expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Quem sou eu

Minha foto
Entre outros assuntos, falo da escalada ao Pico Cão Grande e das minhas aventuras em canoas – Visam defender a teoria de que antigos povos africanos, podiam ter sido os primeiros povoadores das Ilhas do Golfo da Guiné, antes dos colonizadores – Parti à meia-noite, disfarçado de pescador, ligando a ilha do Príncipe. Para me orientar, uma rudimentar bússola – A canoa era minúscula, à segunda noite adormeci: rolei na escuridão das vagas. No regresso fui distinguido com sopapos da policia salazarista, enviado para os calabouços – Cinco anos depois, numa piroga maior, fiz a ligação São Tomé-Nigéria. Partindo igualmente à noite, 13 dias depois atingia uma praia de Calabar, tendo sido detido 17 dias por suspeita de espionagem. - No mesmo ano, já com São Tomé e Príncipe independente, tentei a travessia São Tomé ao Brasil, usando os mesmos recursos. Além de pretender reforçar a minha teoria, desejava evocar a rota da escravatura e repetir a experiência de Alain Bombard. Porém, quis a ironia do destino que vivesse a difícil provação de um naufrágio de 38 longos dias, tendo aportado numa praia de Bioko (Bococo)onde fui recambiado para a famosa prisão de Black Beach

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

VENDA ESCANDALOSA DO PAQUETE FUNCHAL, EM LEILÃO RELAXADO A UM EMPRESÁRIO INGLÊS, que não cumpriu os prazos das tranches - ATULADO EM DÍVIDAS E PROCESSOS À PERNA - DEPOIS DO RUINOSO EMPRÉSTIMO DE 148, 3 MILHÕES PELO MONTEPIO GERAL A MISTERIOSO NEGÓCIO DE CRUZEIROS A RUI ALEGRE - 08-01-13 Recuperação do navio, oficialmente inaugurada, com pompa e circunstância por PASSOS COELHO, que considerou que "A RENOVAÇÁO DO FUNCHAL SE INTEGRA NO TIPO DE MEDIDAS NECESSÁRIAS PARA DAR UM HORZONTE DE ESPERANÇA AO PAÍS". -


Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise DEPOIS DE LER  ESTE POST  - CLIKE E Veja todos os pormenores da grande festança inaugura08/02/13--09:42: O DIA DO FUNCHAL

RÉQUIEM DO NAVIO FUNCHAL A  UM EMPRESÁRIO INGLÊS DE UM GRUPO DE HOTÉIS DE LUXO DE LIVERPOOL ATOLADO EM DÍVIDAS  - Investidores nesse grupo disseram à BBC que passaram por "um pesadelo" tentando conseguir dinheiro da empresa. Outros moveram-lhes processos  - Eles descreveram meses de atrasos e ligações não atendidas ou e-mails para a empresa de Liverpool, Signature Living. – Fonte BBC


08/01/13--05:07: O nosso belo Paquete FUNCHAL no estaleiro naval do Porto de Lisboa, em reportagem em directo no "Bom Dia Portugal" da RTP esta manhã. 

O nosso belo e querido FUNCHAL renovado, pintado e mediatizado em divulgação no jornal Público via Fugas..

Ver aqui... Mais um belíssimo trabalho de divulgação do FUNCHAL a integrar uma campanha alargada na imprensa e em outros suportes portugueses, promovida pelo novo operador Portuscale, claro com uma ajudinha de uma empresa de comunicação. 

Tudo certinho, ainda não li em lado nenhum classificarem o nosso veterano de aventuras insulares e outras como "paquete de passageiros", "embarcação" e outros mimos frequentes. Muito bem.

Em 2017, o proprietário da Signature Living, Lawrence Kenwright, prometeu desenvolver cinco novos hotéis em Belfast, incluindo um no tribunal abandonado de Crumlin Road. Nenhum dos projetos foi aberto ao público.

A BBC falou com dois investidores que entraram com uma ação legal contra a empresa. https://www.bbc.com/news/uk-england-merseyside-48152236

.NAVIO FUNCHAL - INAUGURADO POR PASSOS COELHO  COM POMPA E CIRCUNSTÂNCIA –  E ATÉ CITAÇÕES POÉTICAS DE FERNANDO PESSOA - MAS NUNCA CHEGOU A NAVEGAR  "Os paquetes que entram de manhã na barra/ Trazem aos meus olhos consigo / O mistério alegre e triste de quem chega e parte”

    
Hoje é o dia do FUNCHAL, é a festa do FUNCHAL", anunciou Rui Alegre, o novo armador do paquete a abrir a festa da inauguração do novo FUNCHAL reabilitado depois de três anos de Matinha, desespero e esquecimento.

 A Inauguração da nova fase de vida do paquete FUNCHAL, a 1 de Agosto, no estaleiro da Navalrocha, contou com a presença do primeiro-ministro, Dr. Pedro Passos Coelho, que assistiu ao içar da bandeira à popa do navio e proferiu algumas palavras alusivas à conjuntura económica, ao mar e ao FUNCHAL.

Passos Coelho considerou que a renovação do FUNCHAL se integra no tipo de medidas necessárias para "dar um horizonte de esperança ao país". 
Reconhecendo os sacrifícios muito grandes feitos ao longo do processo de ajustamento da nossa economia, disse que essas restrições foram feitas, justamente, para dar um horizonte de esperança e de confiança ao país. disse, na reinauguração do paquete Funchal, na Doca Seca, de Lisboa. http://navios3.rssing.com/chan-9613938/all_p7.html

RAPINAGEM SEM ESCRÚPULOS  - DEPOIS DO ESCANDALOSO EMPRÉSTIMO DE CENTENA E MEIA DE MILHÕES A UMA EMPRESA QUE ACABOU NUM PROCESSO DE INSOLVÊNCIA,   SUCEDE UM LEIÃO AO DESBARATO E MAL ACAUTELADO    - E as atribuladas voltas por  empresários de credibilidade duvidosa – O emblemático navio histórico merecia melhor sorte 


Desde o armador  português Rui Alegre, que deixou  a empresa ir à  falência  ao megalómano inglês Lawrence Kenwright, chefe de um grupo de hotelaria  de Liverpool, Signature Living – politico e empresário  - também ele protagonista de uma  falência,  atolado em dívidas e ações judiciais de incumprimentos de contatos 


Outrora símbolo da marinha portuguesa, o navio continua a ser o protagonista de uma história trágico-marítima sem fim":  - Dizia o Expesso  - Não tendo  cumprido com o prazo para o pagamento da última tranche da compra do navio - depois de duas moratórias  -  à aparente negligência do  administrador do processo da  insolvência, que deveria ter-se informado do currículo do comprador, em  avultada oferta de 3,9 milhões, mesmo assim posto à venda por 1/10 abaixo da sua recuperação,  o administrador de insolvência terá de encontrar outros interessados

O imbróglio de um leilão, liderado pelo Administrador da insolvência Pinto Oliveira, que  parece ter negligenciado o currículo de um megalómano empresário, que não cumpre  os contratos que assume e sobre o qual - diz a BBC -  "investidores apresentaram  "uma ação legal contra a sua empresa" -  A mesma  que  “construiu seu negócio depois de ter  falido em 2010", tendo o empresário argumentado  que "havia ganho relativamente pouco dinheiro com a empresa, embora os registros mostrem que ele dividiu em £ 610.000 em dividendos em 2017". – 

Manobras   de  um gúrú que não cumpre os contratos   – Estamos perseguindo, implorando por nosso dinheiro. Tive muitas noites sem dormir", disse um dos investidores, que pediu para não ser identificado. "Estamos sendo ignorados." A empresa "está dando má reputação a Liverpool e ao Reino Unido", disse ele. –BBC


O Expresso contactou o grupo Signature Living, mas não obteve resposta. - Caso o dinheiro não apareça, os putativos novos proprietários dirão adeus ao montante já entregue. Já o gestor do processo de insolvência terá de desencadear novas diligências para vender o navio.  - Será uma nova hasta pública ou haverá uma ajuste direto? “Ainda não decidi”, responde Pinto Oliveira.”. https://expresso.pt/sociedade/2019-07-06-Mais-um-Dia-D-para-vender-o-paquete-Funcha
VENDIDO POR 3,9 MILHÕES DE EUROS – A QUEM NÃO  CUMPRIU COM AS DATAS DOS ENCAIXES   - E já tinha currículo de má reputação.

"O Funchal era um dos quatro navios adquiridos pelo empresário Rui Alegre para um negócio de cruzeiros, financiado pela Caixa Económica Montepio Geral com um crédito de quase 150 milhões de euros, que recebeu como garantia apenas 40% desse valor. Segundo uma investigação da SIC, o dinheiro terá sido atribuído através de 14 sociedades pertencentes a Rui Alegre e utilizado parcialmente para amortizar empréstimos de outras instituições de crédito, salários e automóveis ao empresário.
O paquete Funchal recebeu quatro propostas de aquisição: uma de um grupo turco, que adquiriu também os navios Porto e Lisboa, que serão desmantelados para sucata e outras duas de dois consórcios, um luso-brasileiro e outro luso-francês que no decurso da hasta pública chegaram a entrar em conversações para derrotar os britânicos da Signature Living. https://www.dn.pt/dinheiro/interior/navio-funchal-vendido-em-hasta-publica-a-grupo-britanico-signature-living-por-39-me--10282501.html

Negócio ruinoso. Montepio emprestou 148,3 milhões contra garantias de apenas 40% desse valor – Diz o Observador  - A  grupo empresarial que quis criar linhas de cruzeiros. Parte dos créditos foram concedidos contra pareceres

(…) O “sonho” de criar uma empresa turística de cruzeiros fez com que Rui Alegre tivesse comprado a um armador grego falido outras três embarcações — o Lisboa, Porto e Azores. “Estou a por a cabeça no cepo, se isto correr mal tenho tudo a perder”. “Mas não vai acontecer, tenho a certeza absoluta”, afirmou o próprio Alegre em entrevista à SIC, em agosto de 2013.

Tudo terá começado com a compra do navio “Funchal”. Esta antiga embarcação da frota colonial foi adquirida para ser renovada mas nunca chegou a ser utilizada(…) e deverá ser vendida no próximo dia 5 de dezembro de 2018 por 3,3 milhões de euros — um décimo do valor gasto na renovação da embarcação.

.(…) A 30 de junho de 2015, quatro meses depois das empresas de Rui Alegre terem sido declaradas insolventes, a Direção de Auditoria e Inspeção do Montepio apresentou um relatório com mais de 40 páginas — a que a SIC teve acesso — onde foram apresentados todos os detalhes desta operação financeira alegadamente ruinosahttps://observador.pt/2018/11/23/negocio-ruinoso-montepio-emprestou-1483-milhoes-contra-garantias-de-apenas-40-desse-valor/


NEGÓCIOS ANUNCIADOS COMO RASGOS DE OBRA INOVADORA 

"Rui Alegre, o Armador da companhia de cruzeiros Portuscale, formada em fevereiro'13 apresenta as novidades dos seus 4 navios - Funchal, Lisboa, Porto e Azores. Fala-nos da Visão que tem do seu novo negócio e do turismo de cruzeiros.  (1ª parte da entrevista) https://vimeo.com/67981692


Ainda se lembra do Paquete Funchal? - Rui Alegre, que esteve no grupo Amorim até 2007, resgatou o Paquete Funchal da falência. E vai pô-lo em alto mar, a fazer cruzeiros turísticos, a partir de terça-feira, 6 de Agosto 2013

"O turismo é um bicho que tenho cá dentro", declarou ao Negócios Rui Alegre, que agora é armador e responsável por ter resgatado o Paquete Funchal à falência.
O Paquete Funchal foi inaugurado em 1961 e era parte da marinha mercante portuguesa. O Funchal é, agora, "o único navio vivo da história da marinha mercante nacional", diz Rui Alegre, que apresentou o novo Funchal na quinta-feira, 1 de Agosto, dia em que foi oficialmente inaugurado com a presença do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho.
Rui Alegre é presidente da Portuscale Cruises, que adquiriu, em Fevereiro deste ano, não apenas o Funchal, mas os outros três navios arrestados que eram detidos pela Classic International Cruises. A frota, de quatro navios, estará toda em alto mar no próximo ano. – Excerto de  https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/turismo---lazer/detalhe/ainda_se_lembra_do_paquete_funchal


Nenhum comentário :