expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 3 de junho de 2019

Comemorações de 10 Junho 2019, vão decorrer em Portugal e Cabo Verde, com o desfile das Forças Armadas de ambos os países - E o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa, já antecedeu o ambiente de fraternidade entre os dois povos irmãos, com o ar da sua graça a crianças e jovens , na Cidade da Praia no regresso de S. Tomé e Príncipe

Jorge Trabulo Marques - Jornalista

Foto PR

O Presidente Marcelo, já antecipou  o ambiente da  festa, com sorrisos, beijos e abraços, na visita que efetuou, ao Espaço Aberto, Instituição para Crianças e Jovens, situada no bairro de Safende, Cidade da Praia. na  escala por Cabo Verde, ao regressar de STP, num avião da FAP
Foto PR
O convite, havia-lhe sido dirigido, pela sua antiga aluna,  Lígia Fonseca, mulher do Presidente da República de Cabo Verde, Prof. Jorge Carlos Fonseca, tendo-lhe sido mostradas e oferecidas  
roupas confecionadas, num total de 281 fatinhos,  por utentes da Fundação Nossa Senhora da Esperança, de Castelo de Vide, e enviadas pela ONG, também portuguesa, Casa Maior.

Foto PR
As comemorações do Dia de Portugal de 2019 vão começar em Portalegre, com desfile das Forças Armadas e de Portugal,  antes de prosseguirem junto dos portugueses e luso descendentes residentes em Cabo Verde –

 A  noticia foi confirmada, aos jornalistas,  pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na cidade  da Praia, em Cabo Verde, depois de participar nas comemorações do centenário da confirmação da Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein.


O anúncio das comemorações do 10 de Junho, já havia sido feito no final da V Cimeira literal - Portugal-Cabo Verde, em Lisboa e em meados de Abril:  quer António Costa quer o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, foram questionados sobre a escolha de Cabo Verde para acolher parte das comemorações do 10 de Junho.

Lusa
Para o primeiro-ministro, a opção de celebrar parte do 10 de Junho fora de Portugal é uma “entre as muitas coincidências de pontos de vista” entre Governo e Presidente português, considerando natural a escolha de Cabo Verde.

“Entre as muitas coincidências de pontos de vista que, tradicionalmente, o Governo e a Presidência da República têm, deu-se o caso de, quer eu na campanha para as legislativas, quer Marcelo Rebelo de Sousa na campanha para Belém, ambos termos defendido que esse dia devia passar a ser comemorado não só no território português, mas também junto das comunidades portuguesas”, realçou Costa. https://www.impala.pt/noticias/politica/portugal-e-cabo-verde-concordam-que-e-tempo-de-cplp-avancar-na-mobilidade/

Nenhum comentário :