expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

domingo, 14 de julho de 2019

São Tomé e Príncipe – Crise energética atenuada mas não resolvida - Um dos afilhados do padrinho-mor, posto na EMAE, está preso mas o grande sacador, continua foragido - Depois de sucessivos apagões – Angola apressa fornecimento através da única abastecedora ENCO, da petrolífera Sonangol - COM O TÃO DESEJADO OURO LÍQUIDO, QUE STP AINDA NÃO LOGROU EXPLORAR DO FUNDO DO MAR - E, quando o fizer, há juros e contas volumosas acumuladas por liquidar

Jorge Trabulo Marques - Informação e análise - Todavia, o maior sacador encontra-se em Liberdade   - 31 maio 2019 (Lusa)O ex-diretor-geral da Empresa de Água e Eletricidade (Emae) são-tomense Mário Sousa foi detido e encontra-se em prisão preventiva por ordem do juiz de instrução criminal do Tribunal de Primeira Instância, disse hoje à Lusa fonte judicial.https://www.dn.pt/lusa/interior/ex-diretor-geral-da-empresa-de-agua-e-eletricidade-sao-tomense-volta-a-ser-detido-10963026.html
Referem noticias de que, “a única abastecedora de combustíveis no arquipélago é a empresa ENCO, que pertence à petrolífera angolana Sonangol. anunciou que um navio atracou, nesta última  sexta-feira,  para reabastecer o centro da ENCO, localizado na cidade de Neves, no norte da ilha de São Tomé.Com estes combustíveis, que chegaram de Angola, foram abastecidas as gasolineiras e os depósitos da empresa de água electricidade, EMAE..
O administrador supervisor para a área de Logística da Sonangol, Luís Maria, afirmou  à reportagem do Jornal de Angola, que a estatal angolana realiza de forma regular o abastecimento de combustíveis à Ilha de São Tomé e Príncipe por via da Empresa de Combustíveis e Óleo (Enco), uma participada da Sonangol. https://www.plataformamedia.com/pt-pt/noticias/sociedade/interior/petroleiro-da-sonangol-ja-chegou-a-sao-tome-11107584.html


ATENUADA A CRISE DE COMBUSTIVEL, MAS NÃO RESOLVIDA, COM O TÃO DESEJADO OURO LÍQUIDO, QUE STP, AINDA NÃO LOGROU EXPLORAR DO FUNDO DO MAR - E, quando o fizer, há juros e contas volumosas acumuladas por liquidar - Pois as dividas, contraídas pelo regime de PT, que apenas quis dar-se ao luxo de sacar e não assumir compromissos e pagar, são enormes, ascendem - diz-se - a 150 milhões e tornam o país numa situação de tóxico-dependência-crónica - Por isso, o grande problema da falta de confiança de investidores estrangeiros,  num país tradicionalmente pacifico e onde não há as convulsões sociais de outros países, não será tanto o probelma social ou a falta de recursos naturais e prometedores,  mas a corrupção e esta constante instabilidade, que se vem traduzindo por frequentes falhas de correntes na central elétrica e nos transportes - Segundo noticias, o cargueiro do combustível vindo de Angola, já procedeu aos descarregamentos, nos depósitos, em Neves 

Informações citadas por Octávio bandeira, em INFORMAR COM VERDADE, NO Facebook  refereem, que "os combustíveis foram todos transportados num só navio petroleiro Angolano de grande porte (GUNGA LIMASSOL)

Segundo Osvaldo Vaz, tudo está preparado para que caso semelhante não volte a acontecer e aproveitou para agradecer às autoridades Angolanas que não obstante as dívidas avultadas e os constrangimentos que também conhece Angola, continuam a fornecer combustíveis a STP em condições francamente favoráveis.
O Ministro aproveitou ainda para sublinhar na sua entrevista que a capacidade de produção actual da EMAE é de 18 Megawatts, recordando que aquando da entrada do XVII Governo eram somente 7 Megawatts e que a falta de energia que se verificou nos últimos dias, deveu-se somente ao stock limitado de combustível.
Tudo indica que à partir desta noite o problema de energia estará resolvido.
Deve ser destacado o facto do Ministro Osvaldo Vaz, abster-se de estar presente no acto central dos festejos de 12 de Julho, para seguir e coordenar pessoalmente todos os procedimentos de descarregamento e distribuição dos combustíveis (que já teve início), com prioridade para EMAE e depois às bombas de combustíveis que nos últimos três dias limitaram a venda de 30 litros e depois 15 litros para cada cliente. 

https://www.facebook.com/groups/1046261748750459/

 CHERNEIRA DE PINTA CABRA NOS 4 ANOS DE SACANAGEM, PRESO POR ALEGADA GESTÃO DANOSA - APONTADO COMO TENDO QUEIMADO DOCUMENTOS E DESVIADO MILHARES DE EUROS NUMA DESLOCAÇÃO A LISBOA

Apanhado a desviar documentos

Denúncia nas redes sociais, em Dezembro passado  - "O Director Geral da EMAE  -  depois de fazer desaparecer e queimar documentos - viaja para Lisboa alegando problema de saúde e deixa o povo as escuras depois de ter na sua posse desde Janeiro €1.800 000, 00 para reparar e fazer manutenção dos grupos geradores

Até o diabo aborrece com tudo isto, e o Presidente da República nada diz, condena o povo por revoltar e não diz uma única palavra sobre a fuga de Patrice Trovoada".




Protestos nas redes sociais, em Dezembro passado   - "A desgraça energética tomou conta de todo o país, o apagão passou a ser moda e invade as habitações, as empresas e demais instituições, lesando os negócios, deitando à falência os privados que já levam vida difícil, alterando os estilos de vida dos santomenses e tingindo milhares de famílias dessa terra. População mais do que descontente, exige justiça. Exige responsabilidades



protestos dos cortes de nergia
Por isso, denunciamos o ilícito penal de Gestão Danosa e demais outros crimes perpetrado pela Direcção da EMAE. O Povo está sem Energia. Rio de dólares foram investidos durante 4 anos consecutivos na EMAE. Empresa está falida, no entretanto 2.800.000 EUROS foram contraídos como empréstimos nos últimos meses para fins torpes que precisam ser esclarecidos. 3 Milhões foram dados como desviados da caixa. Sociedade Civil exige do Procurador-Geral da República, procedimento criminal contra a Direcção da EMAE. Exige em simultâneo que seja feita uma Auditoria Contabilística e Financeira de verdade, em paralelo com uma Auditoria ou peritagem técnica para de facto apurar a veracidade das aquisições dos últimos 4 anos pela EMAE, mormente dos geradores velhos de ocasião à preço de ouro. Enquanto isso tudo, população está na pobreza, vive incerteza energética, vive dia a dia sem luz, apagão total e como se não bastasse, a factura de Água e Luz continua chegando à porta das casas

ENTRETANTO  - São Tomé, 31 mai 2019 (Lusa) - O ex-diretor-geral da Empresa de Água e Eletricidade (Emae) são-tomense Mário Sousa foi detido e encontra-se em prisão preventiva por ordem do juiz de instrução criminal do Tribunal de Primeira Instância, disse hoje à Lusa fonte judicial.

(…) Um grupo de cidadãos interpôs uma queixa-crime na Procuradoria-Geral da República (PGR), acusando a direção de Mário Sousa de gestão danosa.
A queixa-crime contra o ex-diretor-geral da Empresa de Água e Eletricidade surge na sequência de uma entrevista dada pelo sindicato da empresa, referindo-se a um empréstimo bancário no valor de mais de dois milhões de euros contraído pela direção para investimentos na reabilitação das redes elétricas. https://www.tsf.pt/lusa/interior/ex-diretor-geral-da-empresa-de-agua-e-eletricidade-sao-tomense-volta-a-ser-detido-10963027.html


Nenhum comentário :