contratuais das obras de construção e equipamentos médicos necessários; (b) preparação de documentos de licitação e assistência na avaliação de licitação e serviços de licitação; (c) supervisão da implementação do Projeto, incluindo a instalação do equipamento. O projeto está previsto para começar no quarto trimestre de 2016 e estar concluído até o final de 2019. especificações técnicas e documentos contratuais das obras de construção e equipamentos médicos necessários; (b) preparação de documentos de licitação e assistência na avaliação de licitação e serviços de licitação; (c) supervisão da implementação do Projeto, incluindo a instalação do equipamento. O projeto está previsto para começar no quarto trimestre de 2016 e estar concluído até o final de 2019.
O custo total do Projecto é estimado em cerca de 425,6 mil milhões de DOBRA, equivalente a cerca de 5,6 milhões de KD, dos quais cerca de KD 4,7 milhões serão em moeda estrangeira e representando cerca de 84% do custo total do Projecto. O empréstimo concedido pelo Fundo cobrirá cerca de 89% do custo total do projeto, enquanto o saldo será coberto pelo governo de São Tomé e Príncipe.
 O empréstimo vence ao longo de um período de 24 anos, incluindo 4 anos de carência, e será amortizado em 40 parcelas semestrais, a primeira das quais serão devidos em 1 stdata em que quaisquer juros ou outro encargo para o empréstimo cairá devido após o decurso do período de carência acima mencionado. O empréstimo tem uma taxa de juros de 1% ao ano, além de 0,5% ao ano para cobrir custos administrativos e outras despesas incorridas na implementação do Acordo de Empréstimo.
Vale a pena mencionar que, ao prolongar este empréstimo, o Fundo e a República Democrática de São Tomé e Príncipe marcam o início da sua cooperação para o desenvolvimento.  https://www.kuwait-fund.org/en/web/kfund/current-news-events/-/asset_publisher/8Vn82dPrFd8B/content/signing-of-a-loan-agreement-for-the-financing-of-dr-ayres-de-menezes-central-hospital-project-in-the-democratic-republic-of-sao-tome-and-principe
 
Em 2015, só permaneceu  75 dias – As viagens custaram 1 milhão e oitocentos mil euros;   Em 2016, mais de meio ano  ausente do país.   : Ele já tinha caído, logo no princípio do ano, se não tivesse tido a almofada dos oportunistas de Pequim, que não se importaram de lhe despejar mais uns sacos de dólares e até de o virem a socorrer com uma missão do FMI, liderada por um alto quadro da sua confiança, com elogios hipócritas e mal disfarçados - Depois disso, já fizeram correr noticias a fazer de conta que o contrariam mas é só para disfarçar - Ou então é o poder do novo inquilino americano, que, não querendo ser totalmente esmagado, em áreas geo-estratégicas, já está a mandar alguns avisos à navegação. 

HÁ IMAGENS QUE VALEM POR MIL PALAVRAS- Estas dizem tudo . 

A triste imagem de um país à deriva, naufragado, saqueado e desgovernado por um caixeiro viajante, por um traiçoeiro, irresponsável, corrupto e vaidoso, que tem passado a maior parte do tempo de costas voltadas para os problemas da Governação .Pois no que pensa é na mala recheada que leva na mão. – 


São os milhões de euros ou de dólares, que são anunciados e que desaparecem sem deixar rasto, os barcos que vieram da Ilha da Madeira para fomentar a industria de pescas, em Neves, uns que levaram sumiço, não se sabe para onde, outros que apareceram afundados ao largo da Baia, é a triste história dos catamarãs para serviço de interesses privados, mas que, nem assim, são preservados – Os barcos que deviam fazer patrulha no Príncipe ou ligação entre as ilhas, mas que também não se sabe onde param. 


O Povo de São Tomé e Príncipe, merecia melhor sorte, que ser governado por um tresloucado mercenário que nem sequer tem raízes na pátria santomense. Acorda Bom Povo! Basta de seres intrujado e de seres enganado! Basta de sofrimento! Pelas enfermidades e por tantas carências que vos tornam o dia a dia num penoso e tormentoso calvário – Acorda Povo! – Patrice Emyeri Trovoada, de S. Tomé, só tem apelido: - E, mesmo o apelido, é sinónimo de tempestade, de naufrágio, de negócios obscuros, de mau agouro e de trágico destino




Fonte - Téla Nón
Fonte - Téla Nón

“Catamaram Pixi N´Dala desagregou-se” – Milhões deitados ao lixo

06-04-217 -  Tomé e Príncipe tem homem capaz para uma frente comum, para governar s. Tomé e Príncipe um governo de coligação os partidos da oposição estão todos a sombria de a este governo demagogo, com suas políticas de propaganda falsa daí eu a pouco vão as começar a a distribuir arreia pedra peixe fuba vinho para ganharem eleições o povo que não acorde, que s. Tomé e principe para todos, não para elites, Pcd e Mlstp PSD têm que derrotar todos que estão a frente da câmara de água grande, lemba, lobata csntagalo, mezoxi, cidade limpa pára todos, e os torristasCatamaram Pixi N´Dala desagregou-se


Nenhum comentário :