expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 27 de maio de 2019

EUROPEIAS – 2019 - NOITE DE GLÓRIA E DE ABRAÇOS NOS SOCIALISTAS PORTUGUESES PS vence com 33%38, elegendo nove deputados e aumentando a sua representação no Parlamento Europeu. António Costa: destaca vitória do PS e diz que é muito clara a derrota que o PSD e o CDS sofreram"- Abstenção, a mais elevada desde as primeiras eleições da comunidade

 Jorge Trabulo Marques - Jornalista e foto-jornalista




“Os portugueses apoiam o projeto europeu e os portugueses esperam que corresponda às suas principais ansiedades: temos um novo contrato social!  Temos um novo reforço da Comissão! Temos uma nova agenda social! Uma reforma da zona euro e uma prioridade clara às alterações climáticas e  uma Europa humanista, precursora dos valores da liberdade, da democracia e da dignidade humana"



António Costa, secretário-geral do PS, começou por agradecer aos portugueses a votação “expressiva, clara e inequívoca” no partido, com “força renovada” para as eleições legislativas, que se realizam daqui a pouco mais de quatro meses

É tão importante escolher o que queremos da Europa, como escolhermos o que queremos da nossa freguesia, município ou país”, sublinhou  o primeiro-ministro




Em Portugal, o Partido Socialista, liderado pelo primeiro-ministro António Costa, venceu as eleições europeias com 33,39% dos votos, elegendo nove deputados e aumentando a sua representação no Parlamento Europeu. . Em segundo lugar, ficou Partido Social Democrata, de Rui Rio, com 22,15%, embora mantendo seis representantes: - o pior resultado de sempre em eleições europeias e legislativas.


O Bloco de Esquerda é a terceira força política mais votada, com 9,82%, à frente da CDU e CDS-PP  -  Mas a grande novidade foi a estreia na eleição de eurodeputados do PAN, que obteve 5,05% e elegeu Francisco Guerreiro,    numa eleição, marcada por elevados  níveis de abstenção, a terceira mais elevada de toda a União Europeia..Sendo considerada, a nível nacional,  a taxa de abstenção mais elevada de sempre em eleições realizadas em Portugal, superando a abstenção  verificada nas eleições europeias de 2014 (66,2%). 


Europeias 2019 -   Vitória expressiva do  PS  - Diz Pedro Marques
O PS pediu uma vitória clara nestas eleições europeias: os portugueses responderam dando uma enorme vitória ao partido socialista 

A vitória do PS é um verdadeiro farol de esperança”, disse, no discurso da festa socialista, no sábado à noite, que antecedeu a conferência de imprensa, numa sala do Hotel Altis, em Lisboa- Mais pormenores em




HOTEL ALTIS – EM LISBOA – Revoadas de palmas,  muitos beijos e abraços e  sorrisos, alegria a  transbordar, este o caloroso ambiente que cedo começou por se expressar, quer no hall do hotel Altis, e mesmo à entrada, quer numa sala da cave, reservada à imprensa,  onde vários ecrãs, ligados aos principais canais televisivos, iam atualizando as projeções e os resultados eleitorais 



Mãe de António Costa
Mas o epílogo da celebração da vitória, ocorreu quando, António Costa, entrou na sala, acompanhado de Pedro Marques,  cabeça de lista do PS, seguidos de outros deputados eleitos, dirigentes, membros do Governo e variadíssimos militantes e simpatizantes, que se distribuam sentados em cadeiras ou em pé por entre um batalhão de repórteres da televisão, rádio e da imprensa

Mesmo assim, os momentos, ainda mais efusivos,  foram os  sublinhados por revoadas de aplausos quando o significado das palavras mais aquecia a temperatura da festa.

Em todo o caso, longe dos tempos em que as vitórias eram celebradas com palavras de ordem e  acenos da varanda do 1º piso para a multidão  que convergia ao local  -  Agora, o entusiasmo esteve mais confinado ao hall e a área reservada – Se bem que ainda houvesse quem se dirigisse para junto da entrada do hotel e ali dar o testemunho da sua alegria, sobretudo à saída,  quando, lá dentro, terminaram os discursos e foi dada por finda a conferência de imprensa.   

ECOS DA IMPRENSA

Costa destaca vitória dos partidos da Geringonça nas europeias - O primeiro-ministro salientou a vitória dos parceiros de governação do PS nas eleições europeias, enquanto a direita sofreu "uma derrota muito clara". – Escreve ECO – Por Mariana Espírito Santo

Referindo que, “António Costa destacou a vitória dos parceiros de governação em conjunto com a do PS, nestas eleições europeias. Por outro lado, os partidos de direita, PSD e CDS, sofreram uma “derrota muito clara“, comentou o primeiro-ministro, em reação aos resultados das eleições para o Parlamento Europeu” - .



“É muito claro que o PS e os partidos que, com o PS, realizaram a atual solução governativa tiveram uma vitória na noite de hoje“, apontou António Costa, em declarações transmitidas pelas televisões.



Para o primeiro-ministro, é “evidente a derrota muito clara que o PSD e o CDS sofreram”. Costa ressalva a importância dos resultados destas eleições, já que “têm sido raras as vezes que o partido que está no Governo vence eleições europeias”. Para além disso, “este resultado significa um voto de confiança no PS”



No panorama europeu, Costa sublinhou o “crescimento marginal das forças da extrema-direita e antieuropeias no conjunto do Parlamento”, relembrando que, mesmo assim, “há uma esmagadora maioria dos apoiantes do projeto europeu e dos progressistas”. “Os portugueses apoiam o projeto europeu e desejam que a Europa corresponda aquilo que são as principais necessidades”, complementou.



O cabeça de lista do PS para as europeias, Pedro Marques, celebrou também os resultados obtidos pelo partido. “A vitória do PS é um verdadeiro farol de esperança”,disse, destacando que ficaram “a mais de dez pontos percentuais do principal adversário”, fazendo referência ao PSD. O PS alcançou cerca de 33,4% dos votos nestas eleições europeias, enquanto o PSD conseguiu 22,2%. Já o Bloco garantiu 9,8% dos votos e a CDU 6,7%.



É evidente a derrota muito clara que PSD e CDS sofreram" – Costa  -
NOTICIAS AO MINUTO “23h45: “Em democracia é tão importante ganhar como perder. Em democracia não há vencedores nem vencidos. Em democracia vencem sempre os democratas”, começou por dizer o líder do PS. António Costa manifestou ainda “respeito” por todos os que optaram por não votar e que devem ser tidos em conta nos próximos anos e nas próximas eleições, ”para que se sintam parte inteira desta Europa que queremos de todos”.




"Não obstante o crescimento das forças de extrema-direita, no conjunto europeu há uma grande maioria de defensores do projeto europeu e de progressistas. Em Portugal é também esse claramente o significado: os portugueses apoiam o projeto europeu". evidente a derrota muito clara que PSD e CDS sofreram. É também muito claro que o PS e os partidos que, com o PS, viabilizaram a atual solução governativa há três anos e meio, tiveram uma vitória na noite de hoje".https://www.noticiasaominuto.com/politica/1259603/europeias-ao-minuto-urnas-fechadas-contagem-arranca-quem-serao-os-21

PÚBLICO “PS aguenta, PSD e CDS afogam-se, PAN estreia-se  - O PS ganha sem subir muito, mas a vitória é clara perante as derrotas do PSD, do CDS e do PCP. Rio tem o pior resultado percentual da história do PSD. A surpresa da noite foi a eleição de Francisco Guerreiro do PAN.

São José Almeida (Texto) e  Miguel Manso (Fotografia) 



Diz o PÚBLICO , que, “na correlação de forças entre esquerda e direita fica clara a subida da esquerda em relação às últimas legislativas. A maioria de esquerda das legislativas de 2015 – em que PS, BE e CDU atingiram 50,75% –​ mantém-se.

Começaram as legislativas

Ainda não eram 22h e não eram conhecidos resultados oficiais das europeias, já o presidente do PS, Carlos César, lançava a campanha eleitoral das legislativas de 6 de Outubro. “Esta grande vitória corresponde a uma grande derrota do PSD e do CDS – a uma grande derrota da direita”, afirmou Carlos César para chamar à colação as legislativas: “[Este resultado] dá razão no sentido do entusiasmo, na energia que ganhámos com os resultados destas eleições, para disputarmos com uma vitória as próximas eleições legislativas.”


Fechando a noite eleitoral e depois de os cabeças-de-lista e os líderes dos principais partidos terem falado foi a vez do secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa, assumir a vitória nas europeias. Para além de voltar a afirmar que quer levar para a União Europeia o tipo de aliança política que existe em Portugal entre o PS, o BE, o PCP e o PEV, Costa elogiou o trabalho do seu Governo, como que a apontar para a continuação deste tipo de acordo após as legislativas. https://www.publico.pt/2019/05/27/politica/noticia/ps-aguenta-psd-cds-afogamse-pan-estreiase-1874226


Europeias. Quem são os 21 portugueses que se vão sentar no Parlamento Europeu? - Observador

Nove dos 21 lugares reservados aos portugueses no Parlamento Europeu serão ocupados pelo PS. O PAN conseguiu eleger um deputado. Saiba quem vai para Bruxelas após as eleições europeias.


O Partido Socialista, encabeçado por Pedro Marques, é o que mais deputados vai levar a Bruxelas após eleições com maior taxa de abstenção desde 1987, quando Portugal aderiu à então Comunidade Económica Europeia (CEE). A oposição social-democrata teve o pior resultado da história, mas a grande surpresa vai para o Pessoas Animais Natureza (PAN), que vai ocupar uma das 21 cadeiras reservadas aos portugueses no Parlamento Europeu.
PS (32,45%)

Nove a dez deputados


Pedro Marques. Economista, foi autarca no Montijo e depois secretário de Estado da Segurança Social e ministro do Planeamento e Infraestruturas. Abandonou esse cargo para se candidatar ao Parlamento Europeu e encabeçar a lista do Partido Socialista.

Maria Manuel Leitão Marques. É professora na Universidade Coimbra, mas já foi secretária de Estado e, mais recentemente, Ministra da Presidência e Modernização Administrativa. Uma das obras mais famosas criadas por ela nesse cargo foi o SIMPLEX

Pedro Silva Pereira. Foi secretário de Estado do Território e da Conservação da Natureza e ministro da Presidência no governo de José Sócrates. Agora é presidente da Fundação Res Publica, cargo que acumula com o papel de deputado no Parlamento Europeu, onde é vice-presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais e membro das comissões de Economia e de Comércio Internacional.
Margarida Marques. Foi chefe da delegação da Comissão Europeia em Portugal e secretária de Estado dos Assuntos Europeus. É também deputada na Assembleia da República, vice-presidente da comissão dos Assuntos Europeus e membro da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa.-adjunta e investigadora integrada  do Centro de Investigação em Ciência Política. - MAIS INFORMAÇÃO EM

A IMPRENSA PORTUGUESA NA COBERTURA DAS ELEIÇÕES



A imprensa dos diversos órgãos de CS, uma vez mais teve um papel, muito importante, quer na cobertura da campanha eleitoral, quer no dia das eleições:  - No Hotel Áltis, para onde nos deslocámos,  tivemos o prazer de encontrar ( e de fotografar) alguns dos rostos, com os quais nos havíamos cruzado quando trabalhámos na Rádio Comercial – E também com outras gerações –

Seminário para jornalistas sobre as Eleições Europeias – De recordar que chegou a decorrer, a convite do Centro Europe Direct na CCDR Algarve (EDIC ALGARVE) e o Gabinete de Informação do Parlamento Europeu (PE) em Portugal, um Seminário para jornalistas sobre as Eleições Europeias 2019 - O objetivo é apresentar a campanha institucional do PE e os meios que o PE tem à sua disposição, mas também as ações da Comissão Europeia no contexto das eleições e as regras da cobertura da campanha eleitoral (por parte da Comissão Nacional de Eleições). https://www.ccdr-alg.pt/site/info/seminario-para-jornalistas-sobre-eleicoes-europeias
 

Nenhum comentário :