expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

sábado, 29 de junho de 2019

Autoridades apreenderam 39 quilos de droga em 2018 em São Tomé e Príncipe – A quem serve o negócio criminoso de droga num dos países mais pequenos e pobres de África? – Não esquecer, que, no desgoverno de Patrice Trovoada, os dois principais partidos da oposição chegaram a defender , no Parlamento, que a Interpol deve investigar alegados atos de corrupção, de lavagem de dinheiro e de tráfico de droga em São Tomé e Príncipe


Jorge Trabulo Marques – Jornalista – Informação e análise . Em 20-12-2016, os dois principais partidos da oposição são-tomense defenderam que a.  Interpol deve investigar alegados atos de corrupção, de lavagem de dinheiro e de tráfico de droga em S, Tomé e Principe   

É noticia da Lusa de que as "autoridades apreenderam 39 quilos de droga em 2018 em São Tomé e Príncipe
O documento, mandado elaborar pelo Ministério da Justiça, Direitos Humanos e Administração Publica, refere o envolvimento nos crimes de cidadãos com idades entre 22 e 62 anos, nacionais e estrangeiros e de ambos os sexos. A maioria desses cidadãos foi detida no aeroporto de São Tomé, uns em trânsito e outros que pretendiam entrar no país.
Fonte da PJ disse à Lusa que "os cidadãos implicados no tráfico de droga estão detidos", estando os processos a "decorrer os seus termos nas instâncias judiciais".
O estudo alerta ainda para o perigo que esses números representam para o pequeno país, em matéria de tráfico e consumo de droga e revela igualmente o que considera como "exagero no consumo de bebidas alcoólicas quer pelos adolescentes, jovens, homens e mulheres".

A ministra da Justiça, Direitos Humanos e Administração Publica, Ivete Correia, numa palestra realizada a 26 deste mês para assinalar o dia internacional de combate ao uso, abuso e trafico de estupefacientes, referiu a necessidade de se dar "uma atenção muito especial" ao problema da droga no seu país.

"São Tomé e Príncipe é um país em que a maioria da população tem menos de 35 anos, representando 78,9%. Daí que uma atenção muito especial deve ser dada para garantir um futuro melhor dos nossos jovens", referiu a ministra a governante.
O Governo considera a situação "grave" e anunciou, por isso, algumas medidas para a prevenção e combate ao trafico e consumo de drogas.
https://www.dn.pt/lusa/interior/autoridades-apreenderam-39-quilos-de-droga-em-2018-em-sao-tome-e-principe-11059673.html


Droga e Corrupção – Dois dos maiores flagelos da sociedade atual –- Não há paraíso terrestre onde não  exista o flagelo –  exceto nos paraísos fiscais, onde tudo é legal. 

Porém, enquanto a corrupção se instala em jogos de cumplicidades por  corredores e gabinetes, usando os meios mais sofisticados,  pelo contrário, os tentáculos da droga, esses, podem estender-se a céu descoberto, a qualquer hora do dia ou da noite, em todos os lugares, em  toda a parte, onde haja um viciado, há trafico assegurado  

 TRAFICANTES POSTOS EM LIBERDADE, TAL COMO CONVINHA - ERA ENTÃO  PM, PATRICE TROVOADA 

Téla Nón - 10/02/2012 "Concretamente, há duas semanas atrás, em colaboração com a Polícia Nacional efetuaram uma operação policial ao nível da ilha de S.Tomé, tendo culminado com a detenção de trinta e nove (39) indivíduos de ambos os sexos. Ao serem submetidos à instâncias superiores, foram libertados, sem imposição de quaisquer condições, pois , segundo o magistrado judicial a quem coube o processo não existiam matérias que indiciassem a prática de quaisquer ilicitudes por parte destes, nomeadamente elementos probatórios.  -Casos de Droga em São Tomé e Príncipe – Téla Nón

TRÁFICO DE DROGA EM S. TOMÉ E NOS MARES ENVOLVENTES, É REFERENCIADO PELAS AUTORIDADES JUDICIÁRIAS PORTUGUESAS E INTERNACIONAIS, COM A MESMA GRAVIDADE QUE A GUINÉ-BISSAU


Num contacto, que, em meados de Dezembro, 2017 estabeleci com o Gabinete de Imprensa da PJ, a fim de recolher determinada  informação, além de manifestar a minha preocupação para uma série de factos  que têm vindo a ser denunciados nas redes sociais e alguns sectores políticos da sociedade santomenses, perguntei  se havia conhecimento do que se passa com o tráfico de droga nestas Ilhas, tendo-me sido dito que, os mares que as envolvem, são referenciados com a mesma gravidade do tráfico marítimo clandestino que afeta a Guiné-Bissau.

NÃO MATEM ESTE PARAÍSO MAS ESTÃO A MATÁ-LO -  HÁ UM DESGOVERNO QUE O ESTÁ A  ESMAGAR    - ESTA FOI A NOTICIA QUE AQUI DIVULGÁMOS, EM 29 DE SETEMBRO DE 2016;




Comandante-Geral da Policia e da Ordem pública, por ocasião do 41º aniversário da Instituição, afirmou que o país  tem “organizações criminosas a células que atuam em países estrangeiros – Discurso na Presença do Pres. da República, M. Pinto da Costa, mas com o Primeiro-ministro, Patrice Trovoada, ausente  há três semanas no estrangeiro.   S. Tomé e Príncipe – Não matem este paraíso! - Nos tentáculos da ..


MÁS NOTICIAS  - São Tomé e Príncipe na rota do tráfico de droga - 4 de  Janeiro 2018 - A Polícia de Investigação Criminal (PIC) de São Tomé e Príncipe deteve, nesta última quarta-feira,  três indivíduos, no aeroporto internacional do arquipélago, na posse de 221 cápsulas de cocaína

As mulas, um são-tomense e uma cidadã do Equador, saíram do Brasil e chegaram a São Tomé num voo proveniente de Lisboa, Portugal.O receptor da droga era um empresário nigeriano residente em São Tomé, confirmou o Inspector da PIC Avelino Espirito Santo que vinha seguindo o rasto deste presumível traficante a mais de sete meses. São Tomé e Príncipe: Detidos três indivíduos na posse de 221 capsulas de cocaína

Em   21 de Outubro, 2015 , era divulgada a noticia de que  “cinco quilos de droga estavam escondidos em duas mochilas, uma delas dentro de um trolley. PJ deteve o passageiro de 33 anos quando este chegou a Lisboa vindo de São Tomé e Príncipe
Um homem de 33 anos, nascido na Nigéria mas com nacionalidade espanhola, foi detido na segunda-feira no aeroporto de Lisboa por inspetores da Polícia Judiciária que já estavam à espera que chegasse, vindo de São Tomé e Príncipe. O "correio" só trazia bagagem de mão: uma mochila aos ombros e outra dentro do trolley. No interior das duas mochilas, os inspetores encontraram duas placas de cocaína, com o peso total de cinco quilos (..) um valor estimado em 340 mil euros Droga - ″Correio″ trouxe 340 mil euros em cocaína em duas mochilas


25/08/2015 NO MESMO ANO, DOIS  MESES ANTES, NOS FINAIS DE AGOSTO 2015, ERA DADA ESTA NOTICIA  PIC apreendeu 1 quilo de cocaína -  Era referido, que,   era a primeira vez que a Polícia de Investigação Criminal, apreende este tipo de estupefaciente na praça são-tomense, e o exibe através das imagens da televisão. No entanto na última semana o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Roberto Raposo, anunciou um abrandamento da criminalidade no paíshttp://www.telanon.info/sociedade/2015/08/25/19945/pic-apreendeu-1-quilo-de-cocaina/

Maio 2015 - A Polícia de Investigação Criminal(PIC) de São Tomé e Príncipe a acredita que o consumo elevado de drogas esteja na origem da onda de criminalidade que assola o país. – Obviamente, que um fenómeno acompanha o outro – E há que  procurar atalhar os dois males, dada a sua estreita promiscuidadePolícia de São Tomé e Príncipe diz que droga está na origem do aumento da criminalidade

ADI - Acção Democrática Independente: " Um Partido fundado com o  dinheiro do contrabando e da droga




Nós, O MLSTP, assumimos o nosso passado com a cabeça levantada (…) Agora, nós podemos falar do ADI! Um partido que nasceu na base de contrabando e droga” -

 Acusações gravíssimas, ditas na Assembleia Nacional, durante o debate da Nação,  justamente há um ano, feitas por Jorge Amado, líder da bancada parlamentar do MLST-PSD, principal partido  da oposição, dirigidas  a Patrice Trovoada e ao partido ADI,  de que é líder, criado pelo o seu pai, em 1994, o então presidente Miguel Trovoada.  

De recordar que foi, Armindo Aguiar, falecido, há 3 anos,  em condições misteriosas  em Portugal, um dos dirigentes do partido da oposição PCD que chegou apresentar uma queixa na  Procuradoria-Geral da República (PGR), contra Patrice Trovoada, com o fundamento da existência de "fortes indícios" de lavagem de dinheiro envolvendo a ele e o banco comercial de capitais gaboneses BGFI Bank, instalado na praça financeira do arquipélagoEx-primeiro ministro são-tomense acusado de lavagem de dinheiro - dw~


RMADO EM EMPRESÁRIO  - FAZIA VIAGENS CONSTANTES - 

Há que denunciar e combater, sem contemplações, os traficantes estrangeiros que vêm a estas maravilhosas ilhas, perverter a sua juventude, levando-a ao consumo de droga, à perdição do seu futuro, ao desmembramento dos seus laços familiares e a colocarem em risco a segurança e o tradicional ambiente pacífico destas ilhas paradisíacas. 

Foi em Novembro de 2014 - Mas penso que o caso não perdeu atualidade:  

- Português “empresário” fazia desta ilha o paraíso dum contínuo vai e volta  para encontros com o gang da Ponta Mina, que atua com um  falso elemento da autoridade – Logrou escapar-se num voo da STP, após grande confusão com aquele grupo e elementos da sua “rede” à porta da pensão onde se hospedava – Depois de ter ficado sem 4000 mil euros, computador e telemóvel  e ter sido forçado a pedir dinheiro emprestado 


De nacionalidade portuguesa,  fazia-se habitualmente passar  por um homem de negócios. A nós declarara-nos que abandonara a profissão de advogado para se dedicar a investimentos em S. Tomé, com empresários locais. -  Só naquele ano, fez dezenas de voos na STP Airways..  



Nenhum comentário :