expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 11 de abril de 2019

GUINÉ EQUATORIAL, DESCOBERTA PELOS PORTUGUESES, TEM OS MAIS BELOS ESTÁDIOS MULTIDESPORTIVOS DE ÁFRICA - NOS ÚLTIMOS ANOS, CONVERTEU-SE NO EPICENTRO DE GRANDES EVENTOS INTERNACIONAIS” – País maioritariamente católico, ladeado de vizinhos muçulmanos - Presidente Teodoro Obiang quer promover o intercâmbio comercial através do futebol português – Disse esperar “um dia” conseguir financiar a equipa do FC Porto para promover o país a nível internacional – Mas também já chegou a manifestar a mesma vontade pela “marca Benfica”

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise -  Guiné Equatorial - Futebol Português admirado no Pais mais rico, tranquilo e alegre de África  



 


"Malabo, a capital da Guiné Equatorial, é uma cidade movimentada localizada na costa norte da Ilha de Bioko. Devido à sua localização costeira, Malabo é frequentemente assolado por dias de neblina, mas isso não impede que você se divirta. As ruas de Malabo estão repletas de arquitetura espanhola, criando uma visão pitoresca de toda a cidade. Você pode visitar o vulcão na orla da cidade ou experimentar um dos vários restaurantes que oferecem excelente culinária francesa. AFCON 2015: Watch The Game Live In Equatorial Guinea - Jumia Travel





O futebol português goza de grande popularidade na Guiné Equatorial, talvez devido ao fenómeno Cristiano Ronaldo -  Na minha estadia, há dois anos, em Malabo e em Bata, pude encontrar jovens vestindo camisolas das principais equipas  portuguesas: do Sporting, do Benfica e do Porto  – O desporto, nas suas múltiplas modalidades, tem merecido, pelo que pude comprovar, a par do desenvolvimento económico e social, uma atenção muito especial pelo Presidente Teodoro Obiang, razão pela qual  mandou erguer os mais belos e modernos  estádios, nas capitais das várias províncias do seu país





Luís Filipe Vieira deslocou-se já por duas vezes à Guiné Equatorial, ,em 2014 e 2015,  a convite do presidente Teodoro Obiang. Desse encontro e com o Secretário da Juventude,  falou-se inicialmente de vários temas ligados ao desporto, nomeadamente na promoção de jogadores africanos que poderiam evoluir futuramente na academia dos encarnados, com o Benfica a disponibilizar ajuda técnica.

Entretanto, dado a proposta não ter evoluído, o Presidente Obiang, pelo que posso depreender,  vê na capital invicta, que deu nome a um dos mais famosos vinhos portugueses, uma forma de promover o intercâmbio entre os dois países

Dai ter declarado, numa recente entrevista  à publicação Africa Monitor, esperar “um dia” conseguir financiar a equipa do FC Porto para promover o país a nível internacional.

Quanto ao investimento em Portugal, infelizmente não pudemos entrar no Banif e comprar as ações que tínhamos previsto adquirir – sei que o banco agora é do Santander”, afirmou o chefe de Estado equato-guineense, em entrevista à publicação Africa Monitor.


Além disso, acrescentou: “A equipa do Porto também tinha a ideia de que nós pudéssemos financiar a sua marca. Nós estivemos de acordo, mas é um aspeto que esperamos um dia conseguir”, disse.


(..) Na entrevista, o chefe de Estado equato-guineense, que em agosto deste ano cumpre 40 anos no poder, garantiu que o país “não vai voltar a aplicar a pena de morte”, a propósito da exigência da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) sobre a abolição da pena capital, desde a adesão do país ao bloco lusófono em 2014.



(...) Sobre outro compromisso da Guiné Equatorial aquando da entrada na CPLP – o ensino do português –, o Presidente afirmou que “há professores nas escolas a ensinar o português, há meios de comunicação social (rádios e TVs) que emitem programação em português”.
(...) Quanto à situação económica do país, Obiang garantiu que o país não tem dívida pública e que as empresas com problemas contraíram empréstimos junto da banca e, “quando o Governo não tem dinheiro para fazer antecipações, as empresas ficam com essas obrigações junto da banca”. Contudo, assegurou que isso “é uma responsabilidade dessas empresas, não do Governo”.


Ao centro a Miss 2017 da CPLP - De Cabo Verde
GUINÉ EQUATORIAL - UM EXEMPLO SINGULAR EM ÁFRICA – DE  PAZ E PROSPERIDADE  - Pese as pressões do liberalismo global para o transformarem num caos, tal como a Líbia e o Iraque e o entregarem aos fantoches emissários da grande rapinagem



Na final da cerimónia de tomada de posse,  Embaixador Tito Mba Ada, em declarações aos jornalistas, aproveitou para  convidar este coletivo para visitarem o seu pais.

NÃO SÃO BARRACAS - SÃO BAIRROS SOCIAIS


Estive em Malabo e em  Bata uma semana - Andei por onde quis e me apeteceu; usei a Internet à vontade e sem restrições - Não vi gente a pedir nas ruas nem barracas Mas vi gente sorridente e Feliz - - Sei que há noticias regularmente com essa história dos direitos humanos - ;Mas porque não se atiram aos ditadores orientais e andam com eles ao colo e até pedir-lhes dinheiro emprestado?



Guiné Equatorial - 42 anos depois – Um País onde me senti tranquilo e feliz




De salientar que, a Guiné Equatorial, as Ilhas Seychelles e as Maurícias estão em alta na lista de países africanos pelo PIB per capita. A Guiné Equatorial é um país localizado na África Central,  com uma população  de 1.222.245 habitantes, cobrindo apenas cerca de 28 mil km quadrados –  Constituído pelo enclave continental do Rio Muni e por cinco ilhas,  sendo a maior de todas, Bioko (ex-Fernando Pó), com a sua capital de Malabo.

O território continental, com Bata, a cidade mais moderna de África, está rodeado pelo Gabão, Nigéria e Camarões,   países, essencialmente muçulmanos, com os quais, no entanto, tem mantido boas relações de vizinhança, e prova-o a recente visita do presidente nigeriano,  Olusegun Obasanjo, que felicitou o governo, presidido por S. E. Obiang Nguema Mbasogo, pelo grau de progresso http://www.guineaecuatorialpress.com/noticia.php?id=10759 



Mas a sua população,  tal como S. Tomé e Príncipe, é maioritariamente católica, pelo que as celebrações da quadra natalícia, ocupam a agenda dos principais eventos.

1771 - Ano Bom
Três séculos, possessão portuguesa, que o tratado de El Pardo separou contra a vontade do povo nativo: convocando o Capitão Mor da sobredita Ilha, e alguns negros mais principaes, lhe propus as ordens de Sua Mag, dizendo lhes hera preciso jurarem obediencia a El Rey Catholico, me responderão que não, e que elles não conheciao senão a El Rey de Portugal, e que do de Espanha nunca ouvirão falar; ao que se sseguio hum motim geral de Homens e/ Mulheres” – Mais à frente, outros pormenores de um dos países mais tranquilos e pacíficos de África,  pese a verborreia odiosa orquestrada pela cobiça do  liberalismo selvagem

BATA – JULHO 2017 - Guiné Equatorial e Portugal – Embaixador convida os portugueses a visitarem seu país





MENSAGEM DO PRESIDENTE DA GUINÉ EQUATORIAL  POR OCASIÃO DOS 50ª ANIVERSÁRIO DA INDEPENDÊNCIA 

O Presidente, Teodoro Obiang  sublinhou o  facto do seu país te Conseguido superar a aguda crise económica sofrida pelo país na década de 1980, até a exploração de nossos recursos petrolíferos que serviram para projetar esse impressionante desenvolvimento que hoje nosso país conhece; Temos crescido universidades e centros de formação profissional: construímos hospitais de alta tecnologia



Nós construímos estradas pavimentadas para destravar todas as cidades do país; desenvolvemos todas as cidades do âmbito nacional e criamos novas para melhorar a vida dos cidadãos; Transformamos muitos centros rurais em cidades ou distritos urbanos." Hoje o povo goza de liberdade de movimento tanto no exterior como no interior do país; a liberdade de crença, expressão e manifestação; Liberdade de associação de todos os tipos. Promovemos os direitos políticos, económicos, sociais e culturais do povo da Guiné Equatorial sem limitações.
 
Conseguimos superar a aguda crise económica sofrida pelo país na década de 1980, até a exploração de nossos recursos petrolíferos que serviram para projetar esse impressionante desenvolvimento que hoje nosso país conhece; Temos crescido universidades e centros de formação profissional: construímos hospitais de alta tecnologia.
Nós construímos estradas pavimentadas para destravar todas as cidades do país; desenvolvemos todas as cidades do âmbito nacional e criamos novas para melhorar a vida dos cidadãos; Transformamos muitos centros rurais em cidades ou distritos urbanos.


Noutro aniversário - Obiang e M. Pinto da Costa
Construímos grandes portos e aeroportos em todo o território nacional: desenvolvemos telecomunicações, eletrificação e suprimento de água potável nas grandes cidades; Construímos habitações sociais em todo o país, prestamos serviços sociais às classes mais vulneráveis ​​(crianças e idosos, deficientes, deficientes, doentes mentais, etc.).

Em suma, Caros Compatriotas, abrimos o país no exterior e nosso Estado está representado com 47 representações diplomáticas no mundo, a integração da Guiné Equatorial é eficaz como Membro Não-Permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas, e sua participação em todos as instâncias internacionais.

Apesar de ser um país pequeno em dimensões geográficas e ter concordado com a independência em condições muito pobres, a República da Guiné Equatorial é hoje o que a parábola bíblica da grão de mostarda descreve. Pois a personalidade do nosso país é a de um Estado poderoso, onde o mundo inteiro vai em busca de prosperidade, bem-estar e paz.

Portanto, nos sentimos muito satisfeitos com o trabalho que fizemos nos últimos anos, uma tarefa que não teria sido possível sem o apoio determinado de todos os cidadãos

Nenhum comentário :