expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

quinta-feira, 18 de julho de 2019

Incêndios 2019 Vão Devastar O Verão em Portugal vai fresco mas vai aquecer e arder - Indústria incendiária, terrorissmo piroténico e outros delinquentes na mira do parasitismo dos subsídios, não deixarão de incendiar ´

Jorge  Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise 



O CONTRASTE DA ESQUADRIA DOS CAMPOS DE ESPANHA COM O MATAGAL EM PORTUGAL - O VERÃO ENTROU FRESCO MAS VAI AQUECER COM O PAÍS ARDER - A INDÚSTRIA INCENDIÁRIA, A PSICOSE POLITICA E A CHULICE DOS SUBSIDIOS, NÃO DEIXARÁ DE ATUAR - NÃO LIMPAM O CAPIM À VOLTA DAS CASAS E ALDEIAS, DEPOIS A CULPA É DOS BOMBEIROS OU GOVERNANTES - O PARASITISMO DOS SUBSÍDIOS VAI INCENDIAR AINDA MAIS O PAIS - Mais de 500 incêndios num só dia surgem apenas de causas naturais?

Espanha limpa as florestas - Veja a esquadria dos pomares que fotografei num voo de Lisboa a Madrid e compare-a com a costa portuguesa ou o interior - Portugal cultiva o mato, a chulice e o absentismo

A LEI É CLARA - 2 - Os proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que, a qualquer título, detenham terrenos confinantes a edifícios inseridos em espaços rurais, são obrigados a proceder à gestão de combustível

A devastação incendiária vai continuar porque há a indústria incendiária para alimentar e apetecíveis subsídios para sacar - Casas isoladas ou aldeias, imersas por arvoredo e capinzal, 
Proprietários, absentistas, esperam que seja o Estado a encher-lhes os cofres – Os madeireiros, que empregam mão-de-obra precária e mal paga, falam em postos de trabalho que não promovem

O que esperam os donos das casas que nem sequer limpam o mato em seu redor ? – Que sejam os bombeiros a ocuparem-se dessa elementar obrigação?...

. Basta transpor a fronteira de Portugal para Espanha, ou vice-versa, por via área ou terrestre, para constatar que o dito jardim à beira mar plantado, tem mais semelhanças com a negligência de muitos países africanos ou do terceiro mundo, que, com o resto da Europa

UM PAIS DE CHULOS E DE EXPEDIENTES - Sinto orgulho por ser português, por um pequeno país ter navegado pelos sete mares em frágeis caravelas, mas ao mesmo tempo um misto de sentimento amargo e de revolta por ver que a nossa burguesia, a dita elite económica, continua a ser dada mais às almoçaradas e jantaradas (assim já era nos famosos banquetes anteriores à instauração da República) curtindo o faduncho e as bárbaras touradas, persistindo em governar-se através dos cordelinhos do atávico parasitismo, em comer à custa da gamela do Estado,

Vão ver, como vamos assistir através dos telejornais, ao corrupio da pedinchice dos subsídios do Estado e da CEE para depois, além de queimados, ficarmos ainda mais depenados: como se o dinheiro não viesse dos impostos dos contribuintes




Nenhum comentário :